sexta-feira, 10 de janeiro de 2014

Um primeiro balanço de 2014 segundo o jornal A Bola

As capas de 2014 do jornal A Bola

Creio que não há necessidade de fazer grandes considerações sobre o ano de 2014 segundo o jornal A Bola. As imagens falam por si. 

É interessante no entanto saber que existem benfiquistas que criticam Vítor Serpa por ser anti-Benfica. Gostaria de saber que requisitos um jornal isento ou pró-Benfica teria que ter para essas pessoas.

8 comentários :

  1. Por acaso ainda ontem estava a reparar nisto e como já seria de esperar a capa de hoje é mais do mesmo.
    Só a do Nélson Oliveira é que destoa, deve ser só para disfarçar mesmo...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Hugo, quer A Bola quer o Record fazem alguma pressão para que o Benfica aposte mais na formação. Suponho que será bom para a mística e para a venda de jornais que apareçam novos ídolos escarlates made in Benfica. Suponho que seja por isso que colocaram essa frase do Nélson Oliveira na capa, e não outra qualquer a elogiar qualquer coisa relacionada com o Benfica.

      Obrigado pelo comentário e um abraço.

      Eliminar
  2. Caro Mestre de Cerimonias, recorda-se de uma reunião entre os comentadeiros António Pedro Vasconcelos, João Malheiro, Ricardo Araujo Pereira, Gomes da Silva entre outros isentos com Vieira e os directores da Bola e Record para concertar a estratégia de comunicação do Benfica. Creio que foi em 2008 ou 2007

    É gente que se finge isenta mas são uns fanáticos do pior cujo sonho era o Benfica ser os Harlem Globetrotters e iam pelo país eram campões por decreto e havia felicidade, os outros SCP e FCP eram verbo de encher.

    SL

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Green Lantern, é novidade para mim essa reunião. Não me lembro de ter ouvido falar nisso na altura. Vou tentar procurar informação sobre essa reunião, fiquei extremamente curioso. Obrigado e um abraço.

      Eliminar
    2. “SABIA DESTA, VÍTOR SERPA?

      A mais recente e efusiva posição dos órgãos sociais do Benfica, afinal, não foi delineada na passada segunda-feira, mas sim num almoço em pleno Estádio da Luz, um dia antes. Ficámos a saber desta realidade ontem, num debate televisivo, confirmada por António-Pedro Vasconcelos, um dos comensais. Ou seja, aquilo que foi anunciado com pompa e circunstância pelo presidente da assembleia-geral encarnada, e que ainda hoje tem direito a páginas pagas nos jornais, estava previamente definido!

      No decorrer do «Trio de Ataque» desta terça-feira foi divulgado, pela voz de Rui Moreira, que Luís Filipe Vieira, Luís Nazaré, Rui Gomes da Silva, Manuel dos Santos e António-Pedro Vasconcelos tinham reunido no domingo para debater o tema. Só assim, de resto, se justifica por que é que, na manhã seguinte e muitas horas antes da reunião e do comunicado dos órgãos sociais do Benfica, o jornal A Bola já trazia a súmula das deliberações que seriam mais tarde debitadas por Luís Nazaré.

      O Labaredas tem algo a acrescentar sobre o episódio: não se tratou de qualquer fuga de informação e A Bola não soube dos tópicos do protesto descabelado por terceiros. Isto porque Fernando Guerra e José Manuel Delgado estiveram presentes no repasto. Está explicada a antecipação! Sabia desta, caro Vítor Serpa? Onde é que fica a isenção jornalística nesta nítida colagem de elementos de A Bola ao Benfica?”
      .

      Setembro de 2010

      Eliminar
    3. Green Lantern, já me lembro, foi naquela altura em que apelaram ao boicote nos jogos fora. Atiraram-se ao ar por terem sido prejudicados pelo Olegário contra o Guimarães. É giro ver a CAPA que A Bola fez nesse jogo e compará-la com a do Benfica - Sporting para a taça deste ano...

      Eliminar
    4. É necessário rapidamente arranjar um contra ponto estes média que vêm tudo através daquele papel celofane vermelho.

      Eliminar
    5. Guto, infelizmente A Bola e Record têm uma linha editorial clara a favor de Benfica e Vieira, respetivamente. O Jogo também tem dono. O Maisfutebol consegue ser manter-se um pouco mais equidistante por não tomar partido em guerrilhas, mas é incapaz de apontar o dedo aos favorecimentos vergonhosos que tem havido. Sobra o Jornal Sporting. Sou assinante, leio com atenção e acho que o conteúdo é bastante bom, mas não deixa de ser o órgão oficial do clube. A RTP anda a reboque do Rui Cerqueira, a SIC ama os 6 milhões de benfiquistas, e nem vale a pena falar da Sport TV. A TVI parece-me a melhor, porque não tem problemas em dar tanto tempo de antena a sportinguistas genuínos como a benfiquistas e portistas, ao contrário do que acontece na generalidade dos restantes jornais e televisão. Mas o saldo é muito favorável a vermelhos e azuis...

      Eliminar