segunda-feira, 14 de setembro de 2015

Contrariando as máximas da praxe cumprindo os serviços mínimos

Aquela máxima do jogar como nunca e perder como sempre tem-se aplicado demasiadas vezes ao Sporting ao longo das últimas épocas, pelo que acaba por ser refrescante vivermos uma situação em que desempenhamos o papel que normalmente pertence aos nossos adversários. 

Efetuámos hoje uma exibição muito pálida a partir do momento em que nos vimos em vantagem no marcador, e ainda assim tivemos a benesse extra de conseguirmos chegar ao 2-0 da mesma forma que o primeiro apareceu - a partir de um erro individual de um jogador do Rio Ave. Durante a maior parte do encontro foi a equipa da casa a fazer as despesas da partida, tendo conseguido construir bastantes situações de golo que iam sendo sucessivamente desperdiçadas de forma quase sempre infantilmente inofensiva. Existissem jogadores mais mortíferos e não teria sido necessário esperar pela segunda parte para vermos um golo caseiro.

Não esquecendo que o essencial são os três pontos que trouxemos connosco de volta para Lisboa, há que tirar as devidas conclusões sobre o que não correu bem hoje, e corrigir rapidamente dois aspetos que nos causaram demasiados amargos de boca nesta época ainda tão jovem: as quebras de concentração quando a bola está na nossa área, e uma intolerável falta de discernimento para terminar lances de contra-ataque em que estamos em vantagem numérica. 

E mais uma vez não posso deixar de referir a arbitragem: novo jogo com erros que nos prejudicaram, apesar do penálti (bem) assinalado que Adrien converteu.


Positivo

O objetivo essencial foi alcançado - o que torna tudo o resto secundário. Sim, o Sporting cometeu erros, muitos erros, mas tudo isso poderá ser parte de um processo de aprendizagem indolor se os cometermos e aprendermos com eles não desperdiçando pontos. Bottom line: 4 jogos, 3 vitórias e 1 empate, em igualdade de pontos com o primeiro classificado, a contrastar com a situação que vivíamos na época passada com o mesmo número de partidas realizadas: 1 vitória (arrancada nos descontos) e 3 empates, que nos colocavam no 8º lugar a 4 pontos de um quarteto de líderes. 

Slimani a transformar-se num franchise player - nos desportos americanos costuma-se designar por franchise player um jogador à volta do qual uma equipa é construída, tal é a sua importância para a organização. Estando William no estaleiro e sendo Rui Patrício guarda-redes, o argelino tem conseguido semana após semana destacar-se dos demais pela imensa utilidade que revela, e que vai muito para além dos golos que marca. Neste momento é impossível imaginar o melhor Sporting sem Slimani lá na frente. Hoje foi o melhor jogador em campo.

A entrada de Mané - quando decidiu mexer na equipa, Jesus optou primeiro por colocar João Mário a tapar o flanco esquerdo. Não funcionou, claramente. Só com a entrada de Mané e a passagem de João Mário para o centro do terreno é que a equipa voltou novamente a controlar melhor o adversário. Para além disso Mané esteve muito bem nas saídas para o ataque, tendo estado sempre muito esclarecido. Justifica mais oportunidades para entrar como titular.

A segurança de Rui Patrício - não teve propriamente defesas de encher o olho, mas teve uma exibição muito segura - particularmente nas saídas aos cruzamentos. Sem responsabilidades no golo sofrido. Está a fazer um grande início de época.



Negativo

A exibição - pelo futebol jogado não merecíamos ter saído vencedores. A desinspiração foi coletiva, mas é possível detetar alguns focos individuais que contribuíram para uma exibição tão apagada: os laterais raramente participaram no jogo ofensivo (curiosamente os nossos dois golos nascem a partir de dois maus cruzamentos de Jefferson), Carrillo esteve muito desinspirado, Ruiz e Teo estiveram bem no princípio do jogo mas esgotaram-se depressa, e Adrien voltou a perder demasiadas bolas em locais proibidos.

