segunda-feira, 29 de dezembro de 2014

Anjos e demónios

O nível de ruído à volta do Sporting atingiu níveis insuportáveis que desafiam a sanidade mental de qualquer sportinguista, mas ontem entrou definitivamente no domínio da loucura. Foi um dia em que:
  • A Bola avançou com o nome de Carlos Azenha para treinador do Sporting...
  • ... o Record perguntou a Simão (jogador que teve um comportamento desprezível para com o clube que investiu fortemente nele e lhe proporcionou a carreira que teve) a opinião sobre o que será melhor para o futuro do Sporting; o jornal também auscultou os sentimentos de Manuel Cajuda e do Prof. Neca, figuras com uma ligação reconhecidamente profunda (not) ao Sporting...
  • ... e finalmente O Jogo cometeu a proeza de encontrar Izmailov nos confins do mundo e conseguiu mais uma revelação bombástica que acrescenta uma nova página ao extenso dossier que o jornal tem sobre a descredibilização de Bruno de Carvalho.

Recapitulando: uma notícia que só pode ser mentira, recolha de uma tonelada de depoimentos irrelevantes e, para terminar, uma acusação absurda vinda de um dos piores profissionais que o futebol português conheceu na sua história.

De qualquer forma, nenhuma destas intervenções teve o impacto da crónica que José Eduardo escreveu em A Bola no sábado, e que foi uma espécie de prolongamento da entrevista que concedeu à RTP Informação no dia anterior, no exterior do aeroporto de Lisboa.

Em primeiro lugar porque Bruno de Carvalho, ao referir o nome de José Eduardo na última declaração à Sporting TV, legitimou-o como uma espécie de spin doctor oficial do clube - nada que os presidentes dos outros clubes não tenham em abundância. Como tal, tudo o que José Eduardo escrever ou disser daqui para a frente será lido ou escutado com muito mais atenção.

Em segundo lugar porque o antigo jogador / comentador, que alega explicitamente ter acesso a várias pessoas com conhecimento privilegiado, referiu-se a Marco Silva de uma forma extremamente violenta.


Não tendo eu quaisquer connections especiais dentro do mundo sportinguista, não tenho argumentos para desmentir ou confirmar muitas das acusações que são feitas, mas em relação à argumentação que José Eduardo usa para denegrir a gestão de plantel feita por Marco Silva já me é possível dar uma opinião - porque vi todos os minutos de jogo do Sporting até ao momento e porque estou bastante atento ao dia-a-dia do clube.

José Eduardo acusou Marco Silva de ter visto Paulo Oliveira como última solução para o centro da defesa, depois de Maurício e Sarr. Certamente que não terá visto a pré-época, porque praticamente nenhum sportinguista contestou essa decisão na altura. E na realidade nem foi a última solução para Marco Silva, pois Rabia ainda não foi utilizado.

José Eduardo acusou Marco Silva de não recuperar devidamente William Carvalho, acrescentando "que é jogador de outro empresário". William tem sido titular indiscutível, e se é verdade que já poderia ter passado pelo banco, não é razoável achar que Marco Silva quer prejudicá-lo ao mantê-lo como titular. Pelo contrário, parece-me uma prova de confiança nas suas capacidades. E trazer a conversa do empresário para este tema é desonesto: Montero (que à semelhança de Marco Silva, também é agenciado por Carlos Gonçalves) tem sido sistematicamente preterido em relação a Slimani (que tem um empresário diferente).

De seguida, José Eduardo critica a não utilização de Esgaio contra o Espinho e Boavista, sabendo-se que seria ele a única opção para o jogo com o Chelsea. Aqui concordo com José Eduardo, mas não acredito que Marco Silva terá optado por Miguel Lopes de forma a comprometer as aspirações da equipa na Liga dos Campeões.

Diz que Adrien não tem tido descanso, apesar de ter sido poupado contra Espinho e Vizela.

