terça-feira, 14 de abril de 2015

A anormalidade da quantidade de cartões mostrados ao Sporting

Com a expulsão de Ewerton, passam a 9 as expulsões que o Sporting já leva na Liga. É absolutamente bizarro que um 3º classificado de uma liga, que joga de uma forma positiva e não particularmente agressiva, só seja ultrapassado nesta estatística por 2 das restantes 17 equipas em competição. 


E nem quero imaginar em que posição estaríamos nesta tabela se tivéssemos um Maxi, um Samaris ou um Casemiro, jogadores que parecem possuir uma espécie de salvo conduto para fazerem aquilo que lhes apetece dentro de campo.

Os cartões mostrados ao Sporting tornam evidente que os critérios usados pelos árbitros não são iguais para todos. Tudo bem que é legítimo que exista alguma disparidade de cartões vistos entre as equipas do topo da classificação - fruto do acaso do jogo e das características de determinados jogadores -, mas a extensão da diferença de rigor disciplinar do Sporting para Benfica e Porto ultrapassa qualquer discrepância razoável. Aquilo a que se assiste em Portugal é uma autêntica aberração. 

Essa ideia reforça-se fazendo um exercício alargado às 8 principais ligas europeias. Comparemos os cartões mostrados aos três primeiros classificados das ligas portuguesa, espanhola, francesa, italiana, alemã, holandesa, inglesa e russa:


Há padrões fáceis de discernir neste quadro. Nas ligas russa, holandesa e alemã mostram-se muito poucos cartões. Em contrapartida, a italiana é aquela em que parece haver maior rigor para as equipas do topo da tabela. Mas se existe algo em comum entre todas elas, é que há um equilíbrio evidente na disciplina dos três primeiros classificados.

Só existem duas exceções claras a esta regra: o Atlético Madrid, equipa cujo estilo de jogo é reconhecidamente ultra-agressivo, é claramente mais penalizada que Barcelona e Real, mas mesmo assim não é nada que se compare à discrepância que existe do Sporting para Benfica e Porto.

34 comentários :

  1. Há uma coisa que explica, em parte, a grande diferença de cartões. Se fores ver as estatisticas de todos os jogos da 1ª liga até agora, vai ver em quantos jogos o SCP terminou com mais faltas feitas que os adversários. Se calhar tens uma surpresa. E nem todos os jogos isso se explica pelos árbitros.

    A nossa equipa em momento defensivo é fraca. No inicio, por termos o Mauricio e o Saar isso era ainda mais agravado. Mas coletivamente há pouco trabalho feito nesse aspeto e isso nota-se como a equipa defende e a quantidade de faltas que faz.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Mike, não é certamente pela quantidade de faltas cometidas que vemos mais cartões. Nº faltas cometidas até à 27ª jornada:
      - Benfica: 461
      - Sporting: 407
      - Porto: 385

      Eliminar
    2. "A nossa equipa defensivamente é fraca"

      Dou aqui o exemplo do lance do Miguel Lopes que levou um amarelo por um encosto de ombro muito, mas muito menos intenso que o que nem deu falta sobre o Carrillo.

      Não nos deixemos enganar.

      Há uma forma de apitar o Sporting que é diferente de apitar as nádegas. Todos os dias o Mestre de Cerimónias vem aqui explicar, fazendo uso do seu tempo e da sua clareza de discurso.

      Depois há por aí uma comunicação social que branqueia. No fim, sai mais um campeonato limpinho, limpinho. Os comentadores, a maioria lampiões desonestos lavam tudo.

      O que se assiste por estes dias é pouco diferente da viciação que temos oportunidade de ouvir nas escutas do apito dourado. Embora conceda que neste momento não se utilize argumentos tão antiquados como putas na cama, mas mais a ascenção profissional do árbitro ou até algo tão simples como a preferência clubística na nomeação para certos jogos.

      É com tristeza que alguns camaradas sejam tão rigorosos com a nossa linha defesnsiva quando esta não integra o Capela ou o fiscal Ferrari.

      Eliminar
    3. Mestre, se não for pedir muito podes dizer onde vais buscar essas estatisticas. Obrigado.

      Eliminar
    4. Atenção Mestre,

      Eu não comparei o nosso nº de faltas com os outros 2 grandes. Vai ver o nosso nº de faltas em cada jogo e vais verificar que temos sempre (em quase todos os jogos) mais faltas marcadas do que os adversários. O que quero dizer é que isso explica EM PARTE, termos mais cartões.

