segunda-feira, 29 de setembro de 2014

Pode ser que em russo a gente se entenda melhor

                                                                                                                                       
Ao sair do estádio, foi com alguma surpresa que ouvi o Señor Lopatético fazer queixinhas sobre um erro gravíssimo cometido pelo árbitro - um suposto penálti cometido por Maurício dentro da área. Confesso que não percebi do lance que falava, pois não me lembrava de ter havido quaisquer protestos para penálti durante o jogo.

No estádio, a perceção que tive (e penso que da maioria das pessoas que assistiram ao jogo) é que Olegário Benquerença foi algo permissivo com faltas de jogadores do Porto, ou não as assinalando, ou não mostrando amarelos que se justificavam. Mas no calor do momento é normal que o filtro que temos nos dê uma ideia um pouco desviada da realidade. 

Quando cheguei a casa revi o jogo todo, e confirmei a ideia com que tinha ficado. O árbitro foi brando com os portistas em várias situações: só nos primeiros minutos lembro-me de uma falta de Jackson por trás sobre William, e o empurrão de Martins Indi a Slimani quando o argelino se tentava levantar, e que daria origem ao sururu que terminaria com um empurrão ao holandês - Slimani foi bem punido com amarelo, quem ache que é vermelho que veja o que Casemiro fez a um jogador do Guimarães duas jornadas antes. Jackson e Indi é que ficaram sem qualquer cartão. Mas houve mais.

Por outro lado, é preciso admitir que também houve alguns lances em que Benquerença foi benevolente para com jogadores do Sporting (Cédric podia ter visto o 1º amarelo mais cedo e Adrien pisou um adversário numa disputa de bola que merecia amarelo), mas em bastante menor número do que as situações em que os portistas foram favorecidos.

E o suposto penálti de Maurício é um caso claro de bola na mão. O brasileiro tem o braço na vertical a acompanhar o corpo e não está a aumentar o volume que ocupa - para além de ser impossível reagir num remate à queima a menos de um metro.

Mas, fora tudo isso, não tenho qualquer dúvida que o erro mais grave do árbitro em todo o jogo foi não expulsar Ricardo Quaresma por uma falta bárbara sobre Nani.

Para quem não viu, fica aqui um vídeo da jogada retirado de uma transmissão de um canal russo. A segunda repetição é perfeitamente clara. A tradução e legendagem do que diz o comentador é da minha inteira responsabilidade.

(o vídeo pode demorar um pouco a começar, é uma questão de esperarem alguns segundos)

Não sou propriamente fluente no idioma russo, do qual conheço apenas 5 palavras (Da - sim; Borscht - sopa; Pravda - verdade; Perestroika - mudança / reestruturação; e Glasnost - transparência) - os adeptos portistas provavelmente só conhecerão as 2 primeiras -, pelo que admito que a tradução que fiz não seja propriamente fiel ao que foi dito, mas qualquer pessoa - russa, portuguesa, malaia ou finlandesa - percebe que Quaresma devia ter sido expulso.

Quaresma pisou com os pitons o calcanhar esquerdo de Nani e varreu com violência a perna direita, sem qualquer intenção de jogar a bola. É um escândalo não ter sido expulso, porque o árbitro viu perfeitamente o que se passou.

O momento da varridela, com o árbitro bastante atento

A perderem por 1-0 e a jogarem com menos um durante 70 minutos - só com muita sorte e engenho conseguiriam chegar ao empate.

Primeiro a choradeira de Lopetegui, partilhada por muitos dos seus adeptos, depois a choradeira de Pinto da Costa (ninguém quer saber que tenha perdido milhões no BES - pelo menos a moradia de €5M que comprou na Foz ninguém lhe vai tirar) - e à hora que escrevo isto ainda não ouvi Miguel Guedes, mas imagino que João Gobern já lhe tenha emprestado um pacote de lenços de papel. É patético ver tanta lágrima e indignação quando na realidade só têm razões efetivas de queixa no jogo de Guimarães. Tudo o resto advém da falta da mama a que se habituaram durante anos a fio e, como se sabe, o desmame é sempre um processo complicado seja em que situação for.

43 comentários :

  1. Ninguém diria que é o mesmo artista da brutal mão de andré almeida da taça o ano passado ou da enorme agressão de enzo da semana passada , normal , de resto se Porco fosse gamado 30 anos seguidos ainda estavam devedores

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O André Almeida de braços abertos à Cristo Rei?

      O Enzo que cravou os pitons no peito do adversário? Ou o do mergulho para a piscina na última jornada?

