sexta-feira, 24 de outubro de 2014

Orçamento do Porto para 2014/15


O Porto prepara-se para apresentar o orçamento para a época de 2014/15. Ainda antes destes números terem sido divulgados, já era óbvio para todos que os dirigentes portistas decidiram fazer uma aposta muito forte para recuperar os êxitos desportivos a que habituaram os seus adeptos, mas agora o nível desse risco fica apresentado de uma forma mais clara.

Em primeiro lugar, saltam à vista os quase €71M que o Porto reserva para os custos com pessoal (vulgo orçamento). Em 2013/14, o Porto teve um orçamento de €49M, o que significa que estaremos perante um aumento de 45% nesta componente de custos. Note-se que nos custos com pessoal não estão incluídos custos com a aquisição de passes de jogadores. Falamos apenas de salários de dirigentes, treinadores, jogadores e outros funcionários.

O Sporting, por exemplo, prevê manter na época de 2014/15 os custos pessoal na ordem dos €25M (igual a 2013/14). Isto significa que o Porto terá um orçamento que se aproxima do triplo daquele de que o Sporting dispõe.

O crescimento galopante dos custos previstos pelo Porto não surpreendem. Por exemplo, ao que se diz Jackson passou a receber €4M brutos anuais quando renovou, o mesmo que Adrián. Outros atletas como Brahimi, Tello, Aboubakar, Marcano, Casemiro ou Oliver, provenientes de grandes equipas europeias ou de mercados que pagam muito bem, não deverão ser jogadores baratos. Junte-se a isso outros salários gordos como devem ser os de Quaresma, Danilo e Alex Sandro, e os de uma administração que, apesar de ter falhado todos os objetivos da época, continua a pagar-se e a premiar-se a peso de ouro, e não é difícil perceber como os custos salariais se poderão empilhar até aos €71M.


Há uma falácia na determinação dos resultados operacionais negativos de €25M. O Porto está a considerar no orçamento de 2014/15 o prémio de participação da Liga dos Campeões referentes a 2014/15 (normalmente contabilizam-no na época desportiva em que garantiram a qualificação, mas não o puderam fazer nas contas de 2013/14 porque não se classificaram diretamente) e 2015/16. Ou seja, na realidade o buraco operacional anual é de €33,5M.

Este orçamento prevê um resultado líquido de €541.000, mas para isso o Porto prevê gerar €66,5M em mais-valias de alienações de passe de jogadores - o que é um valor astronómico, mesmo considerando que as vendas já realizadas de Mangala e Defour serão contabilizadas em 2014/15.

Segundo Fernando Gomes, Mangala (vendido por €40M, €30,5M dos quais ficaram no clube - apesar de a sua percentagem de passe corresponder a apenas €22,6M - a Doyen terá abdicado de €7,9M) e Defour (vendido por €6M) geraram mais-valias de €25M, o que significa que faltará gerar "apenas" €41,5M de mais-valias.

Não será assim tão fácil. As mais-valias correspondem ao valor de venda subtraídos do valor contabilístico do passe, das comissões a intermediários e ao montante que cabe a outros detentores do passe do jogador, acabando por representar uma percentagem mais pequena do que normalmente se imagina.

Para terem uma noção, analisemos as vendas do Porto em 2013/14 e as mais-valias que representaram:
  • Atsu: venda de €3M, que correspondeu a €2M de mais-valias
  • Otamendi: venda de €12M, que correspondeu a €8M de mais-valias
  • Castro: venda de €2,1M, que correspondeu a €1,7M de mais-valias
  • Fernando: venda de €15M, que correspondeu a €5,3M de mais-valias (o jogador, empresário e o intermediário ficaram com 65% da transferência - normal, pois foi fruto de uma renovação feita numa altura em que o jogador já era dono do seu destino)
  • Iturbe: venda de €15M, que correspondeu a €4,7M de mais-valias

Ou seja, num total de €47M de vendas o Porto realizou apenas €21,6M de mais-valias. Neste momento, Jackson, Danilo e Alex Sandro são os únicos jogadores com mercado e cujo passe é detido maioritariamente pelo Porto. Depois de venderem estes, os jogadores de maior mercado que sobram servirão sobretudo para enriquecer terceiros. 

O que certamente não desaparecerá da vida do clube é o enorme desequilíbrio das contas operacionais e os pesados custos financeiros. Esses serão sempre detidos 100% pelo Porto.

