segunda-feira, 20 de janeiro de 2014

Índice de Entusiasmo de Freitas Lobo

É provável que pouca gente conheça, mas existe um índice que mede o entusiasmo com que Luís Freitas Lobo comenta os lances dos jogos de futebol. 

É usual vermos o comentador demonstrar mais entusiasmo quando faz os seus comentários num clássico ou em jogos decisivos da Liga dos Campeões, do que num jogo amorfo entre duas equipas que jogam para não perder -- e isso é perfeitamente natural. O que não é tão natural é detetar, dentro do mesmo jogo, níveis de entusiasmo diferentes em função, por exemplo, da cor dos equipamentos da equipa que acabou de marcar um golo.

Foi por esse motivo pelo qual um grupo de reputados cientistas desenvolveu o conceito do IEFL (Índice de Entusiasmo de Freitas Lobo). Ao avaliar-se um determinado comentário, leva-se em consideração as palavras que o comentador profere e também o tom com que as diz.

Após anos de estudo, os cientistas apresentaram finalmente ao mundo a tabela IEFL, que varia entre 0 e 100, representando:

0 - Stress pós-traumático
10 - Cólera
20 - Revolta
30 - Irritação (vulgo azia)
40 - Desagrado
50 - Neutro
60 - Satisfação
70 - Felicidade
80 - Deleite
90 - Êxtase
100 - Júbilo

Aplicando a tabela IEFL aos comentários de Luís Freitas Lobo aos golos do Arouca - Sporting, os cientistas chegaram às seguintes conclusões:

Golo do Arouca, 1-0


A reter: "a importância destes dois jogadores", "este passe é fantástico", "Bruno Amaro aparece muito bem desde trás e faz bem o golo". 

Nível IEFL:



Golo do Sporting, 1-1


A reter: "um lance de bola parada é sempre um lance à margem daquilo que se passa no jogo jogado", "o Sporting aproveita para chegar ao empate na forma como o Rojo salta no meio dos dois jogadores do Arouca".

Nível IEFL



Golo do Sporting, 1-2


A reter: "um excelente remate do Slimani", "agora, falha da equipa do Arouca no momento do corte", "a forma como calcula mal o tempo de salto", "não tem tantas rotinas de central, as necessárias para fechar a linha de passe", "um central aqui tirava a bola", "Slimani, instinto de ponta-de-lança, não perdoa, um golaço".

Nível IEFL:



Concordam com esta avaliação aos três lances do Arouca - Sporting? Ou acham que o facto de os cientistas serem adeptos ferrenhos (palermas, segundo as palavras do próprio Freitas Lobo num Jogo Jogado há uns meses) de um dos clubes em campo pode estar a injustiçar a isenção do reputado comentador?

14 comentários :

  1. A avaliação é essa, nem mais. Excelente trabalho científico.

    Só duas notas:
    - No empate, LFL não diz isto: "o Sporting aproveita para chegar ao empate na forma como o golo ressalta no meio dos dois jogadores do Arouca". Mas sim: "o Sporting aproveita para chegar ao empate na forma como o Rojo salta no meio dos dois jogadores do Arouca".
    - Se o árbitro fosse o Mota, as criticas ao jogador do Arouca no golo do Slimani não eram feitas. Porque se o jogador do Arouca saltou daquela maneira, à frente de Slimani e não chegou à bola, é porque o Slimani o empurrou.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigado pela correção, Cantinho. Já corrigi.

      Não me tinha ocorrido, de facto se o Mota fosse o árbitro talvez o golo não tivesse sido validade... :)

      Eliminar
  2. Respostas
    1. Obrigado Mário. Foi um trabalho árduo de anos a fio para chegar a esta tabela rigorosa... :)

      Um abraço.