E finalmente critica a falta de aposta dos jovens da equipa B. Por acaso Podence até foi utilizado, mas a verdade é que um plantel principal tão extenso torna difícil o recurso à equipa B. Já referi no passado que gostava de ver plantéis da equipa A e B mais curtos e mais próximos (com trocas mais frequentes), mas não é só o treinador que deve ser criticado pela estruturação de plantéis que foi feita.

Para além disso, José Eduardo esquece-se das coisas boas que Marco Silva tem conseguido fazer: a gestão de Jefferson (começou mal, perdeu a titularidade e regressou em grande forma), a aposta continuada em Paulo Oliveira a partir do momento em que mostrou capacidade para ser titular, o grande ano de Carrillo, o impacto imediato de João Mário, a coragem em apostar em Slimani e Carrillo em simultâneo, os minutos crescentes dados a Mané e, acima de tudo, os momentos de bom futebol que já nos proporcionou, nomeadamente nas grandes exibições contra Schalke e Porto. E muitos dos resultados negativos explicam-se por ineficácia da finalização e asneiras individuais na defesa (menos imputáveis ao treinador).

Não estou com isto a dizer que Marco Silva está isento de responsabilidades nos maus resultados, nem estou a dizer que não poderá ter tido comportamentos de falta de lealdade para com o clube noutros episódios - não tenho elementos para o confirmar ou desmentir. E não vejam este texto como uma tomada de posição a favor de Marco Silva, contra o presidente - limito-me a comentar o texto escrito por José Eduardo.

O problema é que, avaliando aquilo que é o do conhecimento público, José Eduardo exagera nos "pecados" desportivos de Marco Silva. Como tal é legítimo perguntar se José Eduardo não terá também exagerado nos pecados "extra-desportivos", os tais que o fazem ser o rosto de um polvo que quer asfixiar o Sporting.

José Eduardo pede a confiança dos sportinguistas, mas eu, descrente por natureza, não consigo deixar de olhar para o comentador com alguém que tem (ou já teve) relações de negócios com o clube e, como tal, não consigo vê-lo como uma pessoa totalmente independente. Até porque em todo este episódio, não vejo que outra figura terá ganho mais em mediatismo do que José Eduardo. Arrisco a dizer que assegurou a renovação da sua página em A Bola pelo menos por mais um par de anos, e vai começar a ser bem mais frequente a sua participação em debates televisivos.

Em resumo, não acredito nem em anjos nem em demónios. A verdade encontra-se sempre algures entre os dois extremos.

29 comentários :

  1. Pois é. Isto nos últimos dias (que arriscam tornar-se semanas) tem dado para tudo. Uns para condenarem veementemente o Presidente e a Direcção, outros para pedir a forca para o treinador.

    Qualquer uma das vias é má para o clube, e é uma cedência ao ruído.

    "Cheira-me" (e o meu nariz tem alguma experiência, e não se costuma enganar muito) que o JE, ao perder esta grande oportunidade de estar calado, golpeou a Direcção de onde esta não esperava.

    Isto dos egos, falsas independências e alguma ânsia de protaginismo, dá nisto.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Noureddine04, ainda por cima as declarações dele no aeroporto foram poucos minutos antes da intervenção do presidente na Sporting TV, onde Bruno de Carvalho o elogiou. Ou isto foi muito bem coordenado e a ideia é mesmo descredibilizar Marco Silva, ou houve uma infelicidade ao referir o nome de JE... Um abraço.

      Eliminar
  2. Excelente post MdC. Não li o artigo de JE na Bola nem o tenciono fazer. Mas se os argumentos apresentados são esses...é de facto extraordinário o papel desempenhado por esse senhor. Eu teria vergonha. Como é possível?

    E atenção que até estou de acordo com ele em alguns pontos. Não fez sentido o Esgaio só ter aparecido em Londres na equipa, nem o Paulo Oliveira ser titular tão tarde. Sarr e Mauricio, na minha opinião, não têm qualidade para serem titulares do Sporting. Ao contrário do Montero (como bem referes) representado pelo mesmo empresário de MS. Para mim muito mais jogador que Slimani, e que seria titular a 9 ou a 10.

    Mas por criticar esta ou aquela opção de MS, vou dizer que é um diabo ao serviço de outros interesses? Mas está tudo louco?

    Para mim, esta época nasceu torta por causa da politica de contratações. Completamente exagerada, o que faz dos planteis da A e B demasiados extensos! Com Wallyson, Podence, Tobias, Semedo, Esgaio ou Iuri...faria sentido terem vindo Slachev, Saar, Geraldes, Sakho ou Gazela?!

    Posto isto, gostava mesmo era que BC e MS se entendem, para o bem do clube. Precisamos de tranquilidade, calma...e estabilidade!!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. PM, conforme o Núcleo da Carapinheira escreveu sobre este assunto no seu blogue, seguinto este raciocínio então a rotatividade de Lopetegui significaria que ele é um enviado de alguém para enterrar o Porto.

      Um abraço.

      Eliminar
  3. A partir do momento em que BdC se permitiu elogiar José Eduardo (mas é papel do presidente, elogiar ou criticar críticos e "opinadores"?), não pode permanecer calado: ou o desmente, ou é consequente e despede MSilva.

    Deixar que MSilva continue a arder em lume brando é inaceitável.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Duarte, por tudo isso a ideia que fica acaba por ser essa - Marco Silva é um treinador a prazo... Esperemos que haja espaço para um entendimento entre os dois. Um abraço.

      Eliminar
    2. Concordo que um treinador a prazo é inaceitável, por melhor profissional que MS possa ser, quem é que tem a mesma motivação sabendo que não contam connosco? Ou o Presidente tem provas concretas de algo e despede MS alegando justa causa, ou se é uma questão de conflitos pessoais tinha de ter gerido isto de forma completamente diferente, tal como hoje MS disse, o clube está acima de tudo. Não é BdC que não negoceia com empresários pela CS? Então para que raio foi comentar novamente para que os outros assumam as suas responsabilidades? Quando às afirmações de JE, só um louco pode acreditar nelas. É que nesta indecisão a CS não nos larga e temo que a equipa é que vai pagar com tudo isto, ainda por cima vêem ai 4 jogos importantes, sendo 3 deles de grau mais elevado de dificuldade.

      Eliminar
  4. No que toca a intervenientes do ruído, não esquecer ainda o nosso conhecido sempre sensato, claro e objectivo Zeferino.

    ResponderEliminar
  5. Foi uma grande demonstração de sportinguismo por parte de José Eduardo.
    O especialista em partir pernas a funcionários do Sporting, com o tempo, refinou e agora corta pernas a treinadores (e a alguns jogadores).
    Mencionar jogadores que partilham o mesmo balneário, questionando a utilização de uns em detrimento de outros não tem nada de incendiário... nada. Aliás, tudo pela comunhão dos jogadores entre si e com o clube e treinador.

    Esta crónica/mensagem é toda ela incoerente. Ao invés de questionar o porquê de Paulo Oliveira aparecer tão tarde (jogou na 1ª jornada e apareceu em Setembro... até parece que é Março ou Abril), deveria questionar o porquê de Sarr, Maurício e Rabia (o tal que ficou pelo Egipto, mais uma vez, demonstrando grande profissionalismo) fazerem parte do plantel do Sporting. E questionar, também, quem os recomendou, contratou, após observações, e pagou?
    E não é um pouco incoerente questionar o treinador pelo Tobias (como se tivesse aqui a salvação), quando se contrataram 4 centrais nas últimas épocas (e até estou a excluir o Matías Fernandez e Hugo Sousa)?

    Mas a pergunta que se impõe é: quem é o José Eduardo?
    O Manuel José teve uma resposta.

    Para mim, é como diz o Steven Seagal: "I'm just a cook."

    https://www.youtube.com/watch?v=A0gGIMaQZJs

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. cantinho deixa la o matias fernandez descansado em florença, o outro matias é perez

      Eliminar
    2. NOTA: nao ataco nem defendo o JE, aguardo esclarecimentos (já pensaram que o JE pode ter razao no extra-desportivo? e se mentir, foi a primeira vez que me desilude)
      mas porra, um gajo lê com cada uma....

      uau, o especialista em partir pernas!
      quantas foram?

      o José Eduardo é este senhor:
      (2 campeonatos pelo SCP)
      (já agora, pode ter-lhe partida a perna, mas é grande amigo do pintor, isso diz qqr coisa do caracter, não)

      http://www.forumscp.com/wiki/index.php?title=Jos%C3%A9_Eduardo

      http://www.zerozero.pt/jogador.php?id=152191&epoca_id=0

      http://www.sportingcanal.com/?p=2938

      http://www.sporting.footballhome.net/index.php?option=com_content&view=article&id=891:jose-eduardo-qparti-a-perna-ao-jordao-e-ainda-o-insultei-pensei-que-estava-a-fazer-fitaq&catid=1:futebol&Itemid=35

      O que verdadeiramente interessa:
      http://expresso.sapo.pt/jose-eduardo-apresenta-solucao-para-o-futebol-do-sporting-video=f629267
      eu identifico-me com isto, tú não?

      Eliminar
    3. Riga,

      obrigado pela correcção. Era esse mesmo.

      Eliminar
    4. O tempo (e creio que não será preciso esperar muito) dirá o que significa exatamente José Eduardo. Se comentador independente ou moço de recados, se bem ou mal informado...

      Eliminar
  6. a questão é que o texto do José Eduardo, com o que lá está a ser tudo, ou mesmo parte, verdade, era o suficiente para o treinador já não ter nada em Alcochete.

    é que o que ali está é o suficiente para uma rescisão por justa causa.

    No meio disto tudo , o que ninguém consegue perceber é porque é que ninguém da direcção desmente o José Eduardo? é que ele não disse isto apenas neste texto no jornal, já na bola tv e naquela declaração no aeroporto ele disse o mesmo.

    e ainda mais quando o presidente na declaração que faz, apenas menciona 2 pessoas: José Eduardo e Eduardo barroso, que curiosamente ou não, foram as únicas pessoas que nestes dias "atacaram" o treinador.

    Se o marco silva tem estes defeitos todos e é um enviado de não sei quem, um agente duplo e essas coisas todas, porque motivo então ainda é treinador?

    é apenas isto que toda a gente questiona e que o presidente não conseguiu dar uma resposta.

    andamos nisto já vai numa semana e o que os sócios e adeptos apenas pedem é uma explicação para o que se anda a passar, ninguém quer demissões, até porque não é motivo para isso.

    e se formos a analisar tudo , provavelmente os jornais não andaram muito longe da verdade quando falaram na demissão do treinador, até porque nas tais declarações do aeroporto, o José Eduardo deu como certa a saída do treinador.

    PS: não vamos abordar a relação que o JE tem com as direcçoes, já que lhe interessa e muito dar-se bem com todas e ele tenta colar-se sempre nas eleições aqueles candidatos que ele acha que podem ganhar e lhe manter o "tacho"( alias esta direcçao renovou-lhe o contrato da exploração do catering).não sei se repararam, mas o JE fala nas suas declarações e mesmo neste texto no jornal, sempre na primeira pessoa do singular, do tipo EU tentei fazer isto, EU tentei fazer aquilo.

    que se saiba o JE não pertence á direcçao para tentar fazer e resolver seja o que for

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. "que se saiba o JE não pertence á direcçao para tentar fazer e resolver seja o que for"

      então para quê tanta polemica idiota, e porque é que Presidente tem de justificar o quer que seja??
      as palavras nao sao da direcção.

      se bem que o presidente tenha dado o nome dele e do Eduardo Barroso como exemplos de paineleiros que defendem o SCP
      (o Rogerio alves, fala bem, mas nos assuntos realmente impportantes e que vao contra as anteriores direcçoes levanta poucas ondas)

      e, até a estas declaraçoes (se forem falsas), tem prestado um serviço ao SCP.
      se se lembrou de dar em maluquinho, esta direcção nao tem culpa..
      pode ter sido azar com o timing!
      afinal o SCP é o clube mais azarado do mundo (já era, antes desta direcção!)

