sexta-feira, 6 de março de 2015

Os miúdos salvaram o dia

Ignoremos por um instante as questões menos positivas da exibição do Sporting nesta noite. Se me tivessem oferecido antes do início da partida um empate a 2 golos, teria aceitado de caras. Vindo a equipa de dois resultados negativos e desmoralizadores, jogando hoje o 6º jogo nos últimos 19 dias, considerando o visível desgaste que atormenta alguns jogadores fundamentais, sairmos da Choupana com um resultado que nos dá vantagem na eliminatória seria sempre um bom resultado. Mas o que é facto é que o resultado acaba por ser extraordinário nas circunstâncias em que o jogo decorreu.

Sofrer um golo num erro inacreditável de Patrício - que só por si poderia ser um golpe psicológico complicado de superar -, conseguir empatar, e 3 minutos depois ficar novamente em desvantagem, não pode fazer bem à cabeça de nenhum jogador. Para piorar a situação, ainda ficámos reduzidos a 10 durante os últimos 20 minutos graças a um 2º amarelo mal mostrado, contra um adversário que se sente muito confortável a jogar no contra-ataque. 

Prefiro por isso destacar a atitude da equipa nos últimos 20 minutos, que perante um cenário altamente adverso conseguiu empatar na sequência de uma excelente jogada que envolveu Slimani e Adrien e terminou nos pés de Mané. Podia ter sido muito pior, e só não foi porque houve alma para lutar até ao fim.



Positivo

O resultado - saímos em vantagem para a 2ª mão. Bom, em qualquer circunstância, excelente atendendo ao que se passou dentro de campo. Do ponto de vista do futebol jogado, o resultado acaba por ser justo.

Mais uma vez, William - o melhor sportinguista em campo, o que já começa a ser norma. Só lhe falta aperfeiçoar os remates de meia distância.

Os miúdos a salvarem o dia - importantíssimos os dois golos dos meninos Tobias e Mané. Mané não fez um bom jogo mas o golo é fenomenal, a fazer lembrar o golão que marcou contra o Marítimo na Taça da Liga da época passada. Tobias recuperou bem da má exibição no Dragão e fez um bom jogo. É batido por Lucas João no segundo golo, mas na minha opinião era difícil fazer melhor, pois o cruzamento é batido de forma milimétrica para as suas costas.  


Negativo

O erro de Patrício - minutos depois de ter defendido um remate de um homem do Nacional que estava isolado na sua cara, borrou a pintura com uma asneira infantil. Mas também podia ter feito mais no segundo golo - tem que perder o medo em sair a cruzamentos para a pequena área. Na segunda-feira estará de volta ao seu melhor.

A forma de Carrillo - na minha opinião tem responsabilidades no segundo golo ao não acompanhar Marçal pelo flanco, mas isso até se compreende porque as energias já não deviam ser muitas. É mais difícil de aceitar as ocasiões de golo que desperdiçou ao longo de todo o jogo. Teve azar naquela bola tirada de cabeça em cima da linha, ainda na primeira parte. Precisa de descansar contra o Penafiel.

A expulsão de Miguel Lopes - Xistra fez uma má arbitragem, com erros que prejudicaram ambas as equipas. Cometeu o mais absurdo ao desautorizar incorretamente o fiscal-de-linha num lance de fora-de-jogo no ataque do Sporting, mas o mais grave foi a expulsão de Miguel Lopes. Isto não invalida que o defesa do Sporting tenha a obrigação de saber que ao atirar-se daquela forma para a bola está a pôr-se mesmo a jeito para ver o segundo amarelo - basta não acertar na bola e o adversário atirar-se para o chão. Nada surpreendentemente, Tiago Rodrigues aproveitou o convite e deixou-nos com menos um na pior altura possível.  



Panorama desanuviado - que não é sinónimo de apuramento garantido - para a 2ª mão, que se disputa daqui a um mês. Entretanto regressaremos ao ritmo de um jogo por semana, que deverá ser suficiente para recuperar os índices físicos da equipa. E assim poderemos receber o Nacional em condições bem mais favoráveis do que aquelas que tivemos hoje.