      Eliminar
    5. Por favor, amigo Mike, não encare o meu comentário como uma crítica demasiado acutilante a si.

      É bom termos pessoas que pensam. Que tentam encontrar sentido nas coisas.

      Só que os dados estão viciados à partida.

      Não se pode dizer que uma equipa tem o melhor ataque ou a melhor defesa do campeonato, se joga sempre com 14 contra 10.

      E nós temos em todos os jogos que marcar golos para além de foras de jogo mal assinalados, ataques parados com falta, ou não sofrer golos quando os nossos defesas levam vermelhos como o que viu o Ewerton. Ou amarelos como vê sempre o W. Carvalho por jogo.

      Eliminar
    6. Mike, também podíamos falar da quantidade de faltas que ficam por marcar a nosso favor e a facilidade com que se marcam faltas contra nós. Infelizmente não há estatística que possa suportar isso, mas quem vê os jogos do Sporting sabe bem como as coisas se fazem. A "não-falta" sobre o Carrillo e a "falta" do Ewerton que lhe valeu o 2º amarelo são bons exemplos...

      Eliminar
    7. Valdemar, é mesmo isso. Em relação à forma como os árbitros são tratados, basta ver o que se anda a passar com o Marco Ferreira. É provavelmente o melhor árbitro português, mas raramente lhe dão jogos dos grande para arbitrar. Um abraço.

      Eliminar
    8. Rikki, as estatísticas dos 3 grandes mantenho-as todas as semanas, e vêm daí. O resto é do zerozero.pt, incluindo as das ligas estrangeiras. Um abraço.

      Eliminar
    9. Valdemar,

      Não levo nada a peito. Todos temos o direito de ter opinião.
      O que tento mostrar no meu comentário é que nem tudo pode ser explicado com a arbitragem. O nº de jogos em que acabamos com mais faltas que os adversários é demasiado grande para ser apenas culpa dos árbitros.

      Claro que eles marcam a nós com critérios que não usam para os outros, isso nem está em discussão. A questão que levanto é que a nossa movimentação defensiva também não é das melhores e isso é mais um fator que ajuda.

      Eliminar
    10. Se as faltas contra o Sporting fossem todas marcadas, já ao contrário até faltas inexistentes são assinalidadas como tal neste casos os números valem o que valem, é como os cartões.... quase metade são invenções do apito...

      Eliminar
  2. Está aí clarinho como a água Mestre. Mais uma análise certeira!

    ResponderEliminar
  3. Está tudo aqui... Gostava de ver os lampiões a refutarem esta

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Rui, neste caso concreto aplica-se tanto ao Porto como ao Benfica... Um abraço.

      Eliminar
  4. Temos de colocar melhores defesas... na APAF, Liga, Federação etc etc etc
    Bem dizia o orelhas. Mais vale um na liga que 5 em campo.

    ResponderEliminar
  5. Mais uma daquelas coisas que só acontecem ao Sporting: Ser um outlier estatístico!

    A estatística que o Mike Portugal traz à conversa, a de que temos quase sempre mais faltas que os nossos adversários apesar do nº de ataques, remates, posse de bola ser sempre superior a nosso favor só viria agravar mais essa condição de outlier estatístico e evidenciar (mais?) a duplicidade de critérios dos APAFs/Colinhos.

    SL

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Nem mais, Sar. A questão do nível de intensidade de contacto a partir do qual os árbitros assinalam faltas contra nós ou a nosso favor varia muito... Um abraço.

      Eliminar
  6. Ponto especialmente importante este da facilidade com que se marcam faltas contra o SCP e em lances semelhantes ou ainda mais grosseiros se manda seguir quando são outras cores que estão em causa, o que vai falsear a relação faltas/cartões. Nem é preciso ir ao benfica e ao porto, basta imaginar, usando como referência o comportamento Vs. registo disciplinar de Nani, quantos amarelos e vermelhos veriam jogadores como André André, Tiba ou Ruben Micael se equipassem de verde e branco. Isto seria ainda mais interessante se contabilizássemos os amarelos por protestos e por queimar tempo e comparássemos com idênticas amostragens de cartões a outros 4 clubes mais bem relacionados.

