terça-feira, 19 de agosto de 2014

Bem-vindo a casa, Nani!


41 comentários :

  1. Sou só eu que acho que se conseguiu transformar um negócio ruinoso numa oportunidade notável?

    13M€ para o Sporting. 3M devolvidos à Doyen, 4M entregues ao Spartak (que acaba também por fazer um belo negócio).
    5M€ de salários de Nani poupados. Uma injeccao de moral semelhante à da vinda do Jardel em 2001 e a quase garantia de uma casa cheia frente ao Arouca. E o compromisso com o Pavilhao a servir duplamente de garantia bancária para o eventual processo judicial que se vislumbra contra a Doyen e de tónico para os adeptos.

    Esta foi uma jogada de mestre.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Esta é a visão do negócio do sporting! Não há um único sportinguista com reservas (quanto mais não seja morais...) quanto a este desfecho?! Acham que a doyen não vai ripostar?
      BdC decidiu jogar na lotaria pelo que este negócio de sonho pode muito bem virar um pesadelo daqui a uns tempos. Para além da devolução dos montantes adivinha-se um pedido de indemnização brutal.

      Eliminar
    2. O pavilhão como garantia bancária para o eventual processo judicial que se vislumbra contra a Doyen?! De onde vem essa ideia?

      Eliminar
    3. A Doyen pode e quase de certeza deve ripostar. Tenho sérias dúvidas que o departamento jurídico do Sporting nao esteja seguro da sua posicao (lembram-se do caso Bruma?). Para além disso, nao sei se o caso está sob a alcada da justica portuguesa: nesse caso, podem comecar a contar os anos.
      No final, das duas uma: o Sporting vence o processo e ficamos todos felizes. Ou o Sporting perde e, na prática, financiou-se em 10 ou 11M€ mais juros.

      Quando escrevi "garantia bancária" referia-me ao facto de que o montante alocado ao pavilhao é praticamente a soma que a SAD deverá restituir à Doyen em caso de derrota na justica.

      Eliminar
    4. "Reservas morais" quanto a esta situacao? Um fundo que prejudicou o Sporting, aliciou o jogador e fez pressao para forcar uma venda é colocado no seu lugar e os sportinguistas deveriam ter "reservas morais"?? A melhor contratacao do defeso em Portugal vem para o Sporting, de borla e sem encargos, e devíamos ter "reservas morais"? Terei lido bem?

      Eliminar
    5. "Não há um único sportinguista com reservas (quanto mais não seja morais...) quanto a este desfecho?! Acham que a doyen não vai ripostar?"

      Pá, eu tenho taaaanta "pena" da Doyen, que nem queiras saber. Claro que há o risco de não correr bem, mas se correr bem e encavarmos aquela corja fruteira que se esconde atrás da Doyen, BINGOOO!

      Eliminar
    6. Petinga, e há mais: entre a finalização da Missão Pavilhão, aprovações, burocracias e concursos para a realização da obra, vai tardar que esse dinheiro seja gasto. Antes disso teremos certamente uma decisão do TAS. Um abraço.

      Eliminar
  2. Finalmente um negocio digno de um clube da dimensão do Sporting.
    Está de parabéns toda a direção, agora ja podemos sonhar com títulos, falta um ponta de lança para o lugar do Slimani se este não ficar, e uma alternativa valida ao André.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Concordo, Barack. Não nos podemos fiar na recuperação psicológica de Montero e num arrependimento de Slimani.

      Vejo André Martins a ganhar com a entrada de Nani. Nani é extremo mas procura muito zonas interiores e André Martins pode ser o homem certo para aproveitar este tipo de movimentações.

      Um abraço.

      Eliminar
  3. Convém nao esquecer que há 1 semana o Sporting estava aparentemente esgotado em termos negociais.
    (a) O jogador fez birra e a blogosfera colocava-se perante a possibilidade de o encostar até final do contrato (!)
    (b) com os seus 25% do passe e a miséria negocial de ter que entregar 20% ao Spartak o Sporting nao ia ver um tostao furado
    (c) com a pressao do fundo e do Manchester o Sporting ia ter que ceder

    Em 1 semana (que foi má...) deu-se a volta ao texto. E, se nao estou em erro, depois da venda de Nani este é o 2o negócio mais avultado da história do Sporting Clube de Portugal.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Concordo, do ponto de vista negocial foi extraordinário.

