quinta-feira, 24 de julho de 2014

A renovação de Fokobo

                                                                                                                                     
Confesso que fiquei surpreendido pela notícia que o Sporting renovou contrato com Fokobo. O contrato do camaronês já tinha terminado em junho, e parecia mais ou menos inevitável a saída do jogador após um longo impasse nas negociações. Na época passada, o camaronês foi opção regular até janeiro na equipa B mas deixou de ser opção - presume-se que o afastamento se deve à recusa em estender a ligação ao clube.

Olhando concretamente para este braço de ferro entre Fokobo e o Sporting, não se pode dizer que alguém tenha saído diretamente vencedor. O clube encostou Fokobo durante meio ano, não podendo tirar proveito desportivo dele e, pior, atrasando a evolução do jogador numa altura da carreira em que uma utilização contínua é fundamental. 

No entanto, numa perspetiva de médio / longo prazo esta renovação é um sinal muito positivo para evitar outras situações idênticas no futuro. Como é evidente, parto do princípio que o Sporting não cedeu às pretensões iniciais do jogador e propôs um contrato dentro da política salarial praticada os restantes jovens da academia.

Não quero dizer com isto que ache que as condições propostas aos jogadores formados pelo clube sejam rígidas. Cada caso é um caso e a política salarial deve prever exceções para jogadores com potencial e talento extraordinário, mas como é evidente dentro de limites razoáveis. Os jogadores têm que compreender que ainda não são um produto acabado, que num prazo relativamente curto poderão ver os seus vencimentos substancialmente aumentados, e que o clube que mais probabilidades lhes dará para lá chegarem é precisamente o Sporting. Mantenha o clube a coerência no rumo e certamente que as situações de rotura com jovens da academia acabarão por ser cada vez menos.

Daí ser, a meu ver, particularmente importante a decisão de se levar uma série de jovens da equipa B para o estágio da Holanda. É fácil perceber que existirão sempre muitos clubes que a qualquer altura podem propor salários muito superiores aos nossos jovens, pelo que o Sporting não pode menosprezar a importância de os manter motivados, fazendo-os saber que a qualquer momento pode chegar a sua oportunidade para subir ao plantel principal - na prática, aquilo que o Sporting sempre soube fazer, que faz parte da nossa cultura, e que nos distingue dos restantes clubes em Portugal.

8 comentários :

  1. Muito bem resumido Mestre.

    De facto, para os pasquins já tinhamos perdido mais um jogador da formação leonina, etc, etc... E tudo apontava para tal, mas a sagacidade negocial desta Direcção permitiu (against all odds) que se consumasse o acordo. Mais uma vez muito bem a Direcção do SCP!

    Ontem, depois de mais uma vitória do SCP (com as 2ªs e 3ªs escolhas) e de uma derrota da equipa de carnide (com muitos titulares da época passada) dei por mim a ficar perplexo com a desfaçatez de uma jornalista da SIC noticias, Ana Lourenço, quando numa rubrica (pelas 21:30 - 22:00) entrevistava o Joaquim Rita (sim o comentadeiro) sobre os resultados dos dois clubes, e depois do "Quinzinho" vir menorizar a 2ª derrota consecutiva das galinholas, vem a "menina do broche de freitas" referir-se ao jogo do SCP com a seguinte frase "Então este jogo do Sporting não serviu para nada!"... Isto depois do "Quinzinho" ter dado o mote dizendo que o SCP apenas utilizou 1 jogador titular...

    Desculpem o meu "portuguesmente falando", mas uma tipa destas, que ainda há 1 mês e meio se referiu ao Presidente do SCP com "...terá lugar no futebol Português?"... A propósito das declarações do mesmo, em que caricaturou o futebol português como "as duas nádegas", mostrando-se muito 'ofendida' com o palavreado, vem agora dar mais uma "bicada" no clube do Leão rampante?!? A esta "virgem ofendida" recomendo-lhe que se cinja aos "broches de Freitas" que parece que são a sua especialidade...

    Que cáfila está instalada por essa redacções...

    SL

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. YaZalde, não tinha conhecimento disso. Gostava de saber que mal fez o Sporting a Ana Lourenço para persistir nestas atitudes. Um abraço.

      Eliminar
    2. Que eu me aperceba já é a 2ª vez no espaço de 1 mês e meio que esta tipa se pronuncia sobre o SCP com desdém...

      Deve andar com falta de alguma coisa...

      Eliminar
    3. Essa Anita Lourençinho deve andar com falta de vitamina verde ,proveniente de pepino com 25cmX3.5cm.

      Eliminar
  2. Completamente de acordo com o post! Também já não esperava este desfecho. Ainda bem que renovou.

    Realço 2 pontos que referiste e que na minha opinião são fundamentais. Não pode haver renovações a qualquer preço, cedendo a todas as exigências dos jogadores, e tem de haver bom senso por parte da direcção e não tratar todos os casos da mesma forma.

    Sinceramente hoje em dia vibro muito mais com as renovações dos nossos diamantes do que com contratações.

    Haja uma verdadeira aposta na formação e, neste momento, já temos craques para alguns anos!

    SL

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. PM, se por acaso a direção conseguir renovar com Matheus Pereira será ouro sobre azul. E seria a depressão em determinados jornais desportivos deste país... Um abraço.

      Eliminar
  3. Mestre, só uma pequena correcção: O contrato dele acabava de facto em Junho deste ano, mas havia uma cláusula de opção por mais um (até Junho de 2015) que creio ter sido exercida. Portanto permaneceria sempre mais esta época no Sporting CP, a menos que alguém o comparsse...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Mauro, a ideia que tinha era que o contrato já teria acabado, mas não ponho as mãos no fogo por essa informação. Um abraço.

      Eliminar