Aumento galopante dos custos, um conjunto de jogadores que cada vez mais estão na posse de terceiros, previsões de receitas otimistas e que pressupõem um ano de grande sucesso desportivo - tudo isto numa conjuntura económica de estagnação e em que parceiros como a PT e antigo BES já iniciaram o seu processo de afastamento da indústria de futebol. Não digo que seja um all-in para este ano, mas olhando para um horizonte de três anos parece-me que os riscos que o Porto está a correr nunca foram tão grandes - e que em determinados pontos se equiparam ao que Godinho Lopes fez no Sporting. Se correr mal...

33 comentários :

  1. Daí eles estarem a apostar as fichas todas em passar a fase de grupos da champions.

    ResponderEliminar
  2. SuperLuís, este argumento enquadra-se na tua teoria?

    ResponderEliminar
  3. Isto, financeiramente, não vai correr nada bem lá para os lados do Dragão mas se os portistas continuam a aplaudir esta gestão, força.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. PM, justiça seja feita à blogosfera portista, há muita gente ativa a alertar para as contas do clube. Um abraço.

      Eliminar
  4. "se equiparam ao que Godinho Lopes fez no Sporting. Se correr mal..."

    Se correr mal ver-se-á finalmente a que ponto o Porto consegui ultrapassar a barreira do "clube regional" pois só com uma grande massa adpeta e de sócios conseguirá dar a volta em caso de hecatombe desta estratégia.

    Tendo em conta os reflexos que se tem visto nas bancadas semrpe que o Porto não anda em primeiro lugar ou as exibições deixam a desejar arrisco-me a dizer que a recuperação de um all-in falhado poderá ser (muito) mais complicada do que a do Sporting...

    ResponderEliminar
  5. Respostas
    1. É bem visto. Nunca tinha pensado nisso.

      Eliminar
  6. Daqui a pouco aparece o Superleão/Luís Miguel para rebater com qualquer argumento parvo.

    Mestre, estão a ir para o abismo? Pois, que vão! Estimo muito que se fodam.

    O reinado do Bufas está a terminar. Sem medicação, o coração já só funciona a 20-25% do normal, o cérebro está a atrofiar (desta segunda parte não tenho provas, mas com a idade todos atrofiam...) e nitidamente já não tem capacidade para gerir uma organização daquelas. Acho que quer morrer como presidente e vai-se mantendo agarrado ao poder, porque sabe que no dia em que deixar de ser poderoso, cai-lhe a justiça em cima. E temos vários exemplos. O último foi o DDT... Deixou o BES e a justiça cravou-se a ele que nem uma lapa. Ainda gostava de o ver entrar na cadeia, mas acho que mais facilmente o veremos no caixão exposto em pleno estádio para o séquito o adorar.

    Mas neste momento, o pensamento desta cambada de caveiras e chupistas que lá andam já é: "Quem vier a seguir que feche a porta".

    Nós estivemos quase a fechar portas, mas graças ao Miguel Paim e ao André Patrão conseguimos mudar o rumo do clube. Um bem-haja para eles.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Cafageste, a nossa situação geral é mais grave que a do Porto, mas felizmente há sinais de recuperação. Estamos a seguir o único caminho possível. Em relação aos outros, mais cedo ou mais tarde algo terá que ceder. Um abraço.

      Eliminar
  7. Realmente o CM é uma boa fonte para posts sobre o FCP...

    Agradecemos a preocupação, mas dispensamos a ajuda.

    Aliás, se soubessem como fazer não estavam onde estão.

    E as preocupações são como as vaginas, cada um tem a sua...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Costa, se estes números forem falsos, retratarei-me imediatamente. Mas os números que já li na blogosfera portista parecem coincidir com estes...

      Já agora penso que fui mal interpretado. Não estou minimamente preocupado. :)

      Eliminar
    2. Costa, podem dispensar a ajuda mas pelos vistos os avisos não vos valem de nada!!! Quem esteve perto de uma situação idêntica a vossa teve a atitude correcta. Quem ainda mostra inicio dessa situação, não consegue contrariar a falta de inteligencia (e linguagem) do seu treinador!
      Vocês e que sabem... Mas a vossa corrida de sprint para o abismo já comecou há muito!!

      Eliminar
  8. Como é que um clube consegue sobreviver em Portugal quando tem uma administração cujos custos ascenderam a 2,3 milhões de euros.Como é que um clube consegue sobreviver quando o seu presidente aufere em salários e em gratificações(prémios?) cerca de 840 mil euros.Não admira portanto os cerca de 41 milhões de euros de prejuízo na temporada transacta.

