segunda-feira, 4 de maio de 2015

Também há fogo de supressão no futebol português


Em qualquer bom filme de guerra há sempre aquele momento em que os heróis se preparam para tomar uma posição chave ocupada pelo inimigo e pela qual passa o sucesso de toda uma operação. O líder do pelotão olha para os seus homens, nomeia aqueles que o acompanharão no assalto e diz aos restantes para, ao seu sinal, os apoiarem com o famoso covering fire (fogo de supressão em português), de forma a aumentar as hipóteses de se conseguirem aproximar do objetivo sem serem um alvo fácil para os soldados que lá estão entricheirados. Basicamente, o fogo de supressão serve para manter o inimigo de cabeça baixa, de forma a que não consigam observar devidamente o seu movimento nem dificultar a oposição à sua progressão.

O fogo de supressão é uma tática que ultimamente tem sido também utilizada com bastante frequência no futebol português. Vou deixar aqui dois exemplos que, curiosamente (ou talvez não), são originários da mesma fonte.


A polémica Belenenses / Rui Pedro Soares / Benfica

Ao longo do último mês foi tema de amplo debate a inqualificável promiscuidade que existe entre Belenenses e Benfica, promovida pelos dirigentes benfiquistas e abençoada pelo presidente Rui Pedro Soares. Há duas semanas, em pleno jogo entre as duas equipas, alguns sócios e adeptos do clube do Restelo manifestaram o seu desagrado pelos acontecimentos com esta faixa:


Um momento humilhante a que Rui Pedro Soares, afamado boy que agora se presta a todo o tipo de fretes no futebol - já tinha feito carreira disso na política -, foi submetido na sua própria casa. Perante este ataque a um precioso aliado da máquina benfiquista, bastaram apenas dois ou três dias para que um conhecido e influente (ou influenciável?) jornalista saltasse em sua proteção no seu espaço semanal:

(obrigado, @captomente)

Ou Rui Pedro Soares ou o caos, é o que podemos concluir deste texto de José Manuel Delgado. Não tenho informação suficiente para perceber até que ponto a gestão de Rui Pedro Soares saneou as finanças da SAD, mas parece-me definitivamente abusivo o seguinte excerto:
"A nova gestão trouxe ventos de prosperidade, que passaram (...) por um novo fôlego competitivo. Foi assim que o Belenenses deixou de viver o pesadelo de descer ao terceiro escalão e passou a olhar, com esperança, para a subida à I Liga". 

Escrevo abusivo porque, sendo verdade que o Belenenses regressou em 2012/13 à I Liga já durante a presidência de Rui Pedro Soares - com 23 pontos de avanço sobre o segundo classificado -, a realidade é que o atual presidente da SAD passou a ser o acionista maioritário a 13 de dezembro de 2012, altura em que a classificação estava assim ordenada:


Rui Pedro Soares só assumiu a presidência em janeiro de 2013, mas a verdade é que a subida à I Liga já estava muito bem encaminhada quando comprou ao Belenenses as ações que lhe deram o controlo da SAD. 10 pontos de avanço sobre o 3º classificado é uma folga assinalável ao fim de 17 jornadas. Portanto, em relação aos medos de descida ao terceiro escalão estamos conversados - a não ser que fosse por incumprimento de compromissos de ordem financeira, problema que desconheço se seria assim tão urgente de resolver. De qualquer forma, o "novo fôlego competitivo" que José Manuel Delgado apregoa é uma enorme treta.

