quinta-feira, 28 de maio de 2015

A qualidade da gestão de Vieira

Com a conquista do bicampeonato temos assistido a uma chuva de elogios a Luís Filipe Vieira e à sua gestão da parte de muitos jornalistas, comentadores e opinion-makers. Como é óbvio, é normal que se elogie o timoneiro de um clube que nos últimos dois anos dominou o futebol nacional - para todos os efeitos trata-se de um clube desportivo que tem como finalidade última conquistar títulos -, mas creio que se andam a misturar várias coisas que deveriam ser analisadas de forma um pouco mais separada.

Quem costuma ler o que escrevo sabe que estou longe de ser um admirador de Vieira, mas não posso deixar de reconhecer que o presidente benfiquista teve um papel absolutamente decisivo no bicampeonato ao ter decidido manter Jorge Jesus quando a esmagadora maioria dos benfiquistas pedia a sua cabeça após o desastroso final de 2012/13. Essa tem sido, aliás, a maior qualidade de Vieira ao longo destes anos: quando percebe que tem a pessoa certa numa posição, não poupa esforços para a manter consigo - nem que isso implique algumas cedências ao nível da estratégia que tem para o clube.

Outra medida bastante corajosa que tomou foi a decisão de cortar a ligação com a Olivedesportos e assumir a transmissão dos próprios jogos. Foi (e continua a ser) uma medida de risco elevado - pois depende diretamente da prestação desportiva da equipa - mas a verdade é que nestes dois anos não só conseguiu aproximar-se do lucro que um contrato com a SportTV lhe proporcionaria (e este ano provavelmente até o ultrapassará) como foi uma ferramenta fundamental para tomar o poder do futebol português.

Ainda poderia falar da habilidade para algumas jogadas de bastidores que são obviamente pouco éticas, mas não é esse o objetivo deste post. Foquemo-nos nos números que são do conhecimento público - que têm a virtude de serem objetivos e de não estarem sujeitos a especulações.

Se desportivamente é indiscutível que os resultados estão a ser muito positivos, já não consigo perceber como há tanta gente a fechar os olhos ao facto de a gestão de Vieira ser ineficiente no aproveitamento dos recursos de que dispõe. Vejamos alguns exemplos:


O custo do plantel

Todos nos lembramos da sangria a que o plantel do Benfica foi sujeito no verão de 2014. Saíram Oblak, Garay, Siqueira, André Gomes, Markovic, Rodrigo e Cardozo. No mercado de inverno já tinha saído Matic. Alguns destes eram jogadores bem caros (diz-se, por exemplo, que Garay recebia cerca de €3M / ano), e o presidente referiu a necessidade de reduzir a massa salarial do plantel. 

O efeito prático - e que todos reconhecem, com exceção de Fernando Guerra - foi um decréscimo óbvio de qualidade do plantel. Passou-se de uma equipa com grande diversidade de soluções de qualidade para outra que assenta sobretudo num conjunto de 12 / 13 jogadores. A isto não é alheio o facto de terem sido contratados jogadores que simplesmente foram um não fator ao longo da época - Bebé, Derley, Cristante, Benito, César, Victor Andrade, Jonathan Rodriguez, Mukhtar, Friesenbichler, Dawidowicz, Luís Felipe e Djavan.  

A verdade é que comparando os relatórios e contas da SAD benfiquista nos 1ºs semestres de 2013/14 e 2014/15 vemos que apesar do decréscimo de qualidade do plantel, a massa salarial não só não caiu proporcionalmente, como acabou mesmo por aumentar:



Os investimentos

Domingos Soares Oliveira referiu há dias que a era dos grandes investimentos acabou. Entenda-se por grandes investimentos aquilo que se gasta em infra-estruturas e em passes de jogadores.

Em relação ao betão, aquilo que o administrador da SAD referiu não vai ao encontro das palavras de Luís Filipe Vieira nas visitas guiadas ao Seixal que proporcionou aos jornalistas em dezembro passado. Depois da ampliação do centro de estágios e da construção dos novos campos relvados e do cubo mágico, o presidente já falou na ambição de construir a Casa do Atleta (penso que está em andamento) e um polo de ensino secundário e universitário. E creio que poucos duvidarão que depois do polo de ensino a visão de Vieira não deixará de produzir novas necessidades a serem supridas pelo setor da construção civil. Será que se tratam de equipamentos fundamentais para o sucesso desportivo do clube?