      "de resto se Porco fosse gamado 30 anos seguidos..." Sim, porque foram gamados neste jogo, né? Uma nádega limpa a outra, certo?
      Que grande trampião!

      Manca-te.

      Eliminar
    2. Não me vejo a utilizar o termo "brutal" para o penálti claro de André Almeida (braço totalmente aberto). Quanto à agressão de Enzo, prefiro o termo entrada violenta. As coisas são o que são.

      Eliminar
  2. Então a do Adrien é amarelo e esta é vermelho? Volto a repetir. Se a jogada do Mauricio fosse ao contrario, Bruno de Carvalho teria invadido o campo e tinhamos 50 comunicados

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Hugo, não tentes justificar o injustificável. Expulsão de Quaresma poupada.

      Eliminar
    2. Ai sim. Então qual é a diferença?

      Eliminar
    3. Tanto quanto me lembro, o Adrien pisa o adversário numa disputa de bola e não lhe acerta na canela. Mas vou tentar rever, se souber em que minuto foi.

      Eliminar
    4. Já revi o lance. Foi aos 28 minutos. Adrien pisa Rúben Neves numa disputa clara de bola. Não lhe acerta na canela, é apenas bota. Ficou um amarelo por mostrar.

      Eliminar
  3. E para quem veio dar lições de moral sobre as crianças, que veja as imagens do Porto-Sporting da época passada.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu só vi uma criança por jogador do Porto, Hugo. Em Alvalade cada jogador do Sporting entrou com duas crianças.

      Eliminar
    2. Essas imagens já foram explicadas.
      O porto apareceu com as crianças no túnel sem ter convidado o sporting a fazer o mesmo e sem qualquer aviso prévio.
      De qualquer forma, acho isto um "não-tema", que - para quem conhece a forma de estar no futebol no fcp - nem sequer deveria ser notícia.


      Eliminar
  4. Para mim o lance mais caricato é mesmo ao minuto 69 quando Slimani é impedido de continuar para a baliza por 2 jogadores do FCP. Nem falta o árbitro marcou.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Mike, essa foi outra falta clara por assinalar. O defesa do Porto bate na bola e em Slimani, e as novas leis dizem que se deve marcar falta. Livre perigosíssimo.

      Eliminar
    2. ....e amarelo para o defesa (a roçar o vermelho) o que o condicionaria para os 30m que faltavam, tal como condicionou o Mauricio.

      Eliminar
  5. Concordo que o Quaresma entrou a matar e a meu ver devia ter sido expulso naquele momento, mas daí a ser um "escândalo" é um bocado exagerado.

    Ao contrário do que se vai lendo por aqui, era importante alguém "desacelerar" os comentárioss e parar para pensar: É que nem tudo o que prejudica o SCP ou beneficia o SLB tem que ser um escândalo.

    P.S: Sou obrigado a concordar com o Hugo. A entrada do Adrien é no limite do aceitável. É piton na canela do adversário. Se se mantiverem os comentários das últimas 2 semanas, terão de achar que aquilo é para vermelho.
    Vejam o lance e reflictam sobre isso. O Adrien vai de sola em riste sem apelo nem agravo.

    Saudações,

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Admito que "escândalo" é uma expressão exagerada, caro anónimo.

      O que tinha em mente quando escrevi, é que é um escândalo os dirigentes do Porto se estarem a queixar quando o erro mais claro em todo o jogo foi em seu favor. Mas nem sempre o português sai como queremos.

      Um abraço.

      Eliminar
    2. Sim caro Mestre, nesse ponto concordo. O comportamento do treinador do FCP ( e do seu presidente numa entrevista no dia seguinte) é manifestamente exagerado face ao que se passou.

      Razão de queixa tiveram em Guimarães, aí parece-me inequívoco que foram prejdicados em pelos menos 2 lances decisivos.
      Aliás, andar a falar no lance Jackson-Maurício é daqueles exemplos de protestos completamente lesa futebol, nem dá para ver de outra forma, subscrevo o que escreveu.
      Aliás, custa-me imenso ver que a evolução do futebol se foi fazendo no sentido de "tiro ao boneco - protesto".
      É lamentável, e o pior é que há quem passe dias a discutir isso.

      Eliminar
  6. O mais caricato é que o alex sandro deveria ter sido expulso no 1º minuto de jogo por mão na bola dentro da grande área - essa sim completamente intencional e deliberada - e, tirando um jornal e um ou outro comentador, ninguém fala nisso.

    Na grande área, não há lei da vantagem, logo não era golo. Era penalty e expulsão.

