sexta-feira, 4 de julho de 2014

Lopetegui ao volante


Ficámos ontem a saber, pela boca de Pinto da Costa, que Rolando fará parte do plantel do Porto deste época, depois de um ano e meio a jogar em Itália. Segundo o jornal O Jogo, trata-se de um desejo de Lopetegui para dar mais experiência e anos de casa ao plantel.


Confesso: estou impressionado. Desde a sua contratação, têm sido várias as notícias sobre como Lopetegui terá plenos poderes para construir a equipa segundo as suas ideias e que não admite ingerências na direção no seu trabalho. Como é evidente, fiquei bastante cético em relação a isto, pois o Porto é um dos clubes onde o treinador tem menos influência, em detrimento da "estrutura" que tudo controla e tudo gere.

O regresso de Rolando e a notícia de O Jogo parecem confirmar que Lopetegui conseguiu ganhar esse estatuto num par de meses, o que é notável. Para quem não se lembre, Rolando saiu do Porto em conflito com Vítor Pereira e com Antero Henrique, o homem forte do futebol portista.

in rtp.pt

É portanto, uma grande demonstração de poder por parte de Lopetegui. Rolando e o seu empresário devem ter dado um grande suspiro de alívio ao saber que agora são os interesses desportivos a imperar no Porto, e não caprichos de dirigentes de interesse duvidoso para o clube. Por falar no empresário de Rolando: de quem se trata, mesmo?

in zerozero.pt

Lopetegui ao volante? Yeah, right... Continua a luta nos gabinetes do Dragão. Isto promete!




5 comentários :

  1. Parece que a facção Alexandre Pinto da Costa ganhou este round.

    Depois e ter perdido para o Antero o assalto anterior qua culminou com a escolha de Paulo Fonseca.

    Sempre defendi que FC Porto sem PdC era um saco de gatos, dado ser o verdadeiro clube unipessoal.

    Pois os sucessos são sempre do grande lider, já os insucessos são dos acólitos.

    Vamos ver quanto tempo a opção Lopetegui aguenta, até já há quem veja no homem um visionário graças às torres.

    SL

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Esse é um sinal positivo: Pinto da Costa não resolve a disputa pela sucessão, anda a apostar em soluções salomónicas que poderão causar grande instabilidade ao longo da época.

      Infelizmente para nós, sabemos bem o péssimo ambiente que uma direção fragmentada pode causar, e a influência que isso inevitavelmente tem em todos os aspetos da vida do clube.

      Um abraço.

      Eliminar
  2. engraçado como dizem que existem essas lutas nos gabinetes do porto e publicamente o pinto da costa aparece sempre acompnahado da mesma pessoa..ainda ontem la estava no 1º treino!
    parece me que ainda agora se esta a comecar e ja andam preocupados com as mudanças que se fazem sentir no dragao...mesmo para quem nao é adepto do porto, tem que admitir que o discurso ate agora mostra claramente uma viragem do que aconteceu na epoca passada. nos aguardem porque ou é de mim ou esta epoca vimos com tudo!!!!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. «nos aguardem porque ou é de mim ou esta epoca vimos com tudo!»

      Ui, vem aí um novo carregamento de meninas, é isso?

      Eliminar
    2. Caro anónimo, há a promessa de trabalho e não de títulos. É prudente, mas não revela propriamente uma grande confiança.

      De qualquer forma ainda há muitas indefinições no plantel para percebermos qual o real nível de ambição que o Porto colocará nesta época.

      Um abraço.

      Eliminar