Ora, não vejo que haja grande mérito em construir tanto usando dinheiro dos outros - porque é disso que estamos a falar. Basta olhar para a evolução do endividamento do clube.

Quanto aos investimentos em passes de jogadores, Vieira referiu em agosto que tinham terminado as contratações de 8 milhões. Poucos dias depois entravam duas contratações milionárias para a mesma posição: Samaris e Cristante. Pode no entanto servir de consolo aos benfiquistas que tecnicamente Vieira não mentiu: o grego veio por 10 milhões e o italiano por 6. E no final do defeso, contas feitas, nunca o Benfica investiu tanto no seu plantel.


As vendas milionárias e o abatimento do passivo

No espaço de um ano, entre janeiro e dezembro de 2014, o Benfica vendeu Matic (25M), Rodrigo (22,8M por 74% do passe), André Gomes (10,5M por 70% do passe), Garay (2,4M por 40% do passe), Markovic (12,5M por 50% do passe), Oblak (16M por 80% do passe), Cardozo (4M por 80% do passe), Mitrovic (1,2M) e Enzo Perez (25M). 

Ou seja, todas estas vendas perfazem um valor total de 152 milhões de euros dos quais, retirando-se as parcelas de passes pertencentes a terceiros, renderam ao Benfica 120 milhões de euros. Olhemos qual o impacto que estas vendas tiveram na evolução de alguns indicadores entre o 1º semestre de 2013 e o 1º semestre de 2014 (período de tempo em que todas estas vendas foram contabilizadas):


O passivo baixou 20 milhões (de 449 para 429), as dívidas a fornecedores e outros credores subiram 3 milhões (de 74 para 77), os valores a receber de clientes e outros devedores subiram 35 milhões (de 52 para 87), os empréstimos bancários e obrigacionistas baixaram 10 milhões (de 319 para 309).

Genericamente são bons indicadores que apontam para uma recuperação das contas, mas não seria de esperar bastante melhor num ano de vendas absolutamente excecional? Duvido que alguém acredite que o Benfica volte tão cedo a receber um valor sequer aproximado de 120 milhões na transferência de jogadores - a não ser aqueles que acham que Cancelo foi mesmo vendido por 15 milhões e que Cavaleiro e Hélder Costa irão cada um por outro tanto. 


Conclusão

Não me compete a mim dizer se o Benfica estará no bom ou no mau caminho. O que queria demonstrar com estes números é que convém separar um pouco mais a prestação desportiva do Benfica em relação ao resto, pois existe um desperdício demasiado grande de recursos para se poder afirmar que a gestão benfiquista seja exemplar.

50 comentários :

  1. O dinheiro não mente.

    Um dia vamos realmente conhecer as "virtudes" da gestão do orelhas e do estado em que está a deixar o clube.

    Para além que, ao contrário de ti, Mestre, eu não me inibo de sublinhar os jogos de bastidores ao nível de um Pinto da Costa nos melhores anos, que tantos lampiões criticaram e agora juntam os chispes em aplauso.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Valdemar, creio que a maior parte dos benfiquistas já percebeu que o Benfica destronou o Porto do poder, mas apenas com o objetivo de manter a competição justa e saudável para todos... :)

      Eliminar
  2. Essa é uma questão que qq Benfiquista com cabeça se preocupa. Como é que o clube com tantas vendas, rácio positivo de 225 milhões nos últimos 6 anos abateu tão pouco a divida...
    O ultimo ano até foi dos mais positivos se vires bem as tranches todas que metes no fim (20+35+10-3) ficas com um melhoramento de 62 milhões. Muito positivo mas mesmo assim metade dos tais 120 milhões.
    São questões que gostava de ver explicadas e esclarecidas.
    E os juros de 309 milhões são um jogador por época. O Benfica tem que tentar renegociar o valor dos juros.
    Isto até me leva a primeira vez que li este blog e vim aqui discutir, com o mestre, as VMOCs. Dos negócios mais estranhos e ruinosos que vi o BES fazer mas que deu uma folga enorme ao Sporting. O sonho de qq pessoa, basicamente pedir um empréstimo gigante para pagar os outros empréstimos e não pagar qq juro sobre esse empréstimo.
    Não sei se o Benfica podia tentar algo do género até porque tem a consequência de o clube perder a sua liberdade e os adeptos acharem que tão a hipotecar o clube. Na realidade é bem diferente porque quando as VMOCs vencerem é tudo renegociado porque os bancos não querem os clubes para nada nem eles valem o tamanho do empréstimo e ai já se poupo vários milhões em juros.
    Do ponto de vista dos Bancos é uma merda de negocio... Só risco e 0 lucro.

