sexta-feira, 17 de janeiro de 2014

Balanço das arbitragens: 15ª jornada

Benfica 2-0 Porto (Artur Soares Dias)
52' - Matic cabeceia a bola na direção da baliza, que bate na mão de Mangala, o árbitro não assinala penalty - decisão errada, devia ter sido assinalado penaty pois o jogador do Porto faz mancha com o braço
73' - Quaresma cai na área após contacto com Garay, o árbitro não assinala nada - decisão errada, o defesa argentino empurra o jogador do Porto, devia ter sido assinalado penalty
74' - Danilo cai na área após contacto com Garay, o árbitro não assinala nada - decisão correta, há contacto mas não há qualquer empurrão do defesa argentino
74' - Na sequência do lance, o árbitro entende que Danilo simulou a falta e exibe-lhe o segundo amarelo - decisão errada, a queda é natural por ter havido contacto, apesar de não haver falta, e não deveria ter sido considerada como simulação
90'+1 - Josué faz uma entrada ao joelho de Siqueira com os pitons, o árbitro não exibe nenhum cartão - decisão errada, a entrada é perigosíssima e o jogador do Porto não tem qualquer intenção de jogar a bola, pelo que devia ter sido expulso
=: foi uma arbitragem com duas faces distintas; prejudicou o Benfica até ao 2-0, e prejudicou o Porto a partir desse momento; a verdade é que os erros contra o Benfica não tiveram qualquer impacto no desenrolar do jogo (o 2º golo foi logo a seguir ao penalty de Mangala e a expulsão foi nos descontos), enquanto que os erros contra o Porto acabaram por ser em número suficiente que impediram a equipa de lutar pelo empate, que seria um cenário perfeitamente possível (1X)

Estoril 0-0 Sporting (Pedro Proença)
68' - Após um cruzamento para a área do Estoril, pede-se penalty de Filipe Gonçalves por controlar a bola com o braço, o árbitro não assinalou nada - decisão correta, a bola toca apenas no tronco do jogador
74' - Montero cai na área após contacto por trás de Gonçalo Santos, o árbitro não assinala nada decisão correta, o contacto existe mas parece ser dentro da lei, pelo que se aceita a decisão do árbitro
74' - Na sequência do lance pede-se segundo amarelo para Montero decisão corretaa queda é natural por ter havido contacto, apesar de não haver falta, e não deveria ter sido considerada como simulação
=: arbitragem sem influência no resultado


Resumo da jornada




Acumulado da época



Classificação





Jogos com arbitragens com influência no resultado




5 comentários :

  1. (o 2º golo foi logo a seguir ao penalty de Mangala e a expulsão foi nos descontos)

    Fica-se a saber que um panlti não marcado não influencia... Brilhante...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Caro anónimo, o Benfica marcou na sequência imediata desse lance. Seria impossível ter marcado o golo de penalty e em simultâneo ter marcado golo no canto. Foi um caso exemplar de escrever direito por linhas tortas. É nesse sentido que digo que o penalty de Mangala acabou por não ter impacto no jogo. Um abraço.

      Eliminar
    2. Falta aí o lance em que Jackson ficava isolado o Soares não deu a lei da vatagem.

      Eliminar
    3. Cantinho, não coloquei esse lance (nem o do fora-de-jogo do Jackson na primeira parte) por uma questão de coerência com o que tenho feito no passado. Coloco apenas penalties, golos marcados de forma irregular e cartões vermelhos mostrados ou por mostrar.

      Sei que é um pouco redutor, porque efetivamente há lances muito perigosos que podem ser cortados pelos árbitros, mas nesses casos seria muito mais difícil para mim separar a linha do que é um lance de golo iminente ou não (e aí é possível que eu ficasse ainda mais exposto aos meus sentimentos clubistas). :)

      De qualquer forma obrigado pela chamada de atenção. Um abraço.

      Eliminar