segunda-feira, 6 de janeiro de 2014

O cúmulo do descaramento

Em Março de 2013, quando se falava da reestruturação de dívida do Sporting e de um eventual perdão parcial por parte da banca, Luís Filipe Vieira colocou-se na linha da frente dos indignados e tornou pública a sua revolta da seguinte forma:

in economico.sapo.pt

Realmente fica mal a bancos que expulsam famílias das suas habitações por não conseguirem pagar os empréstimos, estarem a perdoar parte da dívida a clubes desportivos. Apesar de Sporting, BCP e BES serem entidades privadas que negociavam um acordo sobre a melhor forma de resolver um problema comum, dou alguma razão a Luís Filipe Vieira nas suas reclamações.

O presidente do Benfica ainda realçou que "O Benfica sempre cumpriu com as suas obrigações com a banca mesmo nos momentos mais difíceis".

Só é pena que o Benfica não tenha o mesmo comportamento exemplar nas suas obrigações com o Estado. É que recentemente foi tornado público o seguinte:

in record.pt

Falamos de um clube que decidiu não vender jogadores e gastar €25M em novas contratações para poder apresentar o melhor plantel dos últimos 30 anos, quando tinha dívidas ao Estado que não tencionava pagar. E que só as pagou aproveitando um regime extraordinário de regularização de dividas fiscais para não ter que ressarcir o Estado dos juros que entretanto se acumularam.

Afinal talvez Luís Filipe Vieira e o seu Benfica (e já agora, Pinto da Costa e o seu Porto) não sejam os seres impolutos que gostam de apregoar. O problema é que neste caso os lesados foram, para além dos clubes cumpridores, o Estado e a generalidade dos contribuintes -- nomeadamente os pensionistas e os trabalhadores que têm sido submetidos a uma carga fiscal asfixiante.

É evidente que o valor devido por Benfica e Porto não resolveria os problemas do país se fossem pagos a tempo e horas, mas Luís Filipe Vieira podia ter-nos dispensado dos seus sermões pseudo-moralistas. É preciso ter descaramento...

11 comentários :

  1. Mas porquê que não existe um jornalista, um "paineleiro" ou outro qualquer elemento na comunicação social que pegue nestas duas notícias e interrogue Vieira acerca da sua incoerência de palavra e pensamento e, também, acerca da sua, acima de tudo, hipócrisia ou como diz o Mestre no título "descaramento".

    Isto é como quando os vemos a atacar os outros por criticarem a arbitragem e eles próprios fazem pior (quer em declarações, quer em actos físicos que nunca vi repudiados por parte do SLB - agressão a Proença, agressão do Diabo a um fiscal de linha e agressão de Luisão em pleno jogo).

    Mas a comunicação social desportiva tem outra missão neste país: branquear e apoiar e certas causas e instituições.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Cantinho, as entrevistas a Vieira até costumam tocar em pontos sensíveis, mas os entrevistadores optam por não tentar contornar as respostas vagas que o presidente do Benfica normalmente dá.

      Quanto a entrevistas a Pinto da Costa, são normalmente um nojo. Lembro-me em particular de uma entrevista de Fátima Campos Ferreira, que falava com PdC com uma reverência inqualificável para um jornalista. Não havia pergunta que fizesse que não incluisse um elogio ao presidente do Porto.

      Mas enfim, como BdC diz, vivemos num país em que tudo é fabuloso...

      Eliminar
    2. Caros amigos,
      Que os benfiquistas saibam manter o Orelhas como presidente por largos anos pois é sinal que o peido mestre deste clube estará cada vez mais perto, ao nível de um Alverca.
      Se já acabou com um, tem todas as condições para conseguir acabar com outro este ex-sócio do FêCêPê.

      E obrigado Mestre por nos recordares esta preocupação do orelhas com as contas do Benfica.

      SL
      José

      Eliminar
    3. José, eu preferia que Vieira saísse e fosse substituído por alguém mais honesto. Não tanto pelo Benfica em si (os benfiquistas saberão melhor do que eu aquilo que acham melhor para o seu clube), mas porque vivemos num país em que os aldrabões raramente têm aquilo que merecem e acabam por ser protegidos pela mesma lei que se habituaram a contornar.

      É ver o Porto e as penalizações que nunca tiveram pelas décadas de práticas mafiosas que todos conhecemos. Vieira é outro da mesma escola, mas que prefere o seu próprio benefício ao benefício do Benfica.

      E na minha ingenuidade, ainda tenho esperanças que com uma direção honesta o Benfica poderá efetivamente lutar por uma competição limpa. É claro que se Vieira saísse hoje, apareceria um Gomes da Silva ou um Moniz para pegar no barco, o que não seria uma grande melhoria. Mas enfim, sonhar não custa... :)

      Obrigado pelo comentário e um abraço.

      Eliminar
  2. Já não tenho palavra para elogiar este blogue. Para mim o melhor da blogoesfera em conjunto com a Tasca do Cherba.

    Caro Mestre de Cerimónias vou já divulgar este post.

    Melhores cumprimentos e cuidado com o excesso de publicidade a certos mitos do Benfica ao longo destas próximas semanas.

    SL

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigado por essas palavras, Green Lantern, fico muito satisfeito! Um abraço.

      Eliminar
  3. Caro Mestre de Cerimónias. Tem aqui um excelente blog!

    Artigos muito bem escritos, sensatos, inteligentes e...certeiros!

    Muitos parabéns e continue este grande trabalho!

    SL

    ResponderEliminar
  4. Para além do exposto, isto é dito pelo senhor que viu uma dívida de 17M€ que tinha ao BPN ser assumida pelo estado.
    Quantas rendas estes 17M€ dariam para pagar?
    E isto não resultou de uma negociação ou renegociação qualquer. Foi mesmo calote.

    Que moral tem um indivíduo que não cumpre as suas obrigações pessoais vir falar de um acordo livre e voluntário entre instituições que não lhe dizem respeito nenhum?

    Junto-me aos parabéns e elogios endereçados pelos outros leitores. SL

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. sar, é verdade. Não só essa dívida do BPN que desapareceu, mas também uma série de outros casos de fraude em que Vieira ou empresas suas estão envolvidos. Não sei se teve oportunidade de ler, mas já escrevi sobre isso há cerca de um mês e meio (AQUI). É muito longo, mas é a minha opinião sobre o homem que os benfiquistas insistem em manter à frente do clube.

      Se tivesse um pingo de vergonha na cara, Vieira não devia abrir a boca para falar dos outros.

      Obrigado pelo comentário e um abraço.

      Eliminar