    Sou Benfiquista mas não como tudo o que o Vieira me vende, acho que fez muita coisa boa pelo Benfica mas o Benfica tb fez muito por ele e estas transferências todas tem muita gente a comer por fora infelizmente.
    Só para este ano já temos mais 5 jogadores e tenho duvidas se algum tem qualidade para o Benfica. Mas alguém ganha com estas movimentações isso tenho a certeza.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Tiago, só um apontamento: o passivo já inclui os empréstimos bancários e os fornecedores / outros credores, pelo que somar tudo isso acaba por ser redundante. Penso que forma mais consensual de avaliar a melhoria da situação das contas será através dos capitais próprios (que espelham a evolução quer da totalidade do passivo como da totalidade dos ativos).

      O Benfica tinha no final do 1º semestre de 2013/14 capitais próprios negativos: -38,933M. No final do 1º semestre de 2014/15 apresentou capitais próprios positivos: 4,762M. Ou seja, houve uma melhoria global de 43,695M.

      Em relação à questão de o Sporting não pagar juros sobre uma parcela significativa dos empréstimos tem uma causa e uma consequência sem as quais não se pode perceber toda esta situação:

      Causa: os bancos depararam-se perante uma situação em que tiveram que optar por cobrar o possível ou tentar salvar o clube para receber mais tarde.

      Consequência: o Sporting teve que fazer cedências significativas na sua gestão financeira, que indiretamente afeta a sua gestão desportiva. O Sporting poderá perder a maioria do capital da SAD e foi obrigado a cortar de forma radical todos os seus custos - que implicou muitos despedimentos e redução do orçamento de futebol em mais de metade.

      Se Benfica ou Porto alguma vez chegarem a tal situação, não estou a ver os bancos a deixarem-nos cair, porque também não estarão interessados em perder parte do dinheiro que emprestaram. Será sempre uma questão de cedências de parte a parte.

      Eliminar
    2. Sim tens razão nessa parte das contas. Tava ai a fazer boa confusão. Esses 43 milhões de recuperação (que são muito poucos) parecem mais correctos.

      No resto. Concordaste exactamente com o que disse. E sim é um negocio demasiado complexo em que não sabemos metade da historia. Não deixa de ser péssimo para o BES a meu ver.

      Já aqui tive esta conversa ctg e um dos pontos que não percebo é mesmo isto "O Sporting poderá perder a maioria do capital da SAD " como é que a garantia é algo que vale X vezes menos que o empréstimo...

      É como disse acho que foi uma boa jogada do Sporting estamos a falar de uma poupança enorme por ano em juros e os bancos não querem obviamente ficar com o clube por isso vai ser sempre renegociado.

      Um abraço.


      Eliminar
    3. E já agora para comentar todos os assuntos " nunca o Benfica investiu tanto no seu plantel." isto não bem verdade.

      Podes dizer que fizemos muita compra de merda e dinheiro desperdiçado mas o Benfica o ano passado de acordo com o relatório faz tipo 25 milhões de investimento. E do que me lembro dizia Cristante 3 milhões ao contrario dos 6 da imprensa (tenho quase certeza disto)

      Depois ainda tens Djavan que nem devia contar porque entra e sai pelos mesmos valores.
      Samaris foi demasiado caro apesar da qualidade que demonstrou na segunda volta (mal negociado e em desespero no fim de mercado)

      Mas tens muito dinheiro mal empatado:

      Benito +Derley+ Bebé só aqui tão 8 m os dois primeiros ainda podemos recuperar o Bebé jesus nunca na vida vemos o dinheiro de volta.
      Candeias outra merda que todos sabíamos que era favor alguém.
      E assim voltamos aquilo que disse sobre os 5 já "contratados" este ano. Lá se vai o dinheiro. Alguém fica com ele mas não é o Benfica.

      Eliminar
    4. Tiago, segundo as notícias que foram saindo o Benfica gastou cerca de 40M em reforços: LINK Se são valores reais ou não, não há forma de saber pois o R&C não explicita quanto custou cada um. Um abraço.

