sábado, 16 de agosto de 2014

Abatidos por tiros nos pés

                                                                                                                                          
Foi única e exclusivamente por falta de inteligência que não trouxemos os três pontos de Coimbra. A atitude, a organização, o talento estiveram lá todos, mas acabámos por entregar o empate à Académica graças a um punhado de asneiras que a maior parte dos miúdos dos juvenis não cometeriam:

  • Ainda na primeira parte, com o resultado em 0-1, tivemos dois lances de golo que Héldon desperdiçou por escolher a pior das opções que tinha: primeiro optando por rematar de ângulo apertado quando tinha dois jogadores no meio preparados para encostar para golo, e depois num lance de contra-ataque em que tardou a soltar a bola para dois jogadores que se preparavam para ficar isolados na área;
  • O 2º amarelo de William Carvalho, por uma falta completamente escusada a meio do meio-campo adversário, que mudou totalmente a partida: o Sporting tinha o jogo controlado e a partir daí foi obrigado a defender o resultado nos 25 minutos que restavam;
  • O péssimo alívio de Carrillo para o interior da área, que esteve na origem do golo do empate.

Enquanto esteve onze contra onze, o Sporting mandou no jogo sob a batuta de um Carrillo extraordinário, que esteve na origem da maior parte dos lances de perigo da equipa. De destacar também um grande jogo de Jefferson, que fez o cruzamento para o golo do peruano. Também estiveram muito bem Cédric (até sair lesionado ao intervalo), William (até à expulsão) e Adrien.


Como é evidente, a expulsão de William virou completamente o sentido do jogo, obrigando a equipa entrar em modo sacrifício para segurar o resultado.

Rui Patrício acabou por não ter muito trabalho, não podia fazer nada no golo, mas fez uma defesa do outro mundo ao defender um remate fortíssimo que foi desviado pelo corpo de um defesa. Não seriam muitos os guarda-redes que teriam apanhado aquela bola.

Não estou nada de acordo com a análise que Luís Freitas Lobo fez no final, atribuindo as culpas do empate a Marco Silva por ter optado, após a expulsão, por manter os dois extremos e Montero, em vez de reforçar o meio-campo. O Sporting soube sofrer, a Académica já estava claramente a perder fulgor e não dispôs assim de tantas ocasiões de perigo iminente (lembro-me de duas, sendo que o Sporting também teve ocasiões para matar o jogo), e foi um erro individual completamente escusado que acabou por condenar a equipa.

Primeiros dois pontos desperdiçados, só nos podemos queixar de nós próprios, mas os sinais são bons. Para a semana há mais.

Os melhores: Carrillo, Jefferson, Rui Patrício
Os piores: William Carvalho, Héldon

37 comentários :

  1. A pré época e esta semana faziam prever o que sucedeu. Para mim só jogámos até ao golo e depois desaparecemos...Não gosto do tipo de futebol que praticamos,parece que voltámos ao pontapé para a frente e fé em Deus.O único que teve inteligência para segurar a bola foi o Carrillo,pena aquele alívio que dá o golo do empate.Digam o que disserem não temos jogadores,e muito menos equipe para ficar nos 4 primeiros lugares!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. "Digam o que disserem não temos jogadores,e muito menos equipe para ficar nos 4 primeiros lugares!"

      Afirmação imbecil. Só quem está de má fé pode achar que o Sporting é inferior ao braga ou ao nacional. Há limites.

      Eliminar
    2. Francisco, também não gostei de ver a equipa tirar o pé do acelerador a partir dos 30 minutos. Havia que continuar a carregar até conseguirmos o golo da tranquilidade. Mas tanto quanto vejo, conseguimos um bom jogo enquanto estivemos com 11.

      Mais do que conclusões sobre a ideia de Marco Silva (que me parecem boas), preocupam-me mais as oferendas sem nexo (que foram puramente erros individuais) que fizemos ao adversário.

      E dentro dessas oferendas sem nexo, a de Carrillo até é a mais compreensível: estava esgotado depois de ter feito um jogo de grande esforço, que pode ter levado para a falta de discernimento que teve naquele momento.

      Um abraço.

      Eliminar
    3. " não temos jogadores,e muito menos equipe para ficar nos 4 primeiros lugares!"

      Mas têm árbitros, ainda ontem foi um penalty limpo que não foi assinalado a favor da Académica por mão de Jeferson.

      Eliminar
    4. Luís Miguel, e também houve um penalty não assinalado sobre o Héldon. Não vale a pena entramos por aí.

