sexta-feira, 7 de agosto de 2015

Manuel José e o nível dos adversários dos três grandes na pré-época

Têm sido muito os comentadores particularmente benevolentes com os resultados da pré-temporada do Benfica, usando como justificação principal o nível dos adversários que os campeões nacionais têm tido na sua digressão no continente americano. Alguns desses comparam depois de forma depreciativa a qualidade das equipas que Sporting e Porto têm defrontado. 

Ou seja, o Benfica tem tido maus resultados porque tem jogado contra equipas fortes, enquanto que Sporting e Porto têm tido resultados melhores porque têm jogado contra equipas de menor qualidade. 

Dentro desse universo de opinadores, o mais despistado deles todos será seguramente Manuel José, que ontem, no programa Grande Área, foi o responsável por uma das mais fantásticas pérolas oferecidas ao público português dos últimos tempos:


Perdeu uma boa oportunidade para ficar calado.

Mas analisemos um pouco mais em pormenor os adversários dos três grandes para verificar se o raciocínio de Manuel José e de tantos outros comentadores é legítimo.

Em relação ao Sporting, há que dizer que não faz sentido considerar os confrontos com o Sporting B e Mafra como jogos. Foram apenas treinos, com duas partes de 60 minutos (pelo menos com o Mafra foi assim) e com várias interrupções para fazer as correções que a equipa técnica considerava necessárias.

Jogos propriamente ditos, o Sporting só teve 3: Ajax Cape Town (5º classificado na liga sul-africana), Crystal Palace (10º na liga inglesa) e Roma (2º na liga italiana).

O Porto defrontou, para além de equipas dos escalões secundários holandeses e alemães, o Schalke (6º na liga alemã), o Borussia Moenchengladbach (3º na liga alemã), o Valência (4º na liga espanhola) e o Stoke City (9º na liga inglesa).

E que jogos teve o Benfica? PSG (campeão francês), Fiorentina (4º na liga italiana), NY Red Bulls (atual 2º na conferência este da MLS, 5º no total de todas as equipas), America (2º no torneio clausura mexicano, atual 20º e último no torneio apertura ao fim de 2 jornadas) e Monterrey (12º no torneio clausura mexicano, atual 19º no torneio apertura ao fim de 2 jornadas).

Se excluíssemos o PSG, o nível médio dos adversários estaria mais ou menos em linha com os de Sporting e Porto. E na realidade até foi um PSG de segunda linha que se apresentou nesse jogo: dos onze que iniciaram a partida contra o Benfica, apenas Sabaly, Maxwell e Lucas Moura foram titulares regulares em 2014/15. Ou seja, 3 jogadores em 11.

Na realidade, os resultados nesta fase interessam muito pouco. O Benfica optou por uma digressão muito compensadora financeiramente que, na pior das hipóteses, os afetará apenas nos primeiros jogos oficiais. Este tipo de digressão é feita à semelhança - e há que reconhecê-lo - do que fazem muitas das equipas mais mediáticas do mundo, que não deixam de lutar pelos seus objetivos quando a bola a sério começa a rolar. Sim, é verdade que não são as condições ideais do ponto de vista desportivo para preparar uma época, mas é uma opção legítima que podia e devia ser assumida de forma natural.

Aliás, o único verdadeiro disparate foi terem aceitado participar na inauguração do estádio do Monterrey a menos de uma semana da Supertaça. Enfim, coisas de gente ligada ao setor da construção.

Acredito que podem ter sido as viagens sucessivas, as oscilações de temperatura e o facto de ter feito um jogo em altitude elevada tenham tido um peso não negligenciável na forma em que os jogadores se apresentaram. Mas se o Benfica não ganhou nenhum jogo, não foi seguramente devido ao nível dos adversários. Manuel José & Cª é que já podiam parar de inventar desculpas esfarrapadas.

