quarta-feira, 22 de janeiro de 2014

A idade não perdoa

O presidente Pinto da Costa revela ainda um notável vigor ao 76 anos. No entanto, a idade não perdoa e o líder portista tem perdido algumas faculdades. A capacidade de memória, por exemplo, é uma delas. Na entrevista ao Porto Canal, Pinto da Costa disse o seguinte:

(vídeo: 21s)

Segundo o presidente portista, a perda dos 5 pontos de avanço começou à 5ª jornada com o Estoril com uma arbitragem inacreditável.

Concordo com a adjetivação da arbitragem. O Porto tem efetivamente razão no penalty que foi assinalado a favor do Estoril, mas antes disso, aos 6 minutos, Otamendi já devia ter sido expulso, ao derrubar Luís Leal quando este seguia isolado para a baliza.

Quanto à questão da vantagem pontual, ao empatar no Estoril o Porto perdeu de facto 2 pontos relativamente ao Benfica, que reduziu a distância para apenas 3 pontos. No entanto, a classificação à 5ª jornada mostra que à frente do Benfica estavam ainda Sporting e Braga. Sporting, que nessa mesma jornada empatou com o Rio Ave (com um erro também inacreditável de Carlos Xistra, que não viu uma mão na bola após um remate de Adrien), e mantinha 2 pontos de atraso para o Porto.

Sim, estão a ver bem, o Braga nesta altura estava à frente do Sporting

No entanto, o Porto acabou por recuperar essa vantagem e à 8ª jornada tinha 5 pontos de avanço sobre Benfica e Sporting (segundo a classificação do zerozero.pt e do Record), ou Sporting e Benfica (segundo todos os outros).


Portanto, só a partir da 8ª jornada é que o Porto começou a perder os 5 pontos de avanço que conquistaram até então com a inestimável colaboração dos árbitros Rui Costa (contra o Paços) e Pedro Proença (contra o Guimarães). O Porto teve entre as 9ª e 11ª jornada uma sequência de três jogos em que perdeu 7 pontos (empates com Belenenses e Nacional, derrota com a Académica). E a arbitragem no jogo com a Académica também foi inacreditável, mas mesmo assim o Porto nem sequer pontuou. Mas Pinto da Costa já não se deve lembrar disso.

Sugestão para juntar ao cocktail de medicamentos de Pinto da Costa

4 comentários :

  1. Só os burros é que falam dos árbitros.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O Pinto da Costa também já não se deve lembrar que disse isso há não tanto tempo quanto isso... o problema de memória talvez seja mais grave do que inicialmente se pensava. Um abraço.

      Eliminar
  2. Mestre, isto não tem a ver com a idade, isto é uma doença chamada "memoria selectiva" e os principais sintomas são: tentar fazer os outros de parvos e uma desonestidade intelectual implacável.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Guto, e são mestres a conseguir fazer dos outros parvos. A prova é que têm o tempo de antena que querem, ninguém lhes faz contraditório, e continuam a ganhar campeonatos...

      Eliminar