O clube regressou à I Liga, e em 2013/14 o Belenenses assegurou a manutenção à justa, ficando no antepenúltimo lugar. Esta época está de facto a fazer uma competição muito acima das expetativas. A questão é: será que a responsabilidade deste regresso aos lugares cimeiros se deve apenas a boa e imaculada gestão? Será que o facto de se submeter ao Benfica, cedendo...
  • parcelas significativas de direitos económicos de jogadores - que compromete a obtenção de mais-valias futuras;
  • direitos de preferência de jogadores;
  • abstendo-se de apresentar a equipa mais forte nos jogos que opõem os dois clubes; 
... a troco de dinheiro fresco e de jogadores emprestados, não será uma forma pouco lícita de recuperar a hipótese de jogar na UEFA? O que seria do nosso futebol se os restantes clubes da mesma dimensão começassem a fazer o mesmo? Que tipo de competição passaríamos a ter?

Ao escrever este artigo de opinião, o sub-diretor do jornal A Bola está basicamente a tentar passar uma esponja por relacionamentos eticamente duvidosos, aprovando entusiasticamente o rumo que Rui Pedro Soares escolheu para a SAD. Podemos concluir que para este jornalista os fins justificam os meios utilizados, e os sócios e adeptos do Belenenses não passam de uns ingratos que perderam a noção do que é "realmente" importante.


A polémica nomeação de João Capela para o Gil Vicente - Benfica


Todos nos divertimos imenso com mais uma troca de mimos entre Lopetegui e Jesus, desta vez acerca da nomeação de João Capela para o jogo de Barcelos. Desde então foi possível assistir a uma série de declarações de gente que, direta ou indiretamente envolvida, decidiu dar a sua opinião sobre o assunto. 

Um desses intervenientes foi o treinador do Gil Vicente, José Mota, que criticou de forma categórica a escolha do árbitro que o Conselho de Arbitragem fez para esta partida. E com toda a razão, já que foi precisamente João Capela (e o seu assistente) que cometeu um erro grosseiro que esteve diretamente na origem do único golo que derrotou o Gil Vicente.


Quem não gostou da colherada metida por José Mota foi o decano jornalista e subdiretor do jornal (surpresa!!!) A Bola, Fernando Guerra, que no sábado (dia do jogo) escreveu o editorial que podem ver à esquerda.

Fernando Guerra começa o texto considerando as trocas de palavras entre Jorge Jesus e Lopetegui como "bate boca normal", mas atira-se de unhas e dentes a Mota por este estar a dar a sua opinião sobre um assunto em que, só por acaso, a sua equipa participa e é uma parte diretamente interessada.

Começa por atacar o caráter de José Mota recordando as deselegantes palavras de Paulo Fonseca na 1ª jornada da época passada sobre o agora treinador do Gil Vicente (deselegantes porque um treinador de um grande deve ter mais tolerância com declarações de técnicos que lideram equipas com meios infinitamente inferiores). 

"Agora, com uma novidade, porém: reclama com um dia de antecedência e também com algum descuido.", escreve Guerra. À deselegância de Paulo Fonseca (que mais tarde se arrependeu das palavras que disse), conseguiu acrescentar uma dose adicional de deselegância que um jornalista se deveria abster de cometer, a não ser em situações comprovadamente graves.

Fernando Guerra prossegue a defesa da nomeação de João Capela referindo que existem outros árbitros que também já apitaram 3 jogos do Benfica esta época (mas nenhum árbitro apitou 4 de nenhum dos grandes como o Capela após a partida de sábado, não é, ó Fernando?), e acusa José Mota, no editorial - considera-se que um editorial reflete a opinião da publicação em causa, ou seja, neste caso do jornal A Bola - de "ajudar a inventar um caso" que "talvez lhe dê jeito".

Para suportar o ataque ao treinador do Gil Vicente, termina o artigo referindo que foi precisamente João Capela o árbitro da penúltima vitória da equipa de Barcelos - como se isso por acaso tornasse a nomeação mais aceitável. Parecem-me dois factos totalmente desconectados, pois o facto de o Gil Vicente ter ganho ao Paços nessa partida com João Capela a arbitrar não implica necessariamente que José Mota tenha que passar a ter boa opinião do árbitro em questão.