O golo sofrido - houve demasiada gente a falhar num lance que poderia ter sido resolvido sem grandes complicações. Primeiro o corte em balão de Paulo Oliveira que saíu lateralizado e a cair dentro da área, depois João Mário e Jefferson a desentenderem-se e a deixarem-se antecipar por Kayembe, e finalmente Esgaio a não reagir ao cruzamento, deixando Yazalde completamente solto para finalizar. Comportamento ridículo da nossa defesa neste lance.

Desesperante ineficácia nos contra-ataques - não é admissível que uma equipa que quer ser campeã desperdice de forma tão absurda praticamente todos os lances de contra-ataque de que dispõe. Hoje não foi diferente, e existiram pelo menos 3 ocasiões que deveriam ter tido outro tipo de decisões ou finalização. Num dos casos tínhamos até vantagem numérica de 3 para 1. Um problema grave que transitou do ano passado e que urge resolver.

A arbitragem: ainda não foi desta - em primeiro lugar, Hugo Miguel foi Hugo Miguel. Faltas, faltas e mais faltas, com os cartões a ficarem no bolso. Para os homens do Rio Ave, entenda-se. Não compreendo como é que lances como a cotovelada na primeira parte e a entrada a pés juntos na segunda (apesar de Wakaso ter jogado a bola não se pode fazer ao lance daquela forma) não deram amarelos. O primeiro cartão para o Rio Ave saíu do bolso apenas aos 80 minutos. Mas o pior acabou por ser o fora-de-jogo que antecedeu o golo de Yazalde...


... - um erro compreensível, mas que apesar de tudo não deixa de ser um erro grave - e o penálti cometido sobre Slimani aos 78'.


Ao contrário de Manuel Oliveira e Bruno Esteves, não creio que Hugo Miguel seja um árbitro mal intencionado, mas é indiscutível que falhou em prejuízo do Sporting.



Em quatro jornadas já fizemos 18% do total de jogos fora a realizar durante a época com um registo 100% vitorioso. Há que começar a seguir o exemplo nos jogos em casa, de preferência já com o Nacional daqui a uma semana.

46 comentários :

  1. Este lance do Slimani não me pareceu penalty, o homem ao mínimo toque cai. Resultava com o JVP, dada a sua constituição. Aqui fica mal... Mas que é raçudo, lá isso é!
    Bem me parecia que a linha de fora de jogo estava completamente fora do lugar, obrigado pelo frame. De qualquer das maneiras foi muito rápido, nem os jogadores se aperceberam.
    Quantos aos lances, o mais absurdo foi mesmo aquela entrada a pés juntos sobre o Carrillo em que Não-Sei-Quem até corta a bola para fora com esta entrada e o árbitro assinala....lançamento lateral para o Rio Ave! o.O

    De resto o Naldo assusta-se facilmente e Adrien falha muitos passes. Tendo em conta a posição deles no terreno explica-se muita ineficácia de jogo da equipa.

    SL! +3 pontos!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. JPereira, concordo que o Slimani se faz demasiado aos penáltis, mas aqui o movimento do braço do jogador do Rio Ave não deixa grandes dúvidas de que há empurrão.

      Sim, toda a decisão do lance a pés juntos é uma coisa aberrante... :)

      Eliminar
    2. Temos que deixar de ser demasiado compreensivos. Não se pode falar de intensidade, nem q um jogador se faz ao penaltiy; ele salta e sofre um empurrão nas costas. É penalti inequívoco. Ainda por cima, não se pode ser condescendente quando contra o Paços e Académica foram assinalados 2 penalties ridículos contra o SCP.

      Eliminar
    3. Se alguma vez praticou algum desporto,meu caro JPereira,saberá que quando se salta o minimo toque em qualquer parte do corpo nos desequilibra.Foi o que aconteceu neste caso com o empurrão com o braço ao nível da cintura.Penalti sonegado!

      Eliminar
    4. Isso mesmo. Qualquer praticante de um desporto aonde exista contacto sabe que por vezes basta um contacto para haver desequilíbrio.
      a diferença é quando se está à espera do contacto ou não. Quando não se espera até um toque leva ao desequilíbrio e por vezes queda.

