quarta-feira, 13 de maio de 2015

A entrevista de Bruno de Carvalho

Empréstimo obrigacionista

Nada de novo foi revelado. Foi um momento de divulgação da emissão das obrigações do clube, cuja taxa é efetivamente atrativa. Gostaria no entanto que tivessem sido feitas duas perguntas ao presidente:

1) Dos 30 milhões, apenas 20 são para pagar o empréstimo obrigacionista que vence; os restantes 10 milhões terão que finalidade?

2) Serão tomadas medidas para garantir que não entramos num ciclo vicioso de empréstimos obrigacionistas com montantes a crescer gradualmente, tal como temos visto acontecer no Benfica e Porto?

Bruno de Carvalho realçou por várias vezes o facto de 6,25% ser a taxa mais baixa de sempre dos empréstimos obrigacionistas contraídos pelo Sporting. Pode parecer desajustado o presidente estar a puxar dos galões em relação ao facto de ser a taxa mais baixa quando as taxas de juro no sistema financeiro estão num mínimo absolutamente histórico, mas a verdade é que se as contas do Sporting não estivessem equilibradas teríamos provavelmente que pagar juros ainda mais altos para atrair subscritores.


Fair Play Financeiro

Bruno de Carvalho salientou que todo o esforço colocado pela direção no processo de reestruturação financeira e numa gestão rigorosa foi decisivo para a UEFA decidir não punir o clube com penas efetivas. Parece-me uma afirmação que não merece qualquer discussão, e a melhor prova disso pode ser encontrada comparando a forma como o Sporting (não) foi punido com as sanções aplicadas a todos os outros clubes que estavam sob avaliação da UEFA.


Auditoria de gestão

Bruno de Carvalho explicou o atraso pelo facto de o trabalho de obtenção de documentação e informações relevantes ter sido muito mais complexo e demorado do que inicialmente tinha sido previsto. Segundo o presidente não é uma auditoria qualquer: é a auditoria. Como tal, a qualidade do trabalho efetuado é a principal preocupação - por mais atrasos que isso possa implicar ao planeamento feito no momento em que foi os termos da auditoria foram anunciados.


Pavilhão

Este tema foi explicado de forma bastante esclarecedora por Bruno de Carvalho. Em primeiro lugar, não houve quebra de contrato porque nenhum contrato foi assinado. A 14 de janeiro o Sporting decidiu adjudicar a obra à Somague, houve posteriormente várias reuniões, o lançamento da primeira pedra foi realizado com a anuência da Somague a 27 de março, e a 2 de abril (pela primeira vez) a Somague fez à Ficope o primeiro pedido adicional de verba, recusando-se a assinar o contrato segundo os termos previamente acordados. A construtora deu como alternativa dividir a obra em duas fases, realizando a primeira e atribuindo a segunda fase a outro empreiteiro. 

Num projeto que o Sporting sempre afirmou ser obrigatoriamente de preço fixo e chave na mão, a atitude da Somague é obviamente incompreensível e inaceitável.

O contrato já foi assinado com outra empresa e os prazos deverão derrapar 3 meses devido a questões de licenciamento do projeto. A inauguração está agora prevista para março de 2017.

Bruno de Carvalho insinuou também que estas complicações colocadas pela Somague podem estar ligadas ao facto de o presidente da construtora fazer parte da administração do FC Porto.  


Rumores de transferências

Dos 27 jogadores falados pela comunicação social para reforçar a equipa, nem um corresponde à realidade. Em relação às saídas, Bruno de Carvalho reafirmou que o clube não quer nem precisa de vender ninguém.

"Qualquer dia um jogador compra um novo carro [e a comunicação social dirá que é] para acelerar mais na autoestrada para se ir embora".

Segundo o presidente, o Sporting está a olhar para o mercado com menos rapidez do que seria desejável porque ainda tem duas fontes de receitas importantíssimas não asseguradas: o patrocínio das camisolas e a incerteza da participação na Liga dos Campeões. Disse também que o Sporting não pode gastar o dinheiro que não tem, já que está sob avaliação no âmbito dos compromissos assumidos com a UEFA (Fair Play Financeiro) e credores (programa de reestruturação financeira).

Duvido que o Sporting não precise efetivamente de vender alguém, mas é normal que o presidente não se demonstre muito desejoso de vender. O que parece inevitável é que as contratações dependerão diretamente das vendas que venham a ser feitas.


