quarta-feira, 3 de dezembro de 2014

Não consigo compreender este tipo de raciocínio

Bruno Prata, ontem, no programa Grande Área, sobre a arbitragem de Olegário Benquerença no Porto - Rio Ave.


Eu compreendo e respeito as opiniões de quem procura minimizar (desde que de forma coerente) o papel das arbitragens no desfecho dos jogos e das competições. Estou totalmente em desacordo, mas respeito essa visão. No entanto, há determinados casos em que o conjunto de ocorrências é de tal forma óbvio que não dá qualquer margem para alguém negar as evidências.

Bruno Prata diz que Olegário é um mau árbitro. Admite a existência de um erro grave disciplinar no pontapé sem bola de Brahimi a um adversário (com o resultado ainda em 0-0). Admite a existência de um penálti por mão de Herrera na área (com o resultado em 1-0) e a ainda possibilidade da existência de um outro penálti ocorrido 3 minutos antes. E conclui o seu raciocínio dizendo que não foi um jogo marcado pela arbitragem.

Se um jogo com três erros graves - todos cometidos com o resultado em aberto e em prejuízo da mesma equipa - não fica marcado pela arbitragem, gostaria então de saber, segundo o critério de Bruno Prata, em que circunstâncias é que uma arbitragem pode influenciar o desfecho de um jogo.

Não é preciso ter um conjunto de neurónios particularmente evoluído para perceber que existe uma relação de causa - efeito entre uma arbitragem deste género e o resultado final da partida (mesmo que tenha acabado 5-0). Não estamos a falar de um conceito abstrato e impossível de calcular como o efeito borboleta da teoria do caos. Estamos a falar de um conjunto de erros que têm um impacto imediato no decorrer da partida, impedindo que uma das equipas possa efetivamente disputar o jogo dentro daquilo que as leis do jogo lhe permitem. Da mesma forma que o Rio Ave se foi psicologicamente abaixo após ter sofrido o 2º golo, é razoável pensar que poderiam recorrer aos restos de energia que ainda possuíam se mantivessem a perspetiva de conseguir um resultado positivo no Dragão.

Isto não me parece muito complicado de entender. Ou Bruno Prata é tremendamente ingénuo, ou é burro, ou está a fazer um frete a alguém. Não existem outras hipóteses.

23 comentários :

  1. "Ou Bruno Prata é tremendamente ingénuo, ou é burro, ou está a fazer um frete a alguém. Não existem outras hipóteses."

    Sou "ous" exclusivos ou inclusivos? :P
    Se forem exclusivos voto na última; se puderem ser inclusivos, arrisco em todas :D

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. M., estava a pensar num "ou" exclusivo, mas realmente não se pode colocar de parte um inclusivo... :) Um abraço.

      Eliminar
  2. A questão é que não foram só 3, foram pelo menos 5:
    - Penalti de Herrera
    - Penalti de Danilo
    - Brahimi na rua por agressão
    - Casemiro na rua após uma placagem ao nível do rugby na área do Rio Ave.
    - Falta de Jackson a anteceder o 1º golo

    O facto do Porto ter marcado 3 golos nos últimos 5 minutos, muda a história do jogo para estes senhores analistas. Enfim, eu até fiquei parvo quando vi o Dia Seguinte na segunda-feira e ouvi o Guilherme Aguiar a desculpar todos os lances de foram tão ridícula e incoerente. Só admitiu a falta do Jackson no golo, mas fez questão de dizer que primeiro lhe parecia ter sido falta ao contrário. É inacreditável como esta gente é paga p'ra estar na televisão a atirar areia para os olhos dos outros, ou então estão a tentar a velha máxima do, "uma mentira repetida várias vezes, acaba por se tornar verdade".

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Jorge, não me estava a lembrar do segundo amarelo perdoado a Casemiro (nem sei como estava o resultado na altura). Em relação à falta de Jackson, é um facto que existiu, mas nem é daqueles erros críticos - por acaso deu golo, como podia não ter dado. Mas sim, foram demasiados erros sempre para o mesmo lado.

      Guilherme Aguiar é patético por tentar fazer-se passar por sério nas argumentações que usam...

      Um abraço.

      Eliminar
    2. Existe um lance que o resumo da Sporttv não mostra, ainda na primeira parte Alex Sandro entra duro sobre um jogador do Rio Ave, tudo semelhante a um lance que deu expulsão a Marinho da Académica, no jogo com o Benfica. Curioso,porque quem vai beneficiar, com essa expulsão é o próprio porto, visto jogar a seguir com a Académica.
      Nesta campeonato já houve arbitragens polémicas, e alguns lances com benefícios do Benfica, agora na minha opinião esta foi a pior de todas. 2 ou 3 expulsões (Casimiro por segundo amarelo),2 penaltis...todos contra a mesma equipa, é dose.