      Eliminar
  4. Bem vindo Nani, e muita sorte!

    Uma palavra também para o Marcos Rojo, que ao fim e ao cabo acaba por tornar isto tudo possível. Muita sorte para ele também!

    ResponderEliminar
  5. Excelente negócio, não há outro adjectivo. Bem-vindo Nani!!

    ResponderEliminar
  6. Nani é mais um jogador que brinca muito na selecção que se desvaloriza.

    Júlio César é outro jogador que brinca muito na selecção que se desvaloriza.

    Rojo é mais outro jogador que brinca muito na selecção que se desvaloriza, foi transferido por apenas 20 M€ quando tranquilamente poderia valer entre os 25 a 30 M€.

    Estes são mais argumentos que se enquadram na minha teoria.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Então e o James onde é que se enquadra nessa teoria? Andou a brincar a que no Mundial?

      Eliminar
    2. Acho que estás enganado, Superleão. Se não tivesse ido à selecção, o Rojo valeria uns 50 M €. Tal como o Slimani.

      Tu tens uma teoria. Muita gente tem, ou apoia, teorias. O criacionismo, por exemplo, é uma teoria. O criacionismo, tal como a tua teoria, também supostamente se baseia em factos. O criacionismo é estúpido. A tua teoria também.

      Eliminar
    3. PM, James está desvalorizado, poderia valer tranquilamente entre os 120 a 125 M€, quiçá poderia atingir os 130 M€.


      Férenc Meszaros, a teoria de Darwin também não passa duma teoria e Darwin e seus apoiantes também se limitaram a enquadrar argumentos e factos nessa teoria.

      Eliminar
    4. Exacto, Superleão. 'Factos', não apenas 'argumentos', essa é a diferença entre teorias sólidas ou parvoíces.

      Diz-me em que factos se baseia o criacionismo. Ou em que factos te baseias tu para dizer que o Rojo valeria 25 a 30M € se não tivesse ido a um campeonato do Mundo, onde foi finalista e eleito para o melhor onze da prova, e tivesse beneficiado apenas do protagonismo de um campeonato menor. Ou para dizer que o James 'poderia valer tranquilamente entre os 120 a 125 M€, quiçá poderia atingir os 130 M€', e tornar-se no mais caro jogador de sempre, se não tivesse sido o melhor marcador de um campeonato do mundo e tivesse apenas a visibilidade de uma equipa mediana numa liga sem grande expressão internacional?

      Vê um Ochoa que estava desempregado depois de representar um Bastia qualquer e que após o mundial arranjou emprego no Málaga, que mesmo assim representa uma progressão na carreira. Um Tejeda, um costa-riquenho que ninguém conhecia e que vai para a Premier league. Um Besic, da Bosnia, desterrado por empréstimo para a Hungria porque falhou na Alemanha, que agora vai para Inglaterra por uns 6M €. Um Enner Valencia, escondido no Pachuca do México, que vai para o West Ham por 16 M €, depois de ter marcado 3 golos no Mundial. Estes são factos que arruinam os teus argumentos. Um jogador desvaloriza-se se as coisas lhe correm mal. Valoriza-se se as coisas lhe correm bem. Tanto no clube como na selecção.

      Tu mesmo disseste: Tens uma teoria e enquadras argumentos. À toa e à tua conveniência, acrescento eu.

      Eliminar
    5. Superleão tenta pensar numa nova teoria. Uma com pés e cabeça, que faça sentido. Se te queres que te levem a sério. Se é para a palhaçada, pensa também numa nova teoria mas uma que tenha piada.

      Eliminar
    6. Férenc Meszaros

      Ora essa, tu também tens uma teoria:

      "Um jogador desvaloriza-se se as coisas lhe correm mal. Valoriza-se se as coisas lhe correm bem. Tanto no clube como na selecção."

      Ao longo dos tempos eu tenho vindo a apresentar argumentos que dão consistência à minha teoria.

      Não me baseio em factos para dizer que Rojo vale 25 a 30 M€, mas na minha avaliação global que se baseia em muitos factos e em avaliações, como a idade, rendimento, salário, duração do contrato, capacidades físicas, técnicas, tácticas, inteligência, etc. e obviamente se brinca ou não na selecção.

