sexta-feira, 4 de julho de 2014

A anedota do ano

Izmailov renovou com o Porto!!!                                                                                                         
No primeiro mês como jogador do Porto, Izmailov fez alguns jogos e até chegou a marcar um golo. Durou pouco. Progressivamente foi perdendo espaço na equipa e nos últimos seis jogos de 2012/13 mal foi utilizado.

Na época seguinte esteve desaparecido durante meses. Acabou por ser desterrado para o cáucaso por empréstimo.

Esta época, última do contrato, o Porto anunciou a colocação do russo no Krasnodar. Parecia que finalmente o jogador deixaria de ser um problema para o clube. Até que ontem, no jornal O Jogo, descobri isto:


A sério? O Porto estendeu o contrato de Izmailov por mais um ano? Acham seriamente que o Krasnodar vai exercer a opção no final da época e pagar uma quantia que compense o risco de terem Marat a apresentar-se novamente no Olival em 2015/16?

E comparar com o caso de Castro é anedótico. Izmailov é um mau profissional com um histórico tenebroso de lesões, e terá perto de 33 anos quando terminar o empréstimo no clube russo. 

Há coisas que realmente não consigo compreender. A única explicação lógica que vejo é Izmailov ter exigido a renovação para ser emprestado. Já percebeu que os dirigentes do Porto farão qualquer coisa para o verem longe de Portugal - é uma recordação demasiado viva de um negócio em que foram de longe a parte perdedora.

Justiça seja feita ao Porto: sabem tratar de assuntos que lhes são desagradáveis com discrição. À hora que escrevo este post não encontro uma única palavra sobre o assunto na internet.

Mas se fosse portista veria este caso com muita preocupação. Como é possível que a SAD não informe o público desta renovação? Por que motivo o faz através de um jornal? Falta coragem à direção para assumir publicamente uma decisão incompreensível? Ou simplesmente estão a borrifar-se para os sócios e adeptos portistas?

15 comentários :

  1. Só mesmo tu para descobrires estas noticias. loooool

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Um golpe de sorte, Mike, por acaso deu-me para olhar para o jornal ontem. :)

      Eliminar
  2. Que o fcp esteja a pagar pelo fel que tentou nos dar, dá-me muito gozo.

    Mas o Ismailov para mim é o exemplo provado de que não se podem tomar decisões apenas pelos humores dos adeptos e sócios, inflacionados pela net e pela imprensa farsola.

    O caso da tentativa promovida pelo Costinha (talvez a única decente que tentou fazer no SCP) de correr com este madraço, foi boicotada por uma onda de adeptos e sócios, e mais o Costinha viu aí começar uma completa hostilização por parte dos adeptos e sócios.
    O vencedor foi o madraço que não só ficou, como viu o contrato renovado.

    Quando o madraço foi para o fcp, quase que se dava a mesma cena (acho que só não se deu porque o GL pensava que estava a fazer um negócio bom para o fcp).

    Por isso é que acho que devemos ter cautelas quando abordamos temas como o Eric Dier e quejandos. Nós não sabemos o que realmente se passa, apenas temos uma ideia formatada pelos primos dos amigos da mulher a dias de alguns bloggers e pela imprensa farsola, que sempre está pronta para nos enterrar.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. AMendes, é verdade. O tempo encarregou-se de dar razão a Costinha. É verdade que deveríamos ser mais cautelosos quando reagimos perante notícias sobre as quais não estamos na posse de todos os elementos (ainda para mais com inundações de informação e contra-informação), mas é difícil não o fazer em temas polémicos que envolvem o nosso clube... Um abraço.

      Eliminar
  3. Mais uma vez uma fabulosa dualidade de critérios por parte da comunicação social e mais uma prova que o porto não tem o peso que um clube que ganhou o que ganhou nos últimos anos deveria ter...
    No fundo estão a borrifar-se para o fêcêpê...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Karl, como diz o Sporting até morrer mais abaixo, acho particularmente grave os sócios e adeptos do Porto não serem informados, e ter que ser O Jogo a dar informações que competia ao clube. Um abraço.

