domingo, 21 de setembro de 2014

A questão central

                                                                                                                                        
Depois da mais-que-debatida desilusão em solo esloveno, o Sporting regressa logo aos relvados numa visita ao Gil Vicente. Creio que estaremos todos na expetativa para saber se e onde Marco Silva vai mexer no onze, nomeadamente sobre se André Martins continuará a ser titular ou se dará lugar a João Mário e, claro, qual a dupla de centrais que irá entrar em campo. Isto, sabendo-se à partida que Jonathan Silva se deverá estrear na equipa principal em função da suspensão de Jefferson.

No que diz respeito ao centro da defesa, estão convocados Maurício, Sarr e Paulo Oliveira. A comunicação social tem dado eco a uma eventual aposta de Marco Silva na continuidade de Maurício e Sarr. Não sei se é boa ideia. Maurício tem revelado um enorme nervosismo desde que Rojo saiu, e isso tem-se traduzido em demasiados erros para um jogador que deveria ser, pela maior experiência que tem, uma espécie de ponto de estabilidade naquela dupla.

Consigo no entanto encontrar três razões para a manutenção de Maurício e Sarr no onze:

  • Aproximam-se os jogos com Porto e Chelsea e não há tempo para trabalhar uma nova dupla que dê melhores garantias;
  • Defrontamos hoje o último classificado da liga, pelo que poderá ser uma boa oportunidade de recuperar psicologicamente o jogador;
  • Com Cédric ainda a recuperar o melhor ritmo, e com Jefferson lesionado, mexer também nos centrais poderá ser um risco ainda maior.


Não há volta a dar. A questão central de logo é que temos que sair de Barcelos com uma vitória ou com uma vitória. Já não peço uma vitória confortável nem que Montero volte aos golos. Precisamos de ganhar, ponto. Haja confiança para continuar a fazer o que de bom tem sido feito - a qualidade de jogo é inegável - e que se acenda uma vela aos santinhos para que a nossa sorte no momento de apontar à baliza melhore só um bocadinho. Se isso acontecer será suficiente para conquistarmos os três pontos.

12 comentários :

  1. Bom dia.
    Queria agradecer a Sporting tv. Os benfiquistas já tinham onde ver as vitórias caseiras do clube... Com a chegada da Sporting tv agora temos onde assistir às vitórias como visitante.
    Muito obrigado.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. De nada, caro anónimo. Certamente que também lhe terá servido para matar saudades de um canal de um clube que está dirigido para os seus sócios e adeptos e não para clientes de quem se espera apenas que saquem da carteira no final do mês. Na fase final do campeonato de Juniores terá nova oportunidade de ver a sua equipa.

      Eliminar
    2. Contra 11 ganhavas era merda

      Eliminar
    3. "um clube que está dirigido para os seus sócios e adeptos e não para clientes de quem se espera apenas que saquem da carteira no final do mês."
      Por falar nisso, como vai o peditório da Operação Parvalhão? Também já sacou da carteira?

      Eliminar
    4. A operação parvalhão foi algo que aconteceu em 1994, caro anónimo.
      Poderá, caso tenha disponibilidade e capacidade mental para o efeito, perceber as diferenças entre o que é a missão pavilhão e o que foi a operação coração, ou como prefere chamar a esta última, "Operação Parvalhão", provavelmente por ser dirigida a quem foi.

      Deixo-lhe o link para poder informar-se.
      http://sporting.filtro.pt/index.php/2014/07/30/diferenca-entre-missao-pavilhao-e-operacao-coracao/

      Eliminar
  2. Caro Mestre
    Mais uma vez faz uma análise correta
    Também eu, quando terminou aquele jogo contra o Maribor, tinha vontade de esganar o Maurício e disse em casa que se o treinador não o tirasse da equipa deixaria de ver o Sporting. Mas isso foi a quente, pois para sermos racionais temos de pensar que as coisas não se devem mudar radicalmente, sob pena de se perder não só o jogador em questão, como eventualmente o seu ou seus substitutos, por falta de preparação e entrosamento.
    A questão dos centrais, não é uma coisa fácil de resolver, porque são uma "equipa" dentro da equipa. Uma dupla de centrais tem que ter um relacionamento perfeito e funciona muito bem, quando tem um jogador, mais técnico e outro, digamos, mais forte e ativo, mesmo com menos capacidades. Não será por acaso que Leonardo Jardim no ano transato, optou por Maurício tendo no banco um jogador mais dotado tecnicamente, Dier, é que Maurício e Rojo entendiam-se bastante bem. Mas atenção que esta dupla demorou algum tempo a formar e foi alvo de críticas bastante contundentes por parte de muitos Sportinguistas, inclusive o seu melhor elemento.
    Marco Silva não contava perder os dois melhores centrais, esperando que, com um deles pudesse formar com Maurício uma boa dupla. Havendo ainda o caso de Rabia, que se lesionou na seleção antes de começar a jogar na liga, por isso teve de entrar à pressa, o jovem Sarr, daí estar a ser tão frágil este sector, tendo Maurício de assumir um papel, para o qual não estaria destinado, o de mais dotado.
    Só o tempo resolverá esta equação, com mudanças que o treinador certamente efectuará a seu tempo e com melhor conhecimento de causa do que nós, meros observadores ou treinadores de bancada, mas acima de tudo adeptos.
    SL

    ResponderEliminar
  3. Para mim, apesar de tudo o que é falado, jogam Sarr e Mauricio.....substituir a dupla de centrais num jogo onde se tem de mexer nos laterais é muito arriscado.... depois de um erro HÀ QUE apoiar .

    ResponderEliminar
  4. Finalmente entramos com 11 em campo e o resultado é visível, com João Mário a musica é outra.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sem dúvida.
      Para mim, foi o melhor jogador em campo - João Mário.
      Só lamento o Marco Silva não ter visto antes, mas agora é olhar em frente. Venham os tripeiros e a seguir o chelsea...

      SPOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOORTING

      Eliminar
  5. O Maurício continua a preocupar-me... Cada bola cada casa... Já chega, não?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Maurício esteve muito mais intranquilo do que o Sarr, sobretudo no momento do passe.

      Temos que melhorar no centro da defesa e acredito que existem actualmente soluções no clube.
      Este tinha sido um óptimo jogo para se fazer pelo menos uma mexida no centro da defesa, mas o Marco Silva não pensou assim...

      Saí do estádio com uma dúvida: será a qualidade de jogo do Sporting que cria tantos espaços no último terço do campo ou a qualidade do opositor foi tão fraca que se abriam autênticas avenidas, em especial na primeira parte, onde podíamos ter marcado 4 ou 5 golos se tivéssemos sido mais determinados e discerníssemos melhor a jogada no momento da finalização.

      Depois do jogo de Maribor, e apesar de termos marcado de longe, fizemos vários remates de fora da área de péssima qualidade.
      Hoje fizemos dois grandes golos. Espero e desejo que continue como hoje.

      SPOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOORTING

      Eliminar
  6. FILHOS DA PUTA VAO PERDER TODOS OS JOGOS DA LIGA DOS CAMPEÕES.... falam das arbitragens, NO JOGO DO MARIBOR A CULPAS FOI DOS DOIS ARBITROS DA DEFESA .... OTARIOS APRESENTEM QUEIXA

    ResponderEliminar