terça-feira, 2 de dezembro de 2014

Evolução dos custos com pessoal dos três grandes

A rubrica dos custos com pessoal nos relatórios e contas das SAD's traduz aquilo que normalmente é denominado por "orçamento". Basicamente inclui os salários dos jogadores, equipa técnica e estrutura, prémios de jogo ou por conquista de objetivos, seguros e indemnizações.

Os gastos com as contratações não estão incluídas nos custos com pessoal, pois o seu valor é assumido como custo gradualmente em função da duração do contrato do jogador. Se o jogador X for contratado por €5M e assinar um contrato de 5 anos, o clube assume €1M de custo por ano até ao final do contrato.

Assim sendo, as despesas com pessoal acabam por representar a principal fatia dos custos de um clube e são um excelente indicador para avaliar a disparidade de recursos das diferentes equipas.

Ao longo do tempo tenho mostrado a evolução dos custos com pessoal dos três grandes. Acrescentando-lhe os dados dos relatórios e contas dos 1º trimestre de 2014/15, o gráfico fica assim:


Neste momento, o Sporting tem custos com pessoal que rondam pouco mais de um terço daquilo que Porto e Benfica andam a gastar. É uma diferença abissal, que nem assim se tem refletido numa grande diferença de qualidade de futebol praticado (a diferença de pontos atual do campeonato é muito enganadora, como todos sabem) - o que abona muito a favor do trabalho que a direção, equipas técnicas e jogadores do Sporting têm feito.

O lucro de €24,6M é um número impressionante mas que deve ser encarado com cautela. Uma fatia significativa desse lucro provém das mais-valias conseguidas com a venda de Marcos Rojo, mas esse valor terá que ser retirado caso o TAS dê razão à Doyen no diferendo sobre a venda do argentino. A direção parece confiante em relação a um desfecho favorável do caso, mas é melhor não contarmos com o ovo no dito da galinha.

De qualquer forma são números muito positivos. No espaço de dois anos o orçamento do Sporting foi reduzido para metade. Para percebermos a dificuldade desta redução, basta imaginarmos a revolução que haveria na nossa vida pessoal se fossemos obrigados a passar a viver com metade do que dispomos agora num espaço de dois anos. A qualidade de vida seguramente seria afetada, e certamente que teríamos de tomar decisões muito difíceis sobre os bens e serviços de que teríamos que abdicar - e que atualmente tomamos como garantidos.

Há muitas coisas que no Sporting que poderiam estar melhor? Sim, infelizmente é uma realidade. Mas é também uma inevitabilidade perante o nível de sacrifício que foi necessário impôr a todas as áreas do clube.

9 comentários :

  1. Neste momento estamos na vanguarda, o futebol vive numa bolha que mais dia menos dia vai rebentar.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sem dúvida, Resteves. Basta os bancos dizerem que não financiam mais loucuras, e será necessário mudar de vida. É uma questão de tempo. Um abraço.

      Eliminar
  2. Análise no Jornal de Negócios!

    As 3 SAD's 1º Trimestrte:

    http://www.jornaldenegocios.pt/empresas/desporto/detalhe/infografia_benfica_porto_e_sporting_fecham_trimestre_com_lucros_melhoram_resultados_operacionais_e_capital_proprio.html

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigado, Sérgio, ainda não tinha lido. Um abraço.

      Eliminar
  3. Olá a todos! A Fan Valley gostava de vos falar de um concurso que estamos a lançar para fãs de futebol! Em jogo estão um iPhone e vários outros prémios!

    Instala a aplicação Fan Valley - Futebol app no teu smartphone,
    Torna-te fã de um dos teus clubes favoritos,
    Dá o teu palpite para o resultados dos jogos dos clubes nacionais.

    Cada palpite certeiro dá-te uma hipótese de ganhar!

    Participa até 21 de Dezembro 2014!
    Consulta o site www.fanvalley.org

    ResponderEliminar
  4. Há uma parte muito agradável no gráfico do Benfica... O valor do q4 de 13/14...gosto muito.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Também não me importava de ter um pico desses no Q4 de 2014/15... :) Um abraço.

      Eliminar
  5. Em 2014-15 também se vai verificar esse pico,vão ser os custos com a corrupção na APAF.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Depósitos de clubes na conta de árbitros só me recordo do Cristóvão...

      Eliminar