segunda-feira, 13 de outubro de 2014

A missão do Correio da Manhã

Na sequência do desmentido da notícia CM em como Ronaldo teria exigido um pedido de desculpas a outros colegas que reintegraram a convocatória da seleção, o Correio da Manhã, pela pena do seu diretor adjunto, publicou na edição de hoje uma nota editorial a reafirmar aquilo que foi escrito por um dos seus jornalistas.


O CM é um jornal que, segundo as palavras de Armando Esteves Pereira, está aqui para relatar os factos, nunca renegando o seu compromisso com os leitores. O CM tem uma missão: dar notícias, doa a quem doer.

Perante esta evidente dedicação ao jornalismo e pureza de intenções, que até me provocou um arrepio na espinha e algumas lágrimas de emoção a banharem-me os olhos, fiquei um pouco de consciência pesada perante as palavras menos simpáticas que dirigi aos zelosos profissionais daquela casa, que todos os dias se sacrificam para nos trazerem a atualidade do país e do mundo. Afinal, o que seria de nós sem sabermos o que se passa à nossa volta? O que seria de nós sem termos os jornalistas do CM a fornecerem-nos notícias pertinentes e acutilantes da forma que apenas eles sabem fazer?


9 comentários :

  1. fonix ... olha agora são coitadinhos incompreendidos. porra que editorial tão estúpido.

    Eles confiam no jornalista .... o que eu gostava de saber é se confiam nas fontes ;)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Normalmente estas noticias nem trazem o nome do jornalista . Por isso pergunto : qual o nome do Jornaleiro que escreveu a noticia e em quem o Vice Director tanto confia ?

      Eliminar
  2. Desculpem mas isto sim é bom serviço prestado aos leitores e cidadãos em geral.
    Já me estou a imaginar na minha próxima viagem a Madrid e parar num cruzamento com 2 tabuletas (direccionadas para sentidos opostos):
    - Casa de Cristiano Ronaldo;
    - Ébola;

    E faço a minha escolha. Poderia fazê-la sem esta notícia? Podia, mas provavelmente iria ao encontro do Mal (tendo em conta a resposta de C Ronaldo ontem à CM TV aposto que a minha definição de Mal deve ser diferente da do CM).

    (mas tenho de ser exigente com quem faz um trabalho notável. Por isso pergunto: O ébola está a que distância da casa do Coentrão? E do Pepe? E do Tiago? - vamos lá trabalhar um pouco mais e melhor - como se fosse possível)

    ResponderEliminar
  3. Que o CM é uma porcaria de jornal não é novidade, mas o ébola é uma bomba relógio que pode explodir onde menos se espera e as autoridades não estão a atacar o problema como deviam. Isto propaga-se quase de forma parecida à da gripe, demora bastantes dias a manifestar-se e pessoal hospitalar supostamente bem treinado está entre as primeiras vitimas.

    ResponderEliminar
  4. Bem vistas as coisas, a sede do Correio da Manhã fica a menos de um kilómetro da Penitenciária de Lisboa. Isto também poderia merecer um título e um desenvolvimento jornalistico análogo ao do Ébola em relação ao Cristiano Ronaldo.

    Se me pergutarem se acredito que a notícia sobre o Cristiano Ronaldo exigir um pedido de desculpa aos colegas é verdadeira, eu terei dúvidas e direi que talvez só daqui a algum tempo se saberá a verdade. Que o Cristiano Ronaldo manda naquilo tudo, parece-me óbvio (quem não se recorda dos diálogos entre ele e o Carlos Queirós no mundial da África do Sul?). Em termos de qualidade futebolística, ele está léguas à frente dos outros, portanto é natural que ele seja o Boss. A Federação também necessita e muito de ter o CR7 a jogar na selecção, caso contrário haveria uma perda no plano desportivo, mas pior que isso, as perdas de receitas seriam enormes. Isto é o mundo real. Agora se as pessoas acreditam em santos, estão no seu direito.

    ResponderEliminar
  5. Sem dúvida, mais uma vez o tema leonino do dia.

    ResponderEliminar
  6. Agora compreendo a lógica do jornalista: O CM fica a 3,4 km (6 min) do hospital Julio de Matos!

    ResponderEliminar