      Eliminar
    5. Ao fulano das 00.42,que nem a cara é capaz de dar,só poderei responder que imbecis foram os seus pais em terem -lhe dado vida anónima e mal formada para nem sequer assumir a própria imbecilidade.Tristes trastes que se devem estar a ver ao espelho quando debitam o que lhes vai dentro!... Será que é um novo tipo de lambuçismo para com os novos mandantes?!?

      Eliminar
    6. "Digam o que disserem não temos jogadores,e muito menos equipe para ficar nos 4 primeiros lugares!"

      EquipA.

      É desses dos "digam o que disserem". Impossível mudar a opinião ou argumentar pq vai repetir a mesma lenga-lenga até à exaustão. Espera-se até ao final do campeonato então.

      P.S. - Se Sporting ficar acima do 5o lugar, espero que não venha com conversa sobre atenuantes e desculpas para o Marítimo/Nacional/Estoril/etc.

      Eliminar
  2. Andre martins e montero foram a coimbra?

    ResponderEliminar
  3. O LJ conseguiu um 2 lugar construindo uma equipa polvilhada de mediania. Este Marco conseguiu desmontar essa equipa sem a ter desfeito o que é tristemente assinalável. Um feito. Mas como ganhou fama se calhar está bem assim.
    Cromos como o Oliveira, o Martins, o peruano e mesmo o Capel são segundas linhas com estatuto de titular. Tanaka? Gauld? Slav...? Geraldes? O que é isto. Alguem vai à LC com estes cromos. Em 23, para aí 20 deviam ser suplentes.
    O caminho das brunices dá nisto

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Prematuro, muito prematuro estar-se a tirar conclusões dessas.

      Eliminar
  4. Um jogo muito pobre, o resultado até podia ser pior. Uma exibição que começou por prometer mas aos poucos foi perdendo qualidade, como de resto, já estamos habituados.
    É preocupante a falta de evolução do futebol apresentado desde o inicio da pré época, e já lá vão mais de 10 jogos.

    É por demais evidente que continuamos sem um criativo na zona central (Martins não tem qualidade para um Sporting candidato ao titulo) e que só temos um ala capaz de desequilibrar (Carrillo). Com um Montero francamente desinspirado e sem capacidade de jogar pelo meio a equipa limita-se a cruzar a bola para a área deserta.

    Quando a Marco Silva apesar de não se compreender que se pode fazer omeletes sem ovos, teve igualmente mal, sem nenhum lateral no banco e com Heldon a titular, um jogador que na minha opinião nem sequer tem lugar no plantel Sporting.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Barack, a questão de não termos um lateral no banco foi um problema. Mas imaginemos que tínhamos Esgaio no banco e quem se lesionava era Jefferson. Como é que resolvíamos? Cédric é dos jogadores com mais pulmão que temos, e seria daqueles que Marco Silva teria mais confiança em que fizesse 90 minutos. É daquelas coisas que só depois de acontecerem é que podemos pôr em causa

      A verdade é que se tivéssemos os níveis de eficácia ofensiva dos tempos da 1ª volta de LJ, teríamos ganho de forma muito confortável.

      O que é preocupante é que começam a ser demasiados os jogos em que sofremos golos ao cair do pano. A equipa tem que manter a intensidade pelo menos até o 2-0, para nos colocar à prova destes azares de última hora.

      Um abraço.

      Eliminar
  5. desta vez o freitas lobo tem razão, o marco silva demorou muito a reagir e quando o fez, fez mal, não pelo jogador que entrou, que tinha de ser aquele a entrar, mas pelo que saiu, porque tinhas um problema no meio campo que era apenas teres 2 jogadores, logo se tiraste um desses e recolocaste outro no meio campo, continuaste com o mesmo problema de teres la apenas 2 jogadores contra 3 da académica. devia ter saído um dos elementos da frente.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Riga, acho que isso é uma falsa questão. Quem tirávamos então para pôr o 3º médio? Um dos extremos? Tanto Carrillo como Capel baixaram no terreno (e jogámos num 4-4-1) e estiveram sempre a apoiar os laterais.

      Também não foi pelo centro do terreno que o adversário criou mais ocasiões de golo. Foi sempre pelas alas, com cruzamentos para a área.

      Não é por tirarmos um extremo e colocarmos um 3º médio que iríamos impedir que o adversário fizesse o mesmo tipo de bombeamento para a área. Podíamos ter Rosell - Adrien - João Mário no meio-campo e o adversário continuaria a chegar à área da mesma forma.

