terça-feira, 20 de maio de 2014

Capas que não fizeram história, nº 36: Silly season

Agora que a época terminou, os clubes desdobram-se em esforços para conseguirem reforçar os plantéis que irão disputar as competições da época que se segue.

Também se desdobram em esforços os jornais, para tentar anunciar em primeira-mão quais os novos craques que serão apresentados pelos grandes aos seus sócios e adeptos. Infelizmente, não é preciso muito para aparecer em grande destaque uma capa que relate o interesse de Sporting, Benfica, ou Porto num novo jogador, seja um craque ou um ilustre desconhecido.

É a silly season do futebol, em que a falta de acontecimentos realmente relevantes leva os jornais a utilizarem o mais ténue dos rumores como isco para atrair às bancas os adeptos mais sedentos de novidades.

Olhemos para o Sporting: a contratação de Slavchev e Paulo Oliveira foi descoberta apenas no momento em que os jogadores cumpriam as últimas formalidades antes da assinatura do contrato. No entanto, jornais e rádios já anunciaram nas últimas duas semanas que o Sporting estava interessado em Anderson Esiti, Danilo Pereira, Pedro Tiba, Derley, Loris Benito, Petkovic, Ali Ghazal, Rafael Martins, Evandro, Gonçalo Santos, Sebá, Oriol Rossell, Rotariu, Evouna, Karnezis, e Fucile. E ainda só vamos a 20 de maio. Ainda faltam mais de 3 meses para o fecho do mercado.

Mas para mim, nada disto chega aos calcanhares do melhor momento de silly season de que tenho memória. O protagonista desse momento foi o Record. Escrevo protagonista porque na realidade o Record não se limitou a relatar um interesse de um jogador. O Record (segundo o próprio jornal) foi parte ativa no processo e influenciou decisivamente o desfecho do mesmo.

Em Junho de 2007, o Record noticiou que o Benfica planeava dar uma oportunidade à sua estrela de futsal, Ricardinho, no plantel principal de futebol.


Uma ideia que parecia completamente estapafúrdia foi revelada pelo Record como uma notícia bombástica. No entanto, no dia seguinte aconteceu isto:


Segundo o jornal, não foi o Record que se enganou. O jogador até já tinha escolhido as botas... querem melhor prova do que isto? O clube é que decidiu mudar de ideias porque apareceu uma notícia no jornal. Confessem lá: não é coisa que se veja todos os dias, pois não?

4 comentários :

  1. lembro-me desta historia e acho que na altura a direcçao do benfica confirmou o ter desistido da ideia devido a ter-se tornado publica a ideia

    ResponderEliminar
  2. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderEliminar