quarta-feira, 4 de junho de 2014

Ainda sobre a reserva dos €300M

Para terminar a questão dos €300M de passivo "escondido" que Benfica & amigos descobriram nas contas do Sporting, penso que é relevante partilhar o que Ernesto Ferreira da Silva disse sobre o assunto no programa de ontem da ETV Moeda ao Ar.

Em baixo podem ver um vídeo de cerca de 5 minutos, que tem alguma terminologia técnica, mas que permite perceber claramente que o que está em causa é somente uma questão de um critério contabilístico, e que em nenhum momento há a possibilidade de estarmos a falar de um buraco financeiro ou de uma dívida escondida (isso sim, seria catastrófico). Estamos a falar apenas de opções contabilísticas para representar no Sporting (clube) os prejuízos que foram sendo acumulados pelas empresas que fazem parte do grupo ao longo dos anos.

Os meus agradecimentos a @Tomas6, que me alertou para o programa de onde retirei este excerto, e aos leitores Jorge C., e João M. que têm tido a paciência de me explicar estes temas como se estivessem a falar com um miúdo de 6 anos

Perante estes esclarecimentos, fico com a certeza de que a conclusão a tirar de toda esta novela é que a situação financeira do universo Sporting não fica nem melhor nem pior por causa desta reserva de €300M indicada pelos auditores no R&C do clube. Muito menos se tratam de dados escondidos. A reestruturação não ficará de forma alguma ameaçada por causa desta "bomba" que nos tentaram pôr nas mãos. Na prática, vem ao encontro daquilo que tinha escrito no post anterior (mas em que não fui tecnicamente rigoroso, por falta de conhecimentos de contabilidade).

Da parte que me toca é um assunto que fica esclarecido. Ainda tenho algumas dúvidas de pormenor que não têm grande relevância para o panorama geral, e que vou continuar a tentar perceber com a colaboração de leitores que percebem mais disto do que eu. Mas acho que não há motivos para nos preocuparmos mais com isto.

15 comentários :

  1. Mestre, a situação do Sporting é muito preocupante e vai durar ANOS até conseguirmos estar mais descansados, porque a dívida é enorme e as receitas estão muito em baixo devido aos péssimos resultados do futebol na última meia década em paralelo com um aumento brutal na despesa. É preciso aumentar as receitas para irmos pagando o que devemos mas, dentro dos constrangimentos a que estamos obrigados, é muito difícil conseguir o nível de investimento necessário para termos os resultados desportivos que resultem num aumento de receitas assinalável. Está a ver a "ginástica" que é preciso? Uma tarefa muito difícil e desgastante, mas é o que é, e não há volta a dar.

    Quanto à "novela" dos 300 milhões "escondidos" que os outros criaram, talvez seja por coisas destas (ver link) que sentiram necessidade de desviar as atenções com o Sporting.

    http://www.cmjornal.xl.pt/detalhe/noticias/ultima-hora/enzo-seduzido-pelo-valencia-082532257

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Caro anónimo, não tenho qualquer dúvida que a situação do Sporting continua gravíssima e que irá exigir uma enorme disciplina orçamental nos anos vindouros. Precisamos de facto de subir as receitas (nomeadamente através do regresso às competições europeias e pela venda de passes de jogadores que valorizamos). Com uma equipa competitiva a bilheteira também aumentará, tal como os patrocínios. O caminho tem que ser esse.

      Estamos a recuperar do pior período da nossa história, pelo que tenho confiança que existe muito por onde melhorar no futuro.

      Um abraço.

      Eliminar
  2. Com esta analise criteriosa e tecnicamente esclarecedora de alguém com competência para falar dela o universo Sportinguista ficou mais descansado. É o que dá um mecanico de pneus orelhudo apanhar se com um microfone à frente e desatar a falar do que não percebe...e de coisas que em casa não resolve. Nessa entrevista o mecânico mostrou que nem sabe a diferença entre lucros e receitas (Benfica TV eheh ) como é que ele pode saber o que é um R&C ??? Ele está bem é para falar do Jorge isto, Jorge aquilo, hum hum, e pouco mais. Quero ver quando o gajo sair os buracos que ficam lá para os lados da Luz, e nessa altura temos de ir buscar a frase : "nós benfiquistas já pagamos uma fatura muito grande por termos tido à frente do nosso clube, um ALDRABÃO durante três anos”."....e quanto será a fatura a pagar por mais de 15 anos de aldrabice ??? Hum ? Hum?
    Abraço

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Caro anónimo, também suspeito que há coisas nas contas do Benfica que só serão descobertas quando Vieira sair do clube... e o mesmo no Porto. Um abraço.