      Eliminar
  2. MdC

    Discordo na parte em que o Rio Ave teve varias ocasioes de golo! Pelo menos flagrantes.
    Teve uma bola no poste e fora isso o golo. Mesmo o lance do golo nasce de uma ma abordagem ao lance.
    Do meu ponto de vista o Rio Ave teve muita bola mas ocasioes n creio que tenham sido muitas...
    Tivemos mais e melhores ocasioes mas concordo que jogamos mal...muito mal. Mas convem nao esquecer que jogamos sem 2 dos nossos melhores jogadores. Adrien nunca na vida pode jogar como medio mais recuado. Falha muitos passes e perde bolas infantilmente.
    No lance do golo do Rio Ave o fora de jogo existe mas e milimetrico como tal e facilmente desculpavel.
    Irritou me em particular as mas decisoes em lances de contra ataque...lances esses que nos podiam ter rendido pelo menos mais 2 golos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Fernando, para além do golo e da bola ao poste houve um cabeceamento no princípio da segunda parte que foi ao lado e mais alguns remates que poderiam ter levado melhor direção pois os jogadores do Rio Ave tinham espaço para isso.

      As melhores ocasiões foram nossas, isso é indiscutível, mas é normal atendendo que se tratavam de jogadas de contra-ataque. Concordo que deviam ter dado mais dois golos.

      Eliminar
  3. Jesus no Sporting é igualzinho ao Jesus no Benfica

    Os jogos deles são sempre iguais, é com tudo pra frente, marcam um ou dois golos e depois é um vê se te avisa, táctica? organização? Isso não lhes assiste, não sei como é que o Rio Ave não lhes meteu mais um ou dois. E no fim de os ver a levar uma lição de bola, mesmo ganhando, vem o Adrien dizer, "dominamos o jogo todo" o quê? O moço anda a ouvir muitas palestras do mestre da táctica e dá nisto.

    Pedro Silva

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Mete mais tabaco nisso porque se há coisa em que JJ é competente é na organização defensiva.

      Eliminar
    2. Até pode ser competente, mas até agora a defesa tem sido o pior dos jogos do sporting...

      Eliminar
  4. Mestre, costumo ficar mais convencido com as suas análises à arbitragem.

    . Fora de jogo - na dúvida benficia-se o infractor, certo? Foi o que aconteceu.

    . Penalti - subscrevo a teoria do primeiro comentador. Não é.

    . Faltas constantes apitadas contra o Sporting. Aí, sim. Era qualquer uma que parecesse falta. Houve uma do Ruiz, em que ele levanta a bola, com o pé próximo do adversário e o Hugo Miguel marca. Eheheh. Aqui nada de novo

    Quanto à exibição, subscrevo o Mestre. É bom ganhar estes jogos sofridos que antes era certinho que os empatavamos mas é uma sensacao, como adepto, pouco gratificante.

    Preocupa-me que a qualidade de jogo do Sporting piore a cada jogo. E o Adrien nunca mais encosta, bolas! Volta William!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sobre arbitragem é obvio que nao existe qqr penalty no entanto a falta de coerência nestes lances chateia 1 pouco, vimos todos a aplaudir a decisão de marcar penalty contra no jogo contra o paços este fim‑de‑semana vi 2 lances idênticos (sobre aboubakar e este sobre Slimani) e de repente estes lances já nos são pênaltis...

      Sobre o nosso futebol algum exagero nisso porque desde o inicio da época já tivemos bons períodos contra o Benfica, tondela, CSkA e acadêmica é verdade que contra o paços e ontem jogamos pouco mas estivemos sempre mais perto do golo que os adversários.

      Esta mania que temos de ter 1 rolo compressor e golear tudo e todos é 1 pouco ridícula porque estamos a começar 1 projeto do zero com novas pessoas e novas ideias de jogo alguém acreditava que ao fim de 2 meses íamos estar assim tão fortes?

      Eliminar
    2. É completamente diferente do lance do Paços. Aqui há um empurrão nítido nas costas. No Paços o defesa limitou-se a colocar a mão nas costas sem efetuar qualquer empurrão.

      Em relação ao facto de na dúvida beneficiar-se os atacantes nos foras-de-jogo: conforme escrevi é um erro compreensível, mas não deixa de ser um erro.

      Eliminar
  5. Não gostei do jogo.

    Não gostei das mexidas de JJ foram tardias e da de JM pela troca com o Ruiz não se percebeu bem.

