quarta-feira, 29 de outubro de 2014

Inadmissível

Bruno Prata será certamente um ser humano com muitas qualidades, mas não será propriamente um mestre no que toca à sua fluência oratória quando fala em português, e muito menos quando se aventura na pronunciação de palavras noutros idiomas ou de nomes de jogadores e treinadores de outros países. Ontem, no programa Grande Área, Bruno Prata revelou ao público que as suas dificuldades com línguas estrangeiras não se limitam à questão da pronunciação - estendendo-se também à compreensão do que é dito ou escrito:


Na realidade, não se tratou *apenas* de má compreensão. Bruno Prata disse que "há informações que a UEFA considerou inadmissível a forma como o Sporting protestou", como quem diz que a UEFA não só rejeitou as pretensões do Sporting, como também salientou a natureza totalmente inapropriada do protesto feito pelo clube. E rematou com adjetivando o protesto do Sporting de "risível".

"Inadmissível", em português, pode ter de facto várias interpretações:


Mas "inadmissible" no contexto em que a UEFA julgou o protesto do Sporting refere-se à impossibilidade de a argumentação ser considerada válida ou aceite. Aliás, nem existe outro tipo de interpretação possível do termo em inglês:


Ou seja, Bruno Prata (e outras pessoas ligadas a outros clubes) assumiram (por ignorância ou por malícia) o sentido mais forte (intolerável) do termo em português, mas na realidade essa interpretação não encontra correspondência na palavra em inglês.

O que é efetivamente inadmissível é ver um jornalista que não só foi incapaz de interpretar corretamente a natureza da decisão da UEFA, como ainda teve o desplante de construir uma mini-narrativa ("há informações que") para insinuar uma espécie de raspanete ou sermão público que a UEFA teria pregado ao Sporting. A esta atitude de Bruno Prata a palavra "inadmissível" adequa-se na perfeição.

69 comentários :

  1. Nada de novo ... !

    Mas o real problema é que esta mensagem de descredibilização do SCP e da sua atual direção vai passando umas vezes porque dá jeito outras por ignorância.

    SL,

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É verdade, Sérgio. Não há medida da direção que não seja criticada. Para a maior parte desta gente os méritos da direção resumem-se aos treinadores escolhidos... Um abraço.

      Eliminar
  2. RTP a prestar um horrível serviço publico, pago pelo nosso esforço! Inadmissível...

    ResponderEliminar
  3. Infelizmente o Bruno Prata não foi o único a usar o termo "inadmissível".
    Penso que o termo mais correcto seria "UEFA não deu provimento à queixa do Sporting", como por exemplo foi usado no Mais Futebol.
    Mas o que interessa é denegrir e deitar abaixo...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não foi, de facto. Pelo menos A Bola também o fez no site. Um abraço.

      Eliminar
  4. Pode-se dizer que as palavras dele são inadmissíveis = intoleráveis.

    ResponderEliminar
  5. "Inadmissible

    That which, according to established legal principles, cannot be received into evidence at a trial for consideration by the jury or judge in reaching a determination of the action."

    http://legal-dictionary.thefreedictionary.com/inadmissible

    Coitado do Prata. Ele não sabe entende o português, quanto mais o inglês. E o resto dos anti-Sporting foram atrás dele a salivar. É mais uma para o anedotário, pois só revela o quanto são mesquinhos e ignorantes.

    Vamos repetir em português para que não restem dúvidas:

    "Inadmissível

    O que, de acordo com princípios legais, não pode ser recebido como prova em julgamento para apreciação do júri ou juiz para se chegar a uma determinação da acção".

    Não foi a queixa do Sporting que foi julgada inconcebível, escandalosa, inadmissível! Esta não foi apreciada porque os regulamentos não permitem. Tá? Adoooro vê-los a espumar!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Enfim, o termo "inadmissível" pelo menos serviu para tornar a tarde de ontem mais agradável para algumas pessoas... devem ter chegado a lançar fogo de artifício em determinados zonas do país, tanta foi a alegria demonstrada.

      Eliminar
  6. Este pratinha está só à espera que alguém lhe acerte o passo.

    ResponderEliminar
  7. O termo "inadmissível" é o correcto, no sentido de "inadmissibilidade legal".

    "Quanto ao organismo que gere o futebol europeu, lembra que as decisões dos árbitros não podem ser alteradas, à luz do ponto 2 do artigo 50 do Regulamento Disciplinar, que diz que nenhum protesto pode ser apresentado contra decisões factuais do árbitro".

    Sendo o protesto inadmissível (por configurar uma impossibilidade regulamentar), em vez de se preocupar com o comportamento inadmissível da direcção (no sentido de totalmente inapropriado, sem paralelo na história da competição) o "novo sportinguista" preocupa-se com significados linguísticos.
    Já estou a imaginar a abertura de um notíciário da central de comédia do canal Q.
    - "Inadmissível! A UEFA acaba de considerar inadmissível o nosso inadmissível protesto porque o mesmo era inadmissível. Dá para admitir uma substância que é expelida pelo ânus destas?!"
    Informa-se, contudo, o "novo sportinguista" que o nosso presidente já avançou com um protesto contra a "Gazprom", dizendo, basicamente, "nostronhóhó sporting".
    "Somos Campeões".

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Porque haveria de me preocupar com o comportamento da direção neste caso concreto? Protestou o jogo para marcar uma posição, não teve sucesso como seria de esperar, fim de história. Não me pareceu que alguém tenha gasto demasiada energia ou recursos nesta ação.

      Eliminar
    2. Comportamento inadmissível da direcção? Ena pá! Do árbitro não falas, porque para vermes como tu, não faz mal o Sporting ser encavado porque o "Bruno" é o presidente.

      O protesto foi para chamar a atenção de que nos impediram de pelo menos empatar o jogo e receber 500 mil euros, numa das piores arbitragens de sempre na competição. Pior seria calar, porque comer, já comemos. Percebes verme? Vá, agora faz lá queixinhas de que te insultaram.

      Eliminar
    3. Porque das duas uma: ou não conhece os regulamentos (o que é grave) ou, conhecendo-os, fez deles um uso inadmissível, transformando um protesto legítimo num circo.
      A UEFA já sabe que a verdade desportiva não tem preço a não ser para o sporting ("são 500 mil euros, faxavor").
      Faz-me lembrar aquele filme português da mulher que pede um pastel de bacalhau e o emprego do café diz que não tem. Então, em alternativa, ela pede um copinho de aguardente.

      Eliminar
    4. Mestre,

      Esta é uma das poucas vezes em que não estou de acordo, porque a direção neste caso teve enorme sucesso como pretendia.
      Com base nesta queixa e pedido de compensação, a situação ocorrida ganhou um destaque mediático enorme além fronteiras, fazendo realçar a justiça da avaliação perante o sucedido, que se lembra resultou em prejuízo direto para o nosso clube.
      Porque também não acredito, como alguns por cá pretendem fazer crer, que o departamento juridíco do Sporting é composto por ineptos - o caso Bruma já os devia ter posto de sobreaviso sobre isto - é para mim óbvio que a direção sabia de antemão que a queixa era inadmissível, mas que haveria tudo a ganhar em empolar este caso e a torná-lo o mais visível possível.

      Acho que esta foi mais uma vitória da direção, por muito que tentem menorizá-la e ridicularizá-la.

      SL
      António

      Eliminar
    5. Anónimo das 15:34: grave não conhecer os regulamentos ou por transformar um protesto legítimo num circo?

      O que perdeu o clube com o protesto? Nada. Continuamos com 0 pontos e 0 euros do jogo do Shalke, como seria de esperar. E quem transformou o protesto num circo? O Sporting não foi certamente, porque a entidade que revelou os termos do protesto foi o próprio Shalke - o Sporting apenas anunciou que iria protestar.

      Se quer embirrar, embirre, mas arranje argumentos melhorzitos...

      Eliminar
    6. AMendes, eu concordei com o protesto, apesar das minúsculas hipóteses de ser bem sucedido. O clube tinha que marcar uma posição contra o que se passou. E é verdade que o protesto teve muita visibilidade na Europa.

      Não acho que este processo se possa considerar uma vitória - o dano foi feito e não há forma de voltar atrás, e é bem possível que voltemos a ser encavados já no próximo jogo - mas não tenho dúvidas que o departamento jurídico do Sporting sabe o que está a fazer.

      Um abraço.

      Eliminar
    7. "Anónimo das 15:34: grave não conhecer os regulamentos ou por transformar um protesto legítimo num circo?"

      Ambos!

      "O que perdeu o clube com o protesto? Nada. Continuamos com 0 pontos e 0 euros do jogo do Shalke, como seria de esperar."

      Sempre o critério contabilístico/economicista...que indigência.
      Falei de valores imateriais, como a verdade e a dignidade mas estes, pelos vistos, não têm lugar no "novo sporting".
      É este o sporting rasca de que fala Dias da Cunha.

      Eliminar
    8. Onde é que o Sporting faltou à verdade neste processo? E em relação à dignidade, terá sido o 1º clube da história da UEFA a protestar um jogo?

      Eliminar
    9. ?!
      Mas eu disse que o sporting faltou à verdade?!
      Referia-me a valores imateriais, como a verdade (desportiva) e a dignidade que para mim não têm preço mas para o sporting têm. Pedir dinheiro para substituir a falta de verdade desportiva revela indigência moral.
      Mais eu critiquei o protesto? Bem pelo contrário, ele justifica-se mas...em moldes totalmente diferentes.
      Quantos clubes que participaram da liga dos campeões pediram a repetição do jogo e/ou o prémio por causa de um penalty mal assinalado? Se calhar o sporting foi mesmo o primeiro!

      Eliminar
    10. "Falei de valores imateriais, como a verdade e a dignidade mas estes, pelos vistos, não têm lugar no 'novo sporting'" --> verdade não tem lugar no "novo Sporting". O que é isto?

      Quanto a pedir dinheiro, falamos de €500.000 que fazem muita falta - corresponde a 2% do orçamento. De facto concordo que a repetição OU o prémio do empate não fica bem. Mas isso é pouco significativo: imagine que a UEFA pagava os €500.000 ao Sporting - interpretaria isso como uma derrota (por não conseguir os 3 pontos) ou uma vitória (por conseguir que a UEFA admitisse um erro)? Para mim não seria uma derrota, pois seria um caso sem precedentes.

      Mas acabou tudo como seria de esperar. Ninguém faltou à verdade e ninguém perdeu a dignidade.

      Eliminar
    11. "É este o sporting rasca de que fala Dias da Cunha."

      Que choninhas...

      Eliminar
    12. "Referia-me a valores imateriais, como a verdade (desportiva) e a dignidade que para mim não têm preço"

      Mas o que é que estás para aí a falar, pá? Caiu-te um braço, morreu alguém por causa da queixa do Sporting à UEFA? Enxerga-te e deixa de empranhar pelos ouvidos todas as porcarias que os outros dizem contra o Sporting.

      Eliminar
    13. "Falei de valores imateriais, como a verdade e a dignidade mas estes, pelos vistos, não têm lugar no 'novo sporting'" --> verdade não tem lugar no "novo Sporting". O que é isto?"

      Meu caro, como já se depreendera do termo "inadmissível" o seu problema é de interpretação.
      Na frase acima transcrita o que eu digo é que são os valores imateriais que não têm lugar no "novo sporting" porque este sporting está disposto a materializar, a pôr um preço a tudo, até (sim) na verdade desportiva. Ficou claro?

      "Quanto a pedir dinheiro, falamos de €500.000 que fazem muita falta - corresponde a 2% do orçamento. De facto concordo que a repetição OU o prémio do empate não fica bem. Mas isso é pouco significativo: imagine que a UEFA pagava os €500.000 ao Sporting - interpretaria isso como uma derrota (por não conseguir os 3 pontos) ou uma vitória (por conseguir que a UEFA admitisse um erro)? Para mim não seria uma derrota, pois seria um caso sem precedentes".

