quinta-feira, 24 de julho de 2014

O dilema Slimani

Deve o #SportingCP mantê-lo no plantel ou vendê-lo?                                                       
A contratação de Islam Slimani foi de certeza uma das apostas mais certeiras que a direção do Sporting fez na época passada. Contratado a um desconhecido clube argelino por 300 mil euros, correspondentes a 80% do passe, o jogador teve inicialmente poucas oportunidades para jogar face ao começo fulgurante de época de Fredy Montero, mas acabou por conseguir impôr-se no onze, acabando por ser um elemento decisivo na obtenção do objetivo de apuramento direto para a Champions.

in Jornal Sporting

No entanto, foram os golos que marcou no mundial que o catapultaram para a lista de desejos de muitos clubes europeus. Fala-se que o Sporting está disposto a deixar Slimani sair mediante um pagamento de €10M. Se uma oferta destas se concretizar, suponho que a decisão de vender ou não Slimani será bastante complicada.

Vejo com preocupação a possível saída do argelino. Arranjar um jogador com as suas características não é fácil, e a verdade é que Slimani já demonstrou ser uma arma importantíssima contra equipas que se sabem fechar bem. Resolveu-nos vários jogos que pareciam totalmente bloqueados, graças sobretudo ao seu impressionante poder físico e ao excelente jogo de cabeça - características que nem Montero nem Tanaka têm.

Por outro lado, o tipo de jogo de Slimani condiciona a forma de jogar do resto da equipa. Com um Montero em forma em campo, a capacidade coletiva ofensiva do Sporting é superior do que com Slimani, pelo que em condições normais o lugar normal do argelino será no banco, para ser lançado a 30 minutos do fim quando a bola teimar em não entrar na baliza adversária. 

Isto traz dois problemas. O primeiro é que não me parece que Slimani aceite de bom grado ser suplente (atendendo à sua personalidade, é mais que provável que o jogador pense que merece outro estatuto após a visibilidade que conquistou no mundial), o que poderá ser um problema do ponto de vista motivacional. O segundo é que dificilmente Slimani se valorizará mais do que isto (a não ser que desate a marcar golos na Champions), pelo que do ponto de vista financeiro faz todo sentido vendê-lo agora - o que também pode significar definitivamente a manutenção de Rojo e William no plantel. Não nos podemos esquecer que o Sporting ainda vai ter que vender alguém para equilibrar o saldo das transferências deste defeso.

Sim, eu sei que Rojo pode ser mais fácil de substituir do que Slimani (Dier está no ponto), mas não nos podemos esquecer que Rojo nunca renderá muito dinheiro ao clube (em virtude dos 25% do passe que o Sporting detém).

Resumindo, confesso que não sei mesmo o que desejar neste caso. Olhando para dentro do campo, não tenho dúvidas que é importantíssimo que Slimani continue, pois tem qualidades que mais ninguém no plantel oferece. E na minha opinião o Sporting não deveria vender ninguém sem tirar rendimento desportivo durante um período mínimo de 2 ou 3 anos. A estabilidade é um valor essencial. O problema é que vivemos tempos em que a questão financeira é também uma prioridade, e é bem provável que daqui a um ano o Sporting não o consiga vender pelos mesmos valores que agora poderá amealhar. Ainda bem que não sou eu que tenho que tomar esta decisão.

28 comentários :

  1. Penso que o Marco Silva já antecipou a resolução desse dilema.....o numero 10 de Montero é a resposta :-). Slimani é um dos activos mais valiosos e mais valorosos do Sporting, e um tipo de ponta de lança muito difícil de encontrar. Acho que se tivermos de vender só pela clausula. Onde é que se arranja cabeceadores e que ainda por cima corram kms ??

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não é mesmo nada fácil, caro anónimo. É um jogador muito trabalhador, fisicamente muito poderoso, com remate fácil e bom jogo de cabeça. Tem limitações técnicas, é verdade, e a sua utilização condiciona o esquema de jogo da equipa. Estou na expetativa para saber se Marco Silva está a contar com ele para o 11 principal ou não. Um abraço.

      Eliminar
  2. Mestre, como te posso contactar por email... para te mandar a vergonha do dia do Rascord! (a que já nos habituamos...)

    Rui P.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Rui, donodocirco@gmail.com. Um abraço.

      Eliminar
    2. Já enviei o email... Cumprimentos

      Rui P.

