sexta-feira, 11 de abril de 2014

O que é a formação? Aurélio Pereira explica.

                                                                                                                                           
Há pouco, o Benfica garantiu a presença na final da Liga dos Campeões sub-19, e já todos percebemos que a partir de hoje teremos que aturar os benfiquistas, jornalistas e outros opinion makers da nossa praça, a reivindicar ad nauseam o estatuto da academia do Seixal como a melhor em Portugal.

É falso. Dizer que a formação do Benfica é a melhor de Portugal só porque andam a ganhar mais títulos é altamente redutor.

Há uns meses houve uma discussão sobre a importância que o Sporting teve na formação de Cristiano Ronaldo. Pessoas "insuspeitas" como Rui Gomes da Silva e Guilherme Aguiar, desvalorizavam totalmente o papel do Sporting, dizendo que o clube se limitou a aproveitar um talento que já existia.

A minha opinião é outra, e expliquei os motivos no post Cristiano Ronaldo: talento de geração espontânea ou produto da formação?. Cristiano Ronaldo é o que é, não só graças ao seu imenso talento e impressionante capacidade de trabalho, mas também porque fez a sua formação numa das melhores escolas de futebol do mundo. As palavras de Aurélio Pereira que reproduzi nesse post, são o melhor testemunho possível sobre a qualidade do trabalho que se realiza no Sporting.
Cristiano, depois de sair do Sporting, entrou no clube certo com o treinador certo. A formação que o Sporting lhe deu, que na minha opinião é a mais importante, ou seja, é o leite materno, é o desenvolvimento de todas as qualidades sem fazer asneiras, sem especialização precoce, ajustado ao seu físico, deixando o miúdo crescer, que infelizmente é aquilo que não se vê muitas vezes. E se nós olharmos para muitos craques brasileiros, carregados já de trabalho precoce, de vitaminas e não sei que mais, e quando chegam aqui à Europa têm uma carreira curta. O próprio Figo, e os jogadores que não são sujeitos a trabalhos forçados, têm uma longevidade totalmente diferente. O Figo fez uma carreira a um nível altamente elevado, sempre daquela bitola. Todos os jogadores da formação do Sporting mantêm níveis exibicionais exatamente porque a cultura não é fazer equipas, é fazer jogadores.
Quando o Boloni chamou o Ronaldo para fazer a pré-época, nós estávamos a disputar a fase final do campeonato nacional de juvenis, era para nós importante ganhar esse campeonato, estávamos em Junho. O que é que a formação do Sporting fez? OK, vais fazer a pré-época, não vais disputar os jogos que faltam do campeonato nacional, não te importes com isso. Foi com um programa específico para casa, descansar, para depois vir à pré-época perfeitamente seguro e tranquilo. Isto é que se chama formação. E o Sporting acabou por perder esse campeonato, mas ninguém se queixou. O Sporting não perdeu esse campeonato, o Sporting ganhou esse campeonato, porque ganhou um jogador.
E é nessa função, quando no ano passado perdemos o campeonato nacional de juniores, algumas pessoas podem ter ficado muito incomodadas, eu diria que nós ganhámos um campeonato nacional de juniores. E porquê? Porque tínhamos na primeira equipa o Bruma e o Eric. As pessoas têm que perder essa mentalidade de que é ganhando campeonatos que se trabalha bem. Não é assim.

Aurélio Pereira vê como finalidade da formação ganhar jogadores, e não ganhar títulos nas camadas jovens. Faz sentido.

Falemos de uma forma genérica sobre formação: as melhores universidades não são aquelas que enchem os alunos de conhecimentos teóricos que lhes permitem vencer eventos académicos como olimpíadas de matemática; as melhores universidades são as que preparam de forma mais competente os seus alunos para o mercado de trabalho e para as carreiras que pretendem seguir. É portanto natural que se aplique o mesmo raciocínio ao futebol jovem.

