quarta-feira, 28 de agosto de 2013

Balanço das arbitragens: 2ª jornada

Antes de começar, fica aqui o link para o post em que explico os motivos e a forma como organizei este balanço.

Académica 0-4 Sporting (Artur Soares Dias)
41' - Golo de Rojo para o 0-2 - decisão errada, pois há fora-de-jogo de Montero; é uma jogada em que a bola a bate em vários jogadores: Wilson Eduardo remata, a bola tabela em Rojo e depois em Montero; no momento em que a bola bate em Rojo, Montero está em fora-de-jogo e acaba por ter influência na jogada pois a bola bate-lhe na perna imediatamente a seguir; a bola ressalta novamente para Rojo que remata para golo
52' - Penalty de Marcelo Goiano sobre Jefferson - decisão correta, o jogador da Académica coloca o braço esquerdo sobre o ombro de Jefferson e acerta com o pé esquerdo na perna do adversário
52' - Segundo amarelo para Marcelo Goiano - decisão correta, no lance do penalty está a cortar uma jogada de perigo; o primeiro amarelo, mostrado aos 40' também foi bem mostrado
58' - Penalty de Manoel por mão na bola - decisão correta, o jogador da Académica leva o braço esquerdo levantado (está a ocupar espaço que o corpo não cobre) no momento em que a bola lhe bate
=: O lance do 2-0 nasce de um erro do fiscal de linha, mas o Sporting já vencia e dominava por completo o jogo, pelo que a probabilidade de a Académica virar o resultado era ínfima; na minha opinião acaba por não ter influência na vitória do Sporting

Benfica 2-1 Gil Vicente (Paulo Baptista)
9' - Rodrigo fica isolado, mas é assinalado fora-de-jogo - decisão correta, as pernas estão em linha mas Rodrigo está inclinado para a frente, estando efetivamente fora-de-jogo
29' - Golo anulado a Lima - decisão correta, mas pelos motivos errados; Lima estava em fora-de-jogo mas o que foi marcado foi toque com o braço na bola, que na realidade não existiu
80' - Lima cai na área embrulhado com um defesa do Gil Vicente - decisão correta, se há alguma falta teria que ser marcada falta atacante
=: Decisões de arbitragem nos lances críticos não tiveram influência no resultado final

Porto 3-0 Marítimo (Jorge Ferreira)
44' - Josué cai na área após contacto do defesa do Marítimo - decisão correta, Josué sente o contacto e deixa-se cair, vendo o cartão amarelo
50' - Otamendi é derrubado e é marcado penalty - decisão errada, a falta é fora da área
=: Decisões de arbitragem nos lances críticos acabaram por não ter influência no resultado final; o lance do penalty existe com o resultado já em 2-0, o Marítimo nunca pareceu capaz de contrariar o domínio do Porto

Nota: no programa "O Dia Seguinte" discutiu-se se o defesa do Sporting Maurício e se o médio do Benfica Enzo Perez deveriam ter visto amarelo ou vermelho. Nenhum me parece um caso claro de cartão vermelho, pelo que não os coloquei nos lances analisados, já que em ambos o cartão amarelo se aceitaria. Nenhum dos lances me parece intencional (apesar de nenhum dos dois ter visto sequer isso). Vou procurar manter este critério, ou seja, só vou incluir situações disciplinares de faltas que não cortam jogadas de perigo iminente se me parecerem claramente merecedoras de cartão vermelho.




Sem comentários :

Enviar um comentário