      Perdemos por causa de um erro individual. E se aquele lance de Montero perto do final tivesse dado o 2-0 muito provavelmente teríamos os comentadores todos a elogiar Marco Silva... infelizmente é assim que as coisas funcionam...

      Um abraço.

      Eliminar
  6. Mestre, a primeira meia-hora do Sporting foi muito boa. Do melhor futebol dos últimos anos. Mas depois não teve continuidade, porque estava a depender muito da influência do Carrillo (não pode ser só um jogador a levar a equipa para a frente), depois a Académica cresceu, o William asneirou e o resto é história.

    As soluções passam mesmo por integrar os novos jogadores e ver o que valem. O que é que se perde em colocar o Gauld a jogar em vez do Martins? Quanto a mim, nada. Até se pode ganhar. Apostem no Iuri, também. Ao menos os putos mexem-se.

    Toda a gente percebeu que o futebol do ano passado era muito básico e limitado. Insuficiente para as competições europeias e para fazer mais no campeonato. Todavia, se o Marco Silva não tiver jogadores que sejam capazes de aplicar as (boas) ideias dele, o Sporting espalha-se porque deixa de ser a equipa certinha, juntinha do ano passado, mas também não consegue ter mais rasgo, mais largura de campo, porque não tem jogadores para isso. Como consequência vai sofrer muito mais golos, sem marcar mais. Faz-me lembrar quando pediram ao Paulo Bento para dar mais "espectáculo", e ele (que nem devia saber o que isso era...) poucos meses depois pisgou-se.

    Primeira prioridade, fechar o plantel. Segunda, estabilizar a defesa. O Sarr é reforço. Terceira, se há reforços, é preciso ver o que valem. Muito do que vem do ano passado não chega, não dá mais que aquilo, por isso ou há evolução, com nova gente, ou faremos pior do que na época passada, é quase certo.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Caro anónimo, em relação ao 11 de ontem, o único titular que questiono é Héldon - não fez nada na pré-temporada que justifique esse estatuto. O Sporting precisa de outro extremo que jogue de cabeça levantada e que saiba quando soltar a bola.

      Gauld poderá vir a ser reforço, mas seria um grande risco estar a lançá-lo já. Creio que será bom deixá-lo ambientar-se ao tipo de jogo que há por cá, antes de o lançar às feras. Se por acaso as coisas lhe correrem mal nos primeiros jogos poderá ser um passo atrás na sua evolução. Mas não se pode esperar muito. Se há qualidade, que se coloque em campo.

      Concordo com a avaliação de Sarr, deu boas indicações, e Rosell também esteve bem.

      Um abraço.

      Eliminar
  7. O Slimani e o Rojo viram o jogo pela televisão?

    ResponderEliminar
  8. Marco Silva no fim do jogo diz algo do género sobre a entrada do Sarr "foi um risco que tivemos de correr" ... começo a ficar preocupado com este Marco Silva...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Infelizmente não temos nenhum central que possamos dizer com segurança que seja um substituto natural para Rojo. Poderia ter sido Dier, mas sabemos o que aconteceu.

      Entre Oliveira (que não convenceu na pré-temporada), Sarr e Rabia (que chegaram muito mais tarde), não havia uma solução ideal.

      Um abraço.

      Eliminar
    2. mestre, refiro-me ao discurso, pouco confiante e motivador para uma equipa...

      abraço

      Eliminar
    3. Ah, de acordo. De facto Marco Silva deixou transparecer algum abatimento com o que se passou durante a semana. Será um aspeto a melhorar ao longo do tempo. Um abraço.

      Eliminar
  9. Muito "Profeta da Desgraça". Este Sporting não é assim tão diferente do ano passado.

    O que gostei:
    Carrillo - Vamos ver se é este ano.
    Naby - interessante.
    Rosel (não tenho a certeza se é assim que se escreve) - Não comprometeu, cumpriu!
    Defesa - estebe bem.
    Jeferson, Patrício - voltaram das férias
    Adrien - o melhor.

    O que não gostei:
    Heldon - mesmo nada!
    William - está de férias ainda.

    Geral: Vê-se que o Marco não é mau treinador, antes pelo contrário. Não venham com a "história" das substituições erradas. Ele pensou alguma coisa, que até estava a correr bem. Pena foi mesmo aquela trapalhada na área, pois a vitória, "tava no papo". Estou algo tranquilo com esta equipa e com este treinador. Não vou dizer que tenho fé, que isso é ser vago...

