segunda-feira, 8 de setembro de 2014

Capas que não fizeram história, nº 44: Sensação de déjà-vu

                                                                                                                                         
Se há quatro anos Paulo Bento acabou por ser parte da solução, hoje é indiscutivelmente parte do problema - mas não é o único culpado. Diz-se que a vida é feita de ciclos, e quando atingimos um ponto tão baixo quanto aquele que vivemos ontem, devia ser claro para os responsáveis da federação que é preciso uma abordagem diferente e imediata se quisermos marcar presença no Mundial 2018 (não me passa pela cabeça que não nos qualifiquemos para o Euro 2016).

Setembro de 2010

Setembro de 2010

Neste ciclo de quatro anos, tivemos uma brilhante participação no Euro 2012, mas houve uma total ausência de um trabalho de continuidade que deveria preparar a entrada progressiva dos melhores jovens valores, e regulamentar as competições de forma a incentivar a aposta dos clubes nos produtos da sua formação. Em contrapartida, preferiu-se proteger desmesuradamente um núcleo duro carregado de jogadores acomodados, e assobiar para o lado à medida que os grandes faziam do jogador português uma espécie em via de extinção - e, para compor o ramalhete, fechando a porta a qualquer jogador que alinhe em Portugal em clubes que não o Sporting, Benfica, Porto e Braga.

Andou tudo a dormir à sombra da bananeira. O resultado só podia ser este.

8 comentários :

  1. Sem disputar o facto de que este foi um dos piores resultados de sempre da selecção (senão mesmo o pior), as reacções ao mesmo revelam, sobretudo, o ódio que a blogoesfera leonina tem ao seleccionador (uma coisa Edipiana, porque, no fundo, ele é o pai da blogosfera leonina). Há quantas épocas só conseguimos abrir o marcador contra "estas" equipas de bola parada? Quais as responsabilidades do treinador quando se perder um jogo com 19-2 em remates? Quais as responsabilidades do treinador quando, em 19 remates, só 3 vão à baliza? Quais as responsabilidades do treinador, no facto de os três pontas-de-lança mais utilizados na anterior fase de apuramento E Cristina Ronaldo E Bruno Alves (cuja cabecinha nos livrou de várias vergonhas iguaizinhas a esta) estarem, todos os 5, indisponíveis? Qual a vantagem de jogar "em casa", quando, até começarem as vaias, ainda a selecção estava a tentar o empate, apenas se ouviram os 50 albaneses? Como é que se pode, ao mesmo tempo, pedir novos valores, e criticar a convocatórias de novos valores (esta é para o Mestre) e/ou o rendimento dos novos valores, e/ou ignorar a "travessia no deserto" que é inerente a lançar novos valores? Ontem foi muito mau (mesmo considerando que esta Albânia não é o Chipre, que não tinha, nem tem, nem nunca teve, 3 jogadores da equipa titular na serie A, 1 na Bundesliga, 1 na Bundeliga II e 4 na I Divisão Suiça), mas despedir o seleccionador nacional ia melhorar as coisas? Porquê? Ainda não vi um só argumento racional que sugira que com, por exemplo, Fernando Santos, iríamos passar a acertar mais na baliza, iríamos ter um avançado-centro, iríamos ter outras opções para bolas paradas... que foi o que ontem falhou colossalmente. SL! JPT

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Tens toda a razão, não é só despedir o bentolas que resolve.
      Era preciso limpar a federação e todos os que gravitam à volta dela.
      Antes de te deixar este texto me baixo permite -me dizer o seguinte :
      - treinador é burro, não se adapta.
      Não tem PL se jeito jogue dourado forma;
      - treinador é burro ou mau, as substituições de ontem dizem tudo.
      - qual a justificação para não jogado motor sã equipa que ficou em segundo lugar (e o único português nessa situação) ;
      Qual a justificação para dar minutos a um produto da imprensa (cavaleiro) em detrimento de outros com 6 meses de elevada categoria (bruma) ou mesmo dum mais novos con mais minutos).
      - dois guarda redes ?? Wtf?!
      - qual a razão para gozar com o SCP o ano passado chamado o João Mário e agora nem o levar em favor do titularissimo jogador do Valência.
      - sabes quem é um bom marcador de golos? O danny
      - sabes quem tem uma boa meia distância ? O Tiago e o manuel Fernandes ?
      Incompatibilidades à la Sporting...

      Independentemente de quem jogou, esta selecção, com os que jogaram tinham obrigação de ganhar a esta Albânia. Só não o fazem porque o homem é uma besta e um treinador medíocre, um merdas medroso que não arrisca nada.
      Digo mais, faço já um onze só com portugueses que jogam na primeira liga que ganhava a esta Albânia

      O azar do mendes é que está merda de treinador é mesmo uma nódoa, pois um treinador a sério até seria capaz de por os que estiveram em campo a jogar à bola..

