sexta-feira, 12 de setembro de 2014

O futuro da indústria do futebol

                                                                                                                                         
Interessantes as declarações feitas por Bruno de Carvalho à Sky Sports, não só sobre o caso Doyen, mas também sobre a possibilidade a recorrer a fundos no futuro, e também sobre questões relacionadas com o futuro e o papel que os clubes devem ter no meio de uma indústria bilionária como é o futebol. 

Retirado do canal de Youtube Master Rips

15 comentários :

  1. Gosto mesmo dos valores que ele defende para o Futebol. Será possível conseguir? Estaremos a entrar numa guerra perdida?
    Não sei, mas revejo-me nos valores que o nosso representante máximo tem transmitido. Boa sorte Bruno. Eu vou para a guerra contigo.

    ResponderEliminar
  2. Estão a imaginar o LFV ou PdC com um discurso coerente e fluído como o de BdC?
    Muito conteúdo naquilo que o Garoto aqui diz.
    Não digo que decida tudo bem.
    Por vezes tem um estilo um pouco truculento que não aprecio.
    Mas que orgulho em ter um Presidente destes no meu Clube.
    Se vai ter sucesso? Não sei.
    Mas sei que está à frente do meu/nosso Sporting alguém que vive o Clube e irá defender os seu interesses até às últimas consequências.
    E é com pessoas destas que eu "gosto" de ir à guerra.
    SL
    saint

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Por acaso consigo imaginar Pinto da Costa a falar no "Bunny Ranch" sobre a qualidade das moças, mais que isso não.

      Os presidentes em Portugal são uns broncos que só conhecem e mal o Brasil e a fronteira até Badajoz.

      Isto de falar para a imprensa de paises onde o futebol é visto como uma industria séria é complicado e implica que a pessoa tenha um minimo de mundividência, coisa que LFV e PdC não têm, por muito que chamem à ordinarice fina ironia.

      SL

      Eliminar
  3. Só sei que dos nossos adversários quase ninguém gosta deste presidente, até há nas hostes de Carnide quem tome as dores de Godinho e sus muchachos contra BdC.

    Se pega moda ainda vão exigir mais transparencia às direcções e como sabemos em Portugal isso é uma questão muito complicada, logo há que atacar quem não tem nada a esconder.

    SL

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. E eles tem mesmo que gostar de nós!! Ou do Bruno?? Eles só teem que ser adversários dignos. Nada mais.

      Eles estao é cagados, teem receio de apanhar por tabela. Danos colaterais ahahahah!!!

      Se pega a moda!!! Oxalá, assim ha menos sacanagem... e mais desporto.

      Eliminar
    2. Caro Green Lantern, só 2 ideias, de forma cordial:
      1ª - Não sou adepto do SCP mas gostava de salientar que me revejo na esmagadora maioria das opiniões de BdC e espero que ele tenha sucesso em muitos dos tópicos que aborda (que não em termos de resultados desportivos como é evidente). Essa mania de pegar em meia dúzia de opiniões de Facebook ou de Taberna e as transformar na única ideia possível por parte de quem não é adepto do Sporting é um bom exercício de internetês. Nada mais.

      2º - Não acha que é algo irónico que quem, mesmo neste post, "injuriou" presidentes do outros clubes venha argumentar que nos adeptos dos outros clubes "ninguém gosta de BdC"? Como se isso fosse sequer um argumento para chegar a alguma conclusão.
      Veja o que escreveu às 15:28:"Os presidentes em Portugal são uns broncos que só conhecem e mal o Brasil e a fronteira até Badajoz".
      Moral da história: Há 1 bom e os outros são todos maus? Nada de novo portanto...

      Saudações desportivas,

      Eliminar
    3. De onde eu vejo de facto há um presidente excelente Bruno de carvalho, uma verdadeira pedrada no charco e existem os outros. Pintos, vieiras, ruis Alves etc já andam cá há anos suficientes sem fazerem qualquer mudança relevante. Sl

      Eliminar
  4. Gostei da intervenção e em termos gerais partilho das ideias de BdC.