    Não gostei da nulidade que foi o Jefferson o golo do Rio Ave apesar de precedido de fora de jogo é inqualificável a asneira do Jefferson o JM está de costas para a bola o Jefferson é que se desinteressa do lance.

    Não gostei de ver a equipa desperdiçar 4 contra-ataques perigosos de forma tão displicente, Carrilho a temporizar demasiado, o JM a falhar na cara de GR e outra do JP a falhar o que seria o 3-1!

    Aquilani e Adrien são efetivamente remedeios no meio campo ambos rendem muito mais soltos no meio campo.

    Naldo sempre a ter de dobrar o Jefferson, Mané a entrar muito bem a entrada do JP percebe-se quanto muito por Gelson ser um jogador explosivo para jogar no 1-1 e não para segurar a bola como era preciso naquela altura.

    ResponderEliminar
  6. jogo longe de ser perfeito mas estamos onde merecemos, na liderança. Em 4 jogos fizemos 3 fora e 100% vitoriosos, agora é manter o registo em casa e melhorar exibições. Adrien ha muito que digo que é um jogador com muita alma mas muito trapalhao, JJ está sempre a clamar por William por isso nota-se que ele n ta muito confortavel com adrien.

    ResponderEliminar
  7. Vitoria complicada num campo difícil! Podíamos ter morto o jogo no último quarto de hora com as oportunidades que criamos (Slimani, João Mário...era só jogar no Mané! e João Pereira a terminar).

    Mestre, o Bryan Ruiz deve treinar mto bem durante a semana...espero é a titularidade do Mané ou Gelson contra o Lokomotiv.

    O José Manuel Delgado escreve assim, na Bola de hoje, num texto chamado Assim se pacifica o futebol português: "como os grandes ganharam, não houve nem contestação nem polémica e ninguém falou de Bruno Paixão, João Capela ou Hugo Miguel, muito menos se ouviram os tambores da campanha histérica contra Vitor Pereira. E será bom, desde já, que as vozes mudas, sub-reptícias e anónimas que fazem a campanha pela fragilização do presidente da Comissão de Arbitragem sejam desmascaradas."

    É preciso ter uma falta de vergonha na cara!!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O Delgado está em grande forma, PM. Em breve terá direito a um post, mas por outro motivo...

      Eliminar
  8. Penso que já aqui tinha referido isto, o pessoal anda muito iludido com o JJ.
    Pensavam que o homem vinha para aqui e era "carrossel", "nota artística", "rolo compressor", isso nunca se passou nos inícios de época quando ele esteve no Benfica, bem talvez no primeiro ano, mas nos restantes as equipas dele precisaram sempre de tempo para evoluir, dai ser importante até como ele já referiu, o Sporting se manter em todas as frentes nestes primeiros meses. Até agora o saldo tem sido positivo, foi um inicio de época muito exigente com ST, playoff Champions, 3 jogos fora em 4, isto numa equipa que nunca jogou naquela tática.

    A minha esperança é que a equipa "acorde" o mais cedo possível, pode ser que lá para Outubro/Novembro já tenhamos mais regularidade, já se nota qualidade mas falta regularidade.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. JJ já disse que o principal desafio é aguentar até ao final do ano, precisamente porque depois disso a equipa estará muito mais entrosada.

      Eliminar
  9. Os sportinguistas têm a memória muito mas mesmo muito curta. Gostava por exemplo que alguns que criticam a forma como a equipa jogou ontem me dissessem qual foi a última vez em que, depois de uma semana de jogos internacionais, a nossa equipa chegou ao intervalo num estádio difícil como o do Rio Ave a ganhar por 2-0? Corremos riscos ao gerir o resultado demasiado cedo na segunda parte? Sim, de facto corremos, mas o ano passado geríamos o jogo desde o apito inicial até ao apito final. O JJ começou a treinar a equipa há 10 semanas, não há 6 anos e aqui não há colinho.

    Ganhámos muito bem e merecidamente pois fomos a melhor equipa em campo e a que mais oportunidades flagrantes de golo teve.

    PS: Não acho que houve penalty sobre o Slimani e apesar de haver um fora de jogo no início da jogada do golo do Rio Ave acho que é daqueles que se perdoam. Desta vez a arbitragem até nem foi tão má como isso.