    Eu se fosse sócio e accionista da SAD sentir-me-ia escandalosamente roubado numa época de grande insucesso desportivo.Esta história da SAD do Porto faz-me lembrar a histórinha do Zeinal Bava na PT que perdeu mais de 900 milhões de euros na Rio Forte e saiu com uma indemnização de mais de 5 milhões de euros.

    Quer-se dizer quem prevarica ou faz maus investimentos ainda é premiado.Que sociedade é esta em que os falhados são pagos a peso de ouro e ainda são premiados em fortunas pela sua incompetência.

    De resto o Porto caminha a passos largos para o abismo.Quem não faz o devido ajustamento não terá caminho fácil.Custos de 75 milhões de euros em Portugal ?,o Porto ?,a questão é até quando.De resto o Porto penso que no final desta época vai perder dois dos principais patrocinadores.

    O Sporting tem cerca de 35 milhões de receitas,o Porto cerca de 75 milhões e o Benfica mais de 100 milhões,sem transferências.O único clube que poderá subir as suas receitas será o Sporting mas para isso venham os sucessos desportivos pois serão eles os catalisadores para o crescimento dos resultados económicos.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. King Lion, eu acredito que os portistas não se importarão de pagar aquilo a Pinto da Costa atendendo ao que lhes deu a ganhar, mas realmente do ponto de vista de gestão não faz qualquer sentido terem prémios destes com os resultados que obtiveram.

      O Sporting tem realmente muita margem para progredir em termos das receitas, mas estamos de facto dependentes do grau de sucesso desportivo.

      Um abraço.

      Eliminar
    2. Porto 75 milhões sem transferências e Benfica 100 milhões sem transferências? Em Portugal? Mesmo com os prémios das competicões europeias? Mesmo com os limitados direitos de transmissão televisiva e patrocínios das camisolas e da marca do material de desporto? Parece-me elevado!

      Eliminar
    3. Parece mentira mas é verdade.O futebol não é só um desporto é também uma indústria que envolve muito dinheiro.Sem transferências os resultados operacionais são esses.Se não houvesse tantos interesses envolvidos não seria uma bola redonda que iria causar tantas polémicas !...

      Eliminar
  9. MdC

    É claro que aos sócios e adeptos o que interessa são os resultados desportivos e nesse aspecto o Porto tem sido o clube dominante em Portugal mas nestas últimas temporadas as contas do Porto tem vindo a agravar-se e são as transferências que tem vindo a mascarar os défices de exploração.

    Mas como o MdC diz cada vez mais o Porto tem menos % de passes de jogadores e então como irão cobrir as despesas sem estas receitas ?,pois aí é que a porca torçe o rabo e visto que também o passivo financeiro tem vindo a subir mais juros terão de pagar.

    O Sporting está no caminho certo.Venham os resultados financeiros para progressivamente o Sporting ir melhorando a sua situação económica e financeira.

    Abraço

    ResponderEliminar
  10. O exercício 2014/2015 do FCPORTO SAD está garantido pela previsível qualificação para a fase final da CHAMPIONS LEAGUE.

    O apuramento para os oitavos-de-final deverá garantir o equilíbrio orçamental, um eventual apuramento para os quartos-de-final garantirá tranquilamente um superávite.

    O financiamento está assegurado pela renegociação dos prazos da dívida com o Novo Banco e pela diminuição da taxa média dos empréstimos obrigacionistas existentes.

    Ao nível das vendas, é de recordar que no exercício terminado em 30/06/2013 os valores atingidos superaram os 77 M€.

    Ao nível do plantel uma eventual venda de Jackson tem como alternativas:

    No plantel - Adrian e Aboubakar
    Na equipa B - Gonçalo Paciência, André Silva (não se sabe se renova ou não) e Ivo Rodrigues
    Emprestados - Ghilas, Kleber e Caballero

    Outras eventuais saídas serão tranquilamente compensadas.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Esse é um argumento que se encaixa em que teoria?

      Eliminar
    2. É uma pena que em Portugal tenham vindo a encerrar os hospitais psiquiátricos... Depois dá nisto.

      Saiste mesmo de que instituição?!?

      Eliminar
    3. Os 28M€ no orçamento apontam para os 1/4 de final ... 1ª fase grupos acredito que o FCP passe no entanto terá sempre 1ª os oitavos a ver vamos se a sorte do FCP se mantem.

      Dos 77M€ de vendas que fala quanto é que o FCP encaixou efectivamente !? 50% ... 60% ???

      Pelo que li recentemente o passe de Jackson foi dado como garantia ao BES.

      Adrian substituir o Jackson !??? LOL deus te ouça já o Aboubakar poderá ter mais sucesso.

