terça-feira, 4 de março de 2014

Afinal o SJ ainda existe

Na sequência da inaceitável agressão de um assessor do PSD a um repórter fotográfico na reunião do Conselho Nacional do partido, o Sindicato dos Jornalistas emitiu prontamente um comunicado a repudiar o sucedido.

Entretanto, fez ontem 4 meses que Rui Cerqueira agrediu um jornalista da RR (e ainda não percebi se também outro jornalista da TSF) no final do Belenenses - Porto. Estranhamente, sobre esse incidente, o Sindicato dos Jornalistas entendeu não se pronunciar. Aliás, as próprias rádios não tiveram qualquer reação pública sobre o sucedido.

É evidente que a agressão de um assessor do partido político no poder a um jornalista é uma ocorrência muito grave, e fez bem o SJ em sair em defesa do agredido. Mas será que a agressão de um dirigente de um dos maiores clubes portugueses a um jornalista desportivo não é suficientemente grave para justificar uma atitude semelhante?

No passado, o SJ já tinha feito diversos comunicados sobre incidentes envolvendo clubes de futebol e jornalistas em serviço, pelo que suponho que não considerem o jornalismo desportivo um parente menor da profissão.

Será que o tratamento privilegiado que os dirigentes do Porto parecem dispor terá alguma coisa a ver com o facto de parte dos membros da direção do SJ estarem ligados a jornais do grupo de Joaquim Oliveira? Espero que exista outra explicação.

8 comentários :

  1. Tanto num caso como noutro somos o portugal dos pequeninos,onde e que anda o portugal do afonso henriques,dos bravos lutadores??
    Este jornalista nao deveria exercer mais a sua profissao e explico pq,primeiro leva porrada de um gajo para ai com 70 anos,uma vegonha,gajo que é maxo para alem de dar um valente aviamento no velho,ainda atirava o gajo do varadim,se bem que se tem que ter alguma atençao ja que por vezes podem atacar sem que um gajo espere.
    Isto da velhice tem cenas lixadas eu se tiver neste estado quando la chegar e alguem me encontrar em comicios do PSD quero que internem.
    Atençao o sindicato dos jornalistas é de onde vem este jornalista que comeu pau de um idoso,por isso acho que sao todos iguais a ele.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Caro anónimo, ele tinha a máquina fotográfica nas mãos, que deve valer uns bons milhares de euros. Não podia arriscar danificá-la. :)

      Eliminar
  2. Mesmo assim,acho que justificava o investimento :D,é preferivel rebentar com milhares de euros do que ser humilhado duplamente,levar porrada de um velho e estar num comicio de psd,nao se faz,desgraçado,eu perferia rebolar-me em cima de laminas e a seguir banhar-me em alcool puro,mas isto sou eu que tenho aversao ao laranja e ao vermelho(o vermelho nao tinha nada a ver,so demonstra a aversao que tenho no outro lado da segunda circular. hehehehehe

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Com o Miguel Relvas ali ao lado era um crime desperdiçarem-se pontapés num mero assessor... :)

      Eliminar
    2. Cuidado!!!! Tu nao digas uma coisas dessas que o homem pode estar a ouvir,sim viste bem eu escrevi ouvir,com tanto curso que o homem tem acho que ele consegue ouvir aquilo que a gente escreve.
      E atençao que esse gajo e uma maquina de guerra misturado como uma bimby,eu nao me atreveria fazer frente ao relvas.
      Pronto se fosse eu e mais um cao de raça caniche ainda tentava mas é sempre jigajoga para se ficar sem um braço ou assim.
      Ja tive pescarias de tubaroes brancos na cidade do cabo na africa do sul mais pacificas.

      Eliminar
    3. E que parece ter mais vidas que os gatos. Depois de tudo o que se falou dele, cá está de volta à ribalta como se nada tivesse passado...

      Eliminar
  3. Penso que posso tirar-lhe a sua dúvida sobre esse caso do Belenenses - Porto. Pelo que li nos jornais nessa altura o agredido foi o jornalista da Rádio Renascença.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigado. Na altura ouvi que também tinha sido alguém da TSF agredido, mas não houve qualquer confirmação posterior quer do jornalista, quer da própria rádio.

      Eliminar