      Eliminar
    2. nota: idiota é a polémica, nao tu Boss

      Eliminar
    3. Sim, Riga, também reparei nesse pormenor do "Eu". Deve estar a pôr-se em bicos de pés, não acredito que tenha poder ou influência para resolver seja que conflito for...

      Não acho que BdC tenha necessariamente que desmentir o que ele disse. Se assumirmos que não é moço de recados não tem mesmo que o fazer.

      Um abraço.

      Eliminar
    4. Lourenço( acho que aqui conseguimos debater as coisas bem sem interferências como existiam noutros lados) pensa nesta situação:

      o presidente diz que não se passa nada certo? então se não se passa nada achas normal andar o treinador a arder em lume brando durante uma semana, e teres os 2 supostos comentadores mais próximos/identificados com a direcçao a queimar o treinador desta maneira na praça publica( treinador esse que devido ao blackout não se pode defender).

      é que o que o JE diz é extremamente grave e como ontem o Dias ferreira disse, que bastava arranjar 1 ou 2 artigos e tinhas ali a nota de culpa num processo de rescisão por justa causa..

      lembraste quando saiu a noticia que no jantar de nalta da direcçao existiram conflitos e bla bla bla? no próprio dia saiu um comunicado do presidente da mag a desmentir a noticia e com isto com acusações bem mais graves não existe ninguém a proteger o treinador.

      não tua opinião não achas que se não existisse nada, nenhum caso, o treinador não tinha de ser protegido publicamente destes ataques?

      Eliminar
    5. mestre, mas o que eu falo é em desmentir de forma a proteger o treinador, se tens o teu treinador a ser atacado desta maneira na praça publica tens 2 opções:

      - dizes que não há nada e proteges os treinador( bastava algo sintético a dizer que não se reviam nas palavras do JE e que iam apoiar o treinador caso este quisesse processar o JE)

      - continuas sem dizer nada e deixas o teu treinador ser queimado na praça publica( porque nesta altura para uma franja de adeptos o Marco silva já está queimado, basta ele colocar um jogador ou não colocar outra e já existe chimfrim a volta disso a pala do JE)

      Eliminar
    6. O Marco Silva é que anda a ser queimado?! tá certo. Eu vejo é uma pessoa a tentar ser queimada durante um ano e meio e que agora atingiu o seu ápice e o meu clube a sair sempre por cima, vamos ver como será desta vez. Cada um vê as coisas como quer.

      Já agora, que garantias voçês têm que o Bruno de Carvalho tenha visto a entrevista do JE antes de ter ido falar à Sporting TV? Assim de repente penso que foram quase à mesma hora, no entanto poderei estar enganado. Para mim ficou claro que ele ao referir estes 2 nomes(JE, EB) estava-se a referir aos discursos deles nas semanas anteriores em que sempre defenderam o trabalho que foi desenvolvido no Sporting dos abutres da CS, haja alguém pelo menos.

      Fds, chamam hitler, palhaço, ditador e tudo mais alguma coisa ao presidente do vosso clube e voçês querem é JE. Haja paciencia.

      Mestre, não estou a criticar o teu post, mas sim alguns comentários por parte de sportinguistas que continuam a querer dar relevo a umas coisas e a ignorar de propósito outras.

      Eliminar
    7. yazalde

      não sei se tens lido os comentários a esta questão, mas só mesmo os extremistas querem a queda da direcçao devido a isto( que é algo que não faz nenhum sentido)

      o que se procura são explicações e perceber o que anda a passar e ninguém entende se não existe caso nenhum porque ninguém vem proteger o treinador.

      é que o JE teve durante uma semana 3 ataques deste nível e o Eduardo barroso teve 2 e bastava alguém desmarcar-se desses ataques e dizer que apoiava o treinador, mesmo agora dizer que apoiavam o treinador no processo contra o JE

      é que o que se vê é o treinador a ser atacado e sem se poder defender e ninguém que o podia fazer, faze-lo

      Eliminar
    8. e sim , se tens o treinador a ser acusado de coisas tao graves como o que tem acontecido, se não achas que é para o queimar na praça publica.....