      Eliminar
    5. Mestre : "2014/2015, a Benfica SAD efectuou diversos investimentos na aquisição de
      direitos desportivos de atletas num valor global que ascende a 26,3 milhões de euros"
      retirado directamente do R&C.
      E já numa pesquisa rápida encontrei sites com cada um dos jogadores e a soma mais alta da 28. E achei que não faltava lá nenhum. Acho mesmo impossível chegar aos 40. Nem sequer 30.
      Um abraço

      Eliminar
    6. Tiago, no R&C do 3º trimestre aparece:

      O aumento verificado na rubrica plantel de futebol no montante de 33.912 milhares de euros respeita essencialmente às aquisições de direitos de atletas, os quais incluem as importâncias despendidas a favor da entidade cedente, encargos com prémios de assinatura pagos aos atletas e encargos com serviços prestados por intermediários, assim como os efeitos da actualização financeira. As principais aquisições respeitam
      essencialmente aos direitos dos atletas Samaris, Cristante, Talisca, Derley, Eliseu, Jonas, Júlio César, Jonathan Rodriguez e Mukhtar.

      Acho estranho que não refiram outras aquisições que certamente tiveram valores relevantes, como Pizzi (compraram os restantes 50% do passe), Benito (que se fala terem sido 2,5-3M), Luís Felipe, Victor Andrade (q veio a custo zero mas q se diz ter custado uns milhões de prémio de assinatura), Dawidowicz (2M) e Bebé (3M).

      Um abraço.

      Eliminar
  3. Bom dia MDC e parabéns pelo grande post. Felizmente que você não se limita ao "um dia a verdade vai aparecer" e faz contas!
    Finalmente algum sportinguista reconhece que a btv foi uma boa decisão e não recorre apenas a atirar suspeições e preconceitos. E é globalmente aceite que a manutenção do jj foi uma excelente decisão, pois não é por perder finais que as coisas estão mal... estavam mal se nem competitivos fossemos!
    Quanto ao custo com pessoal nessa comparação de 1ºs semestres verifica-se um aumento que (penso eu) é explicado pelo aumento de contratações a "custo zero" que fazem aumentar prémios pagos aos jogadores para assinarem... logo fará sempre mais sentido fazer a comparação anual (ainda não disponível).
    Quanto á parte do investimento, acredito que o investimento em betão tenha passado do seu auge e agora vá decrescer. Por muito que custe a alguns, o benfica tem um centro de treinos de topo (não vou dizer o melhor porque depois aparecem os invejosos do cubo), tem pavilhão, fez as obras que a liga pediu para a equipa b... tudo isso custa dinheiro (como vocês estão a dar conta relativamente ao pavilhão). relativamente ao investimento no plantel não acredito que baixe, acho que se vai fazer novamente como na época passada... inicialmente investimentos reduzidos e se esses não resultarem passa-se a um nível mais elevado.
    Relativamente ao abatimento do passivo... segundo a minha literacia financeira... se aos 120M retirar o que baixou o passivo (43), os juros (20M), o investimento em jogadores (40M mais prémios de assinatura) e os valores que faltam receber (os tais clientes)... nota-se que bate certo (mais M menos M, de algum negócio que não esteja ainda incluído). É claro que se podia contratar melhor, mas qual o clube que acerta todas as contratações? Nem o que compra barato nem o que compra caro.. vocês acertaram? o Real acertou? O bayern? A vantagem de vender jogadores da formação é que é lucro sem alterar o valor do ativo... e entrar nessa suspeição dos valores.. enfim... já a discutimos aqui muitas vezes... as vossas são todas certas e as dos outros é só marosca... o problema é que depois vê-se quem é que teve de renegociar dividas (e o resto da conversa toda).
    Um abraço bi campeão.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O Benfica nunca vai ter problemas...só com o Gaitan,vendido todas as épocas, já rendeu quase 200 milhões de euros!...com tanto dinheiro a entrar como é que o Fifica vai ter problemas ?.O manto protetor não chegou à Argentina !...ahahahahaha

      Eliminar
    2. Diz-me lá como é que vai ser essa remuneração de sócios que o Rei Orelhas já anda atordoado.Razão tinha o presidente do Bayern que vou chamou aldrabões.

      Ontem foi dia de Sevilha.Choraste muito calimero ?.Ao menos o Dnipro não faz figuras tristes como vós.

      Eliminar
    3. E cá está... Por cada mdc que apresenta números e argumentos há 10 king bêbados.
      Quando o Benfica foi a final estavas onde? No sofá! Inveja é fdd. Já sabes se tens dinheiro para o próximo ano? E as bifanas?

