quinta-feira, 30 de janeiro de 2014

Sporting nas compras

Os últimos dias foram férteis em notícias sobre jogadores apontados ao Sporting. Primeiro Dramé, que entretanto já está confirmado, e depois Shikabala.

Dramé parece ser uma aposta semelhante à de Enoh, uma contratação sem custos e de baixo risco, na esperança que o potencial que lhe é atribuído há anos finalmente se concretize. No entanto, tratando-se de um jogador que já tem 21 anos e que na última época apenas jogou 10 partidas oficiais numa divisão inferior italiana, não fico muito otimista.

Aliás, faz-me confusão o Sporting estar a contratar um extremo para a equipa B, porque se há posição que as escolas do Sporting sempre forneceram em quantidade e qualidade, é precisamente essa. Terá o jogador alguma característica que o diferencia dos restantes extremos da equipa B? Logo veremos.

Quanto a Shikabala, trata-se de outra entrada sem custos para o Sporting, mas em termos de risco a conversa é outra. 

Em primeiro lugar, olhando para os vídeos que podem ser vistos na internet sobre o jogador, é difícil não ficar entusiasmado. A velocidade e a técnica demonstrada são impressionantes (o golo mais espetacular que vi nesses vídeos por acaso é de Robinho, mas existem muitos outros que são fantásticos).

No entanto, quando alguém me mostra um vídeo do youtube como cartão de visita de um jogador, vem-me logo à memória um outro jogador: Freddy Adu. Quando veio para o Benfica, fiquei assustadíssimo ao ver inúmeras jogadas absolutamente impressionantes. Parecia um daqueles craques que ganham jogos sozinhos e valem campeonatos. Vários anos depois sabemos como acabou por correr a experiência de Adu em Portugal: 11 jogos pelo Benfica, 3 pelo Belenenses, e o balanço final foi uma tremenda desilusão.

Pelo que diz quem o conhece, Shikabala pode jogar quer pelas faixas quer pelo meio e parece ter qualidades que poderão ser muito úteis contra adversários mais fechados. Nesse sentido poderá preencher uma das principais lacunas do plantel do Sporting.

Na melhor das hipóteses, parece-me que será um jogador com um papel a desempenhar na linha de Slimani, ou seja, alguém que está no banco e que pode ser lançado nos últimos 30 minutos numa altura em que o desgaste é maior e os espaços começam a aparecer com mais facilidade. Uma 2ª pedra para o plano B poderá ser tremendamente útil.

No entanto, não nos podemos esquecer que Shikabala vem de um campeonato pouco competitivo para os padrões europeus e tem um historial de conflitos atribuídos ao seu temperamento complicado. Junte-se a isto o facto de ir integrar uma equipa rotinada com a época em curso com apenas mais 14 jogos oficiais para disputar até Maio, e temos montado um cenário pouco favorável para a afirmação do jogador. Para além disso, esperemos que a chegada do jogador não tenha um efeito negativo em André Martins.

É certo que esta mesma direção e equipa técnica acertaram na contratação em mercados menos populares como no caso de Maurício, que chegou da 2ª divisão brasileira, de Slimani, da liga argelina, e de Montero, da liga americana, mas também falharam em Magrão e Welder.

Mexer num plantel coeso a meio da época é uma jogada de risco, principalmente considerando que o clube não foi forçado a vender nenhum jogador importante. E também aumenta as responsabilidades do clube, pois será inevitável que a imprensa associe o reforço do plantel a uma escalada nas ambições para o campeonato.

Seria bom que Leonardo Jardim (não me passa pela cabeça que não tenha aprovado esta contratação) explicasse os motivos que levaram o Sporting a avançar para a contratação de Shikabala.

Resumindo, vejo tantos riscos quanto oportunidades com estas contratações. Preferia que não houvessem mexidas no plantel, a não ser que se tratasse da integração de algum jogador da equipa B, como Esgaio. Mas como é evidente, a partir do momento em que as novas contratações são anunciadas, fico desejoso de os ver em ação e espero sinceramente que me façam engolir as palavras que acabei de escrever. Nada me faria mais feliz.

11 comentários :

  1. Na minha opinião a pior posição do Sporting é a medio ofensivo, não aprecio em nada o jogo de André Martins, e Vitor não mostrou argumentos para ser alternativa viável.

    Penso que seria essencial reforçar essa posição para o resto que falta da época, agora tenho muitas dúvidas se Shikabala é o jogador indicado.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Barack, que a lacuna existe é indiscutível, mas é precisamente o facto de ser difícil de encontrar um jogador desses por pouco dinheiro, ainda por cima no mercado de inverno, que me leva a crer que mais valia não se contratar ninguém. Um abraço.

