segunda-feira, 3 de março de 2014

Capas que não fizeram história, nº 19: Foi-se a barba, ficou o bigode

Fevereiro de 2004

Passaram dez anos desde esta entrevista de Dias da Cunha, mas a trampa continua a mesma. Um dos rostos do sistema mantém-se mas vai perdendo cabelo. O outro, o de barba, saiu de cena, mas foi substituído por um bigode farfalhudo que gradualmente foi ganhando influência e é hoje o rosto da esperança dos agentes do futebol português que pretendem fazer a vida à conta de arranjos e jeitinhos.

8 comentários :

  1. Nem mais. Farinha do mesmo saco (azul... ou vermelho).

    Mestre,

    e que tal esta capa para esta rúbrica? Até lá tem um jogador muito falado e que ainda ontem ajudou a sua equipa a vencer. Quem disse que não têm formação?

    http://epluribusunum1904.blogspot.pt/2011/06/os-quatro-da-formacao_10.html

    ResponderEliminar
  2. Caro Mestre,

    Isso é da altura em que ainda havia gente a comprar essa Rascófia. Longe também vão os 700.000 leitores diários. É o que dá ter á frente de um jornal um doente que devia ter ordem de internamento compulsivo.

    Ainda estou para saber para que existe uma autoridade para a CS quando a coberto da "liberdade de expressão", arbítrio ou pura cretinisse, o grupo cofina denigre uma marca, uma instituição centenária e todos seus sócios, simpatizantes e pessoas com com alguma réstia de civismo.

    Quanto ao conteudo e ao grafismo da capa tenho 2 certezas, 1) só a posteriori, à distância de anos ou décadas, temos a justa dimensão das injustiças de que somos alvo e aí já nada há a fazer. 2) Faltam ouvir o resto das escutas, essa ponta de Iceberg que tanto revelou...talvez nunca venham a ser divulgadas, e já se sabe, se for Porto "pode ser Ferreira".

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. zébicho, por acaso gostava de saber a evolução das vendas do Record para saber se justificou esta aliança com o grupo Benfica. Venderam a alma ao diabo, será que valeu a pena?

      Eliminar
  3. Vender o que quer que seja ao benfica nunca tras nada de bom.
    O sporting aqui nesta capa fazia o que hoje se esta a fazer,falar do sistema,que existe e que nao se encontra escondido,esse poder,sistema ou la o que seja nunca se escondeu nem percisa,pq os outros nao tem poder para lhe fazer frente.
    Nao sei se o sporting hoje tb terá essa força mas que algumas coisas estao a começar a ficar mais claras estao,concordo com a capa mas nao a 100% pq acho que se tem feito historia neste campo.
    Nunca se condenou ninguem,isso é algo que nao consigo perceber o pq de acontecer em portugal e o mal nao é so no futebol.
    Mas desapareceram muitas figuras de porcaria no futebol,levaram grandes instituições a desaparecerem levaram,mas eles tb ja nada fazem mal ao futebol,lembro os casos do boavista,salgueiros,uniao de leiria.
    So falta o mor,o papa,que acredito que esteja para muito perto a queda do mesmo.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Caro anónimo, é verdade que já nos vimos livres do Valentim Loureiro, Pimenta Machado, Pinto de Sousa, João Loureiro, João Bartolomeu, e outros, mas o facto de continuar a haver uma luta pelos poleiros da FPF mostra que ainda há proveitos a retirarem-se desses cargos. Passaram 10 anos, mudaram-se caras, mas agora simplesmente fazem as coisas de forma mais profissional e sofisticada.

      Eliminar
  4. A luta por lugares nas federaçoes e ligas haverá sempre,a unica maneira na minha optica de adepto é a federação e a liga serem administradas por pessoas de fora que nada tenham a ver com o futebol.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não sei se isso resolveria alguma coisa. Teoricamente os tipos do CD e CJ são juízes (nomeados pelas associações, é certo), deviam ter princípios éticos acima de qualquer suspeita, e não é por isso que deixam de alinhar nesta pouca vergonha...

      Eliminar