Rui Patrício, Beto, William Carvalho, Miguel Veloso, João Moutinho, Silvestre Varela, Nani, Cristiano Ronaldo, Figo, Simão, Ricardo Quaresma, Adrien Silva, Cédric Soares, André Martins, Carlos Mané, Bruma, Hugo Viana, Custódio são alguns dos nomes do passado recente, presente, e futuro da seleção que demonstram sem margem para quaisquer dúvidas que a academia do Sporting é a melhor do país a gerar jogadores.

Lembram-se dos títulos de sub-20 que Portugal conquistou? Quantos desses jogadores tiveram grandes carreiras? Alguns, mas a maior parte acabou por ter carreiras com pouco brilho.

Recuemos três anos para olharmos para os jogadores que foram vice-campeões do mundo de sub-20. Cédric e Nélson Oliveira são os únicos que alcançaram um destaque assinalável e que têm alguma hipótese de chegar à seleção principal. Existem outros jogadores que ainda poderão vir tornar-se jogadores importantes, como Luís Martins, Danilo Pereira, Caetano, ou Sérgio Oliveira, mas que para já estão claramente num patamar abaixo.

As vitórias nas camadas jovens não são garantia de nada. Grande parte do trabalho ainda está por fazer, nomeadamente aquela que provavelmente será a fase de maior risco: a integração e adaptação do jovem ao futebol sénior. E isso também faz parte da formação.

Parabéns ao Benfica pela vitória de hoje sobre os sub-19 do Real Madrid. Mostraram que têm grandes talentos na sua academia. O futuro dirá quantos deles irão transformar-se em grandes jogadores do futebol nacional.

43 comentários :

  1. Maiores pq? Pq nada ganharam?? Eliminaram o real? E entao,o real esteve reduzido a 10 elementos nao sei quanto tempo,alem de que se aquilo é a escola do real esta explicado o pq de os mesmo terem pouco aporveitamento da cantera.
    O benfica tem que andar muitos anos para chegar onde chega um clube mediano a nivel de formaçao,ja que meter o benfica no mesmo patamar onde estao sporting,ajax e barcelona é brincar com o futebol.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É normal que comecem a colher alguns frutos das melhores condições que agora têm, mas falta-lhes cultura formativa para saber aproveitá-los. Basta ver como foi lançado o Ivan Cavaleiro.

      Eliminar
    2. Atenção que a equipa principal do Real Madrid tem vários jogadores da formação no plantel...

      Eliminar
    3. Certamente que o Real terá excelentes jogadores. O 4-0 explica-se um pouco pelas circunstâncias do jogo. Aos 14' (já o Benfica vencia por 1-0), há um penálti para o Benfica e expulsão de um jogador do Real, que deu o 2-0. Aos 16', outro penálti, que deu o 3-0.

      Não estou com isto a querer diminuir o mérito do Benfica. Quando alguém está a ganhar 3-0 aos 16', não pode deixar dúvidas a ninguém sobre a sua superioridade.

      Eliminar
    4. O real vai tendo agora,nao podem andar todos os anos a gastar ao 200 milhoes por epoca.

      Eliminar
  2. "E se nós olharmos para muitos craques brasileiros, carregados já de trabalho precoce, de vitaminas e não sei que mais, e quando chegam aqui à Europa têm uma carreira curta."

    Não são só os brasileiros. O Porto e o Benfica também fazem o mesmo. Jogadores como o William Carvalho e o Carlos Mané nunca teriam lugar no Benfica, ou então estragavam-nos com "vitaminas" para ficarem uns mastronços. São culturas totalmente diferentes Mestre, e você sabe disso.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. PS - No fundo, o que o Aurélio quis dizer nós também sabemos, não é? Porque é que o Ronaldo (o brasileiro) teve uma carreira tão curta? Porque é que o Jéffren veio todo "podre" do Barcelona?

      Eliminar
    2. Exatamente, é mesmo isso. E fazer preparações de épocas e jogadores de forma a conquistarem títulos nas camadas jovens, sem pensar no que é melhor a longo prazo.

