sexta-feira, 28 de fevereiro de 2014

Ontem fui do Porto desde pequenino

Fiquei muito satisfeito com o resultado do Porto ontem. Genuinamente satisfeito. 

Relaxem, não fui tomado por qualquer sentimento patriota que leva muitos a torcer por todos os portugueses em prova. Se fosse esse o critério, seria obrigado a torcer pelo Valência, a equipa em prova com mais habituais titulares portugueses. Nem tão pouco foi pelos pontos que o Porto poderá amealhar para o ranking de países da UEFA. 

Torci pelo apuramento do Porto porque assim seguir-se-ão dois jogos muito exigentes contra o Nápoles, que irão puxar ainda mais pelo físico de jogadores chave que já andam bastante desgastados, como Danilo, Alex Sandro, Fernando e mesmo Jackson. Tirando o duo do meio-campo que joga à frente (ou ao lado) de Fernando, e do companheiro de Mangala no centro da defesa, têm sido sempre os mesmos a alinharem de início, seja no campeonato, Taça de Portugal, Taça da Liga ou nas competições europeias. 

O calendário do Porto em Março é o seguinte:

Fonte: zerozero.pt

Será um mês com jogos consecutivos ao fim-de-semana e a meio da semana em que o Porto não poderá poupar ninguém, com a agravante de, ao jogar para a Liga Europa, ter um tempo muito reduzido de descanso para o jogo seguinte no campeonato. Só há um buraco no calendário sem jogos, entre 2 e 9 de Março, porque irão haver jogos das seleções. Jackson lá terá que fazer mais um passeio transatlântico para jogar no dia 5 contra a Tunísia.

Mas não foi só por isso que fiquei satisfeito pelo apuramento do Porto. Para além do desgaste, há também o importante bónus de Paulo Fonseca ganhar algum tempo para respirar. Pelo menos até domingo.

Em relação ao Benfica o apuramento foi mais que natural. Jesus fez contra o PAOK uma rotação inteligente nas posições dos jogadores mais utilizados do meio-campo e ataque, mas duvido que faça o mesmo contra o Tottenham. Não só Jesus já mudou o discurso em relação aos objetivos da Liga Europa (já fala na final) e não acredito que não caia na tentação de meter a carne toda no assador. Não só vai jogar num grande palco (e todos sabemos como Jesus anseia por grandes palcos), como o nível do adversário exigirá o melhor que o Benfica pode apresentar.

No dia 13 descobriremos se o campeonato é realmente a primeira prioridade do Benfica ou se, como no ano passado, o objetivo será mesmo ganhar tudo. Tenho a sensação que daqui para a frente, Jesus só poupará na Taça da Liga. Nos outros jogos, tirando uma ou outra mudança pontual, serão sempre os mesmos a jogar. Espero que com o mesmo resultado final dos anos anteriores.

19 comentários :

  1. Partilhei desse mesmo entusiasmo da passagem do Porto! Foi optimo!

    Pelo menos mais 2 jogos de desgaste para o onze titular do Porto (3 dias para recuperarem para Alvalade), balão de oxigénio para Paulo Fonseca...e pontos para Portugal (considero isso importante também! São aliás esses pontos em épocas anteriores que nos poderão levar à Champions do próximo ano).

    O Jesus a partir daqui vai jogar com a equipa titular na Liga Europa com uma ou outra mexida...porque sejamos honestos, tirando a Juve que é a grande favorita, o Benfica pode aspirar ao troféu europeu!

    SL

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Considero o Napoles e o Valencia candidatos.

      SL

      Eliminar
    2. PM, é excelente que o jogo do Sporting surja no meio da eliminatória. Não só vai haver desgaste, como também acredito que certos jogadores não darão o litro para estarem em condições de fazerem melhor figura em Itália. Um abraço.

      Eliminar
    3. Para mim a grande favorita é a Juventus -- vai jogar em casa e tem um avanço suficiente na liga italiana que lhes permitirá gerir melhor o plantel. Logo a seguir o Nápoles, Benfica e Tottenham.

