quinta-feira, 13 de novembro de 2014

M*rdas que só mesmo connosco, nº 3: A inexperiência de Schmeichel

Época 1999/2000, 8ª jornada, Sporting - Braga. O Sporting, com um início complicado de campeonato que já tinha causado a troca de liderança técnica de Materazzi por Inácio, era 4º classificado a 7 pontos do líder Benfica, a 3 pontos do Porto e a 2 do Guimarães.

Num lance de ataque do Braga, há um remate fraco que é amortecido com o peito / barriga por Schmeichel (uma das suas imagens de marca), que de seguida apanha a bola com as mãos. O árbitro entendeu (incorretamente) que Schmeichel já tinha dominado antes a bola com as mãos, e assinalou livre indireto contra o Sporting.

A partida foi dirigida por uma jovem promessa da arbitragem, que fazia a sua estreia em jogos dos grandes. Vejam lá se adivinham quem era:


Exatamente, Duarte Gomes. A espalhar o perfume da sua incompetência seletiva desde 1999.

Tentem lembrar-se quantas ocasiões destas aconteceram em alta competição (e já nem falo só dos "grandes" portugueses) nos últimos quinze anos. Quem se lembrar de mais 2 ou 3 casos destes passará a ser para mim considerado como uma enciclopédia viva do futebol.

Tendo isso em consideração, quais são as probabilidades de uma coisa destas acontecer num jogo em que está em campo um dos melhores guarda-redes da história do futebol? Grandes, se o árbitro da partida for Duarte Gomes e se uma das equipas em campo for o Sporting.

Resta dizer que Schmeichel defenderia o livre indireto, avançando destemidamente contra o remate de Barroso, e o Sporting venceria o jogo por 2-0. A desvantagem pontual acabaria por ser totalmente anulada à 26ª jornada, quando o Sporting recebeu e venceu o Porto por 2-0 e saltou para a liderança isolada do campeonato. Do resto da história certamente que todos se lembrarão.

12 comentários :

  1. Lembro-me bem desta cena.

    Duarte Gomes estava a fazer o estágio para ser aceite na Ordem dos Ladrões. Passou com distinção.
    Depois tirou o Mestrado com a dissertação: "Remates feitos pelo Glorioso interceptados com a cabeça são sempre penalty a favor do (meu) Glorioso: um olhar sobre o Estrela da Amadora vs Glorioso", com Especiais Saudações do Júri.

    Uma ascensão meteórica levou-o a, rapidamente, concluir o Doutoramento com a Tese: "É possível marcar 3 penalties a favor do (meu) Glorioso, mesmo não tendo havido lugar a qualquer infracção: o caso concreto do Glorioso vs Vitória de Guimarães".
    Aprovado com Muito Bom, Louvor e Distinção e por Unanimidade.

    https://www.youtube.com/watch?v=x-TN99eXPaQ

    Por fim, a sua ascensão académica tem vindo a ser concluída com o Pós-Doc (aqui não há tese, mas somente um tema genérico - "O Leão no chão é uma demanda de qualquer (bom) Lampião"), ainda longe da conclusão, embora já tenham saído alguns trabalhos, amplamente citados, como: "Mão na bola pode não ser penalty: se for feito pelo André Almeida o leão bem pode ir levar na peida" ou o outro: "Luisão é capitão: a impossibilidade de advir de si qualquer infracção que pudesse beneficiar o leão (era o que mais faltava)".

    https://www.youtube.com/watch?v=bSs53jRs8Us

    https://www.youtube.com/watch?v=1fwldI8Isos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Relembrar que a aprovação é com "muitAbom"

      Eliminar
    2. Incrível como um árbitro destes chegou a internacional... quer dizer, incrível até nem é...

      Eliminar
  2. Lembrei-me agora de outra situação que aconteceu com o Hugo Viana, penso que também contra o Braga mas não me recordo em que época foi: um fora-de-jogo marcado quase no meio-campo quando este se ia isolar e tinha um adversário a mais de 4 metros a pô-lo em jogo. A ideia que fiquei foi que, quando o fiscal de linha leventou a bandeirola, ainda o Hugo Viana não tinha ultrapassado o defesa...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ivaylo, também me lembro vagamente disso, e sim também me parece que foi contra o Braga. Penso que o jogo acabou empatado e que não o ganhámos por causa desse lance. Um abraço.

      Eliminar
  3. Hahahahaha.É mandar estes vídeos para o Canal Sporting para serem visualizados por todos e depois mandá-los para a APAF para quando o Sporting se referir aos ladrões eles perceberem as razões.

    Já agora quanto à intoxicação da opinião pública e lavagem da arbitragem feita pelos comentadores deveria haver um programa na Sporting TV que comentasse as análises deles e os ridicularizasse.Seria um excelente programa para a defesa do interesses do clube.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. King Lion, o Futebol de Perdição poderia reservar 5 minutos por programa para estes casos. :)

      Eliminar
  4. A cara do schmeichel diz tudo...

    Mestre, depois da descrição do comentário acima lembro-me de um fora de jogo que nos foi marcado com o jogador uns bons 2 metros antes da linha de meio campo. Devo ter recalcado de tal maneira que não me lembro em que jogo foi. Se alguém se lembrar vai configurar nesta saga de tão escandaloso que foi...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Daniel, a mesma coisa comigo. Estava enterrado na memória, mas agora lembro-me perfeitamente de um fora-de-jogo assinalado antes do meio-campo. Vou tentar descobrir em que jogo foi, merece um post. Um abraço.

      Eliminar
  5. Foi no Bessa, na época do Fernando Santos (2003/2004). Apitadeiro: Bruno Lampião

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Então esse já está na lista. Foi o que acabou com Barbosa expulso porque ao tentar repor a bola em jogo chutou contra um adversário que não saía da frente. :)

      Eliminar