    O que não é representado muitas vezes nestas estatísticas e é muito relevante são os momentos do jogo em que se vêm os cartões pois condiciona muito mais um amarelo na primeira meia hora do que os amarelos que são vistos nos 15 minutos finais (tenho curiosidade para ver uma estatística deste tipo em relação aos 2 rivais) que não servem para mais do que equilibrar estatísticas.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. o nani dos 9 amarelos, pelo menos 6 são por............protestos, ou seja não são por culpa do arbitro, são por culpa única e exclusivamente do jogador. que por muita razo que tenha ou ache que tenha sabe muito bem que não pode mandar bocas ao arbitro nem andar constantemente metido em picardias com os adversários


      de resto na questão dos cartões, não interessa a quantidade, mas digamos a qualidade, e ai teria-se de analisar cartão a cartão.

      depois temos o tipo de arbitragem pretendida: queremos uma á inglesa que deixe andar ou rigorosa, e ai depois não nos podíamos admirar que fosse raro o jogo a terminar 11x11 ou mesmo em ultimo caso a chegar ao fim

      Eliminar
    2. O Nani não protesta nem mais nem menos que os outros. A diferença é precisamente a tolerância dos árbitros que permitem quase tudo aos outros.
      Já agora, já pensaste porque é que o Nani protesta? Não será pelas decisões absurdas que são recorrentes?

      Eliminar
    3. Riga, protestos que se devem normalmente ao facto de não assinalarem faltas evidentes sobre ele. Devia ficar calado, sim, mas antes do mais os árbitros deviam ter assinalado as faltas sobre ele... Um abraço.

      Eliminar
    4. Tugarão, tenho essa estatística, a última vez que a mostrei foi há 4 jornadas. Neste momento piorou. Um abraço.

      Eliminar
    5. Gostava de ver o que acontecia ao Nani se tivesse feito o mesmo que o Quaresma no jogo contra o Nacional.

      https://www.youtube.com/watch?v=xr4d6YCYy_I

      Por muito que se queira arranjar argumentos que tentem defender a idoneidade do futebol nacional e impossivel se (para alem da estatistica) olharmos para a realidade.

      Eliminar
    6. O Nani não protesta mais no Sporting do que protestava no Manchester United...

      desafio as pessoas a compararem o numero de cartões de amarelos que ele viu em Inglaterra durante 6 épocas...

      (pois...)

      Esta liga é uma farsa, toda gente sabe que o equipa do Sporting sem 3 ou 4 peças nucleares tem mais dificuldades em abordar os jogos, desde o início do campeonato que tem sido assim, em todas as jornadas há um jogador importante que leva amarelo, seja qual for o resultado final do jogo, seja qual a menor ou maior dificuldade do Sporting em ganhar... há um que leva amarelo...

      Não há decência sabem? não há, isto é uma farsa de liga e Hoje no Restelo irá ficar demonstrado, tolos são os que festejam ligas destas!

      Eliminar
  7. A grande diferença entre os cartões mostrados nas diferentes ligas não se deve à dureza do jogo mas sim à teatralização dos jogadores ao mínimo toque. Os árbitros, em geral são levados pelo teatro e não tomam a atenção devida à acção do jogador que comete a suposta falta. Não é por acaso que as ligas latinas (e a inglaterra, infestada de jogadores latinos) são as que têm mais cartões.
    Na minha opinião, o teatro é um dos flagelos do futebol moderno onde quem actua melhor sai recompensado. Os outros são "anjinhos".
    A solução para isto seria uma melhor preparação dos árbitros e a punição dos prevaricadores através das imagens televisivas, mesmo que as faltas existam.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Quer dizer que os jogadores adversários só fazem teatro contra o Sporting?

      Eliminar
    2. Não me parece que tenha falado no Sporting neste comentário. É um problema geral, o que nos leva ao assunto do post, a dualidade de critérios com prejuízo evidente para o Sporting, cujos jogadores são os "anjinhos" referidos e os outros usam da sua "experiência" quando se atiram para o chão. Não quero dizer com isto que os jogadores do Sporting não façam teatro ocasionalmente (o que pessoalmente me irrita).

      Eliminar
  8. Ne cherchez pas midi à 14 heures! Quase com a segurança que um tudo nada de inteligência pode proporcionar é muito fácil deduzir que, para quem dirige o futebol em Portugal, o Sporting é a equipa a eliminar! É evidente que a posição assumida por Bruno de Carvalho mais não faz que provovar essa situação deprimente! Eu só o vejo de fora mas acredito que somos muitos a detestar o governo que elegemos! Que vocês elegeram! Portugal é um país corrupto e, não havendo volta a dar-lhe, teremos que nos habituar!

    ResponderEliminar