      E agora a parte em que tens razão
      (obrigado hic)
      "Por falar em “actos de gestão extraordinários”, e na ressaca de mais um atropelamento da equipa da federação, transcrevo algumas considerações do Marinho Neves, que conhece bem a teia negocial do nosso futebol:
      “Só agora descobri que no novo acordo ortográfico as palavras carácter e dignidade foram abolidas. Primeiro foram os políticos a denunciar a falta de vergonha e de carácter, agora essa faceta instalou-se no nosso futebol e não me digam que é uma questão de educação e geração porque os velhos do Restelo são os mesmos, só que, com menos vergonha. Comecem a limpeza pelos dirigentes.”
      “O problema nem está no Paulo Bento porque se olharmos em volta não há muito por onde escolher. o grande problema está na ganancia dos presidentes dos clubes que descobriram o el dourado na contratação de jogadores oriundos de países onde se fazem negócios sem rei nem roque enquanto a nossa formação é varrida para a linha de canto, porque não tem espaço para fugas para os grandes negócios.”
      “Entendam a teia que forma esta rede impenetrável. Armando Vara foi assalariado de Joaquim Oliveira. Fernando Gomes, presidente da FPF foi administrador da Olivedesportos e Agência de Viagens Cosmos. Em 2003 nenhum banco descontava uma letra de 50 mil euros da Olivedesportos. O seu grande credor era o BES. Gilberto Madail, presidente da FPF e Ricardo Salgado do BES, o grande patrocinador do Euro 2004, entregaram à Olivedesportos a gestão do exclusivo da transmissões directas e a organização de voos e marcação de hotéis à Cosmos, salvando Joaquim Oliveira da banca rota. Armando Vara coloca a sua filha Barbara Vara, na gestão da Plolaris Sport empresa que gere a imagem de jogadores e treinadores e era abençoada pelo Espirito Santo mas que posteriormente foi adquirida por Jorge Mendes, mantendo-se Barbara na gestão. Armando Vara é colocado na administração do BCP e por sua influência e com o aval de Sócrates esta entidade bancária emprestou a Joaquim Oliveira 300 milhões para a compra da Lusomundo que mais tarde se transformou na Controlinveste. Este débito nunca foi pago, nem sequer os juros. Fernando Gomes ex-assalariado de Joaquim Oliveira e seu representante na administração da SAD do FC Porto, foi eleito presidente da Liga e mais tarde presidente da FPF. NO meio de todo este xadrês, Paulo Bento é apenas um peão.”

      Eliminar
    2. No meio deste post há muita confusão e também ignorância quanto ao verdadeiro papel do treinador. Se essa retórica do "não é o treinador que as mete lá dentro" tivesse a mínima lógica, até o Paulinho podia treinar o Sporting, porque no fundo os resultados não dependem dele.

      Desses 19 remates da estatística, se não me engano perto de 5 foram à baliza. Já se questionou porquê? Eu digo-lhe: porque foram quase todos desenquadrados, ou fora da área.
      Quantas oportunidades reais de golo foram criadas por Portugal? Uma por remate? Não, nem 5 durante o jogo todo (e a Albânia teve pelo menos mais uma oportunidade num cruzamento defendido pelo Patrício).

      E aqui se vê a importância do treinador. O trabalho dele (além dos aspectos psicológicos mt importantes num seleccionador, e que parecem tb descurados) consiste em dotar a equipa de automatismos e soluções tácticas que permitam 2 coisas:
      - criar oportunidades que permitam aos seus jogadores finalizar uma jogada com elevada probabilidade de sucesso (rematar do meio da rua ou esperar que marquem golo num canto são bons exemplos do que se faz mal);
      - criar uma estrutura defensiva, em que todos estejam concentrados e bem posicionados para (mais uma vez) aumentar a probabilidade de evitar ataques e remates perigosos do adversário.

      Se no 2o objectivo, até posso concordar que PB não esteve muito mal (até porque esta Albânia se contentava em trocar a bola, sem real perigo para a nossa baliza), na produção ofensiva o bento esteve péssimo. Ninguém parecia saber muito bem como penetrar na defesa da Albânia, nem quando esteve mais subida na 1a parte, nem quando estacionou o autocarro na 2a...

      Nem vou comentar acerca de Postiga e Almeida estarem indisponíveis... Se começarmos a olhar para estes jogadores medíocres como salvadores da pátria, estamos muito mal mesmo! Aliás, diria que grande parte da culpa de "só conseguimos abrir o marcador contra "estas" equipas de bola parada" é deles, que falham frequentemente em situações claras de golo.