    Cenas para lo Patego aprender.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Jô, creio que foi o Danilo. Eu aí tenho uma opinião diferente. Danilo não consegue impedir o golo, creio que a questão de não dar a lei da vantagem se aplica apenas quando não é golo imediato.

      De qualquer forma, é algo que não tenho a certeza, se alguém me mostrar o que diz o International Board sobre estes casos até agradeço.

      Um abraço.

      Eliminar
    2. Caro MdC também creio que não há lei da vantagem nos penaties.

      Pondo a mão à bola era penaltie e expulsão do Danilo sem dúvida.

      SL

      Eliminar
    3. Green Lantern, se for essa a orientação dada aos árbitros, seria um erro com uma influência absolutamente decisiva. Mas numa questão de bom senso, acho que Olegário Benquerença decidiu bem. Depende das orientações recebidas. Um abraço.

      Eliminar
    4. A orientação do bom senso é sempre a favor dos mesmos.

      Claro que com dez e um penaltie aos 5 minutos era a derrocada sem dúvida.

      No entanto o Sporting não ganhou por culpa própria podia e devia ter motado o jogo na primeira parte com o segundo golo.

      Hilariante é a forma como os adversários do benfica quando empatam ou estão em vantagem ficam logo com dez, esse assunto merece um post.

      Tal como Jesus afirmar que nunca se queixou das arbitragens claramente a lata não é infinita.

      SL

      Eliminar
    5. Caro Green Lantern, julgo que não tem razão na sua interpretação:
      http://www.apaf.pt/ficheiros/tecnica/8ba94122-2bb0-4f8d-8e2b-d5a6329c50ba.pdf


      Página 124 da lei 12:
      "Se o árbitro aplica a lei da vantagem aquando de uma ocasião clara de golo e
      o golo é obtido diretamente, embora o adversário toque na bola com a mão
      ou cometa uma infração, o jogador não deve ser expulso, mas deve ser
      advertido".


      Embora não seja adepto de nenhum dos clubes envolvidos no gogo, espero ter sido útil no esclarecimento da questão. A decisão do árbitro foi, à luz da lei, correcta.

      Saudações,

      Eliminar
    6. Para mim fica completamente claro. O golo foi bem validado e Danilo devia ter visto o cartão amarelo. Obrigado pelo link e um abraço.

      Eliminar
    7. Ok estou esclarecido, obrigado anónimo.

      SL

      Eliminar
  7. e convém não esquecer que no lançe do golo do Sporting o Danilo mete a mão á bola em cima da linha de golo e apesar de não ter impedido a bola de entrar o arbitro devia ter marcado penalty e expulso o Danilo pois em penaltys não há lei da vantagem mas disso não se queixa o flopetegui

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Fernando, veja o comentário das 11:16.

      "em penaltys não há lei da vantagem" é um dos maiores mitos urbanos do futebol.

      Baseado na lei, entendo que o árbitro acertou na decisão dado que foi golo.
      Se não tivesse sido golo directamente e o SCP marcasse numa recarga ai sim (é a minha leitura) o Danilo devia ser expulso.

      Eliminar
  8. De que se queixa o Lopetegui ?,de algum penálty ?,tem lá calma Lopetegui ,deixa-de ficções.O árbitro ainda foi teu amigo por ficares a jogar 11 uma vez que o Danilo seria expulso pois haveria penálty no lance do golo do Sporting.Não há lei da vantagem nos penálties.

    Tem razões de queixa em Guimarães.É verdade o Porto foi claramente prejudicado em Guimarães.Já se sabe quem anda a beneficiar com os erros de arbitragem não é ?,basta olhar para a tabela classificativa.Ainda faltam os corruptos Duarte Gomes e Paixão maracarem pontos pelos lampiões.

    Já agora MdC fazendo as contas aos jogos em que as arbitragens resolveram a favor do Fifica parece-me que neste momento as equipas da APAF estão em 2º ou 3º lugar da tabela classificativa !....
    Tal como eu pensava e já o tinha escrito neste inicio de campeonato as dificuldades do Fifica seriam ultrapassadas com a ajuda da APAF e lá vão eles à frente .Valerá a pena continuar a haver campeonato ?,mas que roubalheira,nunca vi disto.
    Abraço

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. King Lion, neste momento ainda não vi os lances polémicos do Estoril - Benfica, pelo que não posso dar uma opinião. Mas é verdade que quer contra o Setúbal quer contra o Moreirense houve ajudas cirúrgicas que ajudaram a fabricar os resultados finais.

      Um abraço.