      O mesmo para James.

      Rojo jogava no Sporting e já antes esteve no Spartak Moscovo, e antes no Estudiantes, ou seja, em 3 ligas de grande projecção internacional.

      Outra minha avaliação é a de que James não jogava numa equipa mediana numa liga sem grande expressão internacional, James jogava num grande clube europeu e numa liga de grande projecção internacional e já tinha jogado no FCPORTO e no Banfield (Argentina) e no Envigado (Colômbia), outros ligas de grande projecção internacional.

      Tens um problema de percepção, ligas sem grande projecção internacional são ligas da Somália, Tanzânia, Burundi, Indochina, Birmânia, Nepal, etc.

      Obviamente, tens outro problema de percepção, tu é que não conhecias o Tejeda, ou seja, julgas que quem não conheces também é desconhecido para os outros, mas para os "insiders" do futebol (olheiros, agentes fifa, treinadores (da Costa Rica e de muitos da Concacaf, dirigentes) e outros como jornalistas desportivos e obviamente adeptos, Tejeda já era bem conhecido.

      Enner Valência está desvalorizado, vale tranquilamente uns 25 M€.

      Eliminar
    7. 'Enner Valência está desvalorizado, vale tranquilamente uns 25 M€'. Acho que estás baralhado. Deixa-me lembrar-te a tua teoria. A questão não é se vale 25 M €. É se VALIA 25 M € antes do mundial. Baseado na tua avaliação, seguramente que valia uns 80 M € quando estava no Pachuca, numa liga de grande projecção internacional como a do México e antes de ter marcado 3 golos no Brasil.

      'NÃO ME BASEIO EM FACTOS para dizer que Rojo vale 25 a 30 M€, mas NA MINHA avaliação global...'. Faltou acrescentares 'objectiva'...

      Repito: 'Tu mesmo disseste: Tens uma teoria e enquadras argumentos. À toa e à tua conveniência, acrescento eu'.

      Eliminar
    8. Férenc Meszaros

      Enner Valência valorizou-se no clube, na selecção desvalorizou-se.

      Eu vou continuar a apresentar argumentos.

      Eliminar
  7. O Sporting decide não cumprir contratos e ficar com o dinheiro que pertence a outros e para os adeptos esta tudo muito bem... È um negócio a altura do Sporting... Um negócio à falsario. Será que a Doyen vai ficar quieta e calada? Será que o MU vai conseguir inscrever o Rojo tendo em conta a lei inglesa sobre a propriedade dos direitos dos jogadores, sendo que estes direitos são do fundo e o clube decidiu "rasgar" o contrato? Será que basta resolver unilateralmente o contrato para os direitos passarem a ser a nível legal do clube? Será que os outros clubes também podem rasgar contratos com os fundos e ficar com a totalidade dos jogadores? São tantas as questões...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. (continuação).. É um negócio tipo PPC... Em que o baixo nível é tanto mas que arranjam uma justificação!
      Será que quando tiverem de pagar a Doyen vão voltar a utilizar o argumento que utilizaram com os bancos?... Nós não temos dinheiro se quiserem receber fiquem com as chaves do clube!

      Eliminar
    2. Que grande melão! hahahaha!!

      Eliminar
    3. Tenho um tetra melão!

      Eliminar
    4. Mesmo que tivesses razão (que não tens, pois há uma quebra de contrato da doyen- interferência com liberdade negocial do clube) , pelo menos é às claras. Nada de negociatas obscuras, vendas inflacionados (lavagem de dinheiro?), duplas vendas do mesmo jogador ou até contratação de jogadores que em momento algum houve intenção de integrar no plantel......

      Eliminar
    5. Tens é um tetra tuti-fruti e agora andas aziado! hahahaha!!

      Eliminar
    6. São de facto muitas questões. Aqui vão mais duas: tens youtube? queres uns links porreiros?

      Eliminar
    7. Caro anónimo, duvido que o United avançasse para o acordo sem ter a aprovação prévia da FA. Quanto às questões éticas, não gosto que se rasguem contratos, mas a ter havido pressões e má-fé por parte da Doyen (nomeadamente a tal mensagem e a presença numa reunião do "CEO" sob uma falsa identidade), torna-se legítimo que o Sporting reaja desta forma.