      Eliminar
  4. É de facto impressionante a maquilhagem que o Jogo dá a uma notícia destas.

    Que sejam um jornal próximo do FCP ainda entendo, mas fazerem eles próprios o trabalho da SAD para justificar o injustificável, é simplesmente triste.

    Os adeptos portistas, à imagem de muitos benfiquistas, vão comendo e calando.

    Vivemos bem com toda esta corja.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. José, esse segundo parágrafo é um ponto fundamental nesta história. Vou acrescentar ao texto. Obrigado e um abraço.

      Eliminar
  5. Pensei que a anedota do dia era o despedimento do Abel depois de ter orientado o primeiro treino.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Vai lá ler as notícias e descobre quem é que deu o treino.

      Eliminar
    2. JPM, qualquer coisa que prolongue a estadia de Izmailov no Porto bate aos pontos qualquer notícia referente a um treinador de uma equipa B...

      Eliminar
  6. Porque do SCP sabes tudo

    ResponderEliminar
  7. Diga-se que foram de longe a parte perdedora num negócio em que não houve propriamente vencedores. basta olhar para o Miguel Lopes e ver que ninguém saiu a ganhar daquilo.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Mesmo não tirando grande proveito de Miguel Lopes, o Sporting saiu ganhador porque ficou livre de Izmailov. E diga-se, Miguel Lopes é um bom profissional e sportinguista - nada que o Porto possa dizer sobre Izmailov. Pena apenas o salário elevado de Miguel Lopes.

      Eliminar
    2. Nenhum dos clubes saiu ganhador deste negócio. Nenhum dos clubes obteve rendimento positivo dos novos jogadores. Ambos os clubes ficaram "atados" a contratos elevados que, com recurso a empréstimos, estão a tentar minimizar os impactos financeiros negativos dos mesmos. Esta é a verdade.

      Agora houve uns que foram mais "ingénuos" (para não dizer outra coisa) que outros. Na altura deste negócio o Miguel Lopes estava a menos de 6 meses de finalizar o contrato, o SCP não precisava de envolver o FCP nesta negociação.

      O Sporting não poderia esperar pelo final da época para concretizar a contratação? Quando o negócio foi anunciado (9 Janeiro 2013), o que tinha ainda o Sporting para ganhar?

      Estavam já decorridas 13 jornadas, o Sporting era 12º com 12 pontos, estava 1 ponto acima da linha de água, a 23 pontos de Porto e Benfica que repartiam a liderança (http://www.zerozero.pt/edition.php?id_edicao=47487&fase=49608&jornada_in=13).
      Já tinha sido eliminado da Taça de Portugal (derrota 3-2 com o Moreirense a 21/10/2012).
      Na segunda jornada da fase de grupos da Taça da Liga(29 de Dezembro de 2012.), já com um empate e uma derrota, já não tinha hipóteses de se apurar para a fase seguinte.
      A 7 de Dezembro de 2012 já tinha terminado a sua participação na Liga Europa com um vergonhoso 4º lugar atrás do Genk, Basileia e Videoton...

      O que tinha então o Sporting para ganhar nessa altura? Nada...

      Em vez de começar a pensar já no futuro, continuaram a pensar no imediato...Queriam o Miguel Lopes já! Consequência...tiveram de colocar uma cláusula de pagamento de 5 milhões ao Porto. Esperavam mais uns meses e o Miguel Lopes, um atleta com valor, poderia estar integrado no plantel, até ter dado rendimento desportivo e retorno financeiro. Mas com esta cláusula já se sabe o destino do Miguel Lopes: sucessivos empréstimos até que surja um clube que pague 10 milhões ou até que o contrato acabe.

      "o Sporting saiu ganhador porque ficou livre de Izmailov"? Não, até ao momento nenhum clube ganhou. O único clube que ainda pode ganhar alguma coisa com isto é o FCP, ainda pode ganhar 5 milhões com um jogador que iria sair sem qualquer contrapartida financeira.

      O único a ganhar foi o Izmaylov que assim teve a oportunidade de ir para um clube ganhador e tornar-se campeão.

      Eliminar