      Eliminar
    3. JPT, em primeiro lugar, certamente que as vaias que se ouviram no estádio não foram exclusivamente feitas por pessoas que frequentam a blogosfera leonina. A prestação da equipa foi má e isso não é uma questão de opinião que dependa de se gostar mais ou menos de Paulo Bento.

      Depois, nos últimos dois anos a prestação da seleção tem sido sempre medíocre, mesmo com os melhores disponíveis. A única exceção foi a vitória por 3-2 na Suécia, porque tivemos a felicidade de ter o melhor Ronaldo em campo.

      Eu não estou a dizer que um selecionador que entre agora que vá fazer, por milagre, muito melhor do que Paulo Bento tem feito. Conforme escrevi, acho que deve ser feita uma mudança já a pensar no Mundial 2018, porque PB já demonstrou não ser a pessoa certa para operar as mudanças profundas de que necessitamos.

      A base de recrutamento é insuficiente, sem dúvida, mas a verdade é que a pouca que existe anda a ser desperdiçada na sua maioria - o balneário da seleção está viciado e já não vai lá com benefícios da dúvida...

      Um abraço.

      Eliminar
    4. Mestre, não sou o anónimo das 14.32 mas subscrevo-o em larga medida. A reacção dos blogs afectos ao SCP tendeu a ser desproporcionada, precisamente por ser o Paulo Bento. Veja casos flagrantes como o blog "Es a nossa fé" que teve 8 posts no intervalo de um par de horas a dizerem o mesmo. Acha aquilo normal?

      Obviamente não se defende aqui que o seleccionador não tem culpa. A derrota é demasiado humilhante para tal ser ignorado. E subscrevo uma opinião sua, que li por aqui, de que o tempo e o espaço de Paulo Bento na selecção acabaram.

      Mas confesso que me custa ver sempre um bando de "iluminados" a achar que 1º a culpa era do William não jogar (como se isso nos levasse mais longe), depois é o Adrien, a seguir o culpado é o André Gomes ou o Cavaleiro ou o Horta ou o And´re Almeida (curiosamente, a selecção da critica obedece ao um critério notável).
      Isso é querer sempre ver a árvore quando há uma floresta de problemas.

      A meu ver, Paulo Bento é neste momento mais um problema que uma solução.
      A inclusão de jogadores como Adrien, Quaresma e o regresso de Danny melhorariam e muito a selecção. Isso e a recuperação de Ronaldo e de Bruno Alves.

      Mas o problema é de base. O novo seleccionador continuará a ter Éder e Postiga para a posição 9 e continuará a ter como jovens de 2ª linha individuos como o Cavaleiro, o Mané, o Horta, o Tiba, o André Martins ou o Rafa e o Neto.

      É isso que temos por agora. Não querer ver isso é estar aos berros novamente em 2015/2016 contra um qualquer Fernando Santos desta vida.

      Saudações desportivas.

      Bem haja,

      Eliminar
    5. Caro anónimo, o És A Nossa Fé não precisa que eu os defenda, mas tenha em consideração que existem à volta de 30 ou 40 pessoas que escrevem para o blogue - e tanto quanto me parece cada um escreve livremente as suas opiniões sem estarem previamente a coordenar quem escreve sobre o quê.

      Se por acaso eu escrevesse para o És A Nossa Fé, teriam sido 9 os posts num par de horas, e não 8. :)

      O que quero dizer com isto é que não é certamente nenhuma campanha concertada dos sportinguistas contra Paulo Bento. Nós sabemos do que a casa gasta, e as dificuldades que o selecionador tem demonstrado para colocar jogadores do Sporting (+ Quaresma) - e que não se verificam para jogadores que envergam outras camisolas - faz com que se tenha esgotado a paciência.

      De resto, e afastando os jogadores do Sporting desta equação, estou totalmente de acordo com o que escreveu. Temos um lote de jogadores selecionáveis muito curto, e não há volta a dar - qualquer selecionador sentirá as mesmas dificuldades de Paulo Bento (se bem que a integração de personas non gratas como Danny e Adrien possam facilitar um pouco o seu trabalho).

      Para mim seria de se fazer uma terapia de choque. Aproveitar o facto de a qualificação ser fácil e renovar quase na totalidade o balneário. Podia ser com este selecionador ou com outro. Infelizmente, Paulo Bento não parece minimamente recetivo a experimentar outras abordagens - nem sequer menos radicais - pelo que perdeu toda a tolerância. É efetivamente parte do problema.

      Quanto a sucessores, não vejo que Fernando Santos seja um bom sucessor. Não vejo ninguém muito evidente. Talvez Peseiro ou Vítor Pereira...

      Um abraço.

      Eliminar
  2. https://www.youtube.com/watch?v=zg8etXPdwKE É isto e muito pouco mais !

    ResponderEliminar