      Eliminar
    3. "Alguns lances com benefícios do Benfica" lol.Escrever alguns lances não é em um pouco redutor ,para um clube que já foi beneficiado 8 ou 9 jogos !...

      Eliminar
    4. Eu acho que na sua ideia e de acordo com o que escreve, foi ao longo de toda a sua história, não percebo porque diz 8 ou 9, pensei que tinha sido em todos os jogos deste campeonato! Também seria redutor da minha parte, tentar explicar o meu ponto de vista para consigo, desta arbitragem e de outras. :)

      Eliminar
    5. Pedro, concordo que esta arbitragem é a pior da época até ao momento, destronando o Estoril - Benfica de Vasco Santos. Um abraço.

      Eliminar
    6. Este comentário foi removido pelo autor.

      Eliminar
    7. Fina ironia Pedro Almeida....anda de papo cheio não é ?,pudera com tanta roubalheira.Tem dúvidas que o seu clube não iria em primeiro senão fossem os benefícios constantes por parte da APAF ?.

      Deixaram a APAF anda em profunda depressão com a vergonha dos vossos resultados na champions !...coitados dos árbitros lampiões...andam sempre a perder argumentos !...jogo após jogo na UEFA a APAF fica mais isolada...

      Eliminar
  3. "...em que circunstâncias é que uma arbitragem pode influenciar o desfecho de um jogo."

    Então não se está mesmo a ver que uma arbitragem só influencia o desfecho de um jogo quando não marca falta a um jogador que dá 2 toques seguidos na bola, aquando da marcação da sua falta. lol

    ResponderEliminar
  4. Mas haverá alguém no seu estado normal que compreenda esta encomenda de nome Bruno Prata.O Olegário Resolve ,esta será a conclusão que se tira desse jogo.

    De resto este discurso do Bruno Prata está ao nível do parecer de dois professores universitários que chegaram à conclusão que afinal dar um presente no valor de 14 milhões de euros é normal...estou a falar claro do presente doJosé Guilherme,sócio do Orelhas,ao Ricardo Salgado.

    É claro que é tudo normal quando estamos a falar de mentes corrompidas !...

    ResponderEliminar
  5. Eu entendo esta ...digamos falta de raciocínio !!! É uma espécie de deficiencia...digamos mental.
    Mas como há quem tem interesse em que se promova comentários destes , temos de levar com estas aberrações em programas desportivos. A ilogica chega em catadupas de pura estupidez sempre que o senhor gajo abre a boca....e até dou de borlao que não o faça por mal..é mesmo assim....deficiencia,

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. QT, se eles acham que as arbitragens não influenciam resultados, mais valia ignorarem por completo o tema... Um abraço.

      Eliminar
  6. Pergunta para inteligentes:
    Quem foi o arbitro do SCP x FCP da 6.ª jornada ?!
    Houve algum(s) caso(s) nesse jogo ?!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Caro Costa vai perguntar ao Bruno Prata ... a linha de "raciocínio" é muito semelhante à sua :)!

      Eliminar
    2. Costa, está a falar do árbitro que não expulsou Quaresma por varrer o Nani e não assinalou o penálti de Alex Sandro sobre Slimani? Esse Olegário? :) Um abraço.

      Eliminar
    3. Aquele que não expulsou o Adrien e não assinalou a mão do Mauricio

      Eliminar
    4. Vamos lá ver pelo que aqui já escreveram houve então 2 erros para cada lado (SCP - FCP) ... !

      Então seguindo a lógica do Sr. Bruno Prata .... é complicado isto dá um empate em erros ... bem foi uma roubalheira! LOL

      Tentando perspetivar a lógica de merda por ele (Bruno Prata) aplicada ao FCP - Rio Ave:

      Se 5 erros com beneficio do FCP contra 0 erros em beneficio do Rio Ave não influencia o resultado (isto dá 5 = 0) então no SCP - FCP ( 2 = 2 ), logo podemos concluir que não tendo o FCP beneficiado da mesma diferença de erros arbitrais, "logicamente" o Olarápio teve influência no desfecho final da partida ... LOL!

      Oh Costa é este o raciocínio certo ... ambos os 2 (O Costa e o Prata) são muito inteligentes eu tenho receio de não estar a conseguir acompanhar o vosso raciocínio! Confesso que tive de recorrer ao cão do meu vizinho (obrigado Bobby) para validar todo este raciocínio deveras complexo!

      SL,

      Eliminar
  7. A forma como ele fala, tanta hesitação e tanta angustia, indica claramente que está a fazer um frete.

    ResponderEliminar