      Eliminar
  3. Parabéns ao SLB, que inveja. E se não aproveitam mais não é porque a formação não faz o trabalho de casa mas porque o SLB também precisa de títulos. E para já até o André Gomes rendeu mais que o Bruma e os direitos desportivos ainda cá andam.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O André Gomes? Primeiro eram €15M. Agora afinal já só são €10,5M. De qualquer forma cheira a milhões da treta a la Roberto.

      O Bruma foi vendido por €10M, e o Sporting receberá mais €3M se o Galatasaray se apurar para a Champions.

      Eliminar
    2. O andre gomes foi vendido pq esta metido com a mafia que é o benfica,o bruma mesmo estando metido com outro tipo de mafia ainda fez uns joguitos.
      Nao sei,acho estranho um gajo(André Gomes) que nada mostrou,haver tanto intresse nele.
      Estas vendas á la benfas cheira-me a azia,dá a sençaçao que andam a vender,por vender,secalhar para justificarem investimentos.

      Eliminar
  4. Nao sao culturas,nao existe cultura de formaçao no benfica nem no porto,eu ate me atrevo a dizer que teve mais aproveitamento na formaçao o porto que o benfica.
    Dou este exemplo,para o ano quando o benfica nao tiver jesus e alguns do seus jogadores mais influentes e nada ganhar, sim pq ainda nao perceberam que o jesus e que fez ganhar algo,apesar de os benfiquistas nao gostarem do jesus.Já ninguem vai falar nem de formaçoes,nem jogadores da equipa A,b ou C do benfica.
    Aquilo que se esta a passar como o benfica,de se falar tanto da formaçao e nao sei mais o que,tem a ver com o feitos de uma equipa(principal),que nada ganhou ainda,equipa essa que é um paradoxo ja que vai ganhar sem apostar em nada do que se apareça com formaçao,mas andam todos orgulhosos.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. nada ganhou ou vai ganhar? e no sportem fala-se muito da formação porque ganharam tudo?

      Eliminar
    2. Palavra de honra que não consegui ler o comentário do anónimo das 16:52... TGIF. Coxo

      Eliminar
    3. Nao????E pa compra uns oculos.
      No sporting fala-se da formaçao pq o sporting é bom na mesma,nao necessita de ganhar ou andar la por cima como o benfica para se falar na formaçao,essa é a diferença.

      Eliminar
  5. Finalmente o tema que eu tinha proposto aqui há uns tempos.

    Antes de mais, o objectivo principal dos clubes/sads é o de ser campeão profissional (agora e no futuro, interna e externamente); para isso, também deve obter bons resultados financeiros que lhes permitam ser competitivos (agora e no futuro).

    É neste enquadramento que se deve falar de formação. Tentar dissociar a formação deste enquadramento é estarmos a enganar a nós próprios.

    Todos os principais clubes europeus, hoje em dia, têm uma boa formação, muito mais evoluída do que há umas décadas atrás.

    Ora, em Portugal, sabemos perfeitamente quem é que é normalmente campeão e quem ganha títulos lá fora e pelos R&C sabemos quem tem a melhor situação financeira.

    O que é a formação (neste enquadramento)?

    O objectivo mais óbvio é o de formar jogadores para o plantel principal, reduzindo assim a necessidade de ir contratá-los a custos superiores, contudo, hoje em dia, são um requisito essencial para o licenciamento dos clubes para a participação nas competições europeias (ver artigo 17 e 18)

    http://www.fpf.pt/Portals/0/Documentos/Licenciamento/Regulamento%20de%20Licenciamento%202014_2015.pdf

    É óbvio que se os jogadores da formação conseguirem integrar o plantel principal (sem que haja perca de competitividade desportiva), tanto melhor a nível financeiro mas são raros os casos de jogadores que conseguem integrar os plantéis principais no 1º ano de sénior, estando por isso a jogar nas equipas B, emprestados ou ainda, noutros clubes, já livres dos clubes formadores (vendidos ou a custo zero).