      Voltemos ao conceito de "inadmissibilidade"...Não imagine, isso foi o que fez a direcção, imaginou que não havia um regulamento!

      "Mas acabou tudo como seria de esperar. Ninguém faltou à verdade e ninguém perdeu a dignidade".

      Tenho uma opinião contrária. O facto da arbitragem ter faltado à verdade não justificava que o sporting tivesse perdido a dignidade.

      E quanto à pergunta: quantos clubes já pediram o prémio do jogo por causa de uma má decisão arbitral? Eu não conheço nenhum.

      Eliminar
    14. O "novo Sporting" é aquele que luta por si próprio.

      Choninhas era o antigo Sporting, tal como são os saudosistas relativamente ao mesmo.

      Este pessoal de vistas curtas não entende que o Sporting sabia perfeitamente que não ia ganhar nada com este protesto. Não entendem nada de política. Só de fazer broches a adversários.

      Eliminar
    15. "Não entendem nada de política".

      Havendo centenas de prejuízos arbitrais na história da liga dos campeões e confirmando-se que nenhum pedido de dinheiro chegou à UEFA só se pode concluir que o BdC é um politólogo de mão cheia.

      Eliminar
    16. Não sabia que conhecias todos os protestos que alguma vez deram entrada na UEFA. Um fenómeno, este saudosista dos broches!! Sabe tudo!

      Eliminar
    17. Havendo centenas de prejuízos arbitrais na história da liga dos campeões e confirmando-se que nenhum pedido de dinheiro chegou à UEFA só se pode concluir que o BdC é um politólogo de mão cheia."

      Ó L/Vítor/Paulo Guerra/Bardo, larga a braguilha do Sporting! Muda de clube e realiza-te.

      Eliminar
  8. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderEliminar

  9. Quiseram ridícularizar o nosso clube mas não foi só este tachista...nos jornais lacaios dos adversários aconteceu a mesma coisa.

    Ontem à noite este Bruno Prata até já considerou o Sporting um candidato ao título ao contrário de outras vezes que até tinhamos de ter cuidado com o Braga !...

    Enfim mudanças de opiniões de fala baratos !...contaram-me hoje que o deficiente do Rui Gomes da Silva só disse asneiras no Dia Seguinte ,nada de estranhar,a bem da verdade desportiva quer colinho todos os jogos como o Braga não se pudesse queixar de dois penálties.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. King Lion, ontem o Bruno Prata voltou a dizer que em termos de valor "o Braga está mais próximo do Sporting do que muita gente pensaria". Haja paciência... Um abraço.

      Eliminar
    2. "o Braga está mais próximo do Sporting do que muita gente pensaria".

      O Prata anda descompensado. É mais um fruteiro com desejos de que o Sporting volte ao quarto lugar, por isso é que eles só conhecem o Godinho Lopes. Pararam no tempo, os pobres.

      Eliminar
  10. Bruno ...eu te re baptizo : "Bruno Pechisbeque".! .
    Já não tenho paciência....nem para comentar chinquilho.. E a RTP teima nesta receita.....

    ResponderEliminar
  11. Este tipo é jornalista?

    Como é possivel? É ignorante, não sabe pronunciar um unico nome estrangeiro, não sabe o significado das palavras mas tem um tacho na RTP e tinha no publico.

    É triste ver aqueles paineis da RTP que cambada paga por todos nós.

    Eu sei que o Sporting bom e qua fazia falta era o dos Bettencourts e Godinhos que levala aos três do Paços e do Braga e ficava contente.

    Como este SCP é um clube que se dá ao respeito e protesta com razão é incomodo e urge calar.

    BdC fez muito bem em protestar e pedir o montante referente ao empate, pois como qualquer estagiário sabe em direito fazem-se pedidos alternativos para o caso de um dele não ter provimento.

    Mas como esta gente não sabe o que são regras como no caso do atraso do FC Porto em que a culpa ainda foi do SCP por protestar, aqui temos a mesma conversa, no fundo a vitima é que é culpada. Esta gentalha que vive à conta do futebol deveria apreender melhor o conceito de justiça.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Green Lantern, ainda por cima vindo de alguém que diz não gostar de comentar questões extra-futebol das quatro linhas. Por que motivo terá ficado tão incomodado com um protesto à UEFA - que na prática é um procedimento a que os clubes podem recorrer quando se sentem lesados? Não perdem uma oportunidade...

      Eliminar
    2. "BdC fez muito bem em protestar e pedir o montante referente ao empate, pois como qualquer estagiário sabe em direito fazem-se pedidos alternativos para o caso de um dele não ter provimento."

      LOL, que comédia. O estagiário deve começar por saber se é admissível ou não uma determinada acção sob pena de ser imediatamente indeferida, como foi o caso.

      Eliminar
    3. "LOL, que comédia. O estagiário deve começar por saber se é admissível ou não uma determinada acção sob pena de ser imediatamente indeferida, como foi o caso."

      A maior comédia és tu e os da tua laia, porque até numa matéria em que o clube tem a razão de fundo, pois foi indiscutivelmente prejudicado pela equipa de arbitragem, fazem marcação cerrada por causa da queixa. Mas se o Sporting não fizesse a queixa estavas aqui a morder por a direcção não fazer nada.

      Eliminar
    4. Mas o SCP como membro da UEFA ainda pode protestar, pode ter ou não provimento mas lá como nos tribunais cá o direito de protesto existe para ser utilizado quando achamos que os nossos direitos não estão a ser respeitados.

      Informa-te melhor sobre o direito de protesto ignorante.

      SL

      Eliminar
    5. Aqui o único ignorante és tu, que não sabes que os protestos estão balizados por regulamentos. Confundes direito de protesto com direito à indignação.

      Não só não fez um protesto "inadmissível" como para ti esteve bem no "pedido alternativo".
      Isto é como um gajo encher a banheira de água e, mesmo sabendo que não existem lá peixes (é impossível) põe-se à pesca com uma cana. À cautela, e em alternativa à cana, põe uma rede no ralo não vá nenhum peixe imaginário fugir.
      Geralmente a ignorância anda de braço dado com a estupidez.

      Eliminar
    6. O departamento juridico do Sporting de facto não esteve bem, esteve muito bem.

      Toda a gente sabia que não teria provimento mas teve o efeito desejado chamou atenção para uma injustiça. Claro que há estupido que não conseguem ver mais além mas quanto a isso nada a fazer.

      Devem ser discipulos do grande Nélio Lucas esse super advogado que nem sabe o que diz.

      Continuo afirmar e digo-te no teu focinho se não percebeste o alcance do protesto és burro se não quiseste perceber é desonesto.

      SL

      Eliminar
    7. Pode protestar, não pode é "chorar", porque com a UEFA não se "mama", é-se castigado e fortemente. Mas os choninhas, os incomodados com uma merda de uma reclamação sobre uma arbitragem do piorio (quando acerca da mesma a maioria deles nem mostrou indignação, preferindo falar em erros próprios do Sporting) ficam chocados com uma queixa à UEFA, imagine-se. Uma coisa "gravíssima"!

      O que é que um gajo destes merece? São provocações constantes nessa merda desses blogues e os tipos ainda se vitimizam de que são insultados? Que nojo de gente.

      Eliminar
    8. Green Lantern esquece este verme o que debita não é para ser alvo de uma "discussão sâ" é apenas e só para meter nojo ... provavelmente não lhe devem passar cartão na sua "casa" e vem para aqui à procura de atenção!

      SL,

      Eliminar
  12. Mas agora temos sessoes diarias de calimerice? O Mestre sabe melhor que isto

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Calimerice porquê? É pedir muito que os jornalistas não digam idiotices destas?

      Eliminar
    2. Pelo sentido implicito de que e tudo uma cabala contra o Sporting

      Eliminar
    3. Que cabala? Estou a criticar uma afirmação de um jornalista que no próprio vídeo é colocada em causa por outros participantes no programa. Infelizmente este tipo de afirmações relativas ao Sporting é recorrente no jornalista em questão. Não tenho por hábito criticar os outros participantes do programa - em mais de 15 meses de blogue, só critiquei uma vez Manuel Fernandes Silva, precisamente por causa de uma outra frase de Bruno Prata que desrespeitou o Sporting.

      Eliminar
    4. Mas qual crítica se o termo ESTÁ LINGUÍSTICA, JORNALÍSTICA E LEGALMENTE CORRECTO?!?!?!?!?
      Qual foi a parte que ainda não percebeu?

      Eliminar
    5. O termo está correto, a interpretação não podia ser mais errada - conforme está descrito no texto.

      Eliminar
    6. Ora, não se pode criticar os lacaios dos fruteiros? Pode e criticamos. Quem se mete com o Sporting, leva.

      Eliminar
    7. Mestre, não vale a pena. Este é tão limitado como o Prata. Para ele, inadmissível só tem uma interpretação possível. Tantos professores no desemprego e tantos tipos com falta de instrução?!

      Eliminar
    8. E eu a pensar que as imagens do dicionário seriam suficientes para que o post fosse totalmente claro... :)

      Eliminar
  13. Eu tenho curiosidade em saber o que é que o Bruno Prata fez para ser comentador num canal público. É que fico com a sensação que o único critério possível terá sido a moeda ao ar, porque pois mais que os padrões fossem mínimos, ele não conseguiria ultrapassá-los. É bacorada atrás de bacorada. E os companheiros do painel já toparam, chegando a haver momentos constrangedores que a inépcia do visado.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É uma boa questão, Alexander. Por vezes é mesmo confrangedor. Um abraço.

      Eliminar
  14. O trampião que aqui anda muito chateadinho e preocupado com o que ele chama de "novo Sporting" é de que clube? portifica ou benfiorto?

    Temos pena cabeçudo, o Sporting Clube de Portugal está aqui para ficar! Dói não dói? Habitua-te trampião!

    Estou a adorar a submissão dos cabeçudos vermelhos à máfia do norte. Este foi o mesmo trampião que ontem, entre elogios ao Duque e PdC, ainda se declarou ao Nélio Lucas da Doydoy? Que figurinhas ridículas.

    Cabeçudos e submissos, eis os "novos boifiquistas"!
    Por favor, continuem nessa sanha bicéfala anti-SCP ás ordens do papa! São armas de arregimentação e união Sportinguista que nos dão de graça. Nós agradecemos!

    Claro que depois, quando inevitavelmente forem encavados à bruta pelo bufas, estes novos lambe botas desaparecerão para o mesmo buraco de onde saíram. Prevejo que daqui a um par de anos seja tão difícil encontrar um destes "novos boifiquistas", submissos de PdC e lacaios do Orelhas, como é difícil hoje em dia encontrar um lãmpião que tenha votado no Vale e Azevedo... É a vidinha...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Os últimos cabeçudos foram visto este ano na festa do campeonato,taça, taça liga e supertaça, eram cabeçudos e com melões bem verdes...ahahah

      Eliminar
  15. Estúpido saudosista, aqui fica explicado o "inadmissível":

    http://www.rtp.pt/noticias/index.php?article=777671&tm=53&layout=197&visual=77

    ResponderEliminar
  16. Já percebi, tudo MdC!!!

    Fez-se luz, para os Brunos Pratas e restantes comentadeiros que aqui surgem de paraquedas o que o Sporting devia ter feito era um DVD para o ministro da administração interna, isso sim era uma jogada inteligente ou perguntar aos moços russos antes do jogo se os pais tinham algum problema matrimonial.

    Estou esclarecido.

    SL

    ResponderEliminar
  17. Aliás, o Bruno Prata disse:

    "Além de inadmissível, eu diria que é risível".

    O enviesamento da "opinião" é evidente.
    E inadmissível. Em sentido não jurídico.

    Tiago

    ResponderEliminar
  18. A maior parte dos comentadores até sabem de futebol o problema é que eles estão condicionados na sua opinião pelos poderes que estão por detrás da cortina e depois embrulham-se,embrulham-se como é o caso dos Brunos Pratas deste país.