      Eliminar
    4. Nuno Boby Tareco Paixão Capela Colinho etc martins, o teu comentário resume-se a NADA! É impressionante como és capaz de escrever tantas linhas e não dizer rigorosamente NADA! Continuas a ser um verdadeiro artista em palavras com significado a NADA! O teus comentários são CHATOS, CANSATIVOS e VAZIOS não significam NADA! São comentários ABORRECIDOS, ENJOATIVOS e sem PERSONALIDADE onde se pode encontrar um enorme BAÚ cheio de NADA! Porra, nos sportinguistas, somos uns verdadeiros anjos, para estar aturar está criatura que não diz NADA, nem faz NADA para deixar de escrever comentários vazios, que somente significam NADA! Ufa!

      Eliminar
    5. As bifanas ?,podem ser as da tua mulher.

      Eliminar
    6. Nuno, sempre disse que a Benfica TV tinha sido uma opção corajosa desde o 1º dia. Também sempre escrevi que o sucesso estaria sempre dependente da prestação desportiva da equipa, pelo que se tratava de uma opção arriscada. E, vendo à posteriori, é também uma grande vantagem poderem ser vocês a decidir a que horas jogam no vosso estádio.

      Em relação ao aumento dos custos com pessoal, não acredito que esteja inflacionado pelos prémios de assinatura. O Júlio César e o Jonas vieram ainda no 1º trimestre, e no 2º trimestre os salários aumentaram mais em relação ao período homóloga da época anterior.

      Quanto ao betão, duvido que pare, mas é a minha opinião... só o futuro dirá se tenho ou não razão. Honestamente não creio, por causa de uma teoria da conspiração que tenho. :)

      Terminando pelo abatimento do passivo, não se pode ver assim. O Benfica tem muito mais receitas que não apenas a das vendas de jogadores. O que é preciso ver é: que receitas variáveis teve o Benfica este ano e que poderá não ter nos anos seguintes?
      Os juros estarão lá sempre, tal como todos os custos de estrutura.

      Eliminar
    7. Mdc não vejo a grande vantagem nisso de escolher a hora mas no facto de os adversos terem de passar a negociar por eles e não em % do Benfica.
      Os dados que apresenta são do 1o semestre e não trimestre (ou seja inclui os 2 trimestres)... Essa é a minha opinião... Mas é óbvio que admito pode estar errado. Repare que não digo que pare (também acho que dá jeito ao lfv andar sempre com construções) mas acho que vai diminuir...
      No modelo do Benfica as receitas extraordinárias tem de cobrir os juros e as aquisições... Sendo que neste último ano devido às muitas vendas até deu para reduzir passivo. As receitas e despesas ordinárias é que têm de ser equivalentes... E isso acontece.
      Já agora... Acho que certos comentários apesar de serem do seu clube em nada significam este seu espaço. Um abraço

      Eliminar
    8. Nuno já não sei o que diga martins. É com estás tuas contas de merceeiro que temos muitas empresas a fechar portas em Portugal. Já disse para não inventares, se não sabes fazer contas é melhor deixares isso para quem sabe…. Por favor, há dias que não deves comentar , hoje as coisas não te estão a correr bem….. mais do mesmo…..NADA!

      Eliminar
    9. A receitas ordinárias são equivalentes às despesas ordinárias...este Nuno Lol Martins é um ponto.O problema são as aquisições e os juros...isso no teu clube nem é problema...lol este intelectual do Carnidense mercece estar ao lado do barbas e do taxista e do diabo de Gaia no quadro de honra.

      Eliminar
    10. King além de bêbado e ignorante também não sabes ler nem fazer contas. Vai ver o relatório e contas da sad.

      Eliminar
    11. Olha fresquinho http://m.record.xl.pt/news.aspx?ID=951472 mas lê logo ao acordar pois depois do pequeno almoço na podes não estar em condições.

      Eliminar
  4. Desculpem o off-topic mas sinto-me enganado pela pasquinada!

    Então o SCP seria uma revolução no plantel e no entanto o que eu vejo é o SLB a açambarcar jogadores :

    - Hassan
    - Elderson
    - Diego Lopes
    - Marçal
    - Dálcio
    - Pele

    E o Sporting!?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sérgio, o nosso plantel para o ano vai ser só o Bruno de Carvalho e o Slimani. E o Inácio será o treinador. :)

      Eliminar
    2. Dálcio não entra nas contas, pode sempre colocar mais um Sul Americano penso que da Venezuela..., destes todos tenho dúvidas que todos fiquem no plantel principal, mas o tempo o dirá

      Eliminar
  5. A questão que aki se põe sobre o Benfica também se põe sobre o Porto pois são dois clubes que tem feito excelentes vendas,,na globalidade tem feito excelentes receitas, mas mesmo assim continuam com um endividamento bastante elevado.

