sexta-feira, 27 de junho de 2014

Capas que não fizeram história, nº 39: Critérios e rapinações

                                                                                                                                            
Bruno de Carvalho foi suspenso por 45 dias devido a um artigo não assinado do jornal Sporting onde se fala das lealdades dos membros do conselhos de arbitragem, disciplina e justiça, e por textos escritos no seu facebook particular. 

O Conselho de Disciplina do juíz Herculano decidiu ajuizar em causa própria, punindo Bruno de Carvalho por um texto de autoria desconhecida que certamente lhes foi bastante incómodo. Aproveitaram também para rapinar mais uns milhares de euros em multas. Confesso que não me lembro de alguma vez algum presidente de uma SAD ter sido castigado pelo conteúdo de artigos do jornal do clube. Seria interessante que o CD explicasse por que motivo começou agora a fazê-lo.

Fico então à espera que as instâncias de justiça do nosso futebol iniciem uma exaustiva investigação às páginas das publicações oficiais de outros clubes portugueses.

Só por curiosidade, quantos dias de suspensão devia valer isto para Vieira?


Há uns meses falou-se muito de coação. Isto é o quê, mesmo?

(capa retirada do blogue O Rapaz de Verde e Branco)

6 comentários :

  1. Bom Vieira , já teve castigos bem mais pesados que os 45 dias do BC , por declarações bem mais softs

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O ponto aqui não é contra Vieira, caro anónimo. É sobre o facto de o CD ter inovado ao castigar o presidente da SAD por textos saídos de um órgão de comunicação social que não pertence à SAD.

      Exemplos como a capa do jornal colcada nunca foram alvo de punições por parte do CD.

      Um abraço.

      Eliminar
  2. Mestre, ficámos hoje a saber que a direção do Sporting anda a brincar com os sócios a propósito da TV do clube. Esta história há meses que me fazia espécie, mas fui dando o benefício da dúvida, até que sabendo que a ERC indeferiu o pedido de licenciamento da Sporting TV, foi a gota de água.

    Dizem que houve amadorismo porque se avançou com a data de lançamento do canal sem ter a licença da ERC. Mas eu acho que é mais grave do que amadorismo. Veja-se o histórico deste processo.

    1 - Em Janeiro foram anunciadas as três empresas finalistas: World Channels, Image In, Primeira Imagem.

    http://quinto-canal.com/tag/sporting-tv/

    2 - Em Maio é anunciado que a empresa vencedora é a World Channels.

    Faço uma pesquisa na internet e os sites destas empresas são estes:

    http://www.imagein-portugal.com/

    http://www.primeiraimagem.pt/pt/home/

    http://www.worldchannels.pt/

    Mas alguém acredita que alguma destas empresas (se é que a última se pode chamar uma empresa) podia pôr de pé um projecto de uma televisão?? Mas querem enganar quem? Isto ou é treta, ou é golpe...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Caro anónimo, de facto olhando para os sites dá a entender que nenhuma das empresas finalistas tem experiência de projetos deste tipo.

      Haverão certamente muitos erros no princípio, mas creio que temos que ser compreensivos. O budget é muito limitado de forma a ser auto-suficiente. Não podemos comparar a Sporting TV com a Benfica TV ou o Porto Canal - são projetos completamente diferentes e com meios financeiros que não têm comparação.

      Vamos aguardar para ver. De qualquer forma estou relativamente otimista: não é preciso inventar muito para que seja um sucesso.

      Um abraço.

      Eliminar
  3. Verdade desportiva?!?! A quanto obrigas...........

    ResponderEliminar
  4. Nº 40: Jornal Sporting, edição de 20 de Junho de 2014 - I Gala Honoris Sporting assinala 108º aniversário do clube e marca estreia da SPORTINGTV a 1 de Julho?

    ResponderEliminar