      Eliminar
    2. Caro Mestre, em relação a esse jogo Estoril-Benfica já sei o que vai dizer: "O Benfica só ganhou por causa da arbitragem; sem a expulsão do jogador do Estoril o Benfica tinha perdido; em conclusão vou tirar mais 3 pontos ao Benfica na pontuação da liga da minha verdade".

      Logo no início do jogo há uma falta de um jogador do Estoril, a qual daria um livre perigoso a favor do Benfica. O árbitro nada assinala e poucos segundos depois há uma outra falta do Luisão no meio campo. O árbitro volta a não assinalar. Entretanto a bola chega ao Talisca que parte do meio campo e finta uns quantos adversários e faz o golo. Conclusão: o golo não deveria contar porque houve a tal falta do Luisão. A questão da falta anterior é melhor não mencionar porque pode atrapalhar a argumentação. No segundo golo do Estoril há uma disputa de bola e o jogador do Estoril ajeita a bola com a mão. Tira partido disso e passa a colega que assiste um terceiro jogador para o golo. Aqui também é conveniente dizer que o jogador do Estoril ajeitou a bola com a mão porque foi empurrado pelo jogador do Benfica. Assim as pessoas julgam que há uma lei de compensação e aceitam que o árbitro não tivesse interrompido a jogada. Na expulsão do jogador do Estoril pode dizer que o Enzo devia ter saltado por cima e evitado o contacto, tal como os jogadores do Sporting fariam numa situação análoga. Se o Enzo tivesse saltado por cima, esse movimento de recurso para evitar o contacto era suficiente para evitar que ele chegasse à bola e continuasse a jogada de perigo. No entanto, as pessoas podem pensar que não teria sido falta por não haver contacto. Eventualmente, poderiam pensar que, apesar de ser falta, como não há contacto, não justificava o cartão amarelo. O que interessa é passar a ideia que foi mais uma ajuda "cirúrgica" do árbitro. Houve uma jogada em que um jogador do Estoril faz uma entrada por trás mais ou menos parecida com esta do Quaresma sobre o Nani. A jogada foi no meio campo e o jogador já tinha cartão amarelo. Foi só falta. Não vale a pena falar nesse lance. Se vir o jogo todo, facilmente repara que a partir dos 55 minutos há vários jogadores do Estoril fisicamente de rastos e que o jogo cada vez mais se aproxima da baliza do Estoril. Ainda numa altura de 11 contra 11. A falta que dá o segundo amarelo ao jogador expulso também resulta do cansaço do próprio jogador. Mas isso também convém ignorar. Portanto, Mestre já tem as indicações do relatório que deverá dar menos 3 pontos ao Benfica, devido a erros de arbitragem.

      Eliminar
    3. Caro anónimo, não avalio livres errados, cantos errados, cartões amarelos que não sejam o 2º, ou mesmo golos em que o começo do lance foi provocado por falta. As regras que tenho são claras e transparentes, e tento segui-las com coerência.

      Já agora, normalmente faço as avaliações pelos lances mostrados pelo Dia Seguinte e Prolongamento, mas posso acrescentar algum lance que tenha passado despercebido, se tiver acesso às imagens e oportunidade de as ver.

      O resto são as conclusões que tiro que, como é sabido, são as de um assumido adepto sportinguista. Mais uma vez, tento ser coerente, e uso casos semelhantes ocorridos no passado para servirem de referência - que acabam por ser um mecanismo de auto-controlo.

      Por exemplo, coloquei 1X no Sporting 3 - Belenenses 0 da época passada porque o 1º golo surgiu de um penálti mal assinalado sobre Cédric. Coloquei da mesma forma X2 porque Capela anulou um golo limpo ao Setúbal quando o resultado era de 0-1. E coloquei X2 no Gil Vicente - Sporting, porque o árbitro não assinalou um penálti quando o resultado era de 0-2. Parece-me coerente. Não invento casos, pelo que não tenho culpa se há um erro de crítico de arbitragem numa determinada altura em que o resultado está ou pode ficar em aberto.

      Aceito que não se concorde com as minhas opiniões, que valem o que valem. Posso também sugerir-lhe este link em que fazem um exercício do mesmo género aos erros de arbitragem: LINK

      Provavelmente irá rever-se mais na opinião do blogue que a faz.

      Um abraço.

      Eliminar
    4. Caro Mestre, em relação aos jogos do Sporting não tem só as imagens do "Dia Seguinte", uma vez que vai ver o jogo. Portanto, há aqui uma diferença.

