segunda-feira, 27 de janeiro de 2014

Capas que não fizeram história, nº 5: O jogador do campeonato

Agosto de 2013

Após uma utilização de 14 minutos na Supertaça e de 30 minutos na 1ª jornada, surgia o fenómeno Juan Quintero. Se no jogo da Supertaça entrou numa altura em que o jogo já estava decidido, no começo do campeonato contra o Setúbal o jogador colombiano foi lançado por Paulo Fonseca aos 59' quando o resultado ainda estava 1-1, e o Setúbal jogava com menos um jogador após expulsão do guarda-redes Kieszek. Um minuto depois de entrar, Quintero disparou uma bomba de fora da área e fez o 1-2.

A partir daí choveram elogios ao jovem colombiano. Quintero já fazia esquecer James Rodriguez. Quintero espalhava magia. E até isto:



Como não poderia deixar de ser, Pinto da Costa não perdeu tempo e tratou de tirar todas dúvidas aos adeptos portistas a quem deveriam agradecer tamanha dádiva. "Este miúdo vai ser muito importante", "Já o seguíamos há muito tempo e sabíamos tudo sobre ele", afirmou.

Passados alguns meses, ao fim de 16 jogos para o campeonato, Quintero soma uma impressionante utilização de 337 minutos, que corresponde a 23% do tempo em que Helton esteve em campo.

Estranho é que na recente entrevista ao Porto Canal, Pinto da Costa não tenha mencionado o excelente plantel que colocou à disposição de Paulo Fonseca e, em particular, a sua decisão de comprar 50% do passe de Quintero por €5M.

Mais recentemente, quando o Porto contratou Quaresma, Pinto da Costa preferiu ser mais prudente e disse que se tratou de um pedido expresso do treinador. Vamos ver se o presidente do Porto manterá essa versão se Quaresma voltar a demonstrar as qualidades que tinha na sua passagem anterior pelo clube.

Sem comentários :

Enviar um comentário