    Questões a considerar

    A formação começa em que idade e acaba em que idade (tanto a nível desportivo como a nível regulamentar)

    Custos e Proveitos da formação (tanto a nível desportivo como a nível regulamentar)

    Formação e Formatação

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Luís Miguel, concordo genericamente com a tua opinião. No caso dos sportinguistas, para além das questões objetivas que indicaste, há ainda um fator importante de identidade, que reforça a relação que os adeptos têm com o clube.

      Há também a questão do tempo que se tem que dar aos jovens. Tirando foras-de-série, que aparecem muito esporadicamente, todos os outros precisam de algum tempo e paciência para se imporem. E aqui aparece a verdadeira cultura de formação -- clubes com maior vertigem resultadista, que tem meios para contratar um produto já feito, poucas oportunidades dará a jovens que não representem uma mais-valia imediata.

      Em relação ao que deve ser considerado formação (do ponto de vista desportivo), suponho que varie de jogador para jogador. Uma coisa é certa: não é um ano de junior que faz com que um jogador passe a ser considerado de imediato da formação desse clube. Por exemplo, Wallyson, que chegou ao Sporting no último ano de sénior, na minha opinião não deve ser considerado da formação do Sporting.

      Eliminar
  6. Não é pela vitória de hoje que o Benfica tem ou deixa de ter a melhor formação.

    Durante muitos anos o Sporting teve a melhor formação e ainda está a colher esses frutos, mas quem continuar a pensar que a situação é a mesma está enganada.

    Já há alguns anos que o Benfica está melhor que o Sporting na formação, mas os resultados só começarão a aparecer. Basta ir ver as convocatórias das selecções nacionais dos Sub-17 para baixo. A maioria é em todas do Benfica e por larga margem.

    O Bruno Carvalho afirmou que a nível de Scouting para cada olheiro do Sporting há 4 do Benfica. Isso é uma diferença abismal e que em breve se irá notar.

    A formação do Sporting parou no tempo e foi ultrapassada em em 2/3 anos isso será mais visível.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Gandaia, o Benfica sempre conquistou títulos nas camadas jovens, mesmo quando ainda não tinha as modernas instalações do Seixal.

      O objetivo da formação é formar jogadores para a equipa principal. O que os factos provam é que por um motivo ou por outro, os jovens do Benfica acabam por raramente corresponder às expetativas que se formavam enquanto tinha 15, 16, 17 ou 18 anos.

      Se é por falta de oportunidades? Não sei. Se é por um planeamento de desenvolvimento dos jogadores que privilegia o curto-prazo (a tal especialização precoce de que Aurélio Pereira fala)? Também não sei. O que continua a ser um facto é que os jovens da formação não têm sucesso. Nem no Benfica, nem em clubes de topo.

      Quanto à questão do scouting, é verdade que o Benfica existe mais. No entanto, há uma coisa que também joga a favor do Sporting: um jovem que pense um pouco mais além da paixão clubista e do aceno de dinheiro imediato, vai preferir SEMPRE o Sporting, porque ao olhar para o Benfica vê que as suas pernas são cortadas no momento em que precisam de mais paciência e apoio.

      De qualquer forma, pode ser que o Benfica mude (ou já tenha mudado, apesar de não haver sinais visíveis disso) a visão que tem do jogador jovem. O tempo o dirá.

      Eliminar
    2. Os títulos na formação são apenas um complemento.

      Eu acho que em 2/3 anos essa ultrapassagem será mais visível. Mas se reparares nas selecções nacionais, dos sub-17 para baixo a grande maioria dos convocados são do Benfica.

      O Scouting é um dos principais factores de se ter uma boa formação pois é através deles que chegas à grande maioria dos jovens talentos e de há uns anos para cá os melhores talentos são captados pelos Scouters do Benfica.

      O Sporting ainda está a viver dos "rendimentos" do passado com a última geração que o Benfica não "apanhou foi esta dos sub-19.

      Quanto ao não entrarem na equipa principal do Benfica acredito que poderão começar a entrar em 2/3 anos mas actualmente não é fácil entrar na equipa devido à qualidade existente.