    ResponderEliminar
  10. Vi o jogo ao vivo e as fragilidades dos nossos defesas laterais são ainda mais evidentes. Por outro lado nota-se a qualidade do toque de bola dos nossos jogadores mais avançados, com a excepção do Slimani.

    Destaques individuais:

    Rui Patrício
    Muito seguro nas saídas. Está um Sr. Guarda-Redes.

    Jefferson
    Pareceu-me sempre desorientado e continua com a mania de reclamar demais com o arbitro, caso o Hugo Miguel estivesse com a encomenda feita, ele tinha sido expulso na segunda parte.

    Esgaio
    Esteve igual ou pior do que o seu companheiro da lat. esquerda. Na primeira parte só contei um corte eficaz. O mais preocupante é que não me parece que haja alternativas melhores no banco.

    Naldo
    É um upgrade quando comparado com o Maurício e isso vale pouco.

    Paulo Oliveira
    Este atento e procurou não complicar. Por comparação aos seus colegas da linha defensiva, é único que não me deixa com o coração nas mãos quando a bola cai perto dele.

    Adrien
    Desde da época passada que não me convence, agora a 6 ainda menos, valha-nos a sua eficácia como marcador de penaltis.

    Aquilani
    A qualidade técnica não engana e excelente visão de jogo. O que preocupa é sua aptidão e rotinas quando é preciso fechar o meio-campo.

    Bryan Ruiz
    O toque de bola não engana mas ontem não esteve tão bem, acredito que seja devido ao cansaço.

    Carrillo
    O nosso jogo passa quase sempre por ele, sobretudo na primeira parte. É um desequilibrador sem igual no nosso plantel (o Gelson ainda tem que evoluir...). Como outros, apagou-se na segunda parte.

    Teo Gutierrez
    Era um dos jogadores em que eu depositava mais esperanças. Ontem, como noutros jogos, não o vi a fazer nada que o Montero não fizesse.

    Slimani
    A raça e sentido de oportunidade compensam a sua falta de técnica. Não é o meu estilo de jogador favorito mas é sem dúvida muito útil.


    João Mário
    É um jogador com técnica e visão de jogo claramente acima da média mas acho falta-lhe qualquer coisa. Não sei se é garra, intensidade, killer instinct....

    Mané
    Tem melhorado de forma consistente e já oferece garantia de qualidade.

    João Pereira
    Entrou para dar segurança defensiva mas o que eu registei foi uma perda de bola comprometedora no meio campo

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Em relação ao Teo tenho que dizer o que ele fez o Montero não fazia! Montero não pressiona como Teo, não dá linhas de passe como Teo, não faz desmarcações como Teo, não é jogador de equipa como Teo, não se movimenta como Teo.

      Teo é muito mais jogador que Montero. Montero é muito mais artista que Teo

      Eliminar
    2. Caro, só um opinião minha que não consigo deixar de escrever: o Esgaio é bem pior que qualquer outro jogador do plantel. É fraquíssimo... não vi todo o jogo mas, a partir do momento que vi, quase todas as jogadas de perigo foram na conta do Esgaio. Não tenho nada contra o rapaz, mas como jogador... não tem valor nem para a primeira liga, quanto mais para o Sporting!

      Abraço,

      Eliminar
  11. Resumindo e concluindo um jogo à imagem do que se passou a época passada e que tantos dissabores e perdas de pontos nos causou.

    A atitude dos jogadores deixa a desejar e a equipa a defender continua a dar casas atrás de casas.No golo do Rio Ave o João Mário fica a ver o jogador do Rio Ave fazer dele gato sapato mas já antes um cabeçeamento entre os centrais poderia ter dado mais cedo o golo do Rio Ave.

    Por outro lado é lamentável como é que o João Mário isolado define o lance quando tem a seu lado Mané em muitas melhores condições para fazer o golo.É nestas coisas que se distinguem os melhores dos outros !...

    É óbvio que estes jogos da selecção em nada ajudam a preparação da equipa para defrontar adversários aguerridos,os jogadores chegam cansados e por vezes sem a motivação necessária.É preciso também salientar que o Rio Ave não é propriamente uma equipa de anjinhos como aquela que levou 6 como poderiam ter sido 8 ou 9,era só mais uma questão de se abrirem as pernas ao patrão !...