    Ultímas observação:
    Não gosto do discurso de "Somos candidatos ao título". Se somos realmente temos que ganhar jogos como este. Menos 2 pontos a abrir não é nada nada bom. Acredito na capacidade de trabalho do Marco Silva, mas não sou maluco. Esta equipa é boa, mas calma. Não temos super orçamentos nem super estrelas. É preciso também ser realista. A comparar com o ano anterior e após ter visto o 1º jogo oficial da equipa, não sei se está melhor que a do ano passao.

    Ps: deixem-me só frisar, que não gostei não gosto e acho que nunca hei de gostar do Heldon.

    SL

    Luis Santana

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Luís, bastava a história do jogo ter sido um bocadinho diferente e estaria toda a gente a elogiar o Marco Silva pelas substituições que fez... Um abraço.

      Eliminar
  10. Basta comparar o lance do Tello no segundo golo Portista com o lance do Héldon que acaba em fora de jogo do Montero. A diferença está aí. Um é jogador de futebol, o outro é um pinoco. E podemos juntar aqui o lance em que o mesmo Heldon em vez de servir Montero decide passar ao Guarda Redes ou por exemplo aquele remate de distrital do André Martins.
    É esperar que o mercado traga um extremo e um médio ofensivo. Com estes não vamos a lado nenhum.

    Ps: Servido assim, nem o Jackson marcava golos.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Alessandro, como é evidente a diferença de qualidade faz-se notar e vale pontos. Precisamos de facto de um extremo que jogue de cabeça levantada e saiba quando e como soltar a bola. Em relação ao médio ofensivo vamos ver até que ponto Gauld possa vir a ser um candidato ao lugar. Um abraço.

      Eliminar
  11. Uma equipa que não ganha a Académica nunca será campeã nacional.Depois do futebol miserável de ontem o que vai esta banda de música fazer na champions. king lion

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. King Lion, o Benfica no ano passado não ganhou em casa ao Arouca. Acho que não é por aí... :)

      Eliminar
    2. O Benfica como referência.

      Eliminar
    3. Perante uma afirmação "Uma equipa que não ganha à Académica nunca será campeã nacional", que exemplo é que eu devia ir buscar para contrapôr? O Moreirense?

      Eliminar
    4. E o Jesus o ano passado começou com uma derrota na Madeira, contra um Marítimo que ficou a pts desta Académica.
      Alguma vez se deve levar a sério estas afirmações? Esta gente vive para estes momentos, onde pode destilar a raiva e culpa o treinador/dirigente/jogador do Sporting por td o que vai mal na sua triste vida...

      Eliminar
  12. Mestre, a mim não sei o que me deprime ontem.
    Se foi o empate de ontem no ultimo minuto depois daquele erro infantil, se ver os comentários de hoje em muitos outros sitios.
    Que grande espirito de derrotismo e pessimismo que para ai anda....
    Acho que o melhor é um gajo nao ler muito do que para ai vai e ter confianca que o Sporting ainda nos vai dar muitas alegrias.
    Para já é importantissimo arrumar o mais rapido possivel a casa.
    Tratar das saidas: Rojo, Slimani e Shikabla, não contagiando assim ainda mais o balneários
    Conseguir os substitutos: para já serão Sarr e Tanaka, mas com uma Champions para disputar acho que o Sporting precisa de algo mais.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Estou de acordo J. Que ser resolvam os casos das saídas, a tempo de se conseguir contratar alguém que faça a diferença. Um abraço.

      Eliminar
  13. As críticas são mais do que justificadas.Um jogo tem 90 minutos não 30 .Se o jogo dura mais uns minutos a banda de música nem 1 ponto consegue. Este filme já muitas vezes visto mete nojo.Triste a sina dos sportinguistas...que tem de sofrer e serem humilhados por causa de meia dúzia de trolhas que em vez de jogarem futebol deviam estar a pintar paredes.Onde andas tu meus Deus,que mal eu te fiz para todos os anos me dares este pesadelo.King Lion



    ResponderEliminar
  14. WC demonstra falta de frescura para acompanhar os adversários, por isso, faz faltas grosseiras e é expulso.

    WC devia ter renunciado às selecções e entrado logo de férias para assim, recomeçar mais cedo a preparação no Sporting e agora estar ao mais alto nível.

    Consequência: WC tem vindo a prejudicar desportivamente o Sporting e isso tem contribuído para a sua desvalorização.

    Este é mais um argumento que se enquadra na minha teoria.

    ResponderEliminar