      Eliminar
    3. Gandaia, estaria a ser falso se não aceitasse que o Benfica tem condições para dar um enorme passo em frente na afirmação da sua formação. O prazo de 2/3 anos será um espaço de tempo bastante razoável para vermos qual é o papel que o Benfica quer para os jovens que cresceram no clube.

      Em relação ao teu penúltimo parágrafo, não concordo. O scouting do Benfica pode até apanhar mais jovens mas não os vai apanhar a todos. E depois há o próprio crescimento que o Sporting proporciona aos seus jogadores. O Sporting continuará a ter sempre jovens de enorme qualidade.

      Eliminar
  7. Hã onde??? Durante muitos anos o sporting teve a melhor formaçao e continua a ter,mas tens duvidas disso???
    Queres que diga jogadores prontos para a equipa senior que o sporting tem e os que o benfica tem???
    Queres que te diga de onde vem o nucleo duro da selecçao nacional???
    Acho que te estas a esqueçer disso.
    Alem de que ter olheiros a mais nao significa melhor trabalho,e nao venhas falar dos servios que acho que poucos ou nenhuns vao ficar no clube e muito menos os cavaleiros.
    Para alem de que ate alimentamos de jogadores o teu clube e o porto.
    As convocatorias nao espelham,nem nunca vao espelhar aquilo que é a formaçao num clube,o que explica a formaçao num clube e o seu aproveitamento é a longividade que a mesma tem, o sporting á mais de 30 anos que lança grandes jogadores.
    Eu nao me lembro siceramente de o benfica ter lançado alguem.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Desde o Rui Costa, houve o Manuel Fernandes, o Hugo Leal...

      Também houve o João Pereira e o Maniche, mas esses poucas oportunidades tiveram de jogar no Benfica, acabaram por explodir noutros lados.

      Eliminar
  8. Nos últimos 20 nenhum jogador formado pelo slb atingiu o top mundial. Nem um!
    O último e único foi Rui Costa. A questão dos olheiros é relativa. Eles sempre tiveram mais olheiros que o Sporting e melhores condições a oferecer aos pais dos miúdos. Conheço vários que optaram por colocar os filhos no Sporting, porque sabiam que no slb não teriam hipóteses de sucesso.
    Daqui a 3 anos, falamos sobre estes "craques" do slb e sobre o Palhinha e o Matheus Pereira.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Miguel, os olheiros do Benfica também chegaram primeiro ao William Carvalho quando ele ainda estava no Mira Sintra. No entanto ele recusou e acabou por ir para o Sporting.

      Um pai que deseje uma carreira de sucesso para o filho e não se deixe inebriar pelo dinheiro rápido e fácil, optará na maioria das vezes pelo Sporting.

      Eliminar
  9. A UEFA define os jogadores formados nos clubes como aqueles que, independentemente da nacionalidade, treinaram nesse clube ou de qualquer outro da mesma federação durante pelo menos três anos, entre os 15 e os 21 anos de idade.

    Quanto ao post parece-me que andámos vários anos a trabalhar mal a transição para o futebol senior, não foi só o AM, que foi referido em post anterior, como dificilmente se percebeu a época perdida de Adrien em Israel, semelhante à situação do Zezinho esta época. Lembro-me por exemplo do ano em que fomos campeões juniores em que brilhava o diogo rosado e o pouco rendimento que se tirou dos que pareciam ser os jogadores mais interessantes. Também não é de mais relembrar que no actual plantel do carnide que tem tido este ano boa prestação na YCL constam vários jogadores que iniciaram a formação no SCP e foram desviados com base no trabalho do maruta que andou dois anos em alcochete a espiar como é que se fazia para depois tentar implementar métodos semelhantes no seixal.

    Quanto ao aproveitamento da formação pelos rivais é revelador que o jogador da formação do benfica que mais se tem destacado neste campeonato joga em Setúbal depois de ter sido dispensado no início da época e neste momento já está com um pé nos corruptos do norte, enquanto que por exemplo bernardo silva que esteve em grande plano nos sub-19 no último europeu há-de continuar por mais uns anos entre a equipa B e os Aroucas desta vida à semelhança do que acontece com David Simão.