    ResponderEliminar
  12. Fiquei desiludido com Esgaio e Jefferson, creio que Esgaio não é aquele jogador que toda a gente queria que ele fosse. Vejo-o muito macio a defender e com algumas reservas a atacar, não gostei particularmente da forma de jogar. Jefferson já é um caso antigo .. tanto é o Roberto Carlos da Amoreira como pode ser o Cortez ou um Sepsi ou um Lucas Mareque ou um Joãozinho.
    Adrien a dar de barato muitas bolas em zona proibida. Carrillo uma sombra do que pode e consegue ser, Ruiz cansado e complicou algumas situações. João Mário entrou muito muito mal, parecia que estava a jogar à bola com os amigos, entrou sem vontade.

    Patrício muito bem, PO melhor que Naldo, mas mesmo assim não foi pelos centrais que sofremos o golo, Aquilani tem muita qualidade nos pés, grande visão de jogo, creio que com William atrás Aquilani pode dar mais nas vistas. Teo muito bem, boas movimentações, desmarcações, linhas de passe, taticamente é muito bom. Slimani excelente, não posso dizer nada, mais pelo que lutou. Quando o jogo exige finalização a Slimani, ele faz desesperar os adeptos leoninos com algumas das falhas que comete, mas quando o jogo exige esforço, devoção e dedicação, ele consegue sempre alcançar a glória. Mané entrou muito bem e JJ fez exactamente o que eu tinha pensado fazer com a entrada de João Pereira, fechou o flanco e deu mais ajuda a Esgaio.

    No fundo o que interessa já cá mora, os 3 pts.

    ResponderEliminar
  13. Mestre, não achas que o Patrício devia ter saído no lance do golo do Rio Ave?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. ftpaul, neste caso parece-me que não era nada fácil conseguir chegar à bola...

      Eliminar
  14. Off-Topic ontem assisti a mais um episódio da "estrutura":

    Diamantino (Burro pseudo inteligente), Gobern (El gordo 1) e o Simões todos eles referiram-se às afirmações do presidente do Rosário Central ... a encomenda foi bem feita e os carteiros bem que tentaram efetivar a entrega mas eis que Inácio chama a atenção a um pormaior muito importante ... não é a américa do sul o berço dos esquemas dos passes partilhados ou por via de fundos ou por via de clubes barriga de aluguer e vem agora um presidente de um clube argentino tentar colar o SCP a fundos de países de origem duvidosa !??? Ainda para mais sabendo que não há partilha de direitos com fundos para novas contratações!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A América do Sul é o berço desses esquemas e por isso não podem ser surpreendidos pela origem do dinheiro? Tem alguma coisa a haver? Se forem eles que inventaram o esquema e acham duvidoso é porque deve ser mesmo bem duvidoso.
      Malvados dos argentinos que também querem prejudicar o domínio global do sporting de Lisboa.

      Eliminar
    2. Curioso, apenas e so neste caso se pos em causa a origem do nosso dinheiro...claro que para ti e apenas coincidencia certo?

      Eliminar
    3. Nuninho lamento que mais uma vez não atinjas o alcance do que escrevi ... deixa para os graúdos ok!? ou se quiseres podes chamar o "tio" Eagle para a discussão para ele nos chamar de MENTIROSOS! :).

      Eliminar
    4. Fiquei ontem a saber (isto foi-me dito por duas pessoas que, tanto quanto sei, não têm relação entre si) que quem faz o briefing aos paineleiros benfiquistas é o Carlos Janela. A vida continua a surpreender-nos...

      Eliminar
    5. Carlos Janela?a Aquele que esteve no SCP?!

      Eliminar
    6. Esse mesmo. Foi também ele uma das pessoas que telefonou ao Jesus a pedir-lhe que falasse com o Vieira na altura em que ia assinar com o Sporting.

      Eliminar
    7. Sérgio

      Tal como eu já aki escrevi o Orelhas tem uma sala no estádio da Porta 18 em que dá aulas de "informação" sobre aquilo que os paineleiros do Carnide devem dizer nos programas televisivos.

