quinta-feira, 26 de setembro de 2013

Balanço das arbitragens: 5ª jornada

Antes de começar, fica aqui o link para o post em que explico os motivos e a forma como organizei este balanço.

Estoril 2-2 Porto (Rui Silva)
11' - Otamendi faz falta sobre Luís Leal, que tinha ganho a posição e seguia isolado para a baliza - decisão errada, Otamendi devia ter sido expulso
33' - Penalty assinalado por mão de Otamendi - decisão errada, o jogador está fora da área, o cartão amarelo está correto
80' - Golo de Luís Leal pode ter sido em fora de jogo - não é possível ter a certeza pois não há nenhuma imagem que mostre a posição de Mangala no momento em que o jogador do Estoril cabeceia a bola na direção de Luís Leal
=: Mais uma arbitragem, à semelhança do Sporting - Benfica, que baralhou completamente o jogo; más decisões para os dois lados; existem mais lances polémicos que potencialmente podem ter prejudicado o Porto, mas se Otamendi tivesse sido expulso aos 11' a história do jogo poderia ter sido completamente diferente, já que o Porto jogaria com 10 durante 80 minutos (1X2)

Sporting 1-1 Rio Ave (Carlos Xistra)
74' - Remate de Adrien é cortado com a mão do defesa do Rio Ave - decisão errada, devia ter sido assinalado penalty
=: Marcando o penalty dificilmente o Sporting deixaria de ganhar o jogo, já que faltavam apenas 15 minutos para o final (1)

Guimarães 0-1 Benfica (Bruno Esteves)
Nem o Dia Seguinte nem o Prolongamento mostraram uma falta de Siqueira que, segundo Miguel Guedes, devia ter visto cartão vermelho; como não vi as imagens não comento essa decisão.
61' - Addy vê o segundo cartão amarelo por derrubar Enzo Perez - decisão correta, Addy corta uma jogada de contra-ataque sem qualquer intenção de jogar a bola; o primeiro cartão amarelo também foi mostrado corretamente
69' - Paulo Oliveira derruba Lima dentro da área, o árbitro deixa seguir - decisão errada, há falta e devia ter sido assinalado penalty
=: Decisões de arbitragem nos lances críticos não tiveram influência no resultado final

Menção Honrosa: Marco Ferreira no Arouca 0-1 Braga
  • Penalty por assinalar a favor do Arouca por falta de Joãozinho sobre Ceballos aos 74'
Resumo da jornada



Acumulado da época



Classificação



Como ler este quadro:

  • O Porto beneficiou de um golo irregular contra o Paços, que se tivesse sido anulado muito provavelmente implicaria um empate (o golo foi marcado com menos de 15 minutos para jogar) e contra o Estoril beneficiou de uma expulsão perdoada a Otamendi no princípio do jogo, que nesse cenário poderia ter acabado com uma derrota. Na pior das hipóteses o Porto poderia ter 3 vitórias (Setúbal, Marítimo e Gil Vicente), 1 empate (Paços) e 1 derrota (Estoril). Por outro lado, no mesmo jogo com o Estoril foi prejudicado no lance do penalty que deu o 1º golo ao adversário e há dúvidas sobre o fora-de-jogo no 2º golo; na melhor das hipóteses, poderia ter 4 vitórias (Setúbal, Marítimo, Gil Vicente e Estoril) e 1 empate (Paços)
  • O Benfica teve apenas um jogo com uma arbitragem que tenha tido influência no resultado, contra o Sporting; os erros críticos foram para ambos os lados, e foram em número e momentos que baralharam completamente o resultado. Na pior das hipóteses o Benfica poderia ter 3 vitórias (Gil Vicente, Paços e Guimarães) e 2 derrotas (Marítimo e Sporting). Na melhor das hipóteses poderia ter 4 vitórias (Gil Vicente, Sporting, Paços e Guimarães) e 1 derrota (Marítimo).
  • O Sporting ainda não teve nenhum jogo em que tenha perdido pontos em que não tenham havido erros em seu prejuízo com influência no resultado, ou seja, potencialmente poderia ter o máximo de 15 pontos. Por outro lado, foi beneficiado no jogo com o Olhanense o golo em fora-de-jogo de Montero ajudou a desbloquear um jogo que poderia ter continuado empatado e também benefíciou de erros a seu favor no jogo contra o Benfica. Se não tivessem existissem erros nas arbitragens, na pior das hipóteses poderia ter 3 vitórias (Arouca, Académica e Rio Ave), 1 empate (Olhanense) e 1 derrota (Benfica). Na melhor das hipóteses podia ter 5 vitórias nos 5 jogos.

Sem comentários :

Enviar um comentário