quarta-feira, 27 de maio de 2015

A 2ª volta do Sporting

Devem ter sido poucos os sportinguistas que ficaram satisfeitos com a qualidade exibicional na equipa durante a 2ª volta. Depois de duas vitórias esforçadas mas pouco brilhantes contra Académica e Arouca, atravessámos um período horrível que começou com o empate com o Benfica, continuou com novo empate em Belém e terminou com uma pesada derrota no Dragão. Pelo meio ganhámos ao Gil Vicente e fomos eliminados da Liga Europa pelo Wolfsburgo.

Desde a derrota no Dragão, altura em que nos vimos arredados da luta pelos dois primeiros lugares, o futebol foi quase sempre pouco convincente. Mas a verdade é que dessas 11 partidas acabámos por vencer 9, sendo que no empate em Paços de Ferreira a equipa até fez mais que o suficiente para obter uma vitória folgada.

Mas olhando para o comportamento das equipas da I Liga na 2ª volta, vemos que o Sporting acabou por ter uma prestação ao nível de Benfica e Porto:


Mesmo considerando que tivemos uma defesa demasiado permeável para uma equipa com as nossas ambições (15 golos sofridos contra 9 do Benfica e 4 do Porto), isso acabou por não corresponder a uma perda de pontos adicional.

Estes números reforçam a ideia de que perdemos o comboio graças aos empates caseiros que cedemos durante a 1ª volta: Belenenses, Porto (em que podíamos ter acabado com o jogo durante a 1ª parte), Paços (que na realidade só não ganhámos por causa de um golo mal anulado a Montero perto do fim) e Moreirense. Todos esses empates antecederam ou seguiram-se a jogos europeus, o que parece implicar dificuldades da equipa técnica e / ou jogadores em mudar o foco entre o campeonato e competições internacionais. Creio que não terá sido tanto uma questão de gestão física do plantel, pois na minha opinião essa questão só se colocou realmente em fevereiro e no princípio de março, numa altura em que jogámos consecutivamente uma série de partidas decisivas e de intensidade elevadíssima sem qualquer pausa a meio da semana.

7 comentários :

  1. o guimarães da 9 jornada quase liderava o campeonato, não era a equipa desnatada da 2ª volta.

    o belenenses do lito vidigal era uma equipa ambiciosa. Foi a 4ª jornada. Nas 11 primeiras jornadas o Lito fez 21 pontos (44% dos pontos).

    Só aqui estão 5 pontos perdidos.

    11ª jornada tinhamos 20 pontos... com mais 5 estávamos a 3 do benfica. O benfica venceu o tal belenenses desnatado e só foi a guimarães na penultima jornada onde empatou.

    ResponderEliminar
  2. Mestre, obrigado mais uma vez. Isto é tão esclarecedor, e ao mesmo tempo motivador. Mesmo e apesar da defesa "bastante demasiado" permeável. Mesmo assim, este sector melhorou muito, como está à vista de todos.

    Não vai haver pasquim que pegue nisto, era o que faltava. Mas o que teria sido de efeito psicológico se tivéssemos tido 1/3 da máquina de propaganda do nalguedo... Aposto que, mesmo com a Taça ganha, o belfodil do circo jornalíxico vai continuar...

    ResponderEliminar
  3. o que também atesta bem o bom trabalho de Marco Silva...

    ResponderEliminar
  4. Consegues colocar aí a tabela da 1ª volta para se comparar?

    ResponderEliminar
  5. o caracolinhos fez isso ontem na TV:

    Carnide 46 pontos (período áureo do "colo-colo")
    Tripeiros 40 pontos
    e o Grande melhoraram em relação à 1ª volta

    ResponderEliminar
  6. E aqui se vê que o empurrão inicial ao carnide foi fundamental...

    ResponderEliminar