Só por curiosidade, pesquisei o que escreveu o jornal A Bola sobre a arbitragem de João Capela nessa partida entre Gil Vicente e Paços de Ferreira:


Boa arbitragem, segundo A Bola, mas por acaso o Gil Vicente até reclamou de um penálti não assinalado a seu favor. Com ou sem razão? Não há forma de saber, pois o resumo disponível não o mostra. Mas a verdade é que José Mota tem direito a não gostar de João Capela - e mesmo dando de barato que não havia motivos de queixa no tal penálti contra o Paços de Ferreira, o erro cometido no Estádio da Luz era razão mais que suficiente para temer uma nova arbitragem com influência no resultado.


Fogo de supressão

É fácil perceber o objetivo deste tipo de artigos que os jornalistas com mais nome do jornal A Bola estão a fazer. Ao atacarem os sócios do Belenenses e o treinador de uma das equipas em pior situação da I Liga, estão a mandar um sinal que estão prontos a atacar o caráter de qualquer pessoa que venha a público dar uma opinião contrária à narrativa que a publicação em causa se tem esforçado tanto por estabelecer.

A nomeação de João Capela é um escândalo. Não há outra forma de colocar a questão. E José Mota tem TODO o direito - mais do que qualquer outra pessoa - de contestar esta escolha. Se Fernando Guerra não gosta é um problema dele, mas enquanto jornalista não há qualquer justificação para tão duras palavras quando se andam a passar coisas bem mais graves nos estádios portugueses - que por acaso não têm merecido o mesmo nível de indignação do subdiretor do jornal A Bola.

Em relação ao caso do Belenenses, até compreendo que José Manuel Delgado se reveja nas ações de Rui Pedro Soares - ao que se diz por aí, também o jornal A Bola teve que pedir financiamento ao Benfica para continuar a operar. Seria uma hipocrisia estarem a criticar outros por recorrerem à mesma ajuda. Resta saber o que é que A Bola entregou em contrapartida, visto que na Travessa da Queimada não existem percentagens de passe nem direitos de preferência para ceder...

51 comentários :

  1. Mais um post sobre o SPORT LISBOA BENFICA. Olha e posts sobre modalidades por exemplo, sobre o teu clube, não seria boa ideia? Tipo futsal ou assim...

    http://1.bp.blogspot.com/-RZNtSCGgwo4/VUZ4-eP4jDI/AAAAAAAAXKc/A3blKqPpVqo/s1600/11181194_444167092409256_5982404487569206173_n.jpg

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ricardo,

      é com satisfação que vejo benfiquistas interessados em ler como as coisas são feitas, verdadeiramente, dentro do seu próprio clube.
      Pena que para isso tenham que consultar informação fora de casa.

      Um abraço-.

      Eliminar
    2. E dizer alguma coisa de jeito sobre o post, não há argumentos nessa pequena cabecinha?

      Eliminar
    3. Já tinha saudades do Ricardo a comentar um post a dizer que só falamos do benfas. Já há algum tempo que não fazia isso.

      Eliminar
    4. Por acaso, ó imbecil, o post é mais sobre a subserviência canina do jornalismo desportivo português aos poderes vigentes no futebol nacional, do que apenas sobre o Benfica, mas estou certo que tal raciocínio não teve tempo de se formar no teu limitado cérebro, dada a fuçanguice com que deves ter passado o fim de semana a fazer F5 neste blog para ver se havia uma referência qualquer à tua agremiação, para poderes marrar.

      Já estou como diz o Mike, já se sentia falta um desses posts altamente inesperados e carregados de inteligência, a contribuir para o debate, de um dos orcs residentes deste blog.

      Eliminar
    5. Ah ah ah priceless (e sem precisar de mandar o Ricardo mamar na quinta pata) :
      "dada a fuçanguice com que deves ter passado o fim de semana a fazer F5 neste blog para ver se havia uma referência qualquer à tua agremiação, para poderes marrar"

      Eliminar
    6. Ricardo, este post é 90% A Bola e 10% Benfica.