      Se tu reparares e tirando as variantes do estilo de cada um todos praticamente dizem a mesma coisa.

      De resto eu só gostaria de saber qual o montante pago pelo clube da Porta 18 pelas palavras que proferiu o presidente do Rosário.O orelhas vai pagar bem esta transferência,vai vai.

      MdC

      Não tinha lido o que o MdC escreveu em relação ao Carlos Janela mas o MdC deve-se ter lembrado daquilo que eu escrevi aki semanas atrás em relação ao Janela e que foi mais ou menos assim:Janela diz com casa,casa com Porta,Porta com estádio da Luz,estádio da Luz Porta 18.Disse eu ainda o seguinte,está encontrado o substituto do Zé do Benfica tal o nível de discurso de lambe botas ao Orelhas que ele teve!..

      Eliminar
    8. Pensei que Carlos Janela fosse sportinguista...se e nao passa de um vendido...se nao e nunca devia ter tido um cargo no SCP...e nestes momentos que nos apercebemos da escumalha que tomou de assalto o nosso clube durante tantos anos...
      Um aparte...o Nuno nao me responde?! Estou ansioso por saber que argumentacao vai ter ele perante o que perguntei...mas quase que adivinho...

      Eliminar
  15. Mdc assim é mesmo muito difícil não ser prejudicado...
    Se aquilo não é um lance para utilizar o critério de em caso de dúvida beneficiar a equipa atacante então não há casos de dúvida.
    Já agora... O Adrien pode fazer o que quiser aos adversários?
    Um abraço bicampeão.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Está fora-de-jogo, é factual, Nuno. É um erro compreensível, com certeza, mas não deixa de ser um erro.

      Eliminar
    2. Ok. A vossa lata é mesmo muito grande.
      Depois de andarem um ano a falar de golo anulado ao nacional 10s após o árbitro apitar este ano já dizem que o golo ao Arouca já não é golo anulado porque o árbitro já tinha apitado.
      Depois de andarem um ano a dizer que o golo do rio ave foi mal anulado apesar de também factualmente estar fora de jogo agora num lance que ESTÁ fora de jogo 15s antes do golo.
      Se fosse a vosso favor diziam que eram as linhas que estavam tortas etc.. Qualquer dia começam a chorar por uma fora aos 2m influenciar um golo aos 89m.
      Normal que não ganhem nada.. Nunca tem culpa própria.

      Eliminar
    3. Alguém que traduza ... o Nuninho abusou da "linha" e pronto é isto o que dá andar pela porta 18!

      Eliminar
  16. mestre,

    fui só eu que ouvi o Ribeiro Cristóvão na SIC Notícias depois do jogo dizer (e parafraseando) :

    "... o Sporting jogou mal ,,,
    .. se o Sporting tivesse perdido mais pontos ...
    .. assim, nada esta perdido ..."

    eu só vejo três explicações :

    1 - o ribeiro cristóvão estava bêdado e achava que o sporting tinha empatado
    2 - a azia é muito grande e já nem se importa de passar por bêbado
    3- eu é que estava bêbado

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não vi mas se calhar vou dar uma olhadela, Mário... :) Um abraço.

      Eliminar
    2. A variedade é tanta que não há espaço no disco rigido para tanto disparate por parte dos paineleiros, aquilo são verdadeiros programas de comédia, qual big brothers e casa dos segredos, aquilo é que é.

      Ontem até cheguei a ouvir o Jorge "Azia" Coroado a gozar com o Bruno Paixão, ele dizia que há uns anos ele era bom para auxiliar de árbitro, tipo levar o equipamento e coisas assim, hoje está no fim da carreira, está um pouco melhor, disse ele enquanto comentava o trabalho no lance em que mostrou cartão ao Luisão, o Paixão a pedir desculpas ao Luisão.

      Como é que é possível haver árbitros como Paixão(já lá vão 15 anos) e Capela a apitar em Portugal?!

      Eliminar
    3. Já fui ver! Também merece post, Mário... Obrigado e um abraço.

      Eliminar
  17. Nesse lance do empurrão ao Slimann não houve repetição para ninguém.

    ResponderEliminar