    O comentário já vai longo mas tenho que sublinhar uma discordância com o post: Danilo Pereira está a fazer uma excelente época na Madeira e na minha opinião até poderia ser a melhor aposta para cobrir uma eventual saída de William.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Tugarão, realmente essa definição da UEFA não é má...

      Bem lembrada o envio do Adrien para Israel e do Zezinho para a Grécia. Enfiar os jogadores em países que pouco têm a ver com o nosso é meio caminho andado para ser tempo perdido. Ainda por cima, no caso do Zezinho, é um clube fraco que está a lutar para não descer. Esperemos que consiga estar a aproveitar a experiência da melhor forma.

      Eu concordo que o Danilo está a fazer uma boa época. Coloquei-o num patamar abaixo do Cédric porque lhe falta mostrar serviço num clube com mais aspirações. Mas está no bom caminho.

      Um abraço.

      Eliminar
    2. Mestre mas o william tb estava no cercle brugge,que é um clube da treta,e nao e por isso que se perdeu,acho que o zezinho esta no veria.
      Nao é grande clube é certo,mas serve para rodar,até pq,se nos continuarmos a emprestar jogadores a clubes do campeonato portugues as equipas ficam bem apetrechadas de jogadores,veja-se o caso do setubal.
      Assim que ficou com o joao mario aquele meio campo ficou melhor como da noite para o dia.

      Eliminar
    3. Caro anónimo, acho que há campeonatos mais adequados para pormos os jogadores a rodar. Israel não faz sentido nenhum do ponto de vista competitivo, e é uma cultura completamente diferente. A Grécia pelo menos é mais competitiva, mas há a questão do idioma, e fica do outro lado da europa, pelo que se calhar a adaptação é mais complicada. Na Bélgica parece-me um ambiente bem mais simpático para rodar, nomeadamente sendo um clube com o qual temos um protocolo para este tipo de situações, o que é melhor do ponto de vista de acompanhamento do jogador.

      Eliminar
  10. Caro Mestre,

    Li algures e há já algum tempo que o ponto chave para a formação do benfica é a partir de 2010, com o regresso do Bruno Maruta à base depois de 2 anos na formação do Sporting. Já não me lembro onde li, mas o rapazinho teve acesso ao know how e bases de bados da academia e depois levou-os para o benfas.

    Alguém sabe mais pormenores sobre o caso?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Nuno, há um blogue benfiquista que tem uma entrevista a Bento Valente que fala nesse pula-pula de Bruno Maruta. É preciso dar o desconto de que: 1. as considerações iniciais de quem escreveu o post são um mero wishful thinking em relação ao aproveitamento do que se faz no Benfica (já lá vão 4 anos e ainda não há jogadores na equipa principal), e Bento Valente parece revelar algum ressentimento contra quem manda na academia de Alcochete. Aqui fica o LINK.

      Eliminar
    2. Passaram 4 anos e meio. Será que o tal Maruta continua a ir actualizar essa base de dados de vez em quando? Vale mais mandar essa "estória" para Hollwood do que insistir nisso como "ponto de viragem".

      Eliminar
    3. Pode ter ajudado a cortar etapas na evolução da filosofia de formação do Seixal. Duvido no entanto que daí se possa concluir que consigam (ou queiram) replicar tudo o que se faz em Alcochete.

      A filosofia reinante no Seixal ainda pode ser a de ganhar títulos nas camadas jovens. Vemos que têm uma grande equipa de sub-19. Não sabemos os métodos que estão a ser utilizados, como a tal especialização precoce que Aurélio Pereira falava que se pratica em muitos sítios. Só com o tempo iremos descobrir.

      Eliminar
  11. Acabamos quase todos por abordar o ponto principal desta "luta" entre Sporting e Benfica.

    O Benfica tem muito meios humanos e dinheiro para investir em scouting e está a ter melhores resultados (títulos) neste últimos 2 anos.
    O aproveitamento, aparentemente vai continuar a ser perto de zero enquanto houver dinheiro para gastar em vedetas sul-americanas e enquanto tiverem a dupla LFV-Jesus a enterrar as contas do Benfica sabe-se lá até que ponto.