    O Sporting não está no mesmo patamar desses dois clubes pois tirando a venda de Rojo(com as devidas reticências) as suas vendas não tem valores significativos com a agravante de ter feito péssimas compras .

    Se o Porto e o Benfica tem feito excelentes negócios com a venda de jogadores e boas receitas na champions(Porto) a questão que se põe é a seguinte:onde está o dinheiro ?.Depois do regabofe que se viu nos últimos anos acho que neste momento o Sporting está no bom caminho mas se fosse adepto dos outros dois clubes andava preocupado !...

    E porquê ?,porque os clubes continuam a ser deficitários,isto é,tem custos superiores às suas receitas,não há portanto um equilibrio orçamental e estão sempre dependentes de receitas exatrordinárias,isto é, principalmente das receitas da champions e da venda de jogadores.

    Suponhamos que por exemplo o Porto e o Benfica tem duas ou três épocas seguidas fracas desportivamente levando a prejuízos elevados,como conseguem fazer face aos elevados compromissos que tem ?.Esse é que seria um grande problema tanto para o clube como para os credores mais importantes,isto é,bancos.

    É claro que isto não passa de uma mera hipótese académica uma vez que os carregadores do sistema tem um elevado manto protector,não não,não estou a falar dos sócios e adeptos,estou por exemplo a falar da APAF,sim sim do Vitor Pereira o grande distribuidor de campeonatos,do Jorge Mendes,um dos obreiros da estabilidade financeira do Benfica e também dos clubes satélites ao serviço das Suas Majestades.

    Por falar em sócios e adeptos parece que o Orelhas anda preocupado com a renumeração dos lampiões que pelos vistos é feita de 10 em 10 anos e será no mês de Junho.

    O rei Orelhas como já sabe que nem metade deve pagar as quotas já utilizou os jornais lacaios,Bola e Record,para dizer que é preciso vencer o campeonato dos sócios.Tal como dizia o presidente do Bayern estamos perante mais uma falácia.

    Estou a crer que enquanto os lampiões não conseguirem voltar ao "1º lugar" vai haver uma alteração nos estatutos em que a renumeração vai passar a ser de 2 em 2anos,depois do primeiro lugar atingido a renumeração passará a ser de 20 em 20 anos,para não dar muito nas vistas !...ahahahahaha




    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Vcs tb pegam em tudo.
      Qual é a falácia? o Benfica tem x numero de pessoas que se fizeram sócias. Muita gente entretanto deixou de pagar e o Benfica como é dos seus estatutos vai proceder a remuneração e assim ficar com o numero real neste momento. O que é que isto tem de incorrecto desculpa lá ?

      Achas que no Sporting todos pagam ? Como são feitas as vossas contagens e recontagens (tenho mesmo curiosidade) ?
      É que só assim de cabeça tenho pelo menos 3 amigos do Sporting que deixaram de pagar no ultimo ano, depois daquele animo de terem um presidente novo e tal.

      Eliminar
    2. No Sporting as recontagens são feitas a cada 5 anos, por isso é óbvio que os números são mais fiáveis. Quanto ao número de sócios pagantes, não é difícil de determinar olhando para os relatórios e contas dos clubes e calculando a partir dos valores indicados na quotização. No Sporting andam à volta de 50-60 mil, no Benfica não ultrapassam os 80 mil. O número dado para o Guiness é apenas propaganda (da boa, reconheço), mas só um totó acredita que aquilo é o número real de sócios.

      Eliminar
    3. BdC disse em agosto passado que o Sporting tinha 60.000 sócios com as quotas em dia. O orçamento que o Sporting (clube) apresentou para as quotizações é consistente com esse número. As receitas de quotização do Benfica apontam para a existência de 92.000 sócios pagantes. O número poderá variar um pouco em função do peso de cada escalão de sócio, mas não fugirá muito disso.

      Eliminar
    4. Este comentário foi removido pelo autor.

      Eliminar
    5. Primeiro obrigado pelo esclarecimento. Óbvio que 5 anos tornam o numero mais fiável. Como vcs chegam ao numero de sócios do Benfica acho muito complicado, até provado pelo facto de terem uma diferença de 12 mil entre os dois, procurei um bocado na net e encontrei contas para todos os gostos e feitios. Por isso nem digo nada.
      Penso que o Relatório apenas refere as cotas destinadas a SAD. O que é apenas uma % das cotas gerais. Mas posso estar enganado.