      Eliminar
  3. Bom dia,

    tenho esperança que o Marco Silva consiga conciliar Slimani e Montero no mesmo 11. Acho que têm capacidade de se complementar, para além que um esquema alternativo é sempre positivo. Nesta interpretação vejo um meio campo com William/Adrien ou Rosel com Esgaio na direita, uma vez que considero que a melhor posição para o Ricardo é de médio ala direito.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Nuno, um dos meus receios em relação a esse esquema tem a ver com Montero. No ano passado poucas vezes rendeu jogando um pouco atrás de Slimani. Pode ser que com outra dinâmica de jogo Marco Silva possa conseguir essa dupla a funcionar. Um abraço.

      Eliminar
    2. Mestre,

      Percebo e concordo com essa preocupação. Mas acho que essa desequilíbrio teve relacionado com o facto de com Jardim, o Montero ter simplesmente entrado para o lugar do André Martins, mantendo o resto da equipa sem alterações de movimentação ou elementos.

      Para um 442 não podemos jogar com dois extremos puros como temos feito, daí ter sugerido o Esgaio para a direita porque é um elemento competente em funções defensivas e que em manobra defensiva pode assumir uma posição de quase interior direito.

      Eliminar
  4. Já eu, caro Mestre, quero e desejo que o SCP consiga manter todos os 'mundialistas' no plantel. São mais valias, e, Slimani e William só realizaram uma época na equipa principal! Com a presença na Champions, a venda destes jogadores na próxima época não só será mais segura (memso para os compradores) como também para o próprio Sporting CP, visto que as alternativas já se terão ambientado ao NOSSO clube.

    Importa referir que os €€€'s é que mandam, e, se vier uma 'carroça' de dinheiro de algum tubarão europeu nada poderemos fazer, do que encher os bolsos do clube do Leão Rampante!!!


    SL

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu também gostava de os manter a todos no plantel, YaZalde. Ganharam estatuto e isso é importante para a confiança da equipa. Um abraço.

      Eliminar
  5. Vender.

    E, num mundo perfeito, ir buscar o Ghilas que foi dispensado juntamente com Licá, Josué (lá ele deixar de ir à selecção) e aquele senegalês a quem doi sempre muito a barriga sempre que joga com o Porto (tenho pena deste, é tão bom jogador...).

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ainda aguardo que alguém fale um pouco sobre essa grande contratação portista chamada Ghilas.
      3M€ por 50% do passe só para não vir para Alvalade e dispensa ao fim de 1 ano.
      O meu muito obrigado a Pinto da Costa!

      Eliminar
    2. Foi um negócio fenomenal. Diz que o Moreirense conseguiu com esse dinheiro montar a equipa que os ajudou a regressar à primeira divisão. :)

      Eliminar
  6. Estamos há anos à procura de um matador e agora que o encontrámos (ainda por cima barato), vamos despachá-lo à primeira oferta???
    Por mim fica.
    Estou absolutamente convencido de que, se for titular, marcará mais de 20 golos esta época (há anos que isto não acontece no Sporting).
    Além disso, como se viu no jogo contra a Alemanha, é um jogador que, nos jogos mais difíceis, não vira a cara à luta gosta de se mostrar (o que será essencial nos jogos da CL, onde a juventude e falta de experiência da equipa poderá vir ao de cima).
    Rojo e Patrício (embora este me custasse um pouco mais) são muito mais fáceis de substituir.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Jô, concordo que Slimani é mais difícil de substituir que Rojo e Patrício. Um abraço.

      Eliminar
  7. Super Slim é um avançado único, o tal pinheiro há muito procurado.
    Como já foi dito, é o tipo de avançado raro no futebol português, que resolve jogos muito difíceis e dá pontos.

    A certeza de jogar na Champions continua a ser o principal motivo para os jogadores leoninos mais cobiçados ainda se manterem por cá, mas dificilmente evitaremos que os euros falem mais alto no caso de Slimani e Rojo

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. José, se os salários que lhes oferecerem forem tentadores, não temos mesmo forma de cobrir as ofertas... Um abraço.

      Eliminar
  8. "No entanto, foram os golos que marcou no mundial que o catapultaram para a lista de desejos de muitos clubes europeus."

    Mestre de Cerimónias (MdC) reflecte o pensamento tradicional que existe no futebol há várias décadas.