26 comentários :

  1. Fala Manuel José fala,fala !....ahahahahaha granda burrrrrrrrrrrrrooooooooooo.

    ResponderEliminar
  2. Fala Manuel José fala,fala !....ahahahahaha granda burrrrrrrrrrrrrooooooooooo.

    ResponderEliminar
  3. Pequena correcção, no FC Fruta faltou aí referir o jogo com o Stoke, parece-me.

    ResponderEliminar
  4. King Lion, também não é preciso ofender os Burros, os pobres dos animais não fizeram mal a ninguém, para serem comparados a este indivíduo que anda a anos a procura de clube e ninguém o chama, em contrapartida anda de comentador a falar mal de um e de outros.
    Para não falar acerco do que ele mencionou acerca da entrevista do JJ, que aquilo não se dizia a colegas de profissão e tal...mau de mais, por isso caros amigos, quando quero visualizar noticias desportivas ou vejo o programa transferências que me parece +/- isente, ou SportingTV, .

    Um bom domingo a todos os Sportinguistas, e que independentemente do canto do mundo onde estejamos, daremos muitos saltos de alegria em sintonia.

    SL

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Oxalá Domingo assim seja...mas que vai ser um jogo de nervos de aço ninguém dúvide...tenho a impressão que vai haver mosquitos por cordas fora e dentro do estádio,só espero que o Colo-Colo jogue com 11 !..

      Eliminar
    2. King Lion, com o maior respeito, discordo da opinião. :)

      Acho que vai ser mais um derbi bem disputado tanto no relvado como nas bancadas e exterior do estádio.

      Como o meu amigo sabe, os árbitros tugas são cobardes. Na impossibilidade de ajuizar com rigor naquele milésimo de segundo que nós reproduzimos 10 vezes em repetições televisivas para chegar a alguma conclusão, eles decidem a favor de quem lhes dá menos problemas e mais hipóteses de subir na carreira.

      E parece-me que eles já começaram a farejar que algo mudou no futebol nacional. Concedo que o Benfica conseguiu travar na Federação o sorteio dos árbitros, única vitória nesta pré-temporada, a par da contratação de Mitroglou...

      Mas nós tirámos o Duque da Liga, conseguimos a maioria das equipas das ligas profissionais a votarem a favor do sorteio dos árbitros, roubámos-lhes o treinador mais titulado da sua História (palavras deles), a Doyen e os fundos, denunciados por nós, perderam as acções na FIFA e na UEFA, restando apenas o caso Rojo que me parece que também vai pender para nós.

      Algo está a mudar no futebol português e todos os agentes a ele ligados sentem isso, inclusivé os árbitros.

      Penso que esta época já não vamos assistir a Capeladas ou Brunos Paixãozadas, a começar já na Supertaça.

      Eliminar
    3. O programa de transferências com o lampião do Rui Braz ? O gajo não percebe nada de futebol. Este braz é ridículo é só ver um bocado deste programa.

      Eliminar
    4. Valdemar com todo respeito quem tirou o Duque foi o PdC e o Oliveirinha

      Eliminar
  5. estes terão de jogar...

    pizzi, luisão e jardel mas com um detalhe: o samaris tem de sair da cobertura defensiva. Se isso acontecer, temos autoestrada para a baliza deles.

    mas o rui vitória é medroso e vai por o samaris com o fejsa.

    ResponderEliminar
  6. O Manel José pensa que ainda está em 1988 a treinar bolas para o ar.

    Tudo o que o indivíduo diz soa a azia. E amigo do boifica, acho bem sacou lhes uma bela maquia sem fazer nada de especial.

    Quanto ao Jesus fez o seu mind game, fosse um certo mal educado de Setúbal era fantástico. Aliás mandou a medalha de presença na supertaca e todos acharam piada a falta de fair play.

    A serio que há comentadores que metem nojo.

    Sl

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Precisamente, Green Lantern. Fosse o Mourinho a fazer isto ao Wenger, e seria mais um golpe de génio...