      Eliminar
    7. Li mais um texto aziado da tua parte, pensei que era sobre Futsal mas não, referes no minimo 8 vezes a palavra BENFICA e não foi por ter conquistado a Taça de Portugal em Futsal!

      Eliminar
    8. Os sportinguistas com azia Ricardo? Impossível... Eles ganham tiros todos os dias!

      Eliminar
    9. Não me sabia analisado com tamanha minúcia! :)

      Eliminar
  2. Mestre, nada de novo. Tanto o Delgado como o Guerra participaram em reuniões com LFV em 2010/2011 na altura do célebre comunicado à quarta jornada. Apenas estão a cumprir as instruções do patrão

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Nada de novo, Hugo, mas custa sempre ver este nível de alinhamento. Um abraço.

      Eliminar
  3. Mestre,

    mais uma vez louvo-lhe o trabalho e a paciência. Está excelente. Tudo, desde da pesquisa, analise dos dados e sua interpretação.
    Tenho pena que este seu trabalho (não só este post, mas tudo o resto que nos tem deixado por aqui) só seja visto por um Universo pequeno (o leonino).
    Num país decente, com gente responsável e honesta, muitas das coisas aqui esclarecidas fariam, no mínimo, as pessoas pensar.


    A mentira, impunidade, sem vergonha e gozo são enormes. E foi disso que viveu (mais) esta época desportiva. E num negócio de milhões, com milhares de profissionais a depender dele, um mínimo (são muito mais que isso) erro ou desvio da verdade, influencia muitas vidas. Quantos jogadores e treinadores não puderam ser melhores, receber mais prémios, jogar em melhores clubes porque foram impossibilitados de vencer ou trabalhar com as mesmas armas?


    Esta sua demanda nunca poderá ser em vão. Se, de todos os lampiões e tripeiros que passam por aqui, houver um que consiga evoluir para benfiquista ou portista, então já valeu a pena.

    um abraço e continuação de um bom trabalho.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Cantinho, a verdade é essa: o alcance do blogue é muito curto e pouca diferença faz. Infelizmente as pessoas com espaços de comentário desportivo não se atrevem a apontar o dedo a estes evidentes exemplos de parcialidade da imprensa, porque não querem colocar em risco as suas colunas ou páginas que têm nessas mesmas publicações.

      Obrigado por essas palavras e um abraço.

      Eliminar
  4. O verdadeiro fogo de supressão é associar o capela ao Benfica por um jogo (e duvidoso) mas não o associar a uma equipa a favor da qual já assinalou 7 penaltis a favor! O verdadeiro fogo de supressão é por às atenções no capela para o Marco não marcar penalti em jogadas de andebol.
    Honestamente acha que o belenenses estava bem quando foi comprado? Não sei ao certo os valores... Mas só o facto de alguém ter assumido as dividas salvou a sad do belenenses... Ou estou errado?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Uma leitura pra te ajudar a centrar no tema, ò desonesto:

      http://furialeonina.blogspot.pt/2015/05/joao-capela-e-os-tres-grandes.html

      Eliminar
    2. "O verdadeiro fogo de supressão é associar o capela ao Benfica por um jogo (e duvidoso)"

      Capela com o benfica: 13 jogos arbitrados, ganhou 12, empatou um, marcou 32 golos e sofreu 0 golos.

      Ingraçado, deve ser record mundial

      Eliminar
    3. Bonito era dizerem em que é que o capela ajudou o Benfica nesses jogos... Em expulsar o cardozo por bater na relva? Expulsar o Aimar? O que seria se o capela tivesse assinalado 7 penaltis a favor do Benfica? Mas assinalou a favor do Porto.. 7...
      Ah mas isso não interessa. A culpa é do capela de eles falham?
      Qual é a relevância para analisar a performance de um árbitro com uma equipa dos resultados desses jogos? Pode ter maus resultados apesar de ser beneficiado ou ter bons apesar de prejudicado. Vocês não são muito inteligentes a nível argumentativo e pagam em qualquer premissa que parece que suporta as vossas opiniões... Embora não tenha nada a haver.