      Eliminar
  3. Caro Mestre,
    cada vez que ouço falar neste Ernesto lembro-me do exercício de contorcionismo intelectual que uma vez fez nas páginas de A Bola (onde era, não sei se ainda é) para demonstrar que mesmo vendendo o Coentrão ao Real Madrid por 30 milhões de Euros o lucro do SLB era quase nulo.

    O ser intelectualmente sério e bem preparado tem dias e é para o lado que dá o Sol.

    Quanto à matéria em apreço, o comentário é esclarecedor e bem fundamentado.
    A mim parece-me relevante destacar que para terminar este tipo de dúvidas o Grupo Sporting devia apresentar contas consolidadas, aliás não sei porque ainda não o faz.

    Bem haja,

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Caro anónimo, confesso que não me lembro de ler alguma coisa que Ernesto Ferreira da Silva tenha escrito no passado, mas de facto esta explicação parece-me boa -- e não foi desmentida por nenhum dos outros participantes do programa.

      Também não tenho dúvidas em relação à questão das contas consolidadas: o Sporting devia passar a apresentá-las. Mas há uma coisa que descobri ontem ao ver o programa: as contas consolidadas do Benfica não incluem o clube -- ou seja, não abrangem o grupo inteiro.

      Um abraço.

      Eliminar
  4. Geometria Variável4 de junho de 2014 às 11:11

    Já eu gostaria de pedir uma acareação entre este escriba e aquele cujo texto deixo abaixo.

    http://rugidoleonino.blogspot.de/2012/10/o-que-se-passa-com-os-socios-do-scp.html

    Isto é como o Jesus. Quando é com o Carvalho, é "limpinho, limpinho". Quando é com a danada croquettagem, então andavam a esconder as contas aos sócios (como se as contas da SAD não fossem publicadas e à razão de 4xs por ano...) e a reserva da KPMG era uma prova da incompetência e o diabo a 4.

    Para o último anónimo, salvo erro, esta opção contabilística nasce da rejeição em AG de uma alteração estatutária que previa que o Sporting apresentasse SEMPRE as contas consolidadas, conforme proposta do núcleo de banditismo reinante em 2011.

    O mundo dá muitas voltas. Mas ainda assim não gira à velocidade das cambalhotas de alguns...

    POR UM SPORTING ECLÉTICO!
    PELO CONTORCIONISMO INTELECTUAL!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. E se te voltasses a enfiar no camarote? É preciso ter lata.

      Eliminar
    2. Trampião a fazer-se passar por Sportinguista. Ou então um daqueles cínicos aziados que iam acabando com o nosso Clube e que agora ao mínimo cheiro de sangue ou invenção dos trampiões, sai da toca com estes tratados de desonestidade intelectual que lhe dão um óbvio gozo. Tudo a mesma trampa.
      Este energúmeno noutro blog escreveu "Operação parvilhão" gozando com a "Missão Pavilhão". Isto é de Sportinguista? Bardamerda com estas melancias.

      Mas qual a responsabilidade de BdC neste "caso" ou nas opções contabilísticas do passado? Qual a contradição entre ter estado no passado contra a política financeira dos "gestores de topo" e agora ter de resolver e assumir toda a merda que deixaram para trás?

      Vão ter de gramar muitos anos com BdC e assistir à recuperação do Sporting. O miúdo aldrabão que não ia durar 2 meses num ano faz uma revolução que estes velhos do Restelo, estas Cassandras caquéticas corroídas pela inveja e pelo sentimento de culpa nunca imaginaram.

      As melhoras e Rennie.

