segunda-feira, 2 de fevereiro de 2015

O campo das reviravoltas

O Sporting entrou bem no jogo. A equipa mostrou querer adiantar-se rapidamente no resultado, e Adrien e Montero poderiam ter marcado bem cedo. A chuva caía, o terreno de jogo prometia ir ficando progressivamente em pior estado, e era um daqueles casos em que não se devia deixar para depois aquilo que se podia fazer no momento. Mas de repente há uma bola bate na mão de Tobias, o árbitro assinala penálti e o Arouca acaba por se ver a ganhar o jogo.

As perspetivas ficaram subitamente bem mais negras, mas na realidade não foi nada que não tivesse acontecido no ano passado - e mais uma conseguimos vez dar a volta ao resultado. A forma como o conseguimos é que foi bem diferente: enquanto que em 2013/14 marcámos dois golos à base de bolas bombeadas para o centro da área, desta vez o relvado manteve-se num estado suficientemente decente a ponto de permitir as sucessivas trocas de bola rasteiras que acabariam por estar na origem dos tentos de Montero e Carrillo.



Positivo

A hora dos desaparecidos - tanto Mané como Carrillo não fizeram propriamente um jogo ao seu melhor nível, mas acabaram por ser ambos decisivos nos três golos do Sporting. Primeiro Mané, que repentinamente arrancou com a bola controlada pelo flanco esquerdo, soltando no momento certo para Montero fazer o primeiro golo. Depois a jogada do segundo golo: Adrien recupera o ressalto no árbitro e coloca em Carrillo, que põe em João Mário e dispara num sprint para a baliza. João Mário coloca em Mané, que faz de imediato um passe rasteiro para o recém-chegado Carrillo fazer o 2-1. E para terminar foi o peruano quem marcou o canto para o golo de Tobias Figueiredo. 

O trio do meio-campo - ao contrário de Mané e Carrillo, o trio do meio-campo conseguiu um jogo de excelente nível durante os 90 minutos. William mais uma vez confirmou a excelente forma em que se encontra, estando muito bem na recuperação de bolas e na distribuição para os colegas. Adrien foi um guerreiro que esteve em todo o lado e teve um papel decisivo no primeiro golo ao lançar Mané no flanco esquerdo após sucessivas trocas de bola entre ambos. Pena apenas a oportunidade falhada no princípio da segunda parte. João Mário nunca virou a cara à luta, mas esteve sempre muito esclarecido e acabou por ter um papel importante no segundo golo ao fazer o passe para Mané. E já agora, André Martins também entrou muito bem - apenas falhou na finalização.

Uma dupla de centrais que promete - a fiabilidade de Paulo Oliveira começa a ser um hábito - e hoje não foi exceção - mas Tobias foi o central que mais se destacou. É verdade que esteve diretamente ligado ao golo do Arouca pelo penálti - um daqueles que só em Portugal se marca, já que a falta de intencionalidade é evidente - mas esteve imperial tanto no jogo aéreo como em situações de um para um. Não se deixou desmoralizar pelo lance da grande penalidade, e apenas me lembro-me de uma falha em todo o jogo quando deixou-se desarmar ainda no nosso meio-campo durante a segunda parte. E, claro, o golo que marcou acabou por matar o jogo em definitivo.

Cabeça no sítio - William e Adrien viram amarelos com o jogo ainda com muito tempo de jogo pela frente (e o resultado em aberto), mas felizmente não deram quaisquer pretextos para verem um 2º amarelo. Alguma coisa me diz que não seria necessário grande coisa para que o árbitro os mandasse para o balneário mais cedo.

Iuri jogou contra o Sporting - e é assim que deveria ser sempre com os jogadores emprestados que defrontam os seus clubes de origem. Felizmente ainda há bons exemplos no futebol português, pena é que venham sempre do mesmo lado.


Negativo

A expulsão de Jonathan - o argentino mereceu ver o 2º amarelo, mas é inacreditável que entre a falta completamente despropositada do jogador do Arouca e a forma agressiva como o banco do Arouca rodeou e empurrou Jonathan, o árbitro só tenha encontrado comportamentos incorretos em Augusto Inácio.