      Eliminar
    6. Neste momento a renumeração do Benfica é de 10 em 10 anos,se o Rei Orelhas adivinhasse que quese 2/3 iam deixar de pagar as quotas a remuneração passava a ser de 50 em 50 anos ,tantos aqueles que ele quer ficar no Fiifica para não ir parar ao Linhó !...

      Achas correcto um clube auto-intitular-se como aquele que no mundo tem o maior numero de sócios e afinal tudo não passar de propaganda barata ?.

      Eliminar
    7. King o Benfica para ter esse titulo teve de fazer uma recontagem auditada pelo guinness world record.
      Que hoje não seja verdade acredito, por isso é que o record é de há 10 anos atrás.
      Para todos os efeitos somos os recordistas do mundo em número.

      Eliminar
    8. Claro que sim e não digo o contrário,o Benfica foi o clube que na altura teve o maior número de sócios mas com o passar dos anos esse número foi-se reduzindo substancialmente e como tal é abusivo ostentá-lo uma vez neste momento a realidade é bem diferente.

      Eliminar
    9. MdC
      Se bem me lembro da sessão de esclarecimentos com os sócios no Auditório em 2014, BdC indicou 107.000 sócios, dos quais apenas pouco mais de 50.000 teriam quotas em dia.

      Recentemente atingimos os 125.000 sócios e, espero, devemos ter recuperado mais alguns dos que tinham quotas em atraso, pelo que acredito que estejamos na casa dos 70.000 sócios pagantes.

      Acredito que estejamos abaixo da última recontagem, há 5 anos atrás, que nos deixou acima dos 80.000.

      Há ainda um longo caminho a percorrer mas com a velocidade a que estamos a angariar sócios, atingiremos rapidamente os 100.000 novamente, número que se diz ser o necessário para colocar as modalidades em auto-suficiência.

      SL

      Eliminar
    10. Tiago, fiz as contas a partir do R&C da SAD, considerando que a SAD só recebe 25% do valor das quotas. Vou reproduzir o que escrevi num post sobre os proveitos operacionais dos três grandes:

      Ora, aplicando a mesma lógica de raciocínio ao Benfica (a demografia é a mesma), as quotizações totais do Benfica no 1º semestre (relativo a 7 quotas mensais - os escalões de pagamento são semelhantes), os €1,29M declarados corresponderão a um total de €5,16M pagos pelos sócios. Dividindo este valor por 7 quotas, obtemos €0,74M por mensalidade. Dividindo por 8€ de quota média, chegamos a 92.142 sócios pagantes. Admito que o número possa ser superior em função do nível de sucesso da campanha Sócio Zero Euros, realizada durante o 1º semestre.

      Um abraço.

      Eliminar
    11. Sporting até morrer (José, certo?), os números que referi foram ditos por BdC numa entrevista de televisão. Espero que realmente a nova campanha tenha ajudado a recuperar uma boa quantidade de sócios, é fundamental para as modalidades. Um abraço.

      Eliminar
  6. Caro Mestre,

    O mérito de ter mantido o Jesus é do... próprio Jesus, que achava que tinha condições para continuar e não aceitou a rescisão sem receber o contrato até ao fim. E o orelhas como não tinha 8M € para lhe pagar de indeminização + o custo de um contrato de um novo treinador com currículo (os adeptos nessa altura exigiam títulos e não aceitariam nenhum Rui Vitória, sob pena de ser a cabeça do LFV a rolar) + o risco de ver o Jesus no porto, decidiu mantê-lo. A máquina de propaganda fez o resto e o que passa é a de um homem com convicções que segurou o treinador contra tudo e contra todos. Errado.

    E isto não é informação das fontes seguras d'A Bola...

    Abraço.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ferénc, estava a referir-me a 2013, quando o Benfica perde as 3 competições e o contrato do Jesus acabava... Pode ter sido pelos motivos errados (medo de o ver no Porto)? Acredito que tenha sido um dos mais fortes motivos que o levou a tomar essa decisão. Mas o que é facto é que a tomou contra a generalidade da opinião pública e imprensa.

      Eliminar
    2. MdC

      Há aki uma questão que as pessoas se estão a esquecer....ainda a época não tinha terminado e o Orelhas veio públicamente anunciar que o JJ ia continuar no clube.

