terça-feira, 18 de março de 2014

Cheira a cadáver em decomposição

Imaginar Lourenço Pinto a lamentar-se sobre o facto de a pressão exercida sobre a arbitragem poder ter influência no resultado de um jogo de futebol é a mesma coisa que imaginar Josef Mengele criticar o cozinheiro de um restaurante por ter carregado no picante e tê-lo deixado indisposto do estômago.

No entanto, cá está ele a abrir a boca. Não Josef Mengele. O outro.

in record.pt

Este distinto senhor foi presidente do Conselho de Arbitragem durante alguns dos anos mais vergonhosos da história do futebol português, sendo uma peça fundamental no estabelecimento da hegemonia do Porto no início da década de 90.

Segundo Carolina Salgado, foi Lourenço Pinto que avisou Pinto da Costa que a PJ lhe iria fazer uma visita ao domicílio, na altura em que rebentava o escândalo do Apito Dourado. Desconhece-se se foi Lourenço Pinto que sugeriu a Pinto da Costa uma visita de lazer a Vigo nesse mesmo dia.

Agora é presidente da Associação de Futebol do Porto, e sente-se com elevação moral suficiente para dar este tipo de sermões.

Se Mengele fosse vivo e olhasse para esta foto, diria que poucas vezes teria feito experiências em cadáveres em tão mau estado. Infelizmente, a integridade moral deste cidadão ainda está pior estado que o seu aspeto físico. Não é caso único para aquelas bandas.

8 comentários :

  1. Este gajo parece o Mr. Scrooge dos contos de Charles Dickens. Mas o que é de espantar, é que há ainda quem vá pedir a opinião a este traste. Um dos homens da fruta.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É verdade, RP. Mas ao contrário de Mr. Scrooge, a este sujeito não há redenção que lhe valha. Traste é a palavra certa.

      Eliminar
    2. Daqui a bocado temos Vladimir Putin a apregoar a democracia, oh wait...

      Parafraseando um sócio sportinguista "redicula, este FC Porto tem tido uma prestação redicula."

      SL

      Eliminar
    3. São dois democratas da mesma estirpe, sim senhor... :)

      Eliminar
  2. A decadência em pessoa.
    Este Mr. Burns é um dos rostos do Sistema.
    A sua presença e influência está ao nível de um João Rodrigues. No sítio certo para ajudar o seu clube e lucrar com isso. Mais uma particularidade comum entre os paladinos da verdade desportiva.

    E rumarão a outras paragens (que, a existirem, não creio serem as celestiais as que lhes estão reservadas) com folha e cadastro limpo.
    Só neste país...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Mr. Burns... como é que não reparei nas semelhanças? Muito bom! :)

      Eliminar
  3. Ó senhor Lourenço Pinto, é preciso lata e descaramento. Depois de tudo que o senhor fez no passado (e possivelmente continua a fazer no presente), ter a desfaçatez de dizer que o Sporting coagiu e intimidou a equipa de arbitragem, fase aos regulamentos, pode inclusive descer de divisão, fazendo fé que os mesmos são aplicáveis a todos. Eu pergunto: Há quantos anos o Porto estava a jogar nos campeonatos da INATEL? Você não vê que as pessoas já o conhecem de ginjeira. Mestre, nunca mais nos vemos livres desta gentalha. Um abraço.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. F. Pais, é verdade. Só vão desaparecer de cena quando forem para o caixão. Não lhes desejo males desses, mas até lá vamos ter que os aguentar. Um abraço.

      Eliminar