sexta-feira, 14 de fevereiro de 2014

Capela, o grande

No Benfica - Sporting de 2012/13, João Capela rubricou uma inesquecível arbitragem que é lembrada sobretudo pelas várias faltas para penalty a favor do Sporting que não foram assinaladas. No entanto, a maior falha de todo o jogo, na minha opinião, foi uma falta bárbara de Matic sobre Bruma, que justificava o cartão vermelho.

Para quem não se lembra do lance, fica aqui esta imagem.


Entrada de sola? Ó Bruma, deixa-te de fitas e pede desculpa ao Matic.

No passado fim-de-semana, João Capela arbitrou o Braga - Gil Vicente. Vejam o critério do senhor neste lance de falta de César Peixoto.


Entrada de sola? Muito menos violenta que a de Matic, mas toma lá o vermelho que é para aprenderes.

E desta forma César Peixoto fica suspenso e não pode jogar no domingo contra o Porto.

Curiosamente, João Capela foi o árbitro do Braga - Estoril, à 4ª jornada, em que teve uma atuação miserável. Pelo meio expulsou dois jogadores do Estoril que não puderam defrontar o Porto na 5ª jornada. Coincidências.

Já agora, junte-se a isto o penalty que Capela assinalou por uma falta inexistente sobre Jackson no final do Académica - Porto.

Grande Capela.

5 comentários :

  1. Palavras para quê, é um árbitro do sistema.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. King_lion, é isso mesmo. O sistema também é isto. Às 15h vai sair um post com os benefícios que os grandes têm tirado dos castigos de acumulação de amarelos ou expulsões dos jogos anteriores. Aceitam-se apostas... :)

      Eliminar
  2. O Capela é de quem dá mais.

    ResponderEliminar
  3. Curiosamente o Braga tem sido beneficiado pelos árbitros em alguns jogos: Arouca, Estoril, etc. Mas quase não se fala nisso, e tem sido assim nas últimas épocas. Agora que foram prejudicados contra o Rio Ave, fizeram o que todos fazem...Protestaram. Está certo ninguém se queixa quando é beneficiado, essa é que é essa.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Com o Gil Vicente, na 1ª volta, também foram beneficiados, apesar de terem perdido. O Braga, no deve e no haver, também me parece que é daqueles clubes que não têm razão de queixa.

      O episódio de ontem com o Rio Ave foi uma anormalidade estatística. :)

      Em relação a protestarem quando são prejudicados e ficarem calados quando são beneficiados, é mesmo um mal geral a que ninguém escapa -- por muito que alguns o neguem (começando pelo Porto).

      Um abraço.

      Eliminar