      Eliminar
    4. Sim, é verdade, o Basileia é bastante mais rijo do que à partida parece. O Chelsea que o diga.

      Eliminar
  2. Penso exactamente o mesmo.

    Vêem ai dois meses super desgastantes quer para Benfica quer para Porto. Jesus vai querer brilhar na Europa de novo o que vai desgastar e muito a equipa. Dai as quebras constantes nesta altura do ano.

    O Sporting tem de aproveitar e jogar cada jogo como se fosse uma final e garanto que vamos ter uma surpresa positiva.

    Este fim de semana cheira-me que Porto e Benfica vão começar a pagar o desgaste europeu.

    SL

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Green Lantern, acho que o Benfica não vai sentir ainda o desgaste, porque os jogadores mais desequilibradores têm andado a ser bem geridos. Com o Porto, acredito que isso possa acontecer.

      E concordo, nós temos que jogar cada jogo como se fosse uma final, para podermos aproveitar os deslizes que os outros inevitavelmente terão, seja agora, em Março ou em Abril. Um abraço.

      Eliminar
  3. O factor motivacional conta muito. E em clubes como o Porto e Benfica em que os adeptos ainda são mais irracionais conta mais. Uma vitória é sempre melhor do que derrota. Pode trazer mais carga de jogos mas não é melhor, sempre, vencer?
    Se tivessem ficado pelo caminho aliviariam a carga de jogos mas a pressão de fora crescia.

    O Porto tem um calendário pior devido aos adversários (Nápoles, Sporting, Benfica e Nacional) mas pode sempre fazer rotação (Ba, Josué, Herrera e, até, Ghilas e Licá jogarão mais) com Guimarães (Rui Vitória deve abdicar dos melhores, como é regra), Belenenses e Arouca. O bom resultado em casa com o Nápoles (vitória) leva-os a Alvalade cheios de moral. E veremos como é que nós estamos nessa altura.

    O Benfica colheu ontem os frutos de uma vitória irregular na Grécia. Deu para gerir e contra 10 matar a eliminatória. Se viessem com 0-0 a abordagem física teria de ser outra e a pressão também.
    O Tottenham se tivesse o AVB o Benfica perdia. Assim, dúvido que perca. Os ingleses são parvos a jogar e respeitam pouco as equipas portuguesas. Dando espaço, o Benfica pode ser feliz lá e cá. Ok, não joga o Gaitan, joga o Salvio. Não joga o Rodrigo, joga o Cardozo. Não joga o Markovic, joga o Djuricic ou o outro sérvio. O segredo está num rico plantel e num treinador que os benfiquistas odeiam mas que é muito bom. Passando o Tottenham ainda serão mais candidatos.
    Nós só temos de aguentar até estes momentos de decisão desses clubes. Se tivermos lá, sem ceder, a pressão deles aumentará mais e os fantasmas da desilusão aparecerão nas suas cabeças. E aí terão de abdicar. Mas compete-nos não vacilar.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Cantinho, não concordo por dois motivos. Estas vitórias (ou qualificações) arrancadas a ferros normalmente não têm sequência, porque as lacunas continuam lá e os jogadores sabem disso.

      Por exemplo, no princípio da época do Paulo Sérgio, o Sporting foi à Dinamarca recuperar uma desvantagem de 2-0 e ganhar por 3-0, qualificando-se para a fase de grupos da Liga Europa. Duas jornadas depois para o campeonato, estávamos a empatar a 0 com o Olhanense em casa. No ano passado ganhámos uma série de jogos nos últimos minutos, mas nos jogos seguintes as dificuldades eram as mesmas.

      Enquanto se virem a 7 pontos do Benfica, o Porto estará sempre com o moral em baixo.

      Um abraço.

      Eliminar
    2. A segunda coisa com que não concordo tem a ver com a rotatividade do Porto. Não existe, porque há jogadores que irão jogar sempre, a não ser que estejam castigados. Danilo, Alex Sandro, Mangala, Fernando, Quaresma e Jackson vão jogar sempre.