      Eliminar
  7. Mestre,
    Quanto ao FCP falta o Stoke City, 9.º classificado da Premier League
    Que por acaso até ficou à frente do 10.º - os do Palácio de Cristal, que referiste ;=)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Nem me lembrei do Stoke, Costa... aqueles 3 pareciam-me exemplos suficientes para o que queria demonstrar. :)

      Eliminar
  8. http://www.msn.com/pt-pt/desporto/futebol/discurso-de-jesus-%C3%A9-piroso-vaidoso-e-saloio/ar-BBludx6?ocid=mailsignoutmd

    Outro. RR em grande!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Magnífico! Esse indivíduo parece carente, deve andar com saudades dos tempos em q podia ajudar o clube dele enquanto era presidente de outro.

      Eliminar
  9. A parte que mais gosto é a do Roma ter levado 3 de um adversário qualquer :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Essa parte revela bem a desonestidade do comentário do Manuel José. Perdeu 3-0 só com o Barcelona e, ainda por cima, no Troféu Joan Gamper...

      Essa derrota, aparentemente, serve para mostrar que a Roma não é um adversário forte, mas a derrota do Benfica por 3-0 com o Monterrey não quer dizer nada.

      Eliminar
  10. Ficaste um bocado melindrado por aquilo que Manuel Jose disse do JJ mas pensa la se fosse ao contrario estarias aqui a fazer eco do que ele disse.Que se lixe a pre-epoca e tambem a maior parte das pessoas que falam nunca na vida foram treinadores.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não é por isso, nonameslb. O Manuel José não gosta do Jesus e já falava mal dele quando era treinador do Benfica. Isso não me incomoda. Incomoda-me apenas este esforço para tentar justificar maus resultados. E concordo contigo, a pré-época não tem qualquer importância. Era nisso que se deviam focar em vez de estarem a desvalorizar o desempenho do Sporting para suavizar os do Benfica. Nem imagino quando for a sério.

      Eliminar
  11. O problema do Manuel José foi ter sido o "treinador" do Sporting nos 7-1! Aquilo com ou sem treinador aconteceria sempre e isso, para um benfiquista como MJosé, continua a ser um drama. Manuel Fernandes é que poderia ajudar e explicar-nos qual foi a táctica de "treinador" nesse jogo :-)

    ResponderEliminar
  12. Dizem que se fosse o Mourinho a dizer aquilo do "cérebro" ao Wenger seria considerado genial. É capaz de ser verdade.

    Mas peca por fugir à questão....

    O correcto será dizer: "se fosse o Jesus a dizer aquilo do "cérebro" enquanto treinador do fifica a propósito de qualquer outro treinador, de qualquer outro adversário, e seria considerado genial", como aliás foi, repetidas vezes.

    O que me irrita não é pois a irritação provocada pelas palavras de JJ. Isso seria normal, se não denotasse a enorme hipocrisia de quem fechou os olhos a tantas outra "palavras" e frases, iguais ou muitas vezes bem piores, que foram ditas no passado. Só que noutro contexto, claro está.

    E quando o contexto é "Sporting", as putas tornam-se virgens púdicas ofendidas.

    É o nojo de tudo o que gravita à volta deste futebolzinho fifica-conivente.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não houve deselegância nenhuma quando se riu de Luisão empurrar um árbitro alemão,

      ou de andar à batatada à polícia no meio do relvado,

      ou de andar à batatada com jogadores adversários no meio do relvado,

      ou de mostrar 4 dedos a um colega de profissão,

      ou quando qualificou uma arbitragem que lesou o adversário como "limpinha, limpinha".

      Só passou a ser deselegante quando vestiu o equipamento de treino do Sporting Clube de Portugal.

      Eliminar
  13. Há muito tempo que as tv deviam oferecer o jantare café aos comentadores que leva aos estúdios!

    É que isto de os deixar falar depois de almoço ou jantar tem muito que se lhe diga...

    ResponderEliminar