quarta-feira, 26 de fevereiro de 2014

O fã incondicional, o desorientado e um momento de lucidez

Houve vários momentos deprimentes no programa Dia Seguinte da passada segunda-feira, mas vou destacar os três que me parecem mais tristes:


O fã incondicional


"Eu devo dizer que a intervenção de Jorge Nuno Pinto da Costa ontem, quando vem cá fora, é do grande mestre. Enfim, um dos melhores presidentes de futebol (...) mas estou a dizer isto sem cinismo, palavra de honra, que eu estive a ver e disse 'que grande presidente' ". - Rui Oliveira e Costa. Que tristeza.


O desorientado


Guilherme Aguiar está habituado a tentar desmontar teorias da conspiração que os outros fazem contra o seu clube. Nota-se, no entanto, que não tem jeito para o papel inverso, ou seja, o de fabricar teorias da conspiração. É falta de prática, mas é também um sinal dos tempos, já que no passado não tinha que se preocupar muito com este tipo de coisas.

Um momento de lucidez


"Você que pertence a um clube que está a tentar pôr a cabeça fora de água, (...) como este programa é muito visto, pode ser que os adeptos do Sporting, que eu acho que não se devem influenciar muito por si (...)" - Guilherme Aguiar, dirigindo-se a Rui Oliveira e Costa.

Guilherme Aguiar tem estado muito tenso, stressado e desorientado, mas a verdade é que teve aqui um raro momento de lucidez. Serão mesmo poucos os sportinguistas que se deixam influenciar por Rui Oliveira e Costa. 

No entanto, incomoda-me esta recorrente falta de respeito que quer Guilherme Aguiar, quer Rui Gomes da Silva, têm revelado pelo paineleiro sportinguista. RGS fazendo piadas sobre os bitaites técnico-táticos de ROC, GA mais direto, só lhe faltando chamar ROC de burro. Chega a ser angustiante assistir a esta humilhação pública a que um consócio meu é alvo.

10 comentários :

  1. A intervenção de pinto da costa é digna de um mestre...de cerimónias.

    Quanto aos programas que discutem as arbitragens e polémicas de dirigentes, vejo (quando vejo) unicamente o da TVI. Ao menos dá para rir e ao mesmo tempo sentir a paixão leonina que Eduardo Barroso nutre pelo Sporting

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. migas, não fiz mal a ninguém para estar a ler esse tipo de comparações! :)

      Agora a sério, a mim pareceu-me uma forma de Pinto da Costa mostrar ao mundo que ainda manda naquilo. Mas saiu-lhe tudo muito mal, desde a estar a falar ao telefone à frente das câmaras, e depois na reação à pergunta do jornalista.

      Eliminar
  2. a solução era mt simples:

    Mestre de Cerimónias representante do Sporting em TODOS os programas do género.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A solução era os atuais representantes do Sporting começarem a fazer o seu trabalho de casa, preparando os programas convenientemente. Não creio que seja pedir muito. Se fizessem isso, até daria para ignorar algumas trapalhices no discurso e outras manias que não se compreendem.

      Acho que estamos bem representados por Eduardo Barroso (considerando o perfil dos representantes dos outros clubes) no Prolongamento, e muito bem representados por Jaime Mourão Ferreira no Grandes Adeptos.

      Um abraço.

      Eliminar
  3. O ROC é um imbecil, que infelizmente é do mesmo clube que eu, mas que tenho vergonha que esteja a representar o meu clube,seja na TV, seja no café à porta de casa. Tenho a certeza que 95 % dos Sportinguistas, não se revêm neste idiota. Aliás, foi por causa de pessoas como ele, que muitos se foram afastando do clube nos últimos anos,como foi o meu caso,nunca me esquecerei de o ouvir dizer, tal como os dirigentes da altura,que preferiam ficar 3 anos seguidos em 2º lugar,do que serem campeões.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. RP, essa frase do ROC também me ficou na memória. É o tipo de sportinguista que fica realizado na vida se ganhar ao Benfica, mesmo que perca todos os outros jogos. E este respeito a Pinto da Costa também é uma coisa que não consigo compreender.

      Eliminar
  4. Caro Mestre, a falta de respeito resulta dos disparates constantes que o ROC diz e que já não são de agora! E ele é tão anjinho que nem se apercebe disso. Será que ninguém lhe chama a atenção para tal? Nota-se claramente que ele não se prepara para os programas, caso contrário seria fácil para ele rebater muita coisa que é dita naquele espaço.
    Mas uma coisa é certa, o que o GA disse é bem verdade, felizmente que nós adeptos do Sporting não nos deixamos influenciar por ele. E ainda bem que os adeptos rivais conseguem ver isso!

    Um abraço,
    Marco Gonçalves

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Marco, não sei se haverá alguém que o leve a sério. São asneiras atrás de asneiras.

      Pelo menos, do ponto de vista de comédia, o ROC diz coisas bastante interessantes. Só no programa de segunda-feira, que eu me tenha apercebido, foram:

      - O Slimani é titular da seleção argentina
      - Ao elogiar o Estoril, disse que era amigo do presidente, mas enganou-se a dizer o nome (disse Tiago Miranda em vez de Tiago Ribeiro)
      - Chamou o Steven Vitória de Stephen Vitória (esta nem é muito má, foi apenas uma biqueirada no inglês)
      - Em vez de dizer "Quid pro quo", disse "Cri pro quo"

      Se eu fosse do Benfica ou do Porto rir-me-ia às gargalhadas. Mas como não sou, não consigo achar piada.

      Um abraço.

      Eliminar
  5. Caro Mestre, há um momento em que Guilherme Aguiar , com toda a má educação proveniente da imensa azia que tinha, chama a ROC de alcoolico, dizendo-lhe que treme muito provavelmente será "delirium tremens", doença de alcoolicos. Que falta de respeito atendendo a que ROC está naquele programa como "representante do SCP.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Leorodri, não me apercebi disso. É de uma tremenda falta de educação. Nem sequer estou a ver que mal lhe terá feito o ROC para o levar a dizer coisas destas. Um abraço.

      Eliminar