      Eliminar
    3. Ok,
      Vendo os exemplos que dás do Sporting de Paulo Sérgio, posso concordar. Mas este Porto já foi lider com 5 pontos e (ainda) é o Porto.
      Esse Sporting sempre foi mau e começou logo a época a perder em Paços de Ferreira. Nunca teve qualidade e resultados. Só acredito em mortos já debaixo da terra.

      A rotação do Porto pode ser feita com os jogadores que eu disse. Ontem o desterrado Licá apareceu e foi importante, Ghilas fez um golo e ainda há Defour. Juntando a Maicon e Ba que podem rodar (Ba não joga na Europa), há alguma manobra, pouca mas há.
      E no Benfica o Luisão e Lima também jogam sempre. E são dos mais velhos.

      Eliminar
  4. Excelente post, torço sempre pela derrota destes dois clubes mas ontem não me custou nada engolir a 'vitória' do fcp quando vi que iam jogar com o Napoli três dias antes de irem a Alvalade.
    Mestre que comentários há a fazer à capa d'a bola? Tive de ver o vídeo do golo do Markovic três vezes para tentar perceber o que é que faz daquilo um grande golo que mereça capa, mas não consegui, presumo que ainda esteja a receber dividendos do grande golo (esse sim) que marcou na última jornada.
    Um abraço.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Já somos dois a não perceber essa capa, Hugo. Se fosse pelo golo do Gaitan, que vale pela originalidade, até entenderia. O golo do Markovic pareceu-me banal. OK, teve que esticar a perna para desviar a bola do GR adversário. So what?

      Um abraço.

      Eliminar
    2. Golo brutal é do Gaitan. Que grande c$#$ão.

      Eliminar
  5. A propósito. O que é que se passa com o controle anti-doping? O Dr Luís Horta desapareceu em combate? É que ando a ver coisas surpreendentes em matéria de preparação física nalguns clubes
    Não é por acaso que certo treinador é conhecido pelo "mestre da seringa"!
    Marco Silva

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Marco, o controlo anti-doping no futebol é uma anedota. Nunca ninguém é apanhado por nada. Seria um indicador bastante positivo se o futebol fosse um mundo limpo, mas sabemos que há gente capaz de tudo para ganhar.

      Aliás, o único profissional de futebol cuja vida se tramou por causa de controlos anti-doping nos últimos 10 anos deve ter sido mesmo o Carlos Queiroz. :)

      Eliminar
  6. Só tive pena do porto não ter que jogar mais meia hora para passar. E quanto à carga de jogos, estou com a fezada que a meia final da taça de liga que não iremos jogar nos dê o campeonato :)
    Mas para isso há que ganhar todos os jogos.

    Só receio o jesus ter aprendido com os erros e começar a gerir melhor o plantel.

    Quanto ao porto, o fonseca não tem com rodar a equipa e, pelo que vi até agora (estoril e frankfurt), a entrada do quaresma não ajudou muito. Digo isto porque várias vezes ele tenta o remate ao invés de servir o jackson, que muitas vezes seria a opção acertada.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É verdade Nuno, um apuramento após prolongamento seria ouro sobre azul.

      Ainda tenho esperança que o Jesus aposte tudo contra o Tottenham. Há um mês a Liga Europa era um objetivo secundário, mas há uns dias já disse que quer chegar à final...

      Quanto ao Quaresma, isso é uma grande verdade. Ele joga sozinho. Não admira que seja o jogador mais influente na equipa, os outros mal tocam na bola... Mas não me parece que seja o mesmo jogador de há uns anos. Não vejo a maior parte dos jogos do Porto, mas do pouco que vi ele não passa pelos adversários em velocidade como antes passava. Pode ser que ainda recupere algum desse pico, mas dificilmente será o desequilibrador de outros tempos.

      Um abraço.

      Eliminar