domingo, 14 de dezembro de 2014

Hora de tomar decisões difíceis

O desfecho da última jornada da fase de grupos da Liga dos Campeões foi um enorme balde de água fria para o Sporting, mas como em tudo na vida existe um lado positivo: Marco Silva terá certamente tido a oportunidade para clarificar as suas ideias sobre quais os jogadores com que poderá contar para o futuro imediato do Sporting.

Capel parece ser um jogador claramente em fim de ciclo. Tem sido incapaz de aproveitar as variadíssimas oportunidades que o treinador lhe tem dado, podendo contar-se pelos dedos de uma mão os bons momentos que nos proporcionou esta época. E não foi decisivo em nenhum jogo. Nani e Carrillo são as duas primeiras opções para as alas, e Mané claramente o 3º homem à frente do espanhol e de Héldon. Aliás, depois de ter visto o que Iuri fez ontem contra o Porto B, acho que estamos claramente a perder tempo, dinheiro e outros talentos se continuarmos a dar minutos de jogo ao espanhol e ao cabo-verdiano. Adoro a atitude de Capel ao longo dos anos de leão ao peito, Héldon tem sido de um profissionalismo irrepreensível, mas creio que chegou a altura de dar oportunidades a outros.

William tem oscilado bastante em termos exibicionais e é nítido que está longe do jogador seguro e consistente da época passada. Esta irregularidade pode ser parcialmente explicada pelas funções que Marco Silva lhe exige (que contrastam com a missão mais posicional que Leonardo Jardim lhe confiava), mas não é só isso - o jogador vale bem mais do que o que nos tem mostrado ultimamente. Qualquer outro jogador nas mesmas condições já teria deixado de ser titular há algum tempo, e creio que não fará mal nenhum a William se passar alguns jogos no banco.

Há ainda a incógnita do defesa direito. Fiquei muito intrigado pela opção de Marco Silva ter utilizado Miguel Lopes no jogo com o Boavista. Parecia-me mais natural que usasse Esgaio (de forma a rotiná-lo para o jogo com o Chelsea) ou Cédric (habitual titular, que nos últimos jogos tinha vindo a subir de produção). Miguel Lopes estava, portanto, longe de ser para mim a primeira opção: tinha entrado bem contra o Marítimo nos últimos minutos como defesa esquerdo, mas fez um jogo sofrível como lateral direito contra o Espinho. Mas a verdade é que esteve muito bem contra o Boavista. De qualquer forma, se Cédric não jogar hoje não será descabido pensar que a sua ausência possa estar relacionada com uma eventual estagnação do processo de renovação do contrato. Espero que isso não se verifique e que Cédric seja titular (e que renove brevemente).

Finalmente, penso que Marco Silva deveria voltar a apostar em Montero e Slimani desde início. Funcionou bem contra Setúbal e Boavista, e a habilidade do colombiano em criar jogo em espaços interiores é uma arma que não pode deixar de ser explorada - principalmente numa altura em que Nani não está disponível.

Vencer é imprescindível. Não serve de nada estarmos a pensar nos pontos que os nossos rivais irão perder se não fizermos primeiro o nosso trabalho. Rapazes, façam-nos lá o favor de assegurem os três pontitos de forma expedita e tranquila para podermos assistir à segunda parte do Porto - Benfica refastelados no sofá com um balde de pipocas ao colo.


9 comentários :

  1. Parecem-me ser alterações a mais para um jogo só e que já vi defendidas noutros blogues.
    Ainda nem tivemos um número suficiente de jogos para cimentar a alteração de fundo que é a entrada de Slimani e Montero na mesma equipa e já pensamos em tirar William.

    Mesmo a troca de Cédric por Miguel Lopes, que tipo de vantagens nos traz?
    Mais lento e menos imaginativo, ML parece-me sempre a segunda opção.

    Já agora, estas opções, caso corram mal, quem será o crucificado?
    E o nosso futebol tem sido assim tão mau que nos leve a precisar deste conjunto de alterações?

    Não me parece e principalmente para William estamos a ser tremendamente injustos pois esta época a equipa tem jogado de forma diferente e num ritmo que nada tem a ver com o Sporting de Leonardo Jardim.
    Qual o jogador na posição de William que não fica mais exposto neste sistema ofensivo?
    Julgo também que poderemos vir a ganhar muito mais no futuro se continuarmos a apostar num William de cariz mais ofensivo pois torna-se um jogador ainda mais completo.

    SL
    José

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. José, falei na substituição do William mais pela componente de passe do que pelo comportamento defensivo. Um abraço.

      Eliminar
  2. Mas alguém entende a entrada do Miguel Lopes ?.

    ResponderEliminar
  3. O Jonathan é muito burro,é um básico de primeira.

    ResponderEliminar
  4. Nem os cantos sabem marcar.Ide pró !..

    ResponderEliminar
  5. Um equipa sem ambição,sem objectivos,sem nada.Exibição miserável.

    ResponderEliminar
  6. O Marco Silva tem a mania que é o professor Pardal e só fez merda.Apesar do empate uma equipa de merda.

    ResponderEliminar
  7. Não sei se tou mais fodido com o empate se com o Miguel Lopes ter jogado quando o cedric é depois de Cesar Prates o melhor lateral direito que me lembro de termos no plantel. Fdx!

    ResponderEliminar