      Eliminar
    9. Riga,
      Por falar em 'cozinhado em lume brando', nunca te vi preocupado em defender o nosso Presidente que anda a ser cozinhado em lume brando desde que tomou posse...

      Eliminar
    10. desculpa húngaro

      mas não sou de seguidismos acéfalos e de dizer ámen a tudo do presidente nem de lhe afagar o ego como ele muito gosta( sabes como é um complexo napoleonico de se achar deus e que ele é mais do que o clube e sem ele o clube acaba), já elogiei quando foi necessário, mas quando eu comento só dao destaque as criticas

      quanto ao defender o presidente, é que se ele anda a ser cozinhado em lume brando, até se tem colocado e muito a jeito para isso, quando se mete em guerra contra o universo inteiro, inclusive contra coisas que não existem

      é que sabes para o pessoal adepto do seguidismo, o Sporting apenas existe desde 2013, tudo o resto ou não existia ou foi lixo

      Eliminar
    11. Riga,

      Para quem, como tu, defendeu ad nauseum a anterior administração, surpreende-me que não encontres razões para defender esta da mesma forma. Pelo menos contra o 'lume pouco brando' onde, desde o momento da tomada de posse, a comunicação social, comentadores e muitos adeptos/ sócios a tem andado a cozinhar.

      Independentemente de estarmos os não de acordo com decisões ou com a forma de fazer e/ou dizer as coisas, há algo que os sportinguistas terão de fazer: Não permitir que os comentadores e CS dêem ao Sporting um tratamento desigual, tanto ao clube como aos seus orgãos individualmente, daquele que dão aos outros clubes. Porque se ´colocar-se a jeito' para ser cozinhado em lume brando é fazer comunicados em catadupa, imagina se devesse 600 milhões ao BES.

      É o fenómeno 'Ribeiro Cristóvão': Para parecer que não são 'seguidistas acéfalos', tornam-se 'anti'. Está errado.

      Eliminar
    12. E já agora, o Bruno de Carvalho, a quem não afagas o ego, sofre de complexo de deus, mas foi o Godinho Lopes, que tu apoiaste até à ultima, que andou a fazer fotografias a fazer de Jesus Cristo. Enfim, coerências...

      Eliminar
  7. Caro Mestre,
    Este tipo de divergências é habitual em Portugal. Ainda há um ano, também em época natalícia, o mafioso dos pneus cascou forte e feio na equipa num comunicado antes de partir para Angola e não se fez um quarto do alarido, assim como têm sido frequentes as críticas a JJ (e as respostas deste ao mesmo nível) por parte de elementos ligados à direcção do rival de Carnide.
    A grande diferença está na política de comunicação e aqui julgo que não há vergonha nenhuma em copiar os rivais naquilo que eles têm de melhor, tendo o nosso presidente muito a melhorar nesta área em especial na gestão do silêncio.

    Quanto a José Eduardo não tenho especial predilecção pela figura. Acima de tudo zela pelos seus interesses, o que é legítimo num empresário, já quanto ao SCP desde que me lembro comporta-se como um catavento, só tendo começado a criticar a anterior direcção quando viu que era inevitável a sua queda. Preocupa-me que fale na 1ª pessoa em relação a assuntos como a contratação do treinador assim como as fontes fidedignas que apregoa ter.

    Mudando de assunto, porque hoje joga o Sporting, desconhecendo em pormenor os regulamentos da taça da liga, gostava de deixar as seguintes questões:
    1) Gauld pode jogar, apesar de ter sido expulso pela equipa B?
    2) Parece que o Sporting é obrigado a utilizar alguns jogadores do plantel principal. Como é que se vê se são plantel principal? O jogo com o Vizela entra para estas contas? ou são contam os do campeonato?

    ResponderEliminar
  8. Mestre, na mouche. Como diz o rui monteiro é esperar que esteja do lado dos inteligentes senão quem perde é o Sporting.

    ResponderEliminar