terça-feira, 18 de março de 2014

E eu que pensava que já tinha visto de tudo

O Porto decidiu quebrar o silêncio e fazer exatamente aquilo de que acusou o Sporting quando protestámos o atraso de 3 minutos para a Taça da Liga: conseguir na secretaria aquilo que não conseguiu dentro de campo.

Estão no direito deles, como é evidente. Mas é muito interessante seguir a argumentação portista neste protesto.

Primeiro, o comunicado do Porto:


Agora, o artigo 66 do Regulamento Disciplinar da Liga:


O Porto acusa o Sporting de factos puníveis pelo nº 1 do artigo 62. Aqui está o artigo 62:


O Porto a acusar o Sporting de fazer algo equiparável à corrupção de equipas de arbitragem. E eu a pensar que já tinha visto de tudo.

4 comentários :

  1. Caro mestre

    Aconselho-o a visitar o blogue a tasca do cherba e ler o mais recente post, onde são citadas frases do D. pintinho sobre a a arbitragem de Soares dias e o homem Soares Dias. A lata que esta gente tem para falar do que o Sporting não fez...Não serão problemas de consciência?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Caro anónimo, já vi o post da Tasca do Cherba. Lembro-me perfeitamente dessas declarações de Pinto da Costa, foram feitas 4 ou 5 dias depois do jogo. É extraordinário que nos acusem de pressionar os árbitros, quando eles próprios fizeram maior ataque pessoal que me lembro de alguém fazer a um árbitro.

      Na minha opinião isto que estão a fazer apenas para que os sócios do Porto não os acusem de não fazer nada. É interessante, no entanto, que sigam uma estratégia de ganhar na secretaria depois de nos acusarem precisamente do mesmo no caso do atraso dos 3 minutos na taça da liga.

      Um abraço.

      Eliminar
  2. «Tentaram branquear uma arbitragem inacreditável. Aquele lance do Jackson é ridículo. Isto é um descaramento. Um árbitro que faz isto e depois não assinala dois penaltis, o senhor Soares Dias não tem condições para arbitrar. Se é honesto, não pode apitar e não tem competência para isso. Não se pode dar estes jogos a árbitros que não têm condições psicológicos para estes momentos. Artur Soares Dias não pode arbitrar mais jogos do FC Porto», Pinto da Costa, após a derrota na luz, em janeiro deste ano. (retirado do blogue a tasca do cherba o que desde já agradeço e aconselho a visitarem o blogue) A pergunta que se impõe é: quem coage quem? Quem pressiona quem? Estes andrades têm uma lata!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu diria que Soares Dias deixou mesmo de ter quaisquer condições de apitar um jogo do Porto no futuro. Seria impossível não entrar em campo condicionado depois de ouvir um ataque pessoal desta dimensão. E, segundo a teoria do Porto, também serve de coação para os outros, que ficam a saber do que podem ser alvo se prejudicarem o Porto no futuro.

      Eliminar