      Todo esse optimismo só me dá esperanças que o FCP esteja a seguir um trajecto com um destino já bem definido ... faço fé que lá cheguem :)!

      Eliminar
    4. Olha o Ali Cómico! Já estava a estranhar.

      Eliminar
  11. Aquilo que mais admiro nos adeptos do FCP é uma certa acefalia que, perante factos graves, os faz assobiar para o lado e gritar vivas ao corrupto-mor.

    Com uma rubrica de Fornecimentos e Serviços Externos de quase 40 milhões (muita gente deve andar a viver à grande) e uma Administração que decide aumentar-se em 35% depois de um ano calamitoso, é vê-los todos felizes e contentes à espera de um milagre do LOLpetegui.

    Continuem assim, que a malta aplaude.

    ResponderEliminar
  12. Este post faz-me lembrar aquela expressão - "Diz o nu ao roto"...

    Deveriam era falar dos 4 golos irregulares que prejudicaram o scp e o BdC apenas quer 500K de indemnização.

    Ou eu não sei fazer contas, ou algo aqui não está correcto...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Tens toda a razão o pessoal aqui abusa de drogas e alcool e escreve coisas sem nexo ... vocês são os maiores ainda para mais com um treinador como LOLpateguo são uns sérios candidatos a finalistas da CL!

      Força o caminho é este!

      Eliminar
    2. Sergio, CL ?! Sabes do que falas ?!
      Não sei se o FCP vai à final (seria a terceira, sabias ?) mas sei quem NÃO chegará aos oitavos...

      Eliminar
  13. Estas contas sao um verdadeiro terror.Ao contrario do que o Joao Costa ha pessoal que se preocupa

    ResponderEliminar
  14. Há uma falácia na determinação dos resultados operacionais negativos de €25M. O Porto está a considerar no orçamento de 2014/15 o prémio de participação da Liga dos Campeões referentes a 2014/15 (normalmente contabilizam-no na época desportiva em garantiram a qualificação, mas não o puderam fazer nas contas de 2013/14 porque não se classificaram diretamente) e 2015/16. Ou seja, na realidade o buraco operacional anual é de €33,5M.

    1º - corrige um erro que tive e ler a frase umas quantas vezes. "na época desportiva em QUE garantiram"

    2 - É como dizes, estão a colocar duas participações na liga dos campeões no mesmo ano. Para mim é uma interpretação muito abusiva da especialização do exercício. Além disso pela NCRF dos réditos para mim é errado. No máximo o prémio de participação contabilizar no exercício em que se qualifica mas os prémios jogo a jogo não, porque o facto gerador do rédito é o resultado do jogo e não a qualificação. Se outros clubes também o fazem, fazem mal.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigado pela correção, Nuno. Pelo menos o Sporting não contabilizou a qualificação para a Liga dos Campeões em 2013/14. Todos os proveitos da participação na competição serão registados em 2014/15 - que efetivamente é o que parece fazer mais sentido.

      Um abraço.

      Eliminar
  15. Caro Mestre, boa tarde.
    Gostei muito do artigo mas há uma pequena incorreção... aquilo que na gíria podemos chamar uma pintelhice... quer dizer, sempre são 1 milhão, setecentos e e cinquenta mil euros de pintelhices.
    http://www.lusogolo.com/index.php?option=com_content&view=article&id=29522:fc-porto-cede-5-de-jackson-ao-agente&catid=344&Itemid=159
    Pelo parece o Porto não tem 100% do passe do Jackson. Reduziram a clausula de rescisão de 40 para 35 milhões e "deram" 5% duma futura venda ao agente.
    A Doyen também podia perdoar o Sporting na venda do rojo como fez o Mangala...
    SL
    Basco "O Leão, não vizinho do Lopetegui" (De Aveiro até Valença o meu nome é pronunciado desta maneira. LOL)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Basco, fiquei esclarecido em relação ao nome! ;)

      Também me apercebi dessa cedência de 5% do passe ao agente do Jackson. Mais os 10% da ordem que o Jorge Mendes vai levar, mais certamente um prémio para o jogador, ainda vão haver certamente algumas talhadas que reduzirão os €35M para um número um pouco menos simpático.

      Esta é uma das questões que vejo com curiosidade no pós-PdC. O Porto deve ter uma rede enorme de gente a viver à custa, o que acontecerá quando a torneira se fechar?

      Um abraço.

      Eliminar
    2. Aguardemos... eu preferia dizer que caí a pique, mas espero para ver porque o assunto é complexo.
      Abraço. SL
      Basco "O Leão"

      Eliminar