      Eliminar
  3. Este tipo de "isenção" não é virgem nem exclusiva desse sr., aliás, parece-me que é a norma dentro do panorama de comentadores e relatadores... Pior que o Luís Freitas Lobo só mesmo os profissionais (?) da SIC e TVI.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Luke, por acaso em relação à TVI não estou de acordo. A TVI dá bastante tempo de antena a pessoas que já estiveram ligadas ao Sporting que, na minha opinião, dizem aquilo que têm a dizer sem bajulações ou ressentimentos. Pedro Barbosa, Tomás Morais, Dani, Pedro Sousa e mesmo o Eduardo Barroso.

      Quanto à SIC é outra conversa. A SIC venera o Benfica de uma forma quase escandalosa. Acho estranho que queiram fazer a exploração do futuro canal do Sporting. A RTP também é muito má.

      Um abraço.

      Eliminar
    2. No caso da TVI e SIC não fui específico e, portanto, injusto. Eu queria referir-me aos comentadores das transmissões dos jogos. Acho-os histéricos e tendenciosos e invariavelmente acabo por silenciar a TV durante o jogo....

      Eliminar
    3. OK, Luke. Por acaso a TVI teve durante muito tempo a fazer os comentários o Manuel Queiroz, o homem que transformou um soco do James num adversário num "meteu-lhe as mãos no corpo". Um clássico! :)

      Eliminar
    4. O meu trauma teve origem no tempo em que a TVI era responsável pelas transmissões da Liga em sinal aberto, estas tinham o contributo (leia-se sabotagem) do, entre outros, nosso joão "querido" manhas...

      Admito que recentemente possam ter emendado a mão, o Dani, por exemplo, não me parece estérico ou tendencioso, no entanto, infelizmente, não lhe reconheço no comentário televisivo o mesmo talento que tinha no pé esquerdo.

      Eliminar
    5. Já não me lembrava desses tempos, mas o Manha e o Queiroz são do pior que pode haver, a par do Bernardino Barros.

      Agora os jogos da TVI têm sido comentados pelo Pedro Sousa e pelo Dani. O Pedro Sousa é um dos melhores, gostava muito dele quando estava na RR, antes de ir para o Sporting -- e estou à vontade para dizer isso pq só soube que ele era sportinguista quando passou a ser o diretor de comunicações do Sporting.

      Eliminar
  4. Caro Mestre de Cerimónias, tenho que lhe tirar o chapéu, grande texto. Mas diga-me, se souber, não era este indivíduo, que em tempos se falava para director desportivo do Sporting? Meu querido Carlos Xavier, que nunca foi chamado para servir, o nosso clube, este sim, um grande sportinguista que eu gostava de o ter no Sporting, que fique claro que eu não o conheço, nem ele sabe que eu existo. Hoje nos «Grandes Adeptos» o Jaime Mourão Ferreira, acho que é assim que se chama, falou na pouca vergonha da capa do Record no dia a seguir ao Ronaldo ganhar a Bola de Ouro. Temos que os combater com as armas que dispomos. Um abraço.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigado, F. Pais. A ambição da vida do Freitas Lobo é dirigir um departamento de futebol, ele nunca o escondeu. Na altura em que o Bettencourt trocava de diretor desportivo como quem troca de meias, falou-se de facto no nome dele. Lembro-me que no Jogo Jogado, o Freitas Lobo disse que se sentia com motivação e capacidade para assumir um desafio desses. No entanto, acabou por ser outra a escolha.

      Entretanto nas eleições do Guimarães um dos candidatos também mencionou o nome dele para a estrutura. Aí creio que o Freitas Lobo nunca confirmou interesse, mas de qualquer forma acho que esse candidato acabou por perder.

      Finalmente, houve rumores que poderia ser o 4º elemento na estrutura de BdC (depois de Inácio e Virgílio), mas não passou de rumores. Felizmente.

      Só costumo ouvir o Grandes Adeptos por podcast às terças-feiras, mas não fico surpreendido que o Jaime Mourão Ferreira tenha falado nisso. É, de longe, o melhor comentador do Sporting em programas do género. Tem memória, vai bem preparado, apresenta muito bem as suas argumentações, não fica calado quando ouve os outros a falar mal do Sporting. Fossem todos como ele, e a vida do Sporting na opinião pública andaria muito melhor defendida. Um abraço.

      Eliminar