    Após uma excelente temporada de Slimani no Sporting em que participou em 26 jogos, marcando 8 golos e com mais 4 assistências (na Liga), segundo as palavras de MdC, 4 jogos de Slimani no TORNEIO DE VERÃO Brasil2014 com 2 golos valorizaram mais o jogador do que toda a temporada no Sporting. Verdadeiramente inacreditável.

    Seguindo a lógica da linha de raciocínio de MdC, a direcção do Sporting deveria promover (se for preciso pagando um cachet às duas selecções) imediatamente junto das federações portuguesa e argelina de futebol um ou vários jogos entre as duas selecções para valorizar os jogadores Rui Patrício, William Carvalho e Slimani, pois estes não se valorizam no Sporting.

    Obviamente nesta lógica, o Sporting pagaria à FPF para que fossem convocados outros jogadores como Cedric, Adrien, André Martins, Carlos Mané e muitos outros inclusivé juniores para que se valorizassem já que não se valorizam no Sporting.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Superleão, a exposição de um campeonato do mundo vale 20x a exposição da liga portuguesa (para o bem e para o mal)...

      Eliminar
    2. Ui ui ui...

      Lá se vai a "super" teoria pelo canoa baixo...

      ahahahah

      Eliminar
    3. Muito pelo contrário, YaZalde, a minha teoria é consistente.

      MdC (assim como os outros) simplesmente tem um problema de percepção.

      Independentemente disso, dezenas de jogadores da liga portuguesa e de divisões inferiores que não foram a nenhuma selecção têm vindo a valorizar-se transferindo-se para outras ligas. Aliás, muitos brasileiros de divisões inferiores do Brasil têm vindo a ter mais procura valorizando-se consistentemente.

      A exposição a que MdC se refere é a exposição a milhões de pessoas que não actuam no mercado do futebol, só são adeptos.

      O que interessa é a exposição aos "insiders" do futebol e são esses que valorizam os jogadores. São milhares de olheiros, treinadores, agentes fifa, empresários, dirigentes, etc.

      Eliminar
  9. Rojo também não valorizará mais do que isto e como temos apenas 25% do passe, esta é a altura certa para sair. Acredito que Dier tem capacidade para o substituir de imediato, Paulo Oliveira, Tobias Figueiredo, Ruben Semedo e Rabia (acreditando que vem mesmo) são boas opções para fazer face a imprevistos.

    Já Slimani é um jogador muito difícil de substituir. O tema da titularidade será uma boa dor de cabeça para o treinador. Mais vale tê-lo no banco e não precisar dele do que precisar dele e não o ter.

    Não concebo um Sporting candidato ao título, jogando 30 jogos contra equipas fechadas lá atrás, sem um avançado com as características de Slimani no plantel. Tendo em conta que é tão difícil acertar na contratação de um "pinheiro", mais vale não arriscar.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O problema de Rojo é o facto de só termos 25% do passe. De qualquer forma a sua venda deverá dar para equilibrar o deve e o haver nas transferências deste ano.

      Uma coisa é certa: o Sporting terá mesmo que vender alguém.

      Um abraço.

      Eliminar
  10. Olá Mestre, essas informações com o preço de compra e de venda dos jogadores no passado defeso vieram todas no jornal Sporting? Se sim, poderias partilhar connosco? Obrigado.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Aqui ficam links para essa informação:

      https://drive.google.com/file/d/0Bzb0bQhdYO-vUmlzM29PM21oV28/edit?usp=sharing

      https://drive.google.com/file/d/0Bzb0bQhdYO-vQ2FsZ2xOSmN2clU/edit?usp=sharing

      Um abraço.

      Eliminar
    2. És o maior. Sobre o valor das vendas não tens nada? Tirando as que foram comunicadas à CMVM (Bruma, Ilori) há muita informação contraditória sobre as restantes (à cabeça está mesmo a transferência do Arias e do Schaars para o PSV onde os valores publicados variam entre 1,2 milhões e os 4 milhões, isto de jornal para jornal claro). Muito obrigado pela partilha de informação.

      Eliminar
    3. Sobre as vendas:

      https://drive.google.com/file/d/0Bzb0bQhdYO-vWXB5REVnTVFINlE/edit?usp=sharing

      https://drive.google.com/file/d/0Bzb0bQhdYO-vdU4xalhMT0RRbWs/edit?usp=sharing

      Eliminar
    4. Nas vendas falta a explicação dos asteriscos:
      * 1,5 milhões de euros gradual, em função do número de jogos realizados
      ** 3 milhões de euros em função do cumprimento de objetivos

      Eliminar