Bilhetes para a final da Taça

O Sporting colocou à venda 9.284 bilhetes, que contrasta com os 5.246 (!) bilhetes que a anterior direção vendeu em 2012 para a final com a Académica. Todos os bilhetes disponibilizados para o Sporting foram colocados à venda, exceto aqueles que foram entregues ao abrigo de compromissos institucionais, acordos comerciais e patrocinadores, núcleos e claques. Bruno de Carvalho destacou também o esforço em realizar a venda dos bilhetes com regras claras e de forma altamente organizada.

Isto parece-me indiscutível.

Mais importante foi o recado para os sportinguistas que o presidente mandou no final: "Eu fico triste, muito triste, de não poder ter 100.000, 200.000 sportinguistas na final do Jamor, mas não posso deixar de dizer enquanto presidente do Sporting que fiquei muito triste, numa meia-final importantíssima que o Sporting necessitava de vencer para chegar a esta final, pouco mais de 19.000 pessoas decidiram ir a Alvalade apoiar a equipa. Nós temos que estar presentes na caminhada toda.". Chapeau.


Balanço geral da entrevista

Entrevista interessante e esclarecedora sobretudo em relação ao tema do pavilhão e ao ritmo de preparação da próxima época. Fico particularmente descansado por ver que a direção não está disposta a correr riscos na preparação da época assumindo pressupostos que poderão não se verificar. E mais uma vez Bruno de Carvalho demonstrou não ser o presidente populista que muitos gostam de o apelidar. Não tem medo de dizer a verdade, por muito que custe ouvi-las, doa a quem doer - nomeadamente aos próprios sportinguistas. Isto é a perfeita antítese do populismo.

24 comentários :

  1. Grande Presidente! Gostei de ouvir mais uma vez este nosso presidente Bruno de Carvalho. Fala claro com os sócios e explica tudo muito bem explicado. Até hoje não deixou uma única vez de defender os interesses do Sporting. Não tenho duvidas nenhumas que vamos ter muitas conquistas com este presidente. Não é fácil lutar contra um manto protetor hipócrita de jornaleiros, liga, federação e afins, mas não tenho duvidas que vai conseguir vencer. SPORTING CLUBE DE PORTUGAL SEMPRE!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sem dúvida, Carlos. Ninguém pode colocar em causa que temos à frente do clube alguém que lutará sempre pelos melhores interesses do Sporting. Um abraço.

      Eliminar
  2. Eu se fosse jogador do plantel, tivesse a negociar uma possível renovação ou fosse um jogador em vias de ser contratado, ficaria ligeiramente preocupado (e muito desconfiado) se tivesse um Presidente, em Maio, a dizer que não sabe que orçamento terá para a época que começa daqui a 2 meses. E isto acrescido de, nesta fase, não se saber que o treinador que foi contratado por 4 anos, ao fim do 1º, terá lugar assegurado na próxima época.
    Estabilidade é isto. Estabilidade não é aceitar tudo o que nos dizem, sem questionar o porquê de não ser melhor.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Cantinho, podemos ver isto por outro prisma: se eu fosse jogador em vias de renovar ou de ser contratado poderia ficar tranquilo por saber que o cumprimento dos compromissos que se preparam para assumir comigo estará à partida assegurado.

      Não podemos fingir que os 12 milhões da champions não fazem a diferença na forma como se deve encarar uma época. É "só" metade do orçamento do clube (e isto sem contar com os prémios pelos pontos alcançados). E só em agosto, com a época a andar, é que saberemos com o que podemos contar.

      Quanto às camisolas, vivemos o mesmo que os outros clubes. Mas é evidente que um clube que não vence nada há anos têm mais dificuldades em arranjar patrocínios do que quem ganha.

      Em relação ao treinador, não é definitivamente altura para se falar do assunto. Creio que todos compreendemos isso.

      Um abraço.

      Eliminar
    2. Concordo com a tua perspectiva.

      Relativamente ao treinador, não estou a falar directamente desta entrevista. Mas é claro que, neste momento, já se percebeu (mesmo sem ninguém o dizer) que não se sabe qual o treinador da próxima época. E isto é estranho quando há um treinador com mais 3 anos de contrato.

      abraço

      Eliminar
    3. Sem dúvida, Cantinho. Quando BdC anunciou MS como treinador nunca imaginei que estivéssemos com tantas dúvidas ao fim de um ano. Alguma coisa falhou, definitivamente. Um abraço.