      Eliminar
    4. Já agora faça lá as mesmas estatísticas para o porto com o Marco Ferreira... E desde já o ajudo que nos jogos que o Porto não ganhou com esse árbitro não foi por falta de penaltis a favor.

      Eliminar
  5. "Capela com o benfica: 13 jogos arbitrados, ganhou 12, empatou um, marcou 32 golos e sofreu 0 golos."Os lampiões são uma máquina de jogar futebol,são tão bons tão bons que até desistiram das competições europeias !.. sem o colinho da APAF o melhor é apostar tudo no mercado dos 6 milhões !...ahahahahahaha

    MdC

    Do seu post dá para perceber que os carregadores do sistema tem bastantes aliados,é normal e ai daqueles que abrirem o seu bico contra o Rei Orelhas.Ainda dizem eles que não são o clube do regime,credo !...

    De resto por acaso ninguém viu o jogo Porto-Benfica em iniciados ?,mais um golo invalidado ao Porto que daria a viragem do resultado para 2-1 por pretenso fora de jogo.Cuidadinho que a APAF não perdoa,até nos pequeninos a ladroagem é para se manter.

    Estou admirado é com a subserviência do Porto ao seu novo aliado.Vai-lhes custar caro a brincadeira.


    ResponderEliminar
  6. Mestre, bom texto, mas para que no final, não se diga que ganhou o melhor, era importante fazer um apanhado desde o princípio da época, quais os jogos que o Benfica foi beneficiado de facto. Quanto ao Ricardo, é óbvio que ele considera o jornal a bola o Benfica

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigado, Fernando. Tenho feito esse apanhado nos posts das 6ªs feiras com o balanço das arbitragens. Um abraço.

      Eliminar
  7. Sim a SAD do Belenenses estavam num bom caminho quando foi vendida por 470€ ao Dragao de Ouro!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Acrescentar que o dragao de ouro pagou para assumir dívidas. Agora vão em 5o ou 6o...estão bem pior... O jornalista é que não sabe!

      Eliminar
    2. Resta saber o que teve que fazer para conseguir o dinheiro... mas para vocês isso é pouco relevante, já que os fins justificam os meios, certo?

      Eliminar
    3. Se tiver cometido crimes tem de ser punido! Qual é a dúvida? Agora que o belenenses esta melhor do que estava também não há dúvidas!

      Eliminar
  8. O texto é interessante, a permissa que o Benfica financiou o jornal a bola, é um bocadinho abusiva, se lhe deu jeito para a sua conclusão, também podia concluir que existe por aí quem diga isto ou aquilo sobre tanto tema, mas são autos de fé ou desonestidade intelectual...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Desonestidade intelectual é aplaudir o andor (até aqui, nada de especial, qualquer um pode ser parvo voluntáriamente) mas pretender que todos, todos de qualquer clube e alguns até benfiquistas não possam ver o óbvio. Que é que o rei vai nu.

      Nem todos somos imbecis. Só isso.

      Eliminar
    2. Insistindo na palavra que o Valdemar bem usa: 'óbvio'.
      O óbvio está no post, negar o óbvio é estúpido mas legítimo.

      Eliminar
    3. Óbvio era que o schars era melhor que o witsel... Para alguns. Óbvio era o plantel mais equilibrado da península ibérica.. Para alguns. Nem todos somos imbecis. Ainda bem que tu és.

      Eliminar
    4. Tu queres ver que o Nunito é o FDP e que afinal não está emigrado em Marte onde os teclados não têm acentos mas está sim em Vila Real a mamar dinheiro público enquanto passa os dias na net?