      Eliminar
    3. Geometria Variável, da parte que me toca continuo a achar que o Sporting deveria apresentar as contas consolidadas. Compreendo que não o faça enquanto o processo de reestruturação está em curso, mas creio que é algo que os sócios deverão exigir em futuras AG's no caso de a direção não tomar essa iniciativa.

      Em relação ao texto que indicou, percebo perfeitamente as preocupações de quem o escreveu. Na altura a direção continuava a teimar que tudo estava bem. Esses sócios queriam o reconhecimento do valor real das empresas do grupo na contabilidade do clube, porque seria uma forma oficial de reconhecer os graves problemas que o clube atravessava e que a direção de então teimava em não admitir.

      Hoje é coisa que não se aplica, porque esta direção não tem escondido os problemas do clube. Os sócios devem continuar atentos, como sempre devem estar, mas neste momento não têm motivos para recear o rumo que está a ser seguido.

      Um abraço.

      Eliminar
    4. "...conforme proposta do núcleo de banditismo reinante em 2011."

      ???????????

      As propostas de alteração dos estatutos foram realizadas por uma comissão constituída para o efeito, com pessoas de várias "sensibilidades leoninas".

      Não foi o conselho de vigaristas do Godinho e outros que realizaram essas propostas.
      Aliás, em muitas dessas propostas, a cambada do croquette ficou mesmo aflita ao ver que isso seria levado a votação na AG.

      E aconteceu que, em alguns pontos da AG, as propostas sofreram alterações apresentadas por sócios (como no caso da alteração do número de votos dos sócios), ou mesmo até novas propostas apresentadas na AG, que foram também a votação.

      Concluindo... Temos algumas hipóteses:

      1- Não passas de um mentiroso, e pouco me interessa qual é o teu clube.
      2- Não estiveste na AG e nem sequer sabes do que estás a falar.
      3- Estiveste na AG, mas a dormir...

      Eliminar
  5. Geometria Variável4 de junho de 2014 às 11:53

    Sar, tu és forte na adjetivação! Forte pá! Luta e Resiste!
    E na antecipação e na reacção. Também és daqueles que está no call center, que leva os talking points da propaganda do Sporting? Ou tens uma capacidade própria para reciclar as banalidades escritas por outros?

    Pena é o conteúdo pá. Porque não há adjetivação que valha pela falta de capacidade de compreender o quanto é ridículo defender teses opostas com o mesmo sentido de missão.

    Deixa lá o Carvalho em paz. O problema és mesmo tu.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Melancia, quais teses opostas?
      Deixa essa conversa críptica venenosa de gestor de topo duro a negociar e explica-te.

      Já contribuíste para a MISSÃO PAVILHÃO?

      Eliminar
  6. Não percebo esta geometria. Fui ler o link e o que leio é palavras de alguém que quer conhecer e bem todas as contas. Normalíssimo. Queremos todos.

    Se o que diz é que agora isso não nos interessa está redondamente enganado. Queremos tudo limpo, transparente e consolidado. Mas não queremos uma imagem imposta de fora e à revelia do que é verdade.

    O Sporting tem um passivo enorme, devemos muito dinheiro, tanto me faz que sejam 100, 200 ou 300ME. é muito e não devíamos estar nesta situação.

    Agora esta rábula criada à volta desta reserva de auditores ... pfff. Mas até deviamos agradecer esta discussão. É que na ânsia de achincalhar mais o clube o orelhas por ventura terá dado o sinal para algo mais óbvio. O passivo, esse sim, já consolidado, de perto de 500ME.

    Algo me diz que o Sporting através do trabalho desta direcção irá dar uma machadada valente e forte na cabeça de certos doutores que se fazem importantes em alturas difíceis. Apontar incongruências e contradições em textos com dois anos de diferença é fácil. Apontar soluções e saídas para os problemas isso é que era de "geómetra".

    p

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Segundo o críptico geómetra, quem queria explicações no passado e quem continua a querer compreender o SCP no presente, apesar das mentiras que os inimigos plantam, incorre numa qualquer contradição que apenas ele vislumbra e que lhe parece dar um certo gozo.

      Aquilo não dá para mais.

      Eliminar