      A Doyen tinha tanto direito a receber 75% da venda, como o Sporting tinha direito a ser o único decisor sobre o futuro do jogador. Se a Doyen tentou ir para além dos seus direitos, então o Sporting teve legitimidade para denunciar o contrato.

      Mas isso há-de ser decidido em tribunal. Quando houver uma decisão cá estaremos para comentar.

      Um abraço.

      Eliminar
  8. Ah grande Vale e Azevedo 'verde' !

    Foi uma golpada com direito de autor... Lembram-se da mesma estratégia do Vale Azevedo à Olivedesportos ?!

    E todos sabemos como isto vai acabar... Quem vier atrás que feche a porta.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Se for assim, devias estar satisfeito, certo? Afinal fechava-se a porta. Ou será que estás como o Coroado em Chaves?

      Eliminar
    2. Doyen Sports Fan Boy?

      Estranhos tempos em que adeptos de fundos brotam em toda a blogosfera.

      AHAHAHAHAHAH

      Eliminar
  9. Costa, só não percebo (sinceramente) como não há um único sportinguista lúcido a dizer "porreiro, pá, mas...".
    Euforia desmedida, amanhã vem a ressaca.
    Tenho este blog como sensato mas os sportinguistas, todos eles, estão embriagados com a brilhante política de gestão de rasgar um contrato (que é apenas do que se trata).
    A fazer lembrar Vale e Azevedo. E a "justa causa" do Miguel, defendida pelo Dias Ferreira.
    Depois...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Mas as dores do fundo são as tuas? E se o Sporting tiver razão na "guerra" com o fundo?

      Quanto à euforia, mas podemos uma vez por outra estar felizes, ou só os outros é que podem contratar bons jogadores? Tens a noção de que a última grande contratação do Sporting se calhar foi a do Jardel, enquanto que os lampiões e os fruteiros as fazem quase todos os anos? ;esmo assim nós não podemos estar "embriagados". F***-**, temos de pedir autorização para ter alegrias?

      Tu não és lúcido, és amargo. E Deus queira que o Sporting tenha razão na questiúncula com a Doyen porque estou sempre do lado do clube, mesmo quando a direcção erra, e em especial quando o oponente é uma porcaria de um fundo, como se fosse lesivo para a comunidade que esses parasitas ficassem a perder. Idiota.

      Eliminar
  10. Não vale a pena. Agora é a Doyen Sports a esperança do pessoal do nosso "Banco Mau". Fracassado o Cátio, eles acreditam que há-de ser o Nélio a destapar a careca ao "Bruninho", o "Vale e Azevedo" do Sporting! Mas é bom lembrar, que em pouco mais de um ano, já foi despachada uma série de candidatos a esse posto: vários terríveis banqueiros (alguns a monte, nesta data), implacáveis empresários (o Zahavi, com a Mossad) e até pais de jogadores (ah, o intratável Elias Sénior, que punha processos na FIFAl!) e até um senhor que diz que é Papa. É verdade, para azar dos Távoras, a coisas acabou sempre com pesos-mortos a sair, dinheiro a entrar nos cofres e umas gracinhas em campo. Mais ou menos o contrário do que acontecia com os "gestores de topo" do "Banco Mau": aí era dinheiro a sair, pesos-mortos a entrar e um inequecível 7.º lugar. Mas que fazer, quando a fome aperta e o croquete está tão longe da mão, e ninguém aguenta pagar os sete lugares de época que o primo nos arranjou na central? SL! JPT

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Os sportinguistas estão tão embriagados com o Bruninho que até apoiam quebras de contratos. Daqui a uns tempos vem a factura

      Eliminar
    2. Eles só colocam a hipótese de ganharem o processo de resolução do contrato... Se perdem já se sabe quem é o culpado (Porto e Benfica) e qual vai ser o método de pagamento (não temos dinheiro por isso fiquem com o clube e tomem vocês conta disso).

      Eliminar
    3. Já agora... O Tello etc eram fracos e flops por serem Suplentes do Barcelona atlético etc.. E o Nani jogou muito no MU?

      Eliminar
    4. Jogou 230 partidas, com 40 golos e 73 assistências, ó morcão.

      Eliminar
    5. Sim sim... Jogou tanto e tão bem que o MU paga para ele não jogar por eles!

      Eliminar