11 comentários :

  1. Temi o pior depois da xistrada.
    Valeu o esforço até ao final. Boa entrega mas é preciso mais!
    SL

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. 6 jogos em 19 dias, afl!, alguns dos quais de exigência máxima. Acredito que a forma da equipa irá melhorar ao longo do próximo mês. Um abraço.

      Eliminar
  2. Boa noite MdC,

    Só para lhe agradecer o fantástico trabalho e partilha deste magnífico blog.
    Passo por cá todos os dias.
    Abraço.

    ResponderEliminar
  3. No segundo golo concordo que o Tobias não podia fazer muito melhor a bola passa alta por cima dele e cai subitamente mesmo após, só se fosse adivinho é que tinha se posicionado doutra forma, já o Patrício, acho que muitos GR, se saíam aquela bola...

    Mas não deixa de ser mais um jogo preocupante, temos 3 avançados fora de forma, Tanaka mostrou hoje que é o menos ligação tem com a equipa, Montero está apático, Slimani veio completamente fora de forma. Os extremos estão fora dela, Nani não sabemos se está apto para o Penafiel, Carrilo precisa de banco nesse jogo sem dúvida, mas se Nani não estiver, uma dupla Mané e Capel...medo.

    No meio campo é onde tenho mais dúvidas, hoje viu-se bem que Adrien precisava de descanso pois além de fadiga não está propriamente em forma, continuo achar que no miolo MS devia ter rodado mais, Gauld e Wallyson podiam ter sido mais integrados pois A. Martins não devia ser a única alternativa. É estes miúdos a jogar num patamar de exigência maior, cresciam mais em 30 mins aqui ou acolá do que em 3 ou 4 jogos na B e já não é a primeira vez que apostas assim nos surpreendem pela positiva, mas MS teima em não arriscar.

    ResponderEliminar
  4. Concordo que o resultado foi melhor do que a exibição. A Sporting não pode dar tanto espaço as outras equipas e a nossa sorte é que o nacional também deixou os jogadores do Sporting com espaço para poder jogar. Ontem o grande Balakov dizia que a jovem equipa do Sporting jogava bom futebol, mas que falha muitos golos. Concordo com está afirmação, Carrillo tem 2 ou 3 oportunidade claras de golo e isto para uma equipa que vem de uma derrota não cria estabilidade. Se temos marcado algumas situações de golo, tenho a certeza que o jogo era outro. Não podemos esquecer as características desta equipa Nacional que joga em contra ataque rapidos, num campo pequeno e com muito apoio. Enfim, temos agora que colocar a equipa a descansar e o melhor é mesmo receber no próximo jogo o Penafiel. Um grande abraço Mestre e continuação de um bom trabalho.

    ResponderEliminar
  5. Acho é que com o Lopes em campo estávamos em maior inferioridade numérica do que depois...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Hahahahaha...também acho e ainda por cima tem o QI de um macaco não querendo ofender os símios.Numa coisa se destaca é nas suas tatutagens e no ordenado que leva ao fim do mês...o resto não é pra ele !...

      Eliminar
    2. Não o podes mandar embora nem o podes vender, terias que pagar 5 milhões aos corruptos(godinhadas). Ainda assim e mesmo sabendo que é um jogador banal, ontem houve muitos jogadores que ainda estiveram pior que ele, João Mário, André Martins, Jefferson...

      Eliminar
  6. A entrada do Adrien foi muito importante, a equipa parece que se transformou, o lance do 2º golo nasce de uma boa jogada dele.
    O João Mário fez o pior jogo da carreira dele, o André Martins, no comments.
    Santo Marco, custa assim tanto meter o Gauld ou o Wallyson?
    Tanaka ou Montero sozinhos na frente é como se não estivesse lá ninguém, Slimani fora de forma.
    Salvou-se o resultado e os festejos do Inácio :)

    ResponderEliminar
  7. Ganda Inácio a mostrar bem, o importante que foram aqueles ultimos 20 min onde ficou visivel a atitude e a capacidade de luta desta equipa

    ResponderEliminar
  8. o arbitro esteve mal em 3 lances

    o fora de jogo descarado do tanaka não marcado que não deu golo por aselhice do japonês

    o fora de jogo do marco matias, logo a seguir quando ele está mais de um metro em jogo, e ficava isolado,

    e o segundo amarelo do Miguel lopes, que não tocou no tiago rodrigues

    ResponderEliminar