    Se o benfica e o porto não pretendem aliar-se ao Sporting na defesa dos clubes de média dimensão europeia (apenas ao nível de receitas, pois na realidade o Sporting é o maior e o melhor clube do mundo) na introdução de regras de fair-play financeiro e verdade desportiva, então o Sporting deve procurar outros grandes clubes que jogam em ligas de média dimensão como a portuguesa e juntos discutirem uma estratégia para alterar o actual estado das coisas.

    A analogia entre família e clube, na minha opinião, não assenta muito bem. Ajustar-se-ia mais a comparação entre empresas produtivas (versus intermediários que não acrescentam valor, especuladores que não cumprem as regras ou financiadores obscuros que põem em causa a concorrência leal) e clubes.

    Economicamente falando, os clubes são as empresas produtivas da indústria futebol.
    Os fundos representam a "financeirização do futebol". Não que eu seja contra a "finança", mas a "finança" sem rosto, regras pouco transparentes e aversão à mudança por parte do status quo instalado normalmente são o prenúncio de graves crises. De valores e económicas.

    Bem, mas o que interessa no imediato é vencermos o belenenses. Continuo à espera da primeira grande exibição da época. Acredito que seja já amanhã. E se não for amanhã, será no próximo fim-de-semana. Eu acredito, sempre.

    SL

    ResponderEliminar
  5. Boa mensagem, e boa estratégia a de colocar a questão internacionalmente, aproveitando o mediatismo da transferência. Não é claro que tenha qualquer efeito prático, mas é um passo no sentido certo.

    Já o inglês do BdC, francamente ... Parabéns à Sporting TV por ter conseguido fazer a legendagem.

    MTP

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não sei qual é o problema do inglês do Bruno de Carvalho.
      Ele é um falante não nativo, expressa-se de uma forma que o torna totalmente entendível.

      Tem alguns temas no "accent"? Diz "manêijment" e "báde".
      Sinceramente, isso faz dele um mau falante?

      Eu trabalho numa área em que o inglês é a única língua, e garanto-vos que tenho mais dificuldade em entender uns 75% daqueles com quem falo do que em entender o que o BdC quis dizer.

      Saudações

      Eliminar
    2. Ele nem sabe o que disse mas que só ajudou a enterrar ainda mais o SCP ajudou, enquanto ia abrindo e fechando os olhos. E concordo que em português era o mesmo. Um fala-barato, um dia é o pai que está senil e noutro está preocupado com o futebol que vai deixar aos filhos. Devia era ficar em casa.

      Eliminar
  6. Pois claro o melhor e sermos sempre pobrezinhos e andarmos a competir contra os Citys e Psg desta vida jogando com Shikabalas e Cisses.
    Se ele nao sabe negociar com fundos, azar

    ResponderEliminar
  7. BdC, como todos os esquerdalhos, é ridículo: agora quer discutir as panaceias para o futebol, quando uma atitude mais simples, prática e produtiva seria resolver os problemas do Sporting.

    Como todos os esquerdalhos, BdC, julga que pode controlar o Mundo mas quando é confrontado com a realidade amocha (ainda agora, teve que se amochar quando foi confrontado pelo advogado brasileiro na Soccerex).

    A sua "pseudo-luta" (que existe na sua imaginação) contra a elite continua a orientar as suas ideias, palavras e actos (os actos é mesmo só dentro do Sporting).

    ResponderEliminar
  8. A "elite" que menciona tem alguma coisa a ver com o clube do seu coração, sim o clube dos corruptos???

    Pronto tá esclarecido... Podem trazer a camisa de forças que o 'multi nicks' mais ridiculo que existe na blogosfera desportiva nacional passou o "red line" novamente...

    Eu acho que o MdC tem que equacionar seriamente limitar as intervenções de tamanha besta quadrada, é que devido À virulência da patolgia de que padece pode-se tornar uma epidemia... Na maioria dos 'blogues' já foi banido... Mesmo nos 'blogues' do clube da corrupção já foi corrido há muito tempo...

    ResponderEliminar
  9. Somos um exemplo de gestão e a Doyen é o diabo, blá blá, blá?
    O que é que se passou com o Rojo?
    Fizemos uma declaração pública e também temos a solução para a crise económica, blá blá blá.

    E o dinheiro do Rojo?
    Fizemos uma declaração pública, nós é que fazemos a lei, bá blá, blá..
    Os clubes são os donos dos jogadores e do destino deles. E a Doyen é que é o diabo…

    ResponderEliminar