      Mas também não concordo com o critério que dá por exemplo X2 ao Gil Vicente - Sporting. Eu estou convencido de que mesmo que o Gil Vicente marcasse um golo, o Sporting ganharia esse jogo facilmente. Afinal, todos os jogos começam 0-0 e os clubes mais fortes acabam por vencê-los de um modo geral. Porque razão duvidamos que vençam um jogo que fique 2-1 em vez de 2-0 a dada altura do jogo?

      Mas obviamente o critério é seu e é taõ respeitável que qualquer outro. Depois as lentes verdes ou vermelhas fazem a diferença.

      Eliminar
    5. Infelizmente é uma limitação minha - não tenho possibilidade de ver os jogos dos rivais tanto quanto gostaria. De qualquer forma, tento não deixar nada de fora - para além desses programas de televisão, tento ver as apreciações dos jornais. E se alguém me indicar algum lance específico, dizendo-me onde o posso ver, concerteza que o verei.

      Um abraço.

      Eliminar
  9. A diferença maior é que o pescoço só se agarra com as mãos.

    O discurso do Bruno.
    - Meus amigos, sportinguistas, temos todas as razões para estar em festa, eufóricos, orgulhosos. O nosso querido clube conseguiu na sexta-feira um feito notável, extraordinário, digno dos maiores encômios: empatamos com o grande F.C.Porto em Alvalade.
    - Bruno! Bruno! Bruno!
    - Obrigado, meus amigos. Eles pensavam que nós somos o Bate Borisov, que iam ser favas contadas, dar seis, mas enganaram-se, nós não somos o BATE coisíssima nenhuma! E mais, são uns chorões, ao contrário de nós que nunca nos queixamos nem choramos
    - É verdade! É verdade!
    - Leões, com esse empate que quase fez estourar o nosso ego, não só conseguimos um ponto precioso, como evitamos que o jantar de aniversário do Eduardo ficasse estragado.
    - Bettencourt! Bettencourt! Bettencourt!
    - Calma, silêncio, silêncio, não é esse Eduardo.
    - Então qual é, ó Bruno? O que partiu a perna ao Jordão?
    - Não, também não é esse. Inacreditável... Deixo-vos pistas: petinga.
    - Petinga?!
    - Arroz de feijão.
    - Arroz de feijão?!
    - Charuto.
    - Charuto?!
    - Cutty Sark.
    Ah, devias ter começado por aí... Barroso! Barroso! Doutor! Doutor!
    - Não é esse Eduardo. É o filho do Doutor, que também se chama Eduardo.
    - Mas, ó Bruno, esse não fuma, nem bebe.
    - Ai fuma, fuma, ai bebe, bebe. Meus amigos, somos ou não somos leões?
    - Somos!!!
    - E os leões degeneram?
    - Não! Bruno, dá-me dois pelos da tua barba! Bruno, faz-me um filho! Seria inédito, registávamos a patente e ficávamos cheios de pasta. Ó Bruno, mas estamos a 6 pontos do primeiro lugar, já não dependemos apenas de nós para chegar ao título, que não ganhamos há 12 anos!
    - Quem é esse infiltrado, esse herege, apanhem esse infiel que se atreve a colocar em causa um feito heróico.
    Forca, forca! 100 chicotadas. 200! 1000! Cortem-lhe a língua. Bruno! Bruno! Bruno!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Tu és avençado, ou não tens nada para fazer?

      Eliminar
    2. Pelo menos tinhas a decencia de referir a fonte desse texto

      Eliminar
    3. Isto foi retirado do blogue Dragão Doente. Ao menos coloque a fonte, homem!

      Eliminar
    4. que puta de tentativa mais falhada de tentar ter piada...a largura de banda que se perdeu para enviares essa merda, nunca mais será recuperada!! Que desperdício!!!

      Eliminar
    5. normal, agora experimenta tirar os canos dentro do cu do bruno

      Eliminar
  10. Visão (desapaixonada) de um Benfiquista:
    - Aceita-se o amarelo a quaresma (não escandalizaria o vermelho)
    - Adrien devia ter visto amarelo (vermelho nestas circunstâncias só me lembro de ter sido mostrado ao andré gomes...).
    - É claro q não é penalty (com o braço junto ao corpo só me lembro de ter sido marcado ao emerson...).
    - Slimni sofre falta incrível quando ia entrar área (empurrado), nada foi assinalado
    - Cedric devia ter visto amarelo mais cedo
    Empate justo, sem interferência arbitral.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É uma opinião perfeitamente respeitável, caro anónimo. Obrigado e um abraço.

      Eliminar