David Simãozinho - passou o jogo no chão, queixando-se por tudo e por nada. Até se atirou ao árbitro quando este não conseguiu desmaterializar-se após um passe que foi na sua direção. Só faltou mesmo isto:




Bem bom. Sexta vitória consecutiva no campeonato, num campo muito complicado, mesmo desfalcados de Jefferson, Nani e Slimani. A propósito, a Argélia foi eliminada e Slimani estará de volta a tempo do derby. Apesar da desgraça que se perspetivava pela ausência do argelino, tivemos uma prestação 100% vitoriosa.

19 comentários :

  1. Boa vitória num campo difícil, esta equipa e o seu treinador "engolem" a relva quando jogam contra o Sporting, a outras equipas abrem as pernas...
    2 assistências dum coxo da formação e mais 1 golo de um jogador da treta da formação. A nossa formação e os jogadores lançados pelo presidente são uma merd*. XD

    Já agora, os corruptos encarnados já alguma vez ganharam em arouca? não me lembro.
    Esse david simão não é uma super vedeta saida das escolas do carnide? é que se for está explicado.

    Mais um árbitro sem espinha a apitar o Sporting. Obrigado pela assistência no 2º golo, eheh

    Já agora e não tendo nada a ver com este jogo, custa alguma coisa às equipas que jogam contra os corruptos fazerem 2 jogos dignos, ou só vale contra 1 deles? falo obviamente de maritimo e paços de ferreira.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sim, Yazalde, o David Simão é uma ex-grande promessa benfiquista... LINK

      Eliminar
  2. É incrivel a facilidade com que se marcam faltas, penalties e se expulsam jogadores do Sporting.
    Todo o banco do Arouca em cima do Jonathan. O que acontece depois? Jonathan e Inácio expulso!

    Devemos ter acabado o jogo7 com 8 amarelos, 1 expulsao, 1 penalty contra e ainda falam de outro sobre o Kayembe.

    Ó Yazalde, jogamos com 7 da formação no 11 inicial.
    Está em crise a formação em Alvalade.

    ResponderEliminar
  3. Parece que foi gamado ! Não foi justo lá termos ganho em Aveiro. Ah foi em Aeouca !

    J, normal .Vergonha.

    Vamos lá receber o Benfica.

    ResponderEliminar
  4. Acho que ontem o Flopatego não se queixou de ter apanhado um Paços muito diferente daquele que jogou com o benfas.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Tiago, estão bem uns para os outros. Duas faces da mesma moeda. Um abraço.

      Eliminar
  5. Mestre, muito interessante: http://sporting.blogs.sapo.pt/chamam-lhe-um-figo-1889786
    Ainda não me tinha ocorrido mas faz todo o sentido que o Figo seja o veícuolo do Mendes tentar controlar as decisões da FIFA.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É bem possível, Tiago. Vamos ver qual será o programa dele... Um abraço.

      Eliminar
    2. O programa não vai falar disso, dará demasiado nas vistas. Depois de ganho o lugar, fazem o que querem.

      Eliminar
    3. O pesetero dos pequenos almoços de 750.000€ com o cidadão 44 diz que quer acabar com a corrupção na FIFA... yeah right...

      Com isso e com as assinaturas em duplicado...

      Basta ver que após o anúncio da candidatura de Figo, temos Jorge Mendes a desdobrar-se em declarações contra o fim da Third Party Ownership, dos fundos e contra o fair play financeiro.

      Eliminar
    4. Vamos ver, de qualquer forma tenho muitas dúvidas que consiga ganhar. Aquilo está tudo minado... :)

      Eliminar
  6. concordo com grande parte do que foi escrito, mas não concordo com algumas coisas:

    o Tobias para ser um jogo prefeito teria de fechar os olhos aquela perda de bola no inicio de um contra ataque, mesmo a saída da área, que apanhou a equipa toda em contrapé, foi com o arouca e com um jogador que não teve calma, mas aquilo com uma equipa mais forte provavelmente teria dado golo e estaria-se a culpar o rapaz pela asneira.

    o penalty para mim é penalty , o Tobias tenta tirar o braço, mas não consegue e o braço estava a aumentar a superfície do corpo, logo é penalty.

    expulsão do Jonhathan, ele é expulso porque é parvo: nnguem nem dos jogadores, nem do banco do arouca fizeram nada, alias a única reacçao que acontece é porque no chao o Jonathan mexeu a perna e ai provocou reacçao, mas não aconteceu nada de especial, alias ele leva amarelo por isso, o Inacio provavelmente foi expulso por alguma boca.

    a equipa comportou-se bem no seu geral, apesar de para mim os elos mais fracos tenham sido os laterais em termos defensivos.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Riga, não disse que o Tobias fez um jogo perfeito, aliás faço referência à tal perda de bola. No lance do penálti ele não podia ter feito nada. Foi azar porque a bola lhe foi embater no braço. É o típico penálti que cá se marca quase sempre, mas que na realidade não devia.

