sábado, 9 de agosto de 2014

Preocupante

Fiquei desiludido com o que vi no jogo que acabou há pouco. Mais do que a derrota, fiquei preocupado com o que vi na primeira parte: o Sporting, perante uma equipa que jogou fechada no seu meio campo, revelou muitas dificuldades para chegar à baliza adversária, à semelhança daquilo que vimos acontecer com demasiada frequência na segunda metade do campeonato passado.

O Sporting mandou completamente no jogo mas faltou presença na área. Não ajudou haver um Montero muito complicativo, tal como termos os extremos a jogarem muito colados à linha, procurando cruzamentos para a área onde invariavelmente tínhamos poucos jogadores em posição de concretização.

A primeira metade da segunda parte foi semelhante, mas após as muitas alterações efetuadas por Marco Silva (que nos deixaram em inferioridade numérica no meio-campo) acabámos por perder o controlo do jogo e por sofrer os golos perto do final, em lances de apatia generalizada dos nossos homens presentes na área.

Foram poucos os aspetos positivos a tirar do jogo. Esgaio parece ter nitidamente lugar no plantel, e Slimani mostrou em poucos minutos a ameaça que é para a baliza adversária. Carrillo foi o nosso melhor jogador na primeira parte, e Mané deu uma pequena amostra do jogador desequilibrados que pode ser. Adrien já está no ponto, e Rosell surpreendeu-me positivamente pela agressividade a defender, apesar de ter estado pouco preciso no passe. Jefferson esteve muito bem a subir pelo seu flanco, como é costume.

De resto, fica a certeza de que há muito trabalho pela frente. A uma semana do início do campeonato mostrámos demasiadas dificuldades para ultrapassar uma defesa muito recuada (que é o que iremos apanhar a abrir com Académica e Arouca) - é certo que os jogadores são os mesmos mas tinha a expetativa que as mexidas táticas de Marco Silva nos dessem melhores soluções neste departamento.

Uma coisa parece-me certa: apesar de estar numa fase mais atrasada da preparação, Slimani está muitos furos à frente de Montero para ser o nosso 9. Se for vendido fico com muito receio em relação ao que poderá ser o nosso arranque no campeonato.

12 comentários :

  1. Só vi o resumo na Sic Notícias e óbviamente que vi uma defesa de manteiga.De resto lendo o post do MdC parece que a coisa foi mais grave...perder agora para ganhar depois !....assim espero.

    Abraço

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. King Lion, desvalorizei os golos sofridos porque aconteceram numa altura em que já tinham sido feitas muitas alterações e jogávamos num esquema alternativo (que não resultou). Fiquei bem mais preocupado com a inoperância ofensiva. Um abraço.

      Eliminar
  2. Tudo muito bonitinho até chegar à zona de golo, aí a equipa é uma nulidade. Eu já tinha visto parte deste filme esta época, mas a cores. Agora foi a preto e branco! Estou estupefacto e desci à terra. O Slimani é IMPOSSÍVEL sair, é o único PL. Espero um jogo diferente amanhã.

    ResponderEliminar
  3. A única coisa que verdadeiramente me agradou nesta pré-época foi a intesidade colectiva, algo que hoje esteve totalmente ausente.

    Assim, imaginando que essa intensidade será recuperada, as duas grandes falhas que vejo nesta equipa e que não vislumbro a sua rápida resolução, são a ausência de um 10 criativo, disruptivo, imprevisível, e um ala acutilante, mortífero, capaz de aparecer nas zonas de finalização com qualidade. Esse ala era claramente o Kostic, mas esse já era... Quanto ao 10, sejamos honestos - é quase impossível recorrer ao mercado para apanhar um jogador de grande qualidade ao preço que podemos pagar. Como tal, e como quase sempre, resta-nos a formação. E aqui só vejo um gajo verdadeiramente genial, o Iuri Medeiros. Gostava que ele fosse testado mais vezes a 10, pois acho que nas alas ele será apenas mais um bom jogador. Entretanto vamos esperar que o Gauld não tenha sido um grande barrete e que já esta época possamos disfrutar de um 10, que anda arredado de Alvalade desde Matías Fernandez (e muito a espaços...)

    SL

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Adolfo, concordo com a questão do ala. Carrillo está a dar sinais muito bons, mas Capel e Heldon deixam muito a desejar no momento de soltar a bola. Esperemos que Mané suba de produção. Em relação ao 10, acho que André Martins pode fazer esse papel de forma bastante competente se continuar a jogar mais próximo do ponta-de-lança. E Gauld, lá para novembro é capaz de começar a ser opção. Um abraço.

      Eliminar
    2. Já agora, em relação a Matías, tinha de facto muita magia mas era demasiado inconstante. É realmente complicado com as restrições orçamentais que temos conseguirmos um 10 que entre de caras na equipa...

      Eliminar
  4. Calma mdc. Tal como nós Benfiquistas aprendemos... A pré época nada decide e ser campeão da pré época não vale ponto nenhum para o campeonato a sério... Começamos todos do zero! As competições definem -se em Março Abril e Maio não em agosto! Nós Benfiquistas sabemos isso por isso estamos relativamente tranquilos mesmo com esta má pré época! Quando vocês aprenderem isso e deixarem de celebrar todas as vossas contratações como top (mesmo antes de jogarem) e as dos outros como flops (ex. Markovic só deixou de ser flop depois de sair) ficam mais perto de ganhar algo e de deixar de justificar as derrotas com factos exteriores.
    Abraço Benfiquista

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Caro anónimo, não sei a quem se está a referir, mas certamente que não foi neste espaço que viu que Markovic era um flop, e que as nossas contratações são melhores do que as dos outros.

      Como é evidente os jogos da pré-época valem o que valem, mas seria bem mais reconfortante que a uma semana do início da liga as coisas já estivessem mais afinadas nesta fase - refiro-me em relação ao Sporting, como é evidente.

      Um abraço.

      Eliminar
  5. O sector mais reforçado foi a defesa. 3 centrais e 1 lateral. E foi para mim o que pior desempenho teve. Na segunda parte foram erros atrás de erros. Os dois golos, em zona frontal e com total passividade dos nossos jogadores.
    Na frente o problema continua. Contra defesas fechadas pouco conseguimos fazer. Esperava uma postura mais séria neste torneio, um jogo menos a feijões. De positivo? A certeza de que a sombra do Cédric deve ser o Esgaio e não o Geraldes. De negativo... a ainda possível venda de Rojo e/ou Slimani. A acontecer, uma vez que já foi aberta a porta para um negócio abaixo dos valores das cláusulas, dificilmente vamos conseguir substitutos à altura das responsabilidades.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Mordoga, e neste momento fala-se em que Rojo está a forçar a saída, o que definitivamente é um péssimo sinal. Esperemos que não se concretize. Um abraço.

      Eliminar
  6. Não vi o jogo todo, mas do que vi estou totalmente de acordo com a tua análise, acrescento apenas um dado, o Geraldes é muito fraquinho e sinceramente não consigo perceber esta contratação, qualquer jovem da equipa B, é melhor do que ele, e no caso o Esgaio há muito que deveria começar a ser testado como Defesa Direito. Mas no geral, do que vi, fiquei preocupado principalmente pela falta de intensidade de jogo.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. RP, não é justo analisarmos o Geraldes pelo que fez no sábado (pois jogou na esquerda), mas estou de acordo: até agora não justificou minimamente a contratação. Esgaio deve ser a alternativa a Cédric. Um abraço.

      Eliminar