      Eliminar
  2. Por outro lado comprar metade de um passe de um jogador brasileiro por 8 milhões, proscrito do Atlético de Madrid ou de um internacional croata vindo do Bayern de Munique, onde estava encostado, ou de um Espanhol que estava encostado no Barcelona, honestamente parecem-me de maior risco, conforme o tempo veio a comprovar.

    Aliás dos 19 jogadores internacionais e caros adquiridos por Godinho somente Capel se revelou mais valia quer em termos de rendimento desportivo quer em termos de profissionalismo.

    Riscos baratos tudo bem, o problema são os riscos caros.

    SL

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Green,

      Sabemos que a direcção Godinho teve o resultado que teve mas reduzir o sucesso das 19 contratações a Capel parece-me injusto.
      Colocava aí o Insua, Wolfswinkel, Boeck, Schaars e Carrillo.
      Claro que a % de sucesso é pequena mas é maior que "só" o Capel.

      As contratações visam, a meu ver, 2 aspectos:
      - as próximas épocas (o central e os outros que vão, para já, para a B);
      - o ataque à liderança do Campeonato;

      Após a eliminação da Taça da Liga, o Sporting deixou de ter um título para lutar. Vai, embora nunca o diga, lutar pelo título e garantir 1 dos 2 primeiros lugares.

      Se é a contratação certa? Parece que depende mais do jogador.
      O que me deixa tranquilo é que a(s) lacuna(s) evidente(s) no nosso plantel foram bem identificadas.

      São 14 jogos. É ganhar todos, um de cada vez, começando já no domingo.

      Eliminar
    2. Green Lantern, quando me refiro ao risco do Shikabala não é tanto do risco financeiro (custo zero e um salário previsivelmente acessível), mas sim de desestabilizar um grupo que me parece extremamente unido e que até agora tem respondido de forma muito positiva aos desafios que se têm colocado.

      Um abraço.

      Eliminar
    3. Cantinho,

      o Perez e a Dramé parecem-me de facto a pensar no futuro, dificilmente terão oportunidades na equipa principal esta época. Suponho que a sua contratação seja mais uma questão de oportunidade de negócio do que estratégica do ponto de vista desportivo.

      Se casos destes forem esporádicos, não terei nada contra. Se começarem a ser demasiados (não esquecer que já contratámos Enoh, King, Hugo Sousa esta época), tapam os nossos jovens, e isso não me parece nada positivo.

      Um abraço.

      Eliminar
    4. Tenho de discordar, sinceramente de Insua, Wolfswinkel, Boeck, Schaars e Carrillo, somente Boeck merece o beneficio da dúvida.

      De resto Carrillo continua a não se afirmar, Insua está encostado no Atlético e devo dizer que não o trocava por Jefferson, Schaars é fraquissimo pois é muito lento mesmo para o futebol português, Wolfswinkel nem lugar tem num clube que luta para não descer em Inglaterra pelo que não tem valor para o SCP.

      SL

      Eliminar
    5. Green Lantern, eu por acaso achei o Insua da 1ª época um excelente jogador. Na 2ª esteve mais fraco, mas isso foi mal geral. Tive pena quando saiu. Wolfswinkel tem algumas características que me irritaram ao longo dos dois anos que esteve connosco, mas teve um excelente rendimento atendendo às pouquíssimas bolas que lhe chegavam aos pés. Quanto ao Carrillo, ainda não perdi a esperança... :)

      Eliminar
    6. Green,

      o facto de Insua (só joga numa das melhores equipas europeias) e Wolfs (veio de uma lesão e joga num clube fraco) não estarem a ter sucesso, não quer dizer que tenham sido contratações falhadas do Sporting ou que não tenham valor.
      Que sucesso teve Capel desde que veio para o Sporting?

      Jefferson ainda não foi melhor do que Insua na sua 1ª época. E esta é a 1ª época de Jefferson.

      Eliminar
  3. Como é sabido o Sporting nao tem dinheiro,por recorre a este tipo de negocios,a contractação do dramé deixa-me duvidas,vou pela mesma via,o Sporting tem muitos extremos e ainda por cima mais novos e como mais potencial,por isso tb me causa estranheza a ver vamos no que dá.
    Já o shikabala serve para colmatar a falta de alguem que mexa com o jogo,nao digo que o andre martins nao de conta do recado,mas fisicamente deixa muito a desejar,parece-me que shikabala e melhor tecnicamente que andre martins e vitor e fisicamente tb supera os dois no meu ver,por isso acho que seja uma boa alternativa,so fico um bocado de pe atras com o factor disciplinar,ja que li e vi que o mesmo vem rotulado de indisciplinado.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É verdade, caro anónimo, quem não tem dinheiro não tem vícios. Por isso o Sporting está muito mais limitado no recrutamento. Felizmente nesta época têm sido mais os acertos que os falhanços nas contratações, esperemos que seja uma tendência para continuar. Um abraço.

      Eliminar