sexta-feira, 5 de junho de 2015

A gargalhada do ano


Compreendo que Rui Gomes da Silva pensasse que fosse impossível que o Sporting chegasse a Jesus. Eu também achava, mas não passo de um simples adepto. Mas já não restam dúvidas: Vieira queria mesmo empurrar Jesus para fora do Benfica, mas para um clube ditado por ele próprio e por Jorge Mendes. Jesus percebeu isso e entendeu-o como uma afronta. Afinal, depois de 6 anos de trabalho em conjunto e de muitas suecadas nos tempos livres, Vieira ainda não compreendia Jorge Jesus. E isso também diz muito da capacidade de julgamento da peça.

Confirmando-se o desfecho de que todos falam, esta gargalhada ficará para a posteridade como símbolo do desleixo com que o Benfica procurou controlar o destino de um dos treinadores mais vitoriosos da sua longa história.

3 comentários :

  1. É feio desejar o mal alheio, mas a esta figura, fica-lhe tão bem a azia! Num dicionário ilustrado, seria este o cromo que acompanharia a entrada referente a "Lampionismo"! Gosto!

    ResponderEliminar
  2. Este otário deve estar com um melão descomunal.

    "esta gargalhada ficará para a posteridade como símbolo do desleixo com que o Benfica procurou controlar o destino de um dos treinadores mais vitoriosos da sua longa história." Nem mais. Eles bem tentam controlar os danos dando uma de indiferente, mas basta dar uma volta pelos blogues benfiquistas para ver que lhes está a custar, e muito, toda esta situação. Até o RAP já insultam por ter dito que a culpa foi do LFV.

    ResponderEliminar
  3. azia e melão é típico de quem acaba de ser bicampeão. Estamos todos com muita azia e um melão descomunal. Eu queria mesmo era ser lagarto para ser feliz, parabéns, temos muita inveja

    ResponderEliminar