      O facto de o banco todo ter rodeado o Jonathan é motivo suficiente para aumentar a tensão. De certeza que não foi para lhe perguntarem se estava tudo bem com ele. E há inclusivamente um jogador que lhe mete a mão na cabeça. Não nos podemos esquecer que isto nasce de um empurrão completamente fora de tempo de um jogador do Arouca ao Jonathan.

      Um abraço.

      Eliminar
    2. Infelizmente parece que pouca gente, incluindo os árbitros, passa cartão às regras dos jogo:

      Handling the ball
      Handling the ball involves a deliberate act of a player making contact with
      the ball with his hand or arm. The referee must take the following into
      consideration:
      • the movement of the hand towards the ball (not the ball towards the hand)
      • the distance between the opponent and the ball (unexpected ball)
      • the position of the hand does not necessarily mean that there is an infringement
      • touching the ball with an object held in the hand (clothing, shinguard, etc.) counts as an infringement
      • hitting the ball with a thrown object (boot, shinguard, etc.) counts as an infringement

      Em relação ao lance do Jonathan, há um jogador que lhe faz umas festas e um elemento do banco que tenta, pelo menos por duas vezes, pontapear a cabeça do Jonathan. É ver aqui cerca dos 55s:

      http://desporto.sapo.pt/futebol/primeira_liga/videos/19a-j-arouca-sporting/?id=EDFzjR4aTzTQouvciQ5iv

      Engraçado é o árbitro não ter marcado falta quando o Jonathan, antes de cair para o banco do Arouca, leva umas quantas caneladas e agarrões.

      Eliminar
    3. Sar, em Portugal quase tudo o que vai à mão é penálti, independentemente da distância de onde o remate é feito e da intencionalidade do jogador. É a saída mais fácil para árbitros medíocres...

      Quanto à do Jonathan, jogou primeiro a bola e só depois toca no adversário (imediatamente a seguir, mas o que importa é que é depois).

      Não há dúvida, vendo essas imagens, que houve mais qualquer coisa nas escaramuças do banco.

      Um abraço.

      Eliminar
    4. MdC, no Jonathan estou a referir o lance em que ele acaba por cair junto do banco do Arouca. Antes de ser projectado pela linha lateral o Jonathan foi carregado em falta (caneladas e empurrões) pelo jogador do Arouca. Tivesse o árbitro apitado a(s) falta(s) a tempo e nada disto tinha acontecido. Acho que o árbitro marcou lançamento...

      Yazalde, há um elemento do banco do Arouca que parece tentar dar 2 pontapés no Jonathan, é um movimento dissimulado e não muito violento, nem sei se lhe acerta. Mas não me parece inocente.

      Off-Topic:

      Sabem dizer desde quando é que a Liga Portuguesa de Futebol Profissional tem como patrocinadores principais a Adidas e a Sagres? cof, Gazprom.... cof, cof... :)

      SL

      Eliminar
    5. Ah, de acordo. Aquilo foram faltas repetidas e continuadas e acabou por marcar lançamento. Tudo aquilo podia de facto ter sido evitado. Um abraço.

      Eliminar
  7. sar, ao ver as imagens detalhadamente não me parece que fosse essa a intenção, mas posso estar enganado.

    Engraçado é que no meio disto tudo, o jonathan e o augusto inacio acabam expulsos, os outros azeiteiros, no pasa nada.

    Pergunto eu, porque raio empresta o Sporting jogadores a equipas destas, aroucas, academicas, vitorias de setubal, equipas totalmente alinhadas com os corruptos do norte e do sul e que não respeitam o nosso clube, jogadores e dirigentes...

    Tenho pena de só descerem 2 equipas.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Yazalde, se isso fosse um fator de exclusão não tínhamos a quem emprestar jogadores... :) Um abraço.

      Eliminar