      Eliminar
  3. Empréstimo Obrigacionista

    Espero que num futuro próximo o Sporting não necessite de empréstimos obrigacionistas para pagar empréstimos anteriormente feitos pois será um sinal que a estabilidade financeira chegou ao clube.

    Fair Play Financeiro

    A UEFA hoje em dia está mais do que atenta a quem não cumpre as regras do Fair Play Financeiro e as sanções são efectivas mas neste caso o Sporting passou práticamente imune a castigos.

    Esperamos a entrada do Sporting na champions pois os praticamente 10 milhões de euros serão 1/3 do orçamento do clube para o futebol e daí a sua enorme importância.

    Auditoria de Gestão

    Que esta auditoria ajude o Sporting a evitar os erros que foram feitos no passado e que quase levaram ao fim do clube.Infelizmente não acredito que os responsáveis sejam penalizados pelas barbaridades que cometeram mas ao menos que a auditoria sirva para os expulsar de sócios do Sporting.

    Pavilhão

    Com as justificações de Bruno de Carvalho fico mais descansado...não quero ver esta direcção e as próximas que possam vir embrulhadas em processos judiciais que podem causar danos à credibilidade do clube e prejuízos económicos.

    Rumores de Transferências

    Até ao inicio da próxima época o Sporting no minimo contratará 299 jogadores.Hoje chegam mais 10 !...

    É claro que a incerteza da entrada na champions,os valores do novo patrocínio, e a eventual necessidade de venda de jogadores não trazem certezas quanto ao planeamento da próxima época.

    Bilhetes da Final da Taça.

    Confirmado eu Vou Lá Estar.

    Balanço Geral da Entrevista

    Não vi mas pelo que aki li estou mais descansado,acho que o Sporting aos poucos e poucos vai encontrar o seu rumo !...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. King Lion, a entrevista já está disponível aqui: LINK

      Um abraço.

      Eliminar
  4. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderEliminar
  5. MdC,

    Bom resumo da entrevista.
    Subscrevo na integra o teu balanço da entrevista, e reforço biba o "populismo" de BdC :).

    ResponderEliminar
  6. Eu admito, em relação ao orçamento da proxima epoca fico preocupado e o facto de termos uma dificuldade gritante em subir os nossos rendimentos a nivel de patrocinios, acredito que tanto Porto como Benfica ja tenham os seus patrocinios assegurados e so estao a espera do final de epoca para anuncia-los. Acho que apesar de estarmos demasiado controlados pela Uefa e pela restruturação acredito que a melhor opção seria investir de modo a que conseguissemos pelo - chegar a fase de grupos da champions, é que parecendo que nao ficamos a ganhar em todos os aspectos, visibilidade, receitas extras, competitividade no plantel e isso so nos iria obrigar a crescer qualitivamente, mas com isto tambem nao tou a dizer investirmos como o Porto, mas secalhar aproveitar alguma venda de valores altos e usa-lo na integra para contratar 3 a 4 jogadores de boa qualidade.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ou seja Gestão tipo "All-in", gastamos $$ que não temos e se a bola bater na trave, mais uns milhoes de prejuízo.......... Mas não é isso que andamos a criticar no clube das "Pu#$#$#$" ???

      Eliminar
    2. jcnaguiar, será que estão mesmo assegurados os patrocínios de Benfica e Porto? O Chelsea já anunciou o novo patrocinador para a próxima época, por exemplo. Trata-se de algo que é inócuo para o comportamento da equipa de futebol.

      Estou convencido que teremos contratações, mas que estarão dependentes das vendas que entretanto se assegurem. Não há outra hipótese. Temos que apresentar um lucro de 4 milhões este ano por causa do FFP. A nossa situação financeira e os compromissos com a banca são incompatíveis com decisões que dependam de fatores incertos.

      É triste, mas será esta a nossa vida nos próximos anos.

      Um abraço.

      Eliminar
    3. Nem mais, Vera. O All-in correu-lhes bem, mas e se tivessem sido eliminados pelo Lille no play-off?

      Eliminar
    4. Atenção que fiz questão de frisar que nunca seria com base no que o Porto fez mas sim consoante com alguma venda de valores superiores, usar esse €€ para investir na equipa, lembro que o ano passado so com a champions fizémos quase o valor do orçamento todo e isso seria importante manter, so assim conseguimos continuar a apresentar lucros sem que com isso termos de desinvestir na equipa.