    O Sporting, com muitos menos meios humanos e dinheiro, continua a ser visto como o clube que mais aposta nos seus jovens jogadores e este ponto é muito importante para continuarmos a ser o clube escolhido por muitos dos jovens jogadores que todos os anos surgem.

    Se ganhamos menos títulos agora, isso não é o mais importante, pois também já tivemos uma enorme travessia no deserto em títulos na formação, conquistando muito poucos títulos nos anos 80 e 90 e nem por isso deixámos de produzir grande jogadores como Futre ou Figo.

    No momento em que o Sporting inverter a sua aposta em jogadores da formação para a equipa principal, tal como o fez Godinho Lopes e a dupla Freitas/Duque em 2011/12, aí sim estaremos novamente o falsear da nossa identidade e certamente a gerar piores resultados na equipa principal.

    SL
    José

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É isso, José. É uma questão de modelo. O Benfica não pode querer ter os melhores jovens estrangeiros que custam milhões, e depois esperar que os jovens da academia tenham oportunidades que se vejam no plantel principal, sem quebra de rendimento desportivo.

      Eliminar
    2. È uma diferença abismal entre sporting e benfica em formaçao,lembro quando era puto que amigos meus do benfica queriam jogar nas camadas jovens do sporting,pq o futuro como jogador era mais risonho.
      Nao havia academias,alcochete nao existia e nem o sporting pensava nisso,no entanto com algumas limitaçoes o sporting era a melhor escola do pais e das melhores do mundo,nao so em futebol,no atletismo eramos a maior potencia mundial,tanto a nivel de formaçao,como seniores.
      A nossa identidade é essa,nao é a do benfica,nem a do porto.
      O sporting tem e vai ter sempre uma das melhores formaçoes do mundo,nao percisa de ganhar(titulos),a nossa escola é escolhida,escolhida amigos,existem jogadores estrangeiros que escolhem a nossa escola pq sabem que é a melhor.
      O benfica esta a mudar???Claro que esta,mas será que sao melhores,tiram mais dividendos disso,nao me parece.

      Eliminar
  12. Mikel veio para o FCPORTO aos 16 anos mas só aos 18 pôde competir oficialmente. Efectivamente foi formado e continua a sê-lo no FCPORTO.

    O Barcelona sofreu duras sanções (ainda por confirmar porque recorreu a instâncias superiores) por inscrever jogadores menores vindos doutros países.

    Kelvin veio aos 18 anos e está a ser formatado no FCPORTO, ou seja, não foi formado, mas regularmente pode ser considerado da formação, inclusívé para efeitos da UEFA.

    Uma análise à formação antes de mais exige critérios uniformizados mas duvido que os clubes percam tempo com isso, simplesmente continuam a trabalhar.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É uma questão interessante que colocas, entre formação e formatação. Mas será que podemos considerar a formatação como uma espécie de formação?

      Eliminar
    2. É que a questão essencial vem com até que idade acaba a formação.

      Já agora, vem talvez a questão mais interessante.

      Sabendo que o objectivo essencial da formação é o de reduzir custos futuros para o futuro plantel principal, será que jogadores como Pique, Jordi Alba e Cesc Fabregas devem ser considerados jogadores da formação do Barcelona, visto que custaram vários milhões quando regressaram ao Barcelona?

      Eliminar
  13. O pique,jordi alba e fabregas sao considerados jogadores de formaçao,nao foram foi bem aproveitados pelo clube,e ai existem varios factores.
    A formaçao acaba supostamente quando o jogador termina a sua passagem por todos os escaloes secundarios do clube,sabemos que isso por vezes nao acontece,mas deveria de ser assim.

    ResponderEliminar
  14. A idade será por volta dos 20 anos,no entanto a formaçao continua a ser dada mesmo na equipa principal ate que o jogador possa atingir o patamar de titular indiscutivel ou que tenha uma presença mais regular nessa mesma equipa.

    ResponderEliminar