      Eliminar
    5. Este comentário foi removido pelo autor.

      Eliminar
    6. Azia Tiago? Toma konpenpan... Já agora fdp é o filho da tua mãe.

      Eliminar
    7. Muito bem. Falemos então de outras épocas.

      Épocas onde o Benfica pretendia que o Sporting se lhes juntasse na limpeza do futebol nacional. Contra os tipos de lá de cima a norte. Contra um tal de Pinto da Costa.

      Esse que é o melhor amigo agora quando as votações são na liga, presidida por uma personagem que foi escolhida entre vários ex-dirigentes do Sporting agora em contencioso com a actual administração e adeptos.

      Falemos nesses anos em que o Benfica levava DVD's ao Ministro do Desporto a exigir intervenção estatal na vergonha que era um campeonato combinado, corrupto e vergonhoso.

      Falemos nesses anos, com saudade.

      Repito, nem todos somos parvos.

      Comparações directas de jogadores? É difícil. O Adrien no meio campo não tem que disputar bolas com o Capela do Benfica.

      O Nani, esse maior caceteiro do futebol nacional não tem que disputar bolas com o Maxi Anjo Pereira.

      O Tobias Figueiredo que é expulso (e bem) com vermelho por parar ataques semi-perigosos, mas o Liosão pode distribuir fruta por trás, frente e cotovelos perante o beneplácito do bandeirinha Ferrari.

      Um homem, diz-se, é ele e as suas circunstâncias. É por isso que é difícil comparar os do Benfica e os do Sporting. Os primeiros são eles e o colinho da APAF, e os últimos são apenas eles...

      Finalizo apenas informando que se a pessoa que escreve ali em cima for efectivamente o LDP, então não precisa de agradecer: foi com a minha prévia permissão que foi promovido a escriba de blog. Um sportinguista é assim, ainda que o oposto não seja verdade, como prova o clamor para que deixe eu de o ser...

      Eliminar
    8. Pedro, é um facto que há pessoas bem informadas que dizem que A Bola pediu ajuda financeira ao Benfica para manter o jornal a funcionar. Eu próprio vi posts sobre o assunto. De qualquer forma, não sabendo se isso é efetivamente verdade ou não, não considero isso como um facto consumado.

      Eliminar
  9. Mestre, o teu nível continua a subir. granda post....

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Francisco, é indiscutível que é grande em tamanho! Ando a tentar encurtar os posts mans não consigo. ;) Agora mais a sério, obrigado e um abraço.

      Eliminar
  10. Continuam a tentar ligações com o Capela...
    A memoria mais forte que guardo dele é o facto de ter expulso o Aimar (sem motivo) e este ter sido o único jogador dessa liga apanhar 2 jogos de suspensão por vermelho directo. Absolutamente ridículo já nem vou falar do Carozo . Mais uma contribuição para esse ano se ter perdido o titulo da maneira que foi (o melhor foi mesmo Guimarães e Académica).
    Quanto a este jogo epa se aquilo é penalti... O que tenho a certeza é do fora de jogo mal assinalado ao Jonas quando estava isolado frente ao GK com outro jogador do Benfica ao lado.
    Mas pronto o andebol do Porto foi muita tranquilo aqui por estas bandas.
    Aguardo com curiosidade analise desta Jornada Mestre.
    Um abraço a todos.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Uma memória negativa em 12 jogos? Não é um balanço nada mau, Tiago. ;) Um abraço.