      Mestre, mas o chelsea ja foi campeao e ja nao tem nada a ganhar nem a perder.

      Eliminar
    5. há quase 1 ano que se sabe que a pt vai sair das camisolas... se existissem empresas importantes para as camisolas dos principais clubes isso já era conhecido.

      Eliminar
    6. jcnaguiar, mas no que é que desestabiliza no desempenho da equipa de futebol o anúncio do novo patrocinador? Aliás, em clubes cotados em bolsa devia ser informação suficientemente relevante para transmitir à CMVM logo que tudo esteja acordado.

      Eliminar
  7. 1) Dos 30 milhões, apenas 20 são para pagar o empréstimo obrigacionista que vence; os restantes 10 milhões terão que finalidade?

    Cobertura de outras obrigações, sendo que o anterior empréstimo não é de 20 milhões mas sim de 20+juros


    2) Serão tomadas medidas para garantir que não entramos num ciclo vicioso de empréstimos obrigacionistas com montantes a crescer gradualmente, tal como temos visto acontecer no Benfica e Porto?

    Porquê ciclo vicioso? Um empréstimo obrigacionista é passivo como outro qualquer com diversas vantagens, ainda bem que se tem a possibilidade de se emitir obrigações que sempre tem custo inferior ao do mercado (nenhum banco empresta ao Sporting neste momento abaixo de 6,5%). As medidas que têm sido tomadas são para redução de passivo não interessa que tipo é.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ah peço desculpa quando eu digo "Cobertura de outras obrigações" não estou a usar o termo obrigações como empréstimo obrigacionista mas como outro passivo.

      Eliminar
    2. Nuno, os juros do empréstimo obrigacionista que agora vence são pagos semestralmente, o que significa que ao vencer só há que pagar os juros referentes ao último semestre.

      Ciclo vicioso, pois claro. O primeiro foi de 20M, este vai ser de 30M. Os juros continuam demasiado altos - a taxa de 6,25% corresponderá a cerca de 5,6M em juros ao longo dos 3 anos. Será que o clube vai conseguir juntar o suficiente para que não seja necessário pedir um empréstimo ainda maior?

      Um abraço.

      Eliminar
  8. Tudo na mesma nps juniores A.O Porto depois de estar a perder 0-2 deu a volta ao resultado e venceu por 3-2 ao marcar o terceiro golo nos minutos finais.

    O Sporting cumpriu a sua obrigação ao vencer o Rio Ave por 3-1.Tudo ficará decidido na última jornada.

    O Sporting recebe a equipa do cubo mágico que neste momento ainda está em afinações para as equipas juvenis.Curiosamente para o Benfica A o cubo mágico já está devidamente calibrado com as afinações finais a serem dadas pelos funcionários da APAF.Grande empresa esta APAF ou pelo menos a mais decisiva para a definição de campeões em Portugal.

    O Porto vai ao Gil ,não tendo uma deslocação fácil depende só de si para vencer o campeonato.De si não,depende também da Associação de Árbitros de Vila Real pois veio de lá um filho da puta de nome Rui Costa que pode ter definido a classificação final ao inventar um penálty aos 98 minutos de jogo que literalmente roubou dois pontos ao Sporting.



    ResponderEliminar
  9. Não duvidando que o BdC só quer o bem do Sporting confesso que o melhor reforço que poderíamos ter na próxima época era um BdC inteligente a comunicar. Tanto para fora como para dentro. E principalmente na comunicação para dentro que e onde os erros têm um efeito imediato mais perverso (Jefferson, MS, Carrillo, Nani, Sliman, e muitos outros que, por não serem do domínio público me vou escusar a enumerar)

    É curioso que o BdC acaba por fazer bem o que eu esperava que corresse mal, e mal o que à partida tinha tudo para lhe correr bem. ..

    ResponderEliminar
  10. Não duvidando que o BdC só quer o bem do Sporting confesso que o melhor reforço que poderíamos ter na próxima época era um BdC inteligente a comunicar. Tanto para fora como para dentro. E principalmente na comunicação para dentro que e onde os erros têm um efeito imediato mais perverso (Jefferson, MS, Carrillo, Nani, Sliman, e muitos outros que, por não serem do domínio público me vou escusar a enumerar)

    É curioso que o BdC acaba por fazer bem o que eu esperava que corresse mal, e mal o que à partida tinha tudo para lhe correr bem. ..

    ResponderEliminar