      É que a questão do tempo faz muito diferença pois nessa altura o Benfica tudo poderia ganhar e tudo indicava que isso iria acontecer mas saiu-lhes o tiro pela culatra.Se o JJ saía era mais um grande rombo na imagem do Vieira,o timoneiro que gosta de cumprir a sua palavra !...






      Eliminar
    3. Caro Mestre,

      Acho que não me fiz entender bem. O contrato acabava em Junho de 2013, mas foi assinado um acordo de renovação antes do fim da época. O King Lion refere-se a isso no seu comentário acima.

      Com a possibilidade de ganhar tudo e o risco (real) de poder perder o Jesus para o porto e de isso se reflectir no estado de graça em que finalmente estava/ iria ficar com os adeptos, o LFV assinou um acordo para renovação ANTES do fim da época. O interesse do porto era real e isso apressou o LFV a pressionar o Jesus para um acordo. A ganhar os mesmos 4 M €, depois de uma época fracassada? Na altura nunca pensou que ia ser fracassada e estava acossado pelo porto. O Vitor Pereira não ficou precisamente porque soube que era a 2a escolha.

      Depois veio a cena dos joelhos e as finais perdidas, mas aí o LFV estava de pés e mãos atados, com um acordo já assinado e com uma pipa de massa de indeminização que não podia suportar. Resultado: Um gajo encostado à parede, passa a homem firme e de convicções fortes. Até pode ser, mas não neste caso. O que ele não tinha era alternativa. Vá lá, correu-lhe bem...

      Abraço.

      Eliminar
    4. Na altura o Vieira pode ter dito isso, mas a renovação só foi anunciada à CMVM a 4 de junho, ou seja, depois de todas as finais terem sido perdidas. Não me lembro de ouvir falar de um pré-acordo.

      Notem que acredito que tenha sido o medo de que JJ fosse para o Porto a principal motivação para que Vieira lhe renovasse o contrato.

      Um abraço.

      Eliminar
    5. Garanto-te que havia acordo antes, Mestre. Como disse, as minhas fontes não são as d' A Bola ;)

      Abraço.

      Eliminar
    6. Mas então porque adiaram tanto o anúncio da renovação? O Vieira tentou roer a corda?

      Eliminar
    7. Este Meszaros conseguiu a proeza de trocar os comentários do MDC e a ele também e ainda vem aqui garantir que havia acordo antes do Benfica renovar com o Jorge Jesus dia 4 de Junho.

      Nem a bola ou record sabiam antes nem o Meszaros e por uma razão muito simples quando há acordo com um treinador é obrigatório as SAD's a comunicarem-no à CMVM. Decisões / contratos relativos sobre o treinador e transferências acima de X milhões tem que ser comunicadas à CMVM e vem aqui o meszaros dizer que antes já havia o contrato e que só não saiu do Benfica porque depois de perder a taça de portugal (é isso ?) já teria que pagar 8M de indeminzações LOL

      olha pois eu garanto-te já já já que já há acordo com o JJ para renovar hahahah e que sa lixe a CMVM. E olha que eu tenho umas fontes mta boas não são as tuas nem as d' A Bola ou Record !!! hehehe

      Eliminar
  7. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderEliminar
  8. http://m.abola.pt/noticia.aspx?id=551538

    Todos querem vir para o grande sporting!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O que ele queria dizer é que gostava de ver o JJ no Galasa...Gatala... Galatasaray. O resto é invenção desse jornal.

      Eliminar
    2. Mestre, vai ter que fazer um desenho.....este é daqueles que faz de DOG só para ver o Sporting perder. Dá a pata ao dono......

      Eliminar
  9. Mdc
    http://m.record.xl.pt/news.aspx?ID=951472
    Redução de 40M de passivo... 20 apenas no 3o trimestre... Capitais próprios positivos.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Já li, Nuno. O passivo baixou 20M, mas os ativos também. O que aconteceu foi que o dinheiro que receberam das vendas ao longo deste trimestre foi usado para pagar aos fornecedores. Ou seja, uma coisa anula a outra em termos da saúde das contas. Um dos principais indicadores, os empréstimos bancários, aumentou ligeiramente. O capital próprio melhorou em 1M em relação a 31 de dezembro.

      Ainda não li com detalhe para perceber se houve alguma circunstância especial, mas se não houve significa que precisam de vender 16M (Bernardo) por trimestre para ficarem com as contas minimamente equilibradas.

      Quando saírem as contas de Sporting e Porto, e depois de passado a final da Taça, hei-de ver isso com mais detalhe.

      Um abraço.

      Eliminar