      Eliminar
    2. Foram 2 memorias Cardozo e Aimar. E sempre é mais factual do que dizer só que é o capela pronto. Foi por isso que achei mal o teu outro post e fui lá dizer sobre as 5 capeladas.
      É que o post fez-me lembrar um outro bloguer Sportinguista que li algures sobre uma expulsão do Benfica dizia algo como " Não vi o jogo, não vi a expulsão, não a quero ver nem saber se foi justa. O que sei é que foi mais um expulso contra o Benfica. Levados ao colo", até alguns sportinguistas alertaram da parvoíce da frase mas ele manteve que o importante era reclamar.
      Aqui com o capela achei o mesmo, um arbitro que não me parece que tenha um histórico de beneficiar o Benfica (se estiver enganado que me venham mostrar os erros não é falar de golos marcados e sofridos). E houve uma carrada de barulho para influenciar a arbitragem.
      Conclusão arbitrou a medo cada mergulho era falta e ainda mandou 2 erros graves contra o Benfica. Não teve influencia nenhuma verdade por ganhamos por 5.
      Acho que expliquei mais ou menos o meu ponto.
      Um abraço.

      Eliminar
    3. A memória do Cardozo foi a expulsão no jogo com o Sporting? O Capela aí compensou-vos ao não assinalar um penálti a favor do Sporting...

      Não vi o jogo do Benfica com o Gil Vicente, mas tomo como boa a tua palavra. Mas se calha o mais seguro é fazerem o mesmo que fazem com o Rui Fonte. Se o homem se sente condicionado mais vale não participar nos jogos contra o Benfica! ;)

      Um abraço.

      Eliminar
    4. https://www.youtube.com/watch?v=uwmzkHZ_Mp0
      Enfim....nem consigo argumentar contra argumentos válidos e fortes como os do Tiago Santos....acho que a clubite a mais , devia dar mais trabalho aos oftalmologistas

      Eliminar
    5. Essa era Boa mestre Passei anos a pedir por tudo para o Proença não apitar o Benfica... Visto que era tão Benfiquista acho que era melhor ele não apitar lollllll.

      Quebra como bem podes ver nenhuma das imagens se vê o pé claramente a bater no gajo. Se olhares bem para a ultima imagem vez que toca com o calcanhar de raspão. Mas existe um video da sportv onde vez bem de frente e notas que mal toca com a bota. Vou procurar isso e as declarações que o Rui Duarte disse para tu perceberes melhor. Mas acho que dá para perceber claramente que Rui Duarte acerta na sola do Aimar e a perna é projectada na direcção do corpo dele. O Aimar ainda a tenta encolher no fim.
      Pode ser clublite minha pronto mas como até foi um grande Sportinguista que me alertou para a parvoíce de ser suspenso 2 jogos.

      Eliminar
  11. Sim, explicaste bem o teu ponto: és mais um diarreico escarlate que quer tomar os outros por asnos.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ui isto sim é um comentário com um ponto importante . Agora que sei que sou um "diarreico escarlate" já não vou dormir bem.

      Eliminar
  12. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderEliminar
  13. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderEliminar
  14. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderEliminar
  15. Compreendo que o Capela seja um pessoa com má memória para o SCP, agora eu também não me esqueço que o Capela, expulsou o Aimar em Olhão, uma expulsão forçada, e com base no relatório desse senhor, foi o único jogador a levar dois jogos, quando havia outros casos no mesmo ano em que não aconteceu, portanto o Sr. Capela, como grande Benfiquista, escreveu coisas bonitas no relatório, para um jogador que nunca foi expulso ter levado dois jogos. Curioso é que coincidência ou não o Aimar não jogou o Jogo em Alvalade, que o Benfica perdeu por um zero, o tal que teve um penalti sobre o Gaitan, nos primeiros minutos, uns anos depois o Capela prejudica o Scp num jogo com o SLB, será que tinha a consciência pesada...? A Verdade e relativa, fiquem com a vossa, e nós ficamos com a nossa....

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. "A Verdade e relativa, fiquem com a vossa, e nós ficamos com a nossa...."

      Olha aqui Verdade do Nani:"Benfica será um justo campeão"
      (http://www.record.xl.pt/Futebol/Nacional/1a_liga/Sporting/interior.aspx?content_id=946629)


      Eliminar