domingo, 22 de setembro de 2013

Não fazer pela vida

O Sporting não mereceu ganhar. A meio da primeira parte Wilson Eduardo marcou um bom golo, mas que não deixa de ser uma oferta do GR adversário numa altura em que o Rio Ave até estava a jogar melhor. O golo poderia ter embalado a equipa para partir para uma vitória folgada, mas não só o Rio Ave não foi na cantiga de arriscar um pouco mais, como o Sporting também pareceu pouco interessado em fazer pela vida e ir à procura do segundo.

Na segunda parte assistimos a muitos momentos de desconcentração que poderiam ter custado muito caro. À imagem dos avisos prévios de Markovic no Sporting - Benfica que acabaram por dar em golo, também aqui a equipa não soube reagir aos sinais que o adversário dava. O Sporting jogou na expetativa e acabou por sofrer o golo do empate, numa altura em que o Rio Ave até já merecia estar a ganhar.

Ficou também evidente a grande desvantagem do Sporting em relação a Porto e Benfica: a qualidade do banco. Faltam-nos várias peças no banco que garantam a mesma qualidade teórica que os jogadores do onze inicial oferecem, precisamente para ajudar a ultrapassar noites como esta de desinspiração coletiva. Apesar disso, percebi a aposta de Jardim em Rinaudo, e não foi por isso que o Sporting teve um mau resultado, já que o golo do Rio Ave foi marcado 3 minutos depois da substituição num lance de bola parada.

O grande problema em não se fazer pela vida é que depois se fica sujeito à vida que os outros tentam traçar para nós. E sabendo que o homem das xistralhadas andava por ali, mais incompreensível é a atitude da equipa ao longo de quase todo o jogo.

Estou triste com o resultado, mas não estou desiludido com a equipa porque já sabia que noites destas iriam aparecer. E é por isso que recuso a ideia que o Sporting seja candidato ao título, porque ainda há muito trabalho pela frente para que se tenha um plantel equilibrado com alternativas de qualidade indiscutível para todas as posições. O campeonato é uma prova muito longa que exige regularidade e o Sporting precisa de ser uma equipa que jogue consistentemente mais que as outras o suficiente para que fique imune a xistralhadas. Ou isso, ou que se arranje forma de erradicar as xistralhadas do futebol.

Entretanto, keep calm and carry on.

Sem comentários :

Enviar um comentário