    Pode-se fazer a analogia com a APAF,os árbitros sabem que o Porto e o Benfica querem dominar o futebol português e como tal tornam-se subservientes aos poderes instalados.O Benfica neste momento lidera o futebol nacional e a APAF está solidária,basta ver o que se passounos 5 jogos anteriores ao do Braga e até mesmo em Braga acabaram por ser beneficiados mas como eles jogam tão pouco nem conseguiram empatar.

    Coitados deles empataram no Mónaco e a culpa foi do árbitro,perderam em Braga e a culpa foi de quem ?,da arbitragem claro.Haverá algum dia que o lampião atrasadinho não perderá por culpa do árbitro ? ou da será da fruta ,é verdade o fruteiro agora é amigo !...hahahahahaha

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pois mas a razão para estarem em primeiro também é do árbitro, e a razão de não estar lá o Sporting também é do árbitro... Agora fiquei confuso quem é que se queixa???

      Eliminar
  19. http://oartistadodia.blogspot.pt/2014/10/o-protesto-do-sporting-na-uefa.html#comment-form

    Ja anteriormente tinha mencionado que tudo isto era puro marketing, ou seja, que seria para animar os jornalistas e as hostes proletárias.

    E confirma-se, jornalistas e hostes proletárias estão bastante animadas.

    ResponderEliminar
  20. Bruno Prata é o maior e pior exemplo de tripeiro burro e desonesto com tiques cada vez mais acentuados de anti-sportinguismo.
    E é pago com o nosso dinheiro...

    Muito bem Mestre!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sem dúvida, José, ele adora rebaixar o Sporting sempre que tem oportunidade. Numa semana em que o Braga ganhou ao Benfica, lá voltou com a conversa que o Braga pode estar mais próximo do que as pessoas pensam em relação ao... Sporting. Um abraço.

      Eliminar
  21. Tenho pena que seja (também) com os meus impostos que sejam pagos os honorários a este incompetente. Não demonstra respeito por uma instituição como o Sporting Clube de Portugal. Quando pode, dá sempre uma bicada. Considera o protesto sportinguista risível (ele sabe qual o significado desta palavra?) Na minha opinião não tem capacidade nem competência para participar naquele programa. O que vale é que as audiências devem ser baixíssimas!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Concordo, caro anónimo. Destoa pela negativa em relação ao resto dos participantes naquele programa. Um abraço.

      Eliminar
  22. Perante qualquer regulamento o que não é admissível é inadmissível. E isto só causa confusão ao artista que já nasceu com o SCP é nosso outra vez, cuja única intenção é a exaltação do brunismo. Que é diferente do SCCarvalho, impossível sem mais de 100 anos de história do SCP. O que já não acontece com os verdadeiros brunecos porque nenhum clube resiste muito tempo sem sócios, não é verdade? Há dívidas e dívidas e bancarrotas e bancarrotas. O Mestre devia ter mais consciência do que escreve, mesmo quando a única intenção já ficou descrita atrás.

    O Bruno Prates, apesar de ser do SCP ainda não havia brunecos, como jornalista nunca deixou de se pronunciar, bem ou mal, sobre o SCP.

    E mais uma vez foi preciso chutar para canto. Bomba na corrida Sporting, toma lá o Ronaldo e o cm. O Mestre não gostou do patrocínio da Tachoeasy, toma lá os números dos corruptos no cm. Bomba na formação, toma lá o Prates. O problema é que o verdadeiro bruneco preocupa-se mais com os rivais que com o SCP, que já abandonou no passado. E porque é que será que isto acontece no presente? Porque o verdadeiro bruneco não compreende como é que chamam demagógico ao Bruno, que nunca enganou ninguém. Nada como conseguir ver a luz nos tempos que correm.

    ResponderEliminar
  23. Não tivesse o protesto tido o efeito positivo que teve - na UEFA e na comunicação social em geral - e não teríamos aqui tanto defensor da aliança da Mealhada a